Silêncio

Publicado em 3 Comentáriosblogueiros
Publicado em 3 Comentáriosblogueiros

Num mundo que não faz sentido por si próprio, há de se procurar o sentido onde ele realmente pode ser encontrado. Em meio a escândalos de corrupção, rodeados por crise econômica, por radicalismos religiosos que matam em nome de Deus, onde o sentido? Presos a tantas ilusões, apegados a crenças e lógicas que secularmente nos distanciam da paz, consumidos pelo […]

O tamanho das coisas, o circo e o jacaré vermelho

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros
Publicado em Deixe um comentárioblogueiros

Aquele circo mambembe chegou a Brumadinho na rabeira de outros tantos. Mas ganhou destaque na memória de minha mãe porque mostrou a ela, de forma inesquecível, os tamanhos distintos que o mundo tem se para ele olha uma criança ou um adulto. Tudo pode ter a dimensão imensurável de uma novidade ou o volume inexpressivo do já conhecido. Para uma […]

Remédios e o gajo de Guarujá

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros
Publicado em Deixe um comentárioblogueiros

            Ela nasceu Maria dos Remédios no interior do Rio de Janeiro, caçula de 12 filhos. O pai, rico e tradicional fazendeiro, a queria assim, rapa do tacho, para o resto da vida. Chorou escondido quando a filha anunciou a intenção de casar-se. Depois deu a ela seu desespero como presente: “Não vê como é feia?!”. Inútil: ela queria uma […]

Cem anos de solidão

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros
Publicado em Deixe um comentárioblogueiros

Os dois se casaram bem jovens, convencidos de que um tinha nascido para o outro, mas o enlace logo tropeçou nas interrogações dele e nas reticências dela. – Será que conseguiríamos viver separados? – Não sei, mas se você fosse mais atencioso… Nunca se separaram por falta de resposta à pergunta do marido ou de conclusão à frase da esposa. […]

O circo e a metade das coisas

Publicado em 1 Comentárioblogueiros
Publicado em 1 Comentárioblogueiros

Fumaça era peão de obra, torneiro mecânico, metido nos cafundós do mundo, o deserto de argila iraquiano, longe, muito longe do interior das Minas Gerais de onde nunca pensou sair um dia. Em vez de São Paulo ou Belo Horizonte, foi ganhar o pão e fazer o pé-de-meia, como se dizia na época, num acampamento da Mendes Junior, a 100 […]

Porque hoje é domingo

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria
Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

Adultos são gente estranha e infeliz. Era esta minha convicção quando criança. E pedia a Deus, atemorizado só de pensar na hipótese, que nunca me transformasse num. Minhas razões eram sólidas. Exemplo? O hábito de escovar os dentes de porta fechada. Ora, todo mundo sabe que não há nenhuma necessidade de se fazer a higiene bucal pelado. Ainda mais que […]

A sempre santa realidade

Publicado em Deixe um comentárioSem categoria
Publicado em Deixe um comentárioSem categoria

         Julieta, digamos que seja este o seu nome, tem 11 anos e adora balé. Certo dia, a mãe chegou com uma má notícia: estava assumindo uma nova função no trabalho e teria que mudar o horário das aulas de dança da filha para a noite. Oprimida por uma timidez de silenciar a boca, a novidade doeu. Não bastasse, a […]

As naturezas do tempo, a paz e as tragédias

Publicado em 1 Comentárioblogueiros
Publicado em 1 Comentárioblogueiros

O tempo não é apenas um, mas dois. Existe aquele tão antigo quanto o planeta, onde as pessoas podem estar como em uma oficina natural de criação, e existe este, inventado pelo medo para aumentar os sofrimentos e a produtividade. Um está na subjetividade, o outro move relógios, um pode ser esticado ou encolhido a depender do estado de espírito […]