POR QUE VOTO EM DILMA?

Publicado em
1. O Brasil passou por uma enorme transformação nos últimos 12 anos: saiu do século 19 e entra, lenta mas progressivamente, no século 20 (um estado de bem-estar social).
2. O PT é o responsável por essas mudanças. De nada adianta estabilidade econômica se não há enfrentamento das desigualdades sociais. Estabilidade econômica é necessária, mas insuficiente para se chegar a equidade social.
3. No PT, como em qualquer partido, existem alguns políticos da pior qualidade. Mas, em sua maioria, os petistas quando assumem cargos públicos ainda mantém compromissos históricos, baseados na justiça social.
4. Provavelmente, o partido mais corrupto do Brasil é o PSDB (basta usarmos, por exemplo, dados de políticos cassados, por partido, divulgados pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral. Isso sem contar os mensalões, trensalões, privatizações na era FHC, etc, etc.). Mas, aliado ao tridente do poder econômico (os especuladores e donos do capital; uma imprensa criminosa e facista e uma Justiça seletiva, classista e ajoelhada perante o poder econômico), os tucanos continuam protegidos por poderoso conglomerado elitista-patrimonialista-midiático.
5. O PT é o partido que mais combateu a corrupção, desde a redemocratização. Porém, enquanto houver financiamento privado de campanha e coalizões pragmáticas para composição de bases governamentais (haja vista que nosso Congresso é um banca de negócios, dominado por parlamentares que representam grupos de interesse e não a sociedade), não avançaremos no combate da corrupção na política institucional.
6. Quem deseja um país para 30% (de cidadãos), vota em Aécio. É legítimo, mas não é ético numa sociedade que ainda mantém enormes desigualdades.
7. TEMOS DOIS PROJETOS DE PAÍS EM CURSO. VOTO NAQUELE QUE REPRESENTA A POSSIBILIDADE DE UMA NAÇÃO; NÃO O RETORNO A UM GUETO.
8. Voto em Dilma também por tudo isso: Pelo ProUni; pelo Pronatec; pelo Pronaf; pelo Minha Casa Minha Vida; pelo Luz Para Todos; pelo Água Para Todos; pelo Ciências sem Fronteiras; pela redução do desemprego a menos de 5%; pelo pagamento da dívida com o FMI; pela inflação cortada pela metade; pelos 30 milhões que não passam mais fome; pelos 50 milhões de brasileiros que agora recebem assistência médica; pela redução de 20% nas internações em hospitais como efeito do programa Mais Médicos; pelo fim do uso privado do dinheiro público em aeroportos e afins; pelo Brasil entre as 7 maiores economias do mundo; pelas 18 Universidades Federais construídas; pelas 370 escolas técnicas construídas; pelo aumento no valor e da população beneficiada com o bolsa família; pela vitoriosa realização da Copa das copas; pelas obras de mobilidade urbana; pelo Pré-Sal; pelo “Minha casa melhor”; pelo incremento da indústria naval brasileira; pela fundação e participação nos BRICs, que representa o fim da subordinação do país ao FMI. E muito mais…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *