Skip to main content
 -
Gustavo Fonseca é Cofundador do Doutor Multas. Criado há 9 anos com o objetivo de ajudar os motoristas, já evitou que + de 5.200 clientes perdessem a CNH com consultoria administrativa personalizada. É dedicado a disseminar conteúdo relevante para conscientizar as pessoas sobre as Leis de Trânsito.

Oito tipos de multas que você provavelmente não sabia que existiam

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Quando você ouve falar em multa de trânsito certamente deve imaginar que o motorista cometeu infrações como ultrapassagem, excesso de velocidade, andar na contramão, dirigir embriagado, etc.

Mas, o que você talvez não saiba, por exemplo, é que jogar lixo da janela do veículo na via pública é considerado infração de trânsito e é penalizada com multa.

Cancele as multas e pontos na CNH. Analisamos seu caso através de uma CONSULTA GRATUITA. Suspensão, Cassação, Multa por velocidade, Lei Seca e outras.

Isso mostra como é importante estar sempre atualizado sobre as normas de trânsito estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O Código de Trânsito Brasileiro refere-se à Lei Nº 9.503 e estipula as funções de autoridades e órgãos relacionados ao trânsito brasileiro.

É um documento legal que dá as diretrizes para a manutenção no tráfego terrestre estabelecendo regras de conduta, infrações e penalidades para todos os usuários das vias públicas.

Em outras palavras, no CTB estão reunidas as bases para a organização do trânsito brasileiro.

O CTB abrange uma infinidade de regulamentações. Algumas delas são bem curiosas por se tratarem de infrações que comumente os motoristas cometem sem saberem que existem penalidades previstas para elas.

Por isso, é muito importante que você conheça o máximo de infrações, a fim de evitar surpresas desagradáveis, como notificações de multas inesperadas.

Para ajudar você a entender um pouco melhor sobre o que diz o nosso Código de Trânsito, vou citar alguns casos curiosos que são considerados infrações de trânsito e que podem gerar multa, além de outras penalidades:

  • Dirigir com o braço para fora do veículo

Às vezes, atitudes que nos parecem inocentes por serem muito comuns podem render boas dores de cabeça e despesas.

Se você tem o costume de dirigir com o braço para fora da janela do carro, preste atenção ao que diz a lei. O art. 252, inciso I, do CTB, considera essa atitude infração média e a penalidade aplicada é multa.

  • Buzinar sem motivos

Buzinar excessivamente

Você deve evitar buzinar muito forte e por tempo prolongado por qualquer motivo. Até mesmo quando você buzina para alertar um motorista lento ou aquele que corta a frente do seu carro, você pode ser multado, mesmo pensando que está agindo corretamente.

O adequado é fazer uso de buzina em toque breve somente para fazer advertências com o intuito de evitar acidentes ou para avisar a um motorista que se deseja ultrapassar, desde que fora das áreas urbanas, ou ainda alertar pedestres.

Também é proibido buzinar entre as 22h e 6h, assim como em locais e horários indicados por sinalizações.

O não cumprimento dessas normas é considerado infração leve pelo art. 227 do CTB e pode gerar multa e três pontos na CNH.

 

  • Dirigir usando fones de ouvidos conectados a um aparelho de som ou ao celular

Se você tem o hábito de usar fones de ouvido, tome cuidado para não deixá-los nos ouvidos enquanto estiver dirigindo.

Por mais que possa parecer normal o uso desse acessório, a lei é clara e proíbe o seu uso pelo condutor enquanto este estiver dirigindo.

O art. 252, inciso VI, do CTB, prevê infração média para essa conduta com penalidade de multa.

 

  • Dirigir usando calçados que não se firmam aos pés ou que atrapalham a utilização dos pedais

Você deve usar um calçado que fique firme nos pés. Nada de usar chinelos ou sandálias que possam dificultar ou atrapalhar o acesso aos pedais.

O art. 252, inciso IV, do CTB, prevê infração média com penalidade de multa para essa conduta.

 

  • Bloquear a passagem de outro carro

No trânsito, frequentemente, há situações em que um condutor dirige na faixa do lado esquerdo da pista em baixa velocidade, esquecendo-se de usar o lado direito, destinado para essa finalidade.

Essa conduta acaba impedindo a passagem de outros veículos e pode, inclusive, atrapalhar todo o trânsito da pista.

De acordo com o art. 30 do CTB, se o condutor perceber que o veículo que o segue está tentando ultrapassá-lo, ele deve manter a mesma velocidade e deslocar-se para a faixa direita, caso ele esteja circulando na faixa esquerda.

O art. 198 do CTB prevê infração média e penalidade de multa para o motorista que não der passagem quando solicitado.

 

  • Molhar os pedestres nas calçadas

Você deve tomar cuidado ao dirigir em dias de chuva ou quando tiver poças de água na via, pois o art. 171 do CTB considera essa conduta uma infração média e a penalidade é multa para o motorista que arremessar água ou detritos nos pedestres.

  • Não usar setas

Antes de fazer qualquer manobra com o seu veículo, você deve demonstrar com antecedência, ligando a luz indicadora de direção do seu carro ou, então, usar o braço para fazer gestos adequados.

O art. 196, cap. XV, do CTB prevê infração grave e penalidade de multa para condutores com essa conduta.

  • Acender luz alta em vias iluminadas

Conforme prevê o art. 224, cap. XV, do CTB, acender luz alta enquanto as vias públicas estiverem iluminadas é infração leve com penalidade de multa.

Como você viu, é bom estar atento ao que diz o Código de Trânsito Brasileiro, pois, às vezes, embora pareça que não, você pode estar cometendo uma infração de trânsito.

Análise gratuita

Gostou das informações? Tem alguma dúvida específica? Entre em contato com o Doutor Multas e farei uma análise gratuita do seu caso. Deixe seu comentário. Compartilhe.

Compartilhe nas redesShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

16 thoughts to “Oito tipos de multas que você provavelmente não sabia que existiam”

  1. Pessoas com deficiência de um braço dirigem normalmente no trânsito, em carros eventualmente adaptados. Mas, usam um so braço, de qualquer modo. Então não é uma questão de força, mas de segurar o volante adequadamente.

    1. https://doutormultas.com.br/wp-content/uploads/2018/03/comprar-carro-sem-imposto.jpg
      Olá, tudo bem?

      Se a debilidade dificulta no momento da direção, você provavelmente terá direito à isenção!

      O primeiro passo para obter a isenção é possuir a CNH especial.

      Para obter a CNH especial é necessário solicitá-la pessoalmente no DETRAN, e depois passar pela consulta com o médico vinculado à eles.

      Eles irão marcar uma consulta com o médico, que te dará um laudo permitindo ou não o processo da CNH. Esse é o primeiro passo!

      Qualquer dúvida estamos à sua disposição. Para maiores informações, entre em contato com nossa equipe pelo e-mail: doutormultas@doutormultas.com.br e pelo telefone 0800-602-1543.

      Além disso possuímos artigos bem completos em nosso site sobre o assunto, segue um exemplo:
      https://doutormultas.com.br/isencao-impostos-compra-veiculos/

      Abraços

  2. Carlos, não o Gilberto não dói feliz no seu comentário, e nem você em dizer que mineiro é o povo mais cordial do Brasil, o que não é verdade, em todo o país temos pessoas boas e ruins sou Baiano de Salvador aqui também temos pessoas cordiais e sem cordialidade que com certeza tem aí em Meu como também no resto do país. Quanto a dizer que outros países são melhores que o Brasil meu conselho é; vai viver lá então. Se ache que não existem pessoas ruins tanto de volante como comportamento está muito enganado e desinformado. Crimes há em todo planeta, então prefiro viver aqui que mesmo com seus problemas ainda faço parte de um povo pacífico e cordial em todo o meu país. Um abraço a todos.

  3. a lei de usar o braco de fora do carro e arcaiaca antigamente ate que concordo com os carros sem direcao hidraulica hj e diferente ate com dois dedos vc dirigi carro de tao leve e o volante sempre usso uma mao para dirigir so usso quando faco ultrapassagem entre dois caminhaoes ou caminhao com guar hill alias ja vi pessoas dirigindo com duas maoas parecem que estao com o mal do alemao de tanto tremedeira ao segurar o volante detalhe moro nos estados unidos

    1. Não podemos nos guiar por casos isolados, Francisco.
      A questão do braço fora do carro se deve ao fato de o motorista perder um pouco de atenção e reflexo quando está assim.
      Talvez nas rodovias urbanas de fato não tenha problema, pois a velocidade normalmente é baixa e não oferece grande perigo para os demais.

  4. Boa noite,

    Depois dizem que não estamos em um estado ou país da indústria de multas.
    Sou usuário há mais de 30 anos da BR 381…!
    Não vou me estender sobre este assunto!
    A questão ou o raciocínio é outro: Impostos altos, estradas sem manutenção, estreitas e sem acostamentos, de mão e contra-mão, radares e quebra-molas simultâneos, caminhões cada vez com mais eixos e mais potentes para mais cargas em benefício das transportadoras, carros motor 1.0 que não andam. Caminhões a 32 km/h ultrapassando outros a 30 km/h. Trânsito engarrado! É para ficar cada vez mais tempo na estrada, em viagens que antes eram de 3 horas e que agora são de 6h. Quando você quer recuperar algum atraso os radares te abocanham. Quem fica responsável pelo aumento do consumo de combustíveis? Polícias rodoviárias Estadual e Federal enquarteladas em ar-condicionado e a arrecadação só aumenta!
    Estamos cheios de especialistas em engenharia de arrecadação, e não engenharia de trânsito.
    E não me venham dizer sobre auto-estradas europeias…! Isso seria brincadeira!
    Abraço

    1. Infelizmente hoje em dia o principal objetivo das multas é a arrecadação. O intuito nunca é penalizar para educar.
      Todo ano arrecadam milhões em todas cidades do país. E parece que isso não vai mudar tão cedo…

  5. Dirigir com o braço pra fora é infração na certa. Sinalizar uma conversão com o braço pra fora não é. Tirando o fato de que provavelmente você tira uma mão do volante quando coloca o braço pra fora, alguém sabe qual é o motivo disso?

    1. É justamente por tirar a mão do volante. Assim como é proibido fumar enquanto dirige, pelo mesmo motivo.
      Isso se configura como falta de atenção no trânsito…

  6. Belo Horizonte é a capital mundial dos roceiros que adoram andar lentamente na faixa esquerda (e quando você na direita dá seta para mudar para a esquerda o FDP acelera para não deixar você entrar), não dar seta nas mudanças de direção(como se tivesse tocando uma charrete na roça, vai para qualquer lado a bel prazer), ou então ligar pisque-alerta sem necessidade( é para ser usada no acostamento parado ou no máximo 3 piscadas para alertar quem vem atrás)! É uma verdadeira roça, terra de ninguém! Nunca vi tanto roda dura na minha vida como aqui! Se os Belo Horizontinos na sua maioria, dirigissem na Europa(Na Alemanha então!), EUA/Canadá não andariam 1 km e estariam cheios de multas!

    1. Motoristas que não dirigem bem não são exclusividade de Belo Horizonte. Cidades do Brasil inteiro possuem condutores despreparados.
      A solução é tentar se estressar o mínimo possível para que isso não interfira no seu dia…

    2. Comentário infeliz este do Gilberto. Os mineiros são o povo mais cordial do Brasil. Agora curtir com a ” cara do mineiro ” denegrindo a imagem deste ” povo tão bom “. Será que este ” babaca ” já dirigiu nos países que ele citou….. Duvido.Bolas pretas pra você meu caro………
      Vai ver que nem carro ou carteira de motorista ele tem…….

      1. Esse cara que fez esse comentário sobre os mineiros está completamente equivocado.Cem citar outros estados, conheço vários,os mineiros dirigem muito bem se comparar com o resto do país.

      2. Concordo com v CARLOS VIEIRA, talvez não sabe nem mesmo onde fica BH, muito pelo contrário, sou do meio e sei que o transito em BH ainda é um dos melhores. Talvez esse artista não tenha nem auto escola na terra dele e fala besteira. Pergunte a ele o que é HOMOCINÉTICA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.