Incêndio de ônibus é vandalismo?

Publicado em

(Foto: Marcelo Ernesto/ webrepórter)Há cerca de 15 dias, uma onda de incêndios já deixou 10 ônibus parcial ou totalmente destruídos em Belo Horizonte e na sua região metropolitana. As duas últimas ocorrências foram registradas na noite deste domingo, dia 08, e na madrugada desta segunda-feira, no bairro Dom Cabral e num posto de gasolina, na Avenida Cristiano Machado, no bairro da Graça. Ambos envolvendo cinco veículos de linhas suplementares.  Segundo a polícia, no incidente ocorrido na Avenida Cristiano Machado, dois homens chegaram ao local em uma moto jogando um líquido inflamável no ônibus da linha 82 e ateando fogo. Existem duas coincidências no momento em que ocorrem esses incêndios:1 . Os fatos acontecem depois de uma operação pente-fino realizada na penitenciária de segurança Máxima Nelson Hungria, localizada em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, entre os dias 25 e 26 de abril, quando foram apreendidos celulares, chips, facas e papelotes contendo drogas. Seria uma retaliação de facções criminosas? Tais facções, sempre desmentidas pelas autoridades, existiriam em Minas?2. Nesse mesmo período, agentes policiais, principalmente da Polícia Civil, anunciam uma greve. Notícias divulgadas pelos veículos de comunicação dão conta que estaria, também em curso, disputas entre as duas instituições policiais, o que tornariam as ações de repressão fragilizadas nesse momento. O anúncio de greve e “operações-padrão” das polícias favoreceria a ação dessas facções criminosas? O governo de Minas e as polícias, principalmente a Militar, estão caracterizando esses atos como “vandalismo”. Muito estranha essa classificação, dado as circunstâncias e coincidências nas quais ocorrem os fatos. Ataques organizados, em alvos fixos e regulares não parecem atos de vandalismo, caracterizados geralmente como episódicos, irregulares e em alvos diferenciados. O motivo mais freqüente dos atos de vandalismos é a oportunidade, ou seja, os casos de vandalismo são favorecidos por características do próprio ambiente, e são, portanto, controláveis. Qual a sua opinião sobre a situação? Haveria relação entre as coincidências acima relatadas?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *