Skip to main content
 -
Rosane Ferreira , advogada graduada pela PUC MINAS/93, pós-graduada em Direito Público pela Newton de Paiva, Mestre em Ciência da Religião pela PUC Minas. Ex-colunista do Jornal da Alterosa - Coluna Direito de Família entre 2001 e 2011.

2 thoughts to “Renata Resende -A gratuidade de custas na Justiça do Trabalho”

  1. Ola renata me chamo indiana atualmente coloquei o pai do meu filho na justica a pedido de pensão alimentícia entre tanto em 2018 ele pagava 15% do salario dele para meu filho atualmente fui ao forum e pedir e entrei com outro processo alegando que ele nao tava pagando pensão ao meu filho pedir 30% agora por que agora so tem meu filho de menor pra ele pagar pensao veio no processo que estou acompanhando que foi para despacho 15% e que ele tem 15. Pra se manifestar. Me tira uma duvida quando vai para despacho significa o que que eu ja vou receber ou que ainda tera audiências

    1. Olá Indiana, obrigada por participar!
      Infelizmente ficou um tanto confusa a apresentação dos fatos. Mas se entendi o pai do seu filho já tinha uma obrigação alimentar de 15% dos vencimentos desde 2018, só que não estava pagando.
      Você poderia pedir a execução da pensão cobrando corrigido e com juros os valores que ele não apagou até aqui. Quanto ao pedido de aumento para 30% você teria que fazer em outro processo o de revisional de alimentos. Você deve procurar o advogado ou defensor público que te atendeu e perguntar o andamento de seu processo, ou pelo menos o número dele pra você poder consultar.
      espero ter ajudado.
      Rosane Ferreira – Advogada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *