O tamanho das coisas, o circo e o jacaré vermelho

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros
Publicado em Deixe um comentárioblogueiros

Aquele circo mambembe chegou a Brumadinho na rabeira de outros tantos. Mas ganhou destaque na memória de minha mãe porque mostrou a ela, de forma inesquecível, os tamanhos distintos que o mundo tem se para ele olha uma criança ou um adulto. Tudo pode ter a dimensão imensurável de uma novidade ou o volume inexpressivo do já conhecido. Para uma […]

Remédios e o gajo de Guarujá

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros
Publicado em Deixe um comentárioblogueiros

            Ela nasceu Maria dos Remédios no interior do Rio de Janeiro, caçula de 12 filhos. O pai, rico e tradicional fazendeiro, a queria assim, rapa do tacho, para o resto da vida. Chorou escondido quando a filha anunciou a intenção de casar-se. Depois deu a ela seu desespero como presente: “Não vê como é feia?!”. Inútil: ela queria uma […]

Cem anos de solidão

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros
Publicado em Deixe um comentárioblogueiros

Os dois se casaram bem jovens, convencidos de que um tinha nascido para o outro, mas o enlace logo tropeçou nas interrogações dele e nas reticências dela. – Será que conseguiríamos viver separados? – Não sei, mas se você fosse mais atencioso… Nunca se separaram por falta de resposta à pergunta do marido ou de conclusão à frase da esposa. […]