Skip to main content
 -
Gustavo Fonseca é Cofundador do Doutor Multas. Criado há 9 anos com o objetivo de ajudar os motoristas, já evitou que + de 5.200 clientes perdessem a CNH com consultoria administrativa personalizada. É dedicado a disseminar conteúdo relevante para conscientizar as pessoas sobre as Leis de Trânsito.

Comprou um carro com multas? Saiba o que fazer!

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

 

Um carro mais moderno sempre foi o desejo de muitas pessoas. Eu, por exemplo, já troquei de veículo algumas vezes, pois não quero que ele seja muito desvalorizado com o passar do tempo. Também gosto de trocar de carro para manter as tecnologias automotivas mais avançadas, pois, assim, conduzo de modo mais seguro e confortável.

 

Nem sempre é possível comprar um carro novo ou, às vezes, o cidadão não tem interesse em pagar os altos preços cobrados em um automóvel 0km. Nesse sentido, a compra de um veículo usado tem uma ótima relação custo-benefício. No entanto, fique atento, pois, além de verificar a pintura, pneus, partes internas, desempenho e demais componentes e aspectos do carro, é preciso verificar a documentação do veículo, principalmente as multas!

 

E muitos compradores falham nessa hora. Talvez na emoção de adquirir um carro mais atual, esquecem de verificar a situação do automóvel perante aos órgãos de fiscalização responsáveis pela regularização do veículo. Afinal, é preciso checar se o carro está com o IPVA pago, demais taxas em dia e, como disse, multas em aberto.

 

Com o objetivo de ajudá-lo a evitar surpresas após a compra de um carro usado, deixo, aqui, algumas dicas e sugestões para a verificação do histórico de multas dos veículos. Ainda, veja o que fazer caso tenha comprado um carro com multas, bem como demais regularidades pendentes. Fique de olho! Compre um carro para trabalho e lazer e não para trazer dor de cabeça!

 

Verifique a situação do veículo antes da compra!

 

Como disse, é muito importante verificar a existência de multas ao comprar um carro usado. Além disso, precisamos checar se o automóvel possui outras pendências a serem regularizadas. Alguns passos são essenciais para que você compre um carro de modo mais tranquilo. Todos estes são passos simples a serem tomados e colaboram para um acordo mais seguro com o vendedor.

 

Primeiramente, acesse o site do Detran do Estado em que o veículo da compra estiver cadastrado e preencha o campo correspondente à placa e ao número do Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM) do carro. Você será direcionado para uma página onde constam todas as informações do automóvel.

 

Cheque as descrições do proprietário e demais itens do veículo. Veja a listagem de multas e verifique se há autuações de trânsito em aberto. É possível também conferir o histórico de multas e confirmar se todas elas estão realmente pagas. Tenha atenção e observe qualquer restrição ou pendência financeira!

 

Nessa página, verifique também se há débitos na regularização do carro. Cheque a situação do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), licenciamento e seguro obrigatório. Ao final da página, é importante observar se o termo “nada consta” está presente, indicando que a regularização do veículo está em dia.

 

Recebeu multas antigas no carro comprado. E agora?

 

Pelo fato de uma infração de trânsito demorar um certo período para entrar no sistema do Detran, é possível que uma multa apareça no veículo recém-comprado. Tendo em vista que o antigo proprietário tem até 30 dias para recorrer de uma multa após a sua infração, pode ser que o novo dono tenha surpresas logo após a compra.

 

Nem todos os casos são de má fé do antigo dono, mesmo porque o condutor pode ter sido autuado por um agente ou câmera de fiscalização do trânsito e não estar sabendo. Mesmo assim, o antigo proprietário deve avisar, ao comprador, sobre essas condições.

 

Portanto, caso receba multas do antigo dono, cabe entrar em contato com ele para que arque com a defesa da autuação, valor financeiro e penalidades. Porém, em certas situações mais complicadas, o comprador deverá recorrer à Justiça para reaver os valores pagos em relação às multas do antigo proprietário.

 

Outra obrigação importante do comprador é reportar a aquisição do veículo usado ao Detran em até 30 dias. De acordo com o Artigo 123 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é preciso expedir um novo Certificado de Registro do Veículo (CRV) para que, então, possa ser emitido o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

 

Cabe informar que deixar de efetuar o registro do veículo em até 30 dias junto ao órgão responsável acarreta em infração grave, acúmulo de 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e pagamento de R$ 195,23 como penalidade. Logo, não esqueça de regularizar a aquisição do seu veículo dentro do prazo!

 

Uma vantagem ao comprador foi a publicação da Lei 13.111, em maio de 2015, a qual diz que concessionárias e fornecedores devem informar, ao cliente, a situação do veículo quanto a multas, furtos, taxas anuais, débitos de impostos, alienação fiduciária, ou qualquer outro parâmetro que impeça a circulação do veículo. Não vacile! Um veículo é um bem de alto valor e responsabilidade.

 

Caso tenha dúvidas, entre em contato pelo e-mail doutormultas@doutormultas.com.br ou pelo telefone 0800-6021-543. Será um prazer atendê-lo. Compartilhe estas valiosas informações.

 

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

One thought to “Comprou um carro com multas? Saiba o que fazer!”

  1. boa noite, comprei um carro ford ecosport 2009 , e antes verifiquei tudo junto ao Detran etc mas agora me chegou 2 multas com auto de inflaçao com fotos de datas bem anteriores a da nota fiscal de compra do veiculo inclusive nas mesmas conta o nome da proprietaria antiga mas vieram pra mim e estao constando no veiculo como o licensiamente se aproxima que deve fazer? ja tentei de varias formas contato com a agencia etc mas so enrrolam ??? gratidao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.