MP do Contrato Verde e Amarelo não é votada e perde efeito

Conforme previmos no artigo publicado hoje no Estado de Minas – escrito na sexta-feira (17) – a MP do Contrato Verde e Amarelo não foi votada hoje. O Governo foi obrigado a revogar a Medida Provisória 905 para evitar que caducasse.

Na sexta-feira (17), Bolsonaro disse a apoiadores, em frente ao Palácio do Planalto, que a medida seria votada pelos senadores hoje: “Deve ser votada segunda-feira. Tenho nada contra o Davi (Alcolumbre, presidente do Senado). Davi é meu chapa”, respondeu após ser perguntado se teria feito um acordo com o presidente da Casa.

Agora há pouco, a presidência da mesa do Senado Federal soltou comunicado informando que a sessão deliberativa remota convocada para hoje, segunda-feira, 20 de abril, está cancelada. O Presidente da República atendeu ao pleito manifestado pelo Senado e decidiu revogar a MP 905, do Contrato Verde e Amarelo, reeditando suas partes mais relevantes na sequência. Essa medida é importante para que o Congresso Nacional possa aperfeiçoar esse importante programa e garantir o emprego dos brasileiros.

O revés foi admitido pelo presidente na twitter:

Chapa, pero no mucho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *