Skip to main content
 -
Rosa Maria Miguel Fontes Jornalista e escritora. Contato rosamaria.fontes@hotmail.com

Amigos de outro planeta

Junto com as férias vem o Dia do Amigo, data que a Disney Channel escolheu para lançar no Brasil a série “Nivis, Amigos de outro planeta”. O elenco é liderado por Vinícius Campos e dublagem de Tiago Abravanel como um dos Nivis. A série tem 40 episódios e estreia dia 20 de julho, às 18 horas.

A trama da nova produção para o canal de TV Disney Junior combina ‘live action’ (atuação de atores reais) com animação 3D e conta a história dos Nivis: uma família do planeta Nivilux que acaba ‘caindo’ na Terra após sua nave se chocar acidentalmente na janela de Amadeo (Gustavo Masó), que vive com seu filho Felipe (Vinícius Campos) e sua neta Isabella (Lourdes Errante).

A família dos Nivis, por sua vez, é composta por um garoto chamado Blink, seus pais Nika e Baldo e seu pet Nox. Ao longo da série, os amigos de outro planeta se tornarão parte da família humana e assim passarão a compartilhar momentos divertidos nessa troca dos dois mundos, trazendo diferenças que deixam lições às crianças.

O personagem Felipe é interpretado pelo ator brasileiro Vinícius Campos, que concedeu uma entrevista exclusiva sobre a série e destaca um dos seus principais atributos: abordar a diversidade e inclusão.


Como surgiu a possibilidade de fazer parte do elenco de “Nivis, amigos de outro mundo”?
Depois de ter sido co-anfitrião do Parquinho por três anos para o Disney Junior Brasil, senti a necessidade de fazer uma mudança e explorar outras possibilidades na televisão. A Disney trabalhou durante vários anos no projeto e estava interessada em mim para interpretar Felipe. 

O que significa para você fazer parte do elenco?
É um orgulho muito grande. O projeto começou muito pequeno e cresceu rapidamente dentro da Disney até chegarmos ao que vemos hoje. Tenho orgulho porque marca a “primeira vez” em muitos aspectos para a empresa: é a primeira vez que a Disney trabalha com animação 3D na América Latina e é a primeira vez que uma produção original da América Latina apresenta uma família protagonista, que quebra o molde tradicional e tem um elenco muito diversificado. Este projeto tem uma mensagem muito forte de tolerância e respeito pela diversidade e isso sempre foi muito importante para mim. Além disso, “Nivis, amigos de outro mundo” é o primeiro passo da minha carreira na América espanhola, já que eu estava sempre na tela no Brasil. Isso me permite me tornar conhecido entre um novo público.

Como você descreveria seu personagem? O que você mais gosta nele?
Felipe é um personagem maravilhoso, cheio de amor e fantasia. Ele tem sua “criança interior” muito à flor da pele e uma grande imaginação. Ele é um grande pai, muito presente, dedicado e amoroso. Eu gosto de tudo sobre ele!

O que você e seu personagem têm em comum?
Compartilho com Felipe essa impressão lúdica, sua paixão por contar histórias e brincar com a imaginação. Esse é o meu grande ponto de contato com ele.

Como você se preparou para interpretá-lo?
Houve uma grande evolução no desenvolvimento do personagem. O piloto do Felipe é muito diferente daquele que vemos hoje. Juntamente com Emiliano Larre, o diretor da série, trabalhamos para dar a forma que gostamos. Antes de gravar nós ensaiamos juntos por um mês e fomos capazes de experimentar, jogar, testar, corrigir… Assim, chegamos a uma série de características que são muito dele. Encontramos seu jeito de ser e reagir a situações diferentes. Fisicamente, por outro lado, desde o começo, decidi interpretá-lo com total liberdade e facilidade. Isso me fez sentir muito confortável em sua pele e totalmente relaxado no set.

Como você viveu a experiência das gravações? Qual parte do processo você mais gosta?
O que eu mais gosto é gravar. É o momento em que me sinto mais capaz. Eu sou um mau ator de ensaio!

A série aborda questões como diversidade e inclusão, que hoje têm grande relevância em todo o mundo. Quais conversas você gostaria que a série inspirasse em torno desses temas?
Eu adoraria que a série ajudasse os pais a educar seus filhos na tolerância e respeito pelo que é diferente. Seria ótimo contribuir para aceitar a ideia de que ser diferente é bom e que o mundo é muito mais divertido quando somos todos diferentes. Eu acho que a grande contribuição da série é apresentar personagens e situações plurais a partir da normalidade. Se isso leva a criança a conviver com os diferentes naturalmente a meta já é mais do que satisfeita.

Se você tivesse um amigo de outro mundo: o que você diria a ele sobre o planeta em que vivemos?
Eu diria que o melhor que temos são pessoas, que somos um planeta com habitantes incríveis.

Qual você acha que será a marca que “Nivis, amigos de outro mundo” vai deixar para o público do Disney Junior?
Eu acho que vai marcar o público com uma avaliação positiva do diferente. Por sua vez, acho que vai inspirar futuros programas e produções para conversar com os pequenos com inteligência e bom conteúdo. É possível falar de muitos tópicos, abordando-os com coragem e amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *