Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Valeu à pena Gaaalooo

Que festa perfeita! Impecável! Teria uma ou outra consideração, até mesmo ouvi muitas, como se eu tivesse alguma ingerência em decisões que competem – absolutamente – à diretoria e sua assessoria. Desde o final da manhã o entorno do Mineirão já estava tomado pela Massa.

O Atleticano, nessa fase especial que estamos vivenciando, vem habituando por chegar cedo no estádio. A estrutura da região, apesar dos constantes jogos de casa cheia, ainda não acompanhou a demanda que o Torcedor Atleticano merece. É lucro, mas – convenhamos – a única alteração nas duas churrascarias próximas foi o preço no cardápio em dias de jogos.

No estabelecimento que tenho frequentado, uma vez que chego no local antes das 11 de cada domingo, sei que em dia normal o quilo vale um preço justo, em fins de semana sem Galo vai um pouco acima da tabela, já com jogos do nosso time sobe para quase o dobro da tabela. Paralelo a isso, nada foi feito para melhorar e ampliar o atendimento. Nem wi-fi estão disponibilizando. Torcedor sofre!

Mas se sofre com isso, dentro das quatro linhas o Galo tem sido um bálsamo aos nossos dias. Que temporada! Mineiro, mantida a hegemonia; Libertadores, apesar de não ter chegado à final, foi semifinalista e saimos invicto da competição; Copa do Brasil, faremos a final a partir do próximo domingo; já o nacional – do jogo de ontem – os adversários se curvaram ao Campeão Brasileiro de 2021.

Foi a 37ª rodada (de 38), vencemos o bem organizado Bragantino. Nossa 26ª vitória – sendo que 16 delas consecutivas em Belo Horizonte – tendo empatado seis e apenas cinco derrotas. Lideramos ainda noutros quesitos e temos o artilheiro do campeonato, Hulk que chegou ao seu gol de número 19. Dificilmente será alcançado pelo próximo que o segue nessa disputa.

Em meio a isso, o Galo bateu – novamente – o recorde de público do novo Mineirão. O anterior, que era também nosso, havia sido na partida com o Juventude. Saímos na frente e tomamos a virada em dois descuidos e relaxamento natural de uma equipe que consolidou o título tem três dias. Depois marcamos três vezes, ampliando e mostrando que o Galo é o “time da virada”. Ao final, ainda tomamos outro tento que não interferiu na vitória, num erro terrível do Rever, que entrou em campo exclusivamente para levantar a taça.

Mesmo assim, tomando três gols, pela primeira vez na temporada 21 (Mineiro, Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil), vencemos com os quatro tentos marcados por Keno, Zaracho, Savarino e Hulk. E foi nesse embalo, aliado a bela festa organizada pela diretoria, que começou com o DJ privilegiando músicas ao gosto da Massa, reconhecimento a ex-jogadores e Atleticanos ilustres, fechando com uma linda homenagem a Torcedores e locutores ausentes que o nosso salão de festa fez jus ao “apelido” recebido pelos Atleticanos.

Dois momentos, entre tantos, preciso registrar. A entrada triunfal do Dário carregando a taça, levantando e levando o Torcedor ao delírio; ainda, por diversas vezes, os gritos de ‘Rei, Rei, Rei, Reinaldo é nosso Rei”! Duas justíssimas homenagens aos dois ídolos de todos os tempos. Reinaldo, ontem, para quem acompanhou sua bela carreira pôde festejar os títulos que a cbf/tv/juizada tiraram do Galo e de sua carreira. Os tempos são outros e o Rei, que na foto está ao lado dos 4Rs – fundamentais à essa grande gestão do Sérgio Coelho – ainda irá comemorar muitos títulos. Nessa temporada e nas próximas. Aguardemos!

A propósito, o título lava a alma – sobretudo daqueles que viveram essa patifaria histórica – mas jamais irá apagar fatos ocorridos. Seja do STJD e do árbitro, em 1977; montagem malandra da tabela, 1979; juizinho e bandeirinha que nos “roubaram” o título de interesse da cbf e sistema político, em 1980; no ano seguinte, pela Libertadores, a lambança do Serra Dourada. Juiz escolhido a dedo para eliminar o Galo e que envergonhou o futebol brasileiro.

E não pararam por ai. Numa semifinal de interesse de bicheiro, o juiz “não viu” um gol do Galo e fomos eliminados pelo Curitiba, ano de 1985; quando se criou a Copa União e o Galo venceu os dois turnos, o regulamento previa uma semifinal com o segundo colocado no returno, pois que o juiz “estranha e convenientemente” expulsou jogador do Galo na partida decisiva, em 1987; efeito suspensivo, em 1994, o STJD concedeu ao adversário do Galo e não deu tratamento similar a jogador nosso na mesma situação.

E segue o modus operandi da cbf. Na decisão do Brasileiro de 1999, vencemos a primeira partida, e o regulamento previa outras duas (se necessário a terceira), pois que – acreditem um soprador de apito mineiro – não deu penalidade para o Galo e perdemos aquele título. O juizinho estava a metros do lance. Borrou! Pela Copa do Brasil no ano de 2007, outra sacanagem, penalidade na frente do juizinho que, igualmente, amarelou. Esse cara ainda teve a coragem (cara de pau) de, no dia seguinte, pedir desculpas pelo erro. Vá se …!

E nos pontos corridos, como agora, os árbitros apitaram escandalosamente para beneficiar ao concorrente e prejudicar nosso time, isso em 2012. Nesse mesmo campeonato tiraram jogador do Galo numa sacanagem do STJD. Agora em 2021 ensaiaram, mas a reação do Atleticano foi eficaz e impediu essa quadrilha de continuar atuando. Durante as férias e assim que terminar a Copa do Brasil, que espero seja nosso terceiro título no ano, vou trazer aqui no nosso espaço esse debate. Não aceitamos mais, por isso, levantamos ontem a taça de Campeão do Brasil.

*fotos: 1 e 2) Pedro Souza;3) arquivo pessoal

28 thoughts to “Valeu à pena Gaaalooo”

  1. É uma felicidade imensa o Galo ser campeão brasileiro. Acompanhei à distância o título de 1971, mas estive no Maracanã em 1980, quando o juiz expulsou o Reinaldo porque ele tinha feito 2 gols ! E o escândalo do Serra Dourado nunca me saiu das retinas fatigadas. Viva o Galo ! Grande time, com talento e garra. Parabéns à torcida maravilhosa, ao Dadá, Reinaldo, Éder, Paulo Isidoro, presentes no Mineirão ontem – que gloriosa a história do nosso time! E vamos a ganhar a Copa do Brasil, merecemos ! Parabéns, mestre cronista, por manter este sagrado espaço atleticano.

  2. EQUIPE DE PRATAS DA CASA , RESERVAS DEVERIA SER ESCALADA CONTRA O GRÊMIO.
    VAMOS TESTAR ESSA RAPAZIADA.
    FOCO TOTAL E COMPLETO AGORA É NA COPA DO BRASIL , ESSE BI TEM QUE SER NOSSO.

  3. Muito bom!! Alegria enorme! Senti falta, apenas, do Nelinho, Leonardo Silva, Guilherme e Marques… E poucas referências ao Olavo Leite Kafunga Bastos… E me lembrei muito do Luan, também – sofredor igual a mim..!

  4. boa tarde Eduardo e massa. mas uma vitoria espetacular do galo. agora é descansar porque temos outra final pela frente. ontem mas uma vez o salão de festas cheio com recordes. a galo como é bom gritar bi campeão .a galo o sonho realizou. ótima semana a todos amigalos. vai gslooooooooo.

  5. Obrigado Sampaoli por ter feito um limpa na cidade do galo, mandando embora os ex jogadores Ricardo Oliveira, Otero, Cazares e ter indicado os brilhantes Junior Alonso, Zaracho, Mariano e Keno

  6. bom dia Amigalos
    Parabéns para todos nós que torcemos contra vento, tempestade, tornado seja o que vier!!!!
    Os 4Rs devolveram o Glorioso Clube Atlético Mineiro ao seu devido lugar, o nosso muito obrigalo

  7. E você está certo quanto ao MANSO!

    Precisamos mantê-lo , pois a sua (dele) humildade (mansidão) é que permitiu que o elenco de estrelas , rodado , entregasse o que foi determinado por seus protagonistas.

    A relevância da crítica pública do Hulk foi o ponto de inflexão que fez a vitória ser possível .

    Que ele . o MANSO , agora em outro patamar , como GESTOR de grupo, curta a glória da vitória assim como ZAGALLO curtiu a conquista de 70 no México , que teve o mesmo roteiro , nas críticas nem tão públicas de Carlos Alberto e Gerson .

  8. Valeu. Valeu a pena sim. Linda festa, justíssimas homenagens aos jogadores do passado. Fiquei feliz em ver o Paulo Isidoro, não tinha notícias dele há muito tempo. Lembro quando era menino, mas bem menino mesmo, ele pegando o mesmo ônibus nosso no Bairro da Graça. Outra vez aconteceu com o Cerezo. Podem acreditar, quase morri quando o vi dentro do ônibus, ele morava no Renascença. A felicidade do Rei, sempre será o nosso rei, o folclórico Dadá. Eu falo, ser atleticano é diferente, não adianta tentarem comparar, pobres torcedores dos outros clubes, se contentem em disputar do 2º colocado pra baixo se vcs são bons, se são apaixonados, etc. Igual aos atleticanos, nunca serão!
    Quase virando a chave pra Copa do Brasil, deixa o time pra lá de reserva colocar a pá de cal na cova do Grêmio, os titulares daqui pra frente totalmente focados na próxima conquista, 2 jogos apenas pra finalizar um ano histórico, espetacular. Confio que gritaremos É CAMPEÃO nos próximos dias novamente.

  9. A partir de hoje o assunto, o foco e a energia dentro do Atlético devem ser apenas a final da Copa do Brasil.
    Avante, Galo querido!! Vamos beliscar outra taça.

  10. Bom dia a todos. Se formos escrever aqui todos os sentimentos que esse time nos provocou este ano, não haverá espaço ( teremos que esperar virar filme rs), mas eu nunca vi em toda minha vida uma comemoração de tão bom gosto e respeito à história do clube e àqueles que se dedicaram de corpo e alma a manter a paixão e a garra de ser atleticano. Ídolos do passado, carregando a taça e sendo homenageados em campo, um roupeiro levantando a taça junto a dois capitães? Onde já vimos isso? Que reconhecimento digno de um lorde. Mas somos lordes, somos Sir Mineiros UAI.
    Hj eu só quero parabenizar: diretoria, jogadores, comissão técnica, funcionários de todos os departamentos que fazem a gestão deste grandioso clube.
    Não sei o que escrever mais, mas ainda digo: PARABÉNS GALO!

  11. VIVA O GALO.
    VIVA OS 4 R , RUBENS E RAFAEL MENIN , RICARDO GUIMARÃES E RENATO SALVADOR.
    VÁRIOS SITES ESTÃO ANUNCIANDO A CONTRATAÇÃO DE “ARTURO VIDAL” E EVERSON “CEBOLINHA” .
    VAMOS AGUARDAR.
    RUBENS MENIN JÁ AVISOU , EM 2022 ESTAREMOS AINDA MAIS FORTES.
    AQUI É GALO.

  12. Bom dia, Eduardo, atleticanas e atleticanos.

    Acabou a festa e o chip foi trocado. O negócio agora é buscar a Copa do Brasil, colocar mais um troféu na sala e um bocado de milhões no cofre. Ê Galo, a vida tá ficando cada vez mais agradável. E para mim, um velho atleticano, estou aprendendo o que é viver um sonho.

    O GALO ESTÁ VIVO E ATIVO NO PLANETA BOLA. CONQUISTANDO TÍTULOS, NOVOS TORCEDORES E ENSINANDO A VIVER PORQUE O GALO É A PRÓRIA VIDA.

  13. Bom dia, Massa e Guru,

    “Os tempos são outros”… resolvi pegar emprestado esta frase de seu post hoje, porque ela exprimiu a mais ura e cristalina verdade.
    A valorização e o diálogo com a torcida, a valorização e reconhecimento dos serviços prestados por nossos ídolos do passado e colaboradores, as ações sociais, a defesa de nossos interesses junto à CBF, STJD, TV e imprensa pró eixo, têm sido marcas registrada desta diretoria.

    Parabéns à toda a diretoria e comitê executivo!

  14. BOM DIA EDUARDO E MASSA ATLETICANA.
    NÃO AGUENTO NEM OUVIR FALAR NO NOME DESSE SOPRADOR DE APITO MÁRCIO REZENDE , E DO TAL JOSÉ ROBERTO RATO.
    POSTERIORMENTE OS DOIS FORAM CONTRATADOS PELA GLOBOLIXO.
    AINDA EM COMEMORAÇÃO , MAS COM A CHAVE JÁ LIGADA NO PRÓXIMO DOMINGO , NO PRIMEIRO JOGO DA GRANDE DECISÃO CONTRA O PARANAENSE.
    IMPORTANTÍSSIMO , MAIS ESSA CONQUISTA DO BI DA COPA DO BRASIL.
    VAMOS FECHAR ESSE ANO COM CHAVE DE OURO , COM A CONQUISTA DA TRÍPLICE COROA , MINEIRO , BRASILEIRO , COPA DO BRASIL.
    QUARTA FEIRA CONTRA O GRÊMIO É HORA DE ENTRAR COM O TIME TOTALMENTE RESERVA , POUPANDO OS TITULARES PARA A GRANDE E IMPORTANTE DECISÃO DE DOMINGO.
    GAAALÔÔÔÔÔ……
    QUE VENHA O BI DA COPA DO BRASIL.

  15. Copa do Brasil está logo ali. E dá pra garantir esse importante título e premiação com o primeiro jogo em casa. A partir de amanhã, descansar e (re)condicionar o time pra domingo. Os paranaenses ainda lutam desesperadamente pra não cair no BR. Jogo hoje em casa com as revelações do Palmeiras mostrando serviço e fechará na quinta em Recife contra o rebaixado Sport. O Galo vai mandar time reserva pro sul. Ganhando aqui, e bem, dá pra garantir um jogo mais controlado em Curitiba, sem precisar partir pra cima do adversário, embora esse seja o Galo mais perigoso e produtivo que existe. Segurar resultado semore foi perigoso. Negócio é jogar pra ganhar, esse é o Galo. Bom dia.

  16. Bom dia xará e amigalos Campeões Brasileiros! Festa linda e digna de Campeão ontem no nosso Salão de Festas! Maravilhosas homenagem aos jogadores Reinaldo, Luizinho, Éder e Cia, roubados pelas patifarias da Confederação Brasileira de Falcatruas na década de 80. Isso pra não falar dos outros anos também. Que emoção nosso ídolo Dadá carregando a Taça. GALO está de parabéns! Que. Venha o Paraguaiense na Copa do Brasil! GALO está cascudo e muito vivo para mais uma decisão!!!

  17. Bom dia a todos!
    Jogo gostoso de ser assistido, não só pela entrega da Taça de CAMpeão Brasileiro ao Clube Atlético Mineiro e pela festa da torcida, mas também pelo futebol apresentado. Esperava-se que o Galo entrasse nem aí na partida e mostrou-se um time querendo a vitória, tanto que conseguimos diante de um difícil adversário. Fiquei com a impressão que se o Galo tivesse feito um pouco mais de esforço a elasticidade do placar seria maior.
    Que festa linda e que belíssima homenagem aos nossos ídolos do passado e atuais.
    Esperamos comemorar mais na próxima quarta frente ao Athlético Paranaense.
    Nos dê outro presente Galo e faça ainda mais feliz a Massa.

  18. Bom dia, Eduardo e Atleticanos Bi-CAMPeões!

    Jogo da imposição, do mandante impiedoso, daquele que MANDA no futebol brasileiro. Festa linda, devidamente gravada no meu equipamento, no meu coração e na eternidade Atleticana.
    Ninguém luta, faz e vence igual ao Galo!
    Eu o faria, mas não sou do ramo: criar memes para os puxa-sacos da mídia podre do eixo, todos com cara de bunda, após a virada espetacular em Salvador: Lédio Carmona, PVC, Luiz Carlos Júnior, Luiz Roberto e … Mauro Cézar Pereira, este um torcedor “flamigerado” que rotulou o título do Galo de “superficial”, mesmo com 5 vitórias e 13 pontos à frente, até hoje, fora o futebol seguro, convincente e exuberante que o Galo desfila pela América do Sul. #ficaadica.

  19. Prezados Ávila, atleticanas e atleticanos!
    Vamos comemorar! Belíssima festa para um extraordinário feito: GALO BI-CAMPEÃO do brasileirão. Nesta ninguém tasca, já é nossa. Poderíamos ter celebrado outras conquistas do brasileirão? Sim. Mas o que passou, passou e vamos viver intensamente o presente. Fui crítico à contratação do Cuca pela forma como deixou o Galo em 2013, impactando negativamente no desempenho do galo no mundial. Mas isto já foi superado e já disse em comentários anteriores, que Cuca foi humilde em aceitar a crítica pública de Hulk, o jogador do título. Reconhecer o valor de um bom trabalho e modificar o seu entendimento, é virtude. Por isso tiro neste momento o meu chapéu para o CUCA, pela gestão do grupo e humildade para aceitar críticas.
    Unidos na busca da copa do Brasil. Foco total!
    Hoje e sempre, Galo!!!

    1. E você está certo quanto ao MANSO!

      Precisamos mantê-lo , pois a sua (dele) humildade (mansidão) é que permitiu que o elenco de estrelas , rodado , entregasse o que foi determinado por seus protagonistas.

      A relevância da crítica pública do Hulk foi o ponto de inflexão que fez a vitória ser possível .

      Que ele . o MANSO , agora em outro patamar , como GESTOR de grupo, curta a glória da vitória assim como ZAGALLO curtiu a conquista de 70 no México , que teve o mesmo roteiro , nas críticas nem tão públicas de Carlos Alberto e Gerson .

  20. Bom dia, Eduardo e demais alvinegros!
    Alívio! Essa é a palavra que define o nosso momento. Finalmente campeão.
    Que seja o primeiro de uma série de muitos títulos que virão nós próximos anos e, que o elenco possa se qualificar cada vez mais.
    Agora, foco total na Copa do Brasil.

    Pra cima deles, Gaaaaaaaaalo.

    Abraço a todos!

  21. A ALMA GALO

    O GALO não existe, o GALO é…

    É alma, espírito, espora e coração…

    É a encarnação da raça, da briga, da luta…

    É o preto e o branco a formar a Massa maluco beleza…

    É o Escudo, tatuado coração, a pulsar a nossa atleticanidade…

    É o Manto, a vestir a alma a alvinegra, a nossa pele preta e branca…

    É o Hino, da boca da Massa, a baixar o espírito naquela Gente Galoucura…

    É o lutar-lutar-lutar, o nosso mantra de guerra….

    É o vencer-vencer-vencer, o nosso ideal…

    A Massa é nossa tribo, nosso povo, nossa nação…

    A charanga, nossa trombeta apocalíptica…

    A Arena, nosso Canto do Galo, nossa pátria de esporas do Galão da Massa, embora “o Mineirão é nosso!!!”

    O GALO não existe, o GALO simplesmente é…

    É nunca desistir, é sempre acreditar…

    Nós somos o Clube Atlético Mineiro…

    Uma vez até morrer, não, uma vez até a eternidade…

    DEUS fez o mundo em seis dias e antes que descansasse no sétimo o Galo cantou para anunciar o 13 e nunca descansou ou desistiu desde a aurora da existência!!!

    O Galo ganhou!!!

    E a Terra tremeu e o Céu se alegrou!!!

    O título pertence às almas que já se foram para o abraço com DEUS…

    Quem ficou para ver, e não apagou a luz, agora grita:

    Aqui é Galo, p@##@@@!!!

    1. Bom dia Ernest. Bom dia Avila. Bom dia a todos. Pois é: finalmente ganhamos esse Brasileiro. Para a imposição do Galo, penso que devemos focar em ganhar o Brasileiro, de novo, em 2022 e a Libertadores. Mas para isto, será preciso manter os pilares do time: Arana, Alan, Zaracho, Hulck e Keno. E contratar um lateral direito, um zagueiro, um Volante e fazer uma limpeza: Guga, Vargas, tche tche, Hioran, Dilan e igor Rabelo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.