Skip to main content
 -
Rosa Maria Miguel Fontes Jornalista e escritora. Contato rosamaria.fontes@hotmail.com

Espetáculos para aproveitar o feriadão

Atrações circenses, contação de histórias, oficinas e brincadeiras agitam o Junho Solidário do Museu dos Brinquedos, no recesso escolar, em favor de Brumadinho. Artistas de Belo Horizonte abraçam a causa e participam da ação solidária. O valor arrecadado na bilheteria será integralmente revertido para a comunidade.

Palhaço Sufoco – Foto de Alex Filogônio

O mês de junho no Museu dos Brinquedos (Avenida Afonso Pena, 2564 Funcionários, Beagá) é dedicado à solidariedade. Durante o período, acontece o programa Junho Solidário e o Museu receberá gratuitamente, aos sábados, grupos de crianças, adultos e idosos da Comunidade de Brumadinho.

O objetivo da iniciativa é promover a solidariedade, resgatar o lúdico e o brincar e reestabelecer a positividade na comunidade do município afetado pela tragédia da lama. Como parte das atividades propostas, os participantes poderão explorar as possibilidades de união, superação e positividade presentes no ato de brincar.

O funcionamento para o público geral segue normalmente, das 10 às 17 horas, com ingressos a partir de R$ 12 (meia). O valor arrecadado com a bilheteria será integralmente revertido para a comunidade de Brumadinho.

Katita Flor – Foto Divulgação

Atividades deste sábado, dia 22/6

10 às 17 horas – Exposição de brinquedos “Tempo será – histórias e memórias do brincar”

São aproximadamente 200 brinquedos de diferentes épocas e culturas. Histórias que fazem o visitante refletir sobre a sociedade e o indivíduo, além de demonstrar qual é a essência de um brinquedo: como ele surgiu, para onde sua tecnologia e uso apontam e o que ele fala de cada um de nós e de nossa sociedade.

11h30, 14 e 16 horas – Oficina de construção de brinquedos tradicionais

A proposta deste momento é desenvolver habilidades motoras, estéticas, a expressividade e incitar a criatividade. O ato de construir brinquedos altera a ordem das coisas, estimula o desejar, imaginar e realizar e transforma o diálogo do indivíduo com o mundo, posicionando-a de forma ativa.

10 às 17 horas – Brincadeiras

Em um amplo e colorido pátio, busca-se valorizar a descoberta da potencialidade brincante do nosso próprio corpo, estimular o imaginar, a relação entre gerações e ainda a interatividade e o coletivo. Através do brincar, a criança aprende, experimenta o mundo, suas possibilidades, relações sociais, elabora sua autonomia de ação, organiza emoções e ainda desenvolve a linguagem e as habilidades motoras. E o mais importante: a brincadeira é importante por si só por ser um ato lúdico, prazeroso em si, divertido e alimentador da alma de uma infância saudável.

11h e 15h – Atrações culturais

A cultura e a educação são áreas revolucionárias por natureza e, por meio delas, é possível mudar a visão de mundo e criar outras maneiras de olhar e agir. Por isso, o Junho Solidário ganha reforço com participação voluntária de artistas de Beagá que abraçam a causa.

Palhaço Chaveirinho – Foto Divulgação

Programação para os dias 20 a 22 de junho

20/6 – Quinta-feira – Feriado de Corpus Christi

11 horas: Contação de Histórias com Luzimara Brandt

15 horas: Contação de Histórias com Katita Flor

 

21/6 – Sexta-feira

11 horas: Palhaço Chaveirinho

13 horas: Desenhos Mágicos com Marcinho de Castro

15 horas: Palhaço e Mágico Sufoco

 

22/06 – Sábado

11 horas: Mágicos Jullius e Fred

15 horas: Contação de Histórias com Alessandra Vissentin

 

A proposta de Junho Solidário

O Museu dos Brinquedos, que é uma das principais referências culturais dedicada ao brincar e à infância, em Minas Gerais, abre suas portas para esse momento de partilha e aprendizado com os moradores do município mineiro de Brumadinho localizado na região metropolitana de Belo Horizonte.

O programa Junho Solidário tem como objetivo incentivar uma proximidade humana com o genuíno e estimular a afetividade entre as pessoas, utilizando a brincadeira como uma forma lúdica e poderosa de estabelecer esses laços e construir relações transformadoras, como esclarece Tatiana Camargo, diretora Executiva do Museu.

“Acreditamos na existência do potencial brincante de cada indivíduo e sua capacidade de transformação interna independentemente da situação vivida ou de características de classe, idade, gênero e raça”.

O transporte Brumadinho/BH será viabilizado pelo Museu dos Brinquedos e pelo Instituto MRV.

Saiba mais sobre a iniciativa Junho Solidário a Brumadinho: http://bit.ly/junhosolidarioabrumadinho

O Museu dos Brinquedos de Belo Horizonte foi aberto em 2006 com a missão de preservar e difundir o patrimônio cultural lúdico da infância no Brasil. De uma coleção particular de brinquedos da querida Vovó Luíza surgiu a valorização do ato de brincar. De lá pra cá, ele vem se transformando e transformando pessoas. Já recebeu 95 mil visitantes espontâneos, 170 mil visitantes de escolas, universidades e grupos de terceira idade, promoveu mais de 300 apresentações culturais e mais de 60 ações e projetos itinerantes e de formação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *