Skip to main content
 -
Rosa Maria Miguel Fontes Jornalista e escritora. Contato rosamaria.fontes@hotmail.com

Abril, o mês dedicado ao livro

As datas mais importantes e os eventos mais tradicionais da literatura infantil são realizados em abril e dão ao período um significado muito especial.

Para começar, em 2 de abril é comemorado o Dia Internacional do Livro Infantil. O mundo se rende em homenagens à produção literária dedicada às crianças e ao autor que tem feito gerações sonharem com suas histórias. A data foi escolhida para homenagear o nascimento de Hans Christian Andersen, em 1805, o escritor dinamarquês considerado o primeiro autor a criar histórias originais especialmente para crianças. E como ele escreveu. Estima-se que tenha concebido mais de 150 histórias, entre elas, O Patinho Feio, A Pequena Sereia, A Roupa Nova do Rei e A Polegarzinha.

Este ano, o Brasil comanda a festa do Dia Internacional do Livro Infantil com o objetivo de incentivar a leitura. Este movimento foi criado pelo International Board on Books for Young People (IBBY), em 1967, e a cada ano seções nacionais da IBBY se candidatam a patrocinar a celebração. A seção responsável pela mensagem convida um escritor e um ilustrador de destaque nacional para escrever o texto e criar a imagem do pôster.

Pela terceira vez, a FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) é a responsável pela mensagem. Este ano, ela volta a divulgar um texto e ilustração criados especialmente para a ocasião para as 77 seções nacionais do IBBY de todo o mundo. A mensagem de 2016 tem com o tema “Era uma vez” e foi escrita por Luciana Sandroni. Ziraldo é o autor da ilustração do pôster. Você pode ler a mensagem num post deste blog feito em 1/2/2016 e que pode ser encontrado um pouco abaixo, ao lado esquerdo da tela, no Arquivo das Publicações no ano de referência.

53f97b6ebd

Outro autor é o homenageado dos brasileiros na comemoração do Dia Nacional do Livro Infantil em 18 de abril: Monteiro Lobato nasceu nesta data, ano de 1882, em São Paulo. O Dia Nacional do Livro Infantil foi instituído em 2002, ano em que foi criada a Lei 10.402/02, registrando a data de nascimento de Monteiro Lobato como o dia oficial da literatura infantojuvenil.

O Portal Brasil Escola descreve o escritor vinculado ao Pré-Modernismo brasileiro como alguém que contribuiu com obras célebres para o público adulto e deixou enorme legado para a literatura infantojuvenil, já que mais da metade de seus livros foi dedicada a esse público. Sua primeira história infantil, A menina do narizinho arrebitado, foi publicada em 1920, e o sucesso do livro fez com que outros tantos surgissem, imortalizando as personagens Dona Benta, Pedrinho, Narizinho, Tia Nastácia, Emília, o Visconde de Sabugosa, entre outros, que posteriormente seriam eternizados no famoso programa de TV produzido no final dos anos 1970 até meados dos anos de 1980 e retomado no final dos anos de 1990 até meados dos anos 2000, além dos seriados no formato de desenho animado.

dia-nacional-do-livro-infantil

As feiras literárias

Além dos inúmeros eventos que serão realizados para comemoração das duas datas, o mês de abril tradicionalmente assiste à realização da mais importante feira literária dedicada à literatura infantil: Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha. Este ano, o evento está programado para acontecer de 4 a 7 de abril, na Itália, e o Brasil mais uma vez vai estar presente com sua produção literária.

Mesmo com a crise atual, 15 editoras brasileiras vão participar com boas perspectivas e previsão de  movimentar cerca de US$ 300 mil em exportações. A informação vem da Câmara Brasileira do Livro (CBL), que atua na feira por meio do projeto Brazilian Publishers em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O objetivo do Brazilian Publishers é fomentar negócios internacionais da indústria editorial brasileira, levando editoras, autores e livros brasileiros ao exterior. “Teremos um menor número de editoras participando, mas são aquelas exportadoras de fato ou que tem na exportação uma das diretrizes do seu planejamento estratégico”, afirma Luiz Álvaro Sales Aguiar de Menezes, Gerente de Relações Internacionais da CBL.

Poucos dias depois da realização da feira italiana, Minas Gerais realizará a 5ª edição da sua Bienal do Livro que promete transformar Belo Horizonte na capital nacional da literatura entre 15 e 24 de abril. Com previsão 160 expositores e público esperado de 260 mil pessoas, a Bienal será realizada no Expominas e terá o slogan “Bienal do Livro de Minas 2016: muitas histórias para contar”.

Mês de abril vem com tudo. Que bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *