Skip to main content
 -
Rosa Maria Miguel Fontes Jornalista e escritora. Contato rosamaria.fontes@hotmail.com

Ilustradores brasileiros no festival da Sérvia

8ª Edição do Festival Internacional de Ilustração de Livros BookILL Fest, da Sérvia

1.700 ilustrações participantes

27 países

120 ilustrações selecionadas

Entre os trabalhos escolhidos pelo júri do festival, estão os ilustradores brasileiros Maurizio Manzo, Taline Schubach e Marcelo Pimentel.

Destaque muito especial para Maurizio Manzo que foi selecionado nas quatro últimas edições do BookILL Fest. Seus trabalhos foram selecionados nas edições de 2016, 2017, 2018 e 2019.

Os livros ilustrados pelos três selecionados no concurso de  2019 são, respectivamente:

“Tudo tem cor”, Editora Massangana, Recife, escrito por Sandro Sayão – ainda não foi lançado.

“Os medos de Bel”, Editora Lago de Histórias, Rio de Janeiro, escrito por Helena Lima.

“A flor do mato”, Editora Positivo, Curitiba, escrito por Marcelo Pimentel.

Coincidentemente, esses três consagrados profissionais, que ilustram ricamente livros infantis, também foram selecionados na edição do mesmo festival do ano de 2016.

Confira a lista de selecionados e premiados 2019: http://bit.ly/2ZWjJEQ.

“Tudo tem cor” – Ilustrado por Maurizio Manzo

Esse livro ainda não foi lançado. Faz parte da coleção “Travessias”, que está em produção na editora e será lançada prioritariamente em Cabo Verde, na África, país de língua portuguesa.

O livro é mais de imagem do que texto, é dirigido para crianças mais novas e fala da relação das cores com o mundo. “No fundo, no fundo, tudo tem cor”, afirma Maurizio Manzo.

E o ilustrador explica: a cor do céu, da terra… a cor muda conforme o horário do dia e do tempo; as cores dos bichos, as cores das coisas, das pessoas. Enfim, agora, só dá para adiantar que o livro também entra no tema da diversidade.

As imagens cedidas por Maurizio Manzo para publicação no blog mostram a beleza do livro, o encanto da arte deste ilustrador nascido na Itália e felizmente adotado por Minas Gerais.

“A flor do mato” – Texto e ilustrações de Marcelo Pimentel

A Editora Positivo lançou recentemente o segundo trabalho autoral do ilustrador e designer gráfico carioca Marcelo Pimentel. Em “A flor do mato”, o autor traz uma história da Zona da Mata nordestina, reinterpretando grafismos do Maracatu Rural – manifestação cultural com estampas florais e arabescos multicoloridos, de grande personalidade e impacto visual, com forte presença no interior de Pernambuco.

A obra infantil de 48 páginas conta o mistério de uma figura feminina que habita as matas e as protege, uma crença de algumas áreas rurais do Nordeste principalmente na Paraíba, Pernambuco e Ceará. Traiçoeira, a menina, conhecida como “Flor do Mato”, pode tanto ajudar como prejudicar as pessoas que adentram a mata sem lhe pedir a devida licença.

Pimentel já ilustrou aproximadamente trinta livros infantojuvenis, recebeu duas vezes o Selo Altamente Recomendável da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) e a menção The White Ravens, da Biblioteca Internacional da Juventude, em Munique. Nesse mês, foi selecionado para o BookILL Fest da Sérvia.

“Os medos da Bel” – Ilustradora Taline Schubach

O livro conta a história de uma criança de mente inquieta que quer encontrar explicações para tudo. A narrativa traz à tona o imaginário infantil e suas várias nuances.

Bel é uma menina em constante conflito consigo mesma, que luta para superar os sentimentos angustiantes despertados pelos medos que sente. Essa menina vive intensamente as dúvidas sobre os limites existentes entre a realidade e a fantasia e procura por sua força interior.

Aos poucos, Bel começa a despertar a coragem adormecida dentro dela. Uma virtude de força incalculável, inerente a todo ser humano, mas que desconhecia por completo. Ao longo da história, a personagem Bel encanta, diverte, aprende e ensina. Uma história repleta de passagens engraçadas e divertidas, apesar da seriedade da temática abordada ao longo de suas páginas.

Outra premiada ilustradora, Taline nasceu no Rio de Janeiro, onde se graduou pela Escola de Belas Artes da UFRJ e, desde 2009, está fora do Brasil: foi buscar novos conhecimentos sobre a arte de ilustrar para infância na Itália e na Espanha e escolheu Barcelona como atual lar e estúdio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *