Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Vale a pena ler de novo!

Bom-dia!

Por sugestão da nossa querida Lucy, num comentário de ontem, vou reproduzir texto deste espaço em 4 de setembro de 2017. Sem alongar, trata-se de meu reconhecimento pessoal – sei também que de muitos Atleticanos – ao doutor Moreno Neto.

Conforme verão na postagem antiga, foi ele o responsável pela reconquista da área do antigo Estádio Antônio Carlos, onde está o Diamond. Vale a pena relembrar e até mesmo, para quem não sabe conhecer esse pedaço da nossa história. Leiam:

http://blogs.uai.com.br/cantodogalo/tributo-moreno-neto-pelo-shopping-diamond-mall/(abrir em uma nova aba)

8 thoughts to “Vale a pena ler de novo!”

  1. Valeu Eduardo,
    pela confirmação da história… Ah! me esqueci de dizer que mantenho minha opinião da época, continuo a favor da construção do estádio… Engraçado é que em 2017 pensávamos que ele seria inaugurado agora, em 2020, e ainda nem começamos a construir efetivamente… Mas acredito que agora vai… Afinal como atleticano EU ACREDITO!!!!!!

  2. Boa Noite,

    Em 2017 não tinha como habito participar deste blog.
    É como já disse em outros comentários, permaneço aqui, porque este blog é cultura Atleticana e como Atleticano me sinto bem no espaço e sempre aprendendo um pouco mais sobre a história deste time que gosto tanto.

  3. Obrigada, Eduardo. Que todos possam (re)conhecer a importância do Moreno. A ele os meus aplausos!
    Muito bom, também, reler os comentários de pessoas que enriqueciam esse espaço e – infelimente – deixaram de participar por insatisfação com o Time, presidente e diretoria.
    Deparei-me com um comentário que dizia que esse ilustre Torcedor, merece um Galo de Prata. Lembrei de algumas bizarrices; Por que cargas d’água o Kleber Bambam e a índia Aigo ganharam o Galo de Prata??? Deixa pra lá…
    Não sei se Dr Moreno já recebeu, mas… Alô 7C, o CAM tem “memória”? Tem Departamento de Marketing? Vamos corrigir essa injustiça.

  4. Boa lembrança. Não resisti, desci aos comentários e reli o que eu mesmo escrevi, inspirado que fui pelos brilhantes mestres que tive enquanto cursava Mestrado em Economia na UnB, lá nos idos de 2002. Mantenho o que disse à época: O NEGÓCIO DO SHOPPING PELO ESTÁDIO É PÉSSIMO. Quer dizer, péssimo sim, mas só para o Galo. Para alguns, É ÓTIMO.

  5. Dr. Moreno Neto, sem cobrar nada pelo seus esforços, sem capitalizar a imagem para a política, enfim, sem pedir nada em troca senão o melhor para o Galo!

    Exemplo a ser seguido.

  6. Bom dia Eduardo, Lucy, atleticanos e atleticanas,
    temos que reverenciar esses atleticanos abnegados que lutaram em prol do Clube Atlético Mineiro e que, muitas vezes, não tem o reconhecimento devido…
    Seria de bom tom que o “Jornalista, Advogado e Atleticano, Francisco José Moreno Neto” fosse devidamente homenageado quando da inauguração do nosso estádio… Ele e todos que possibilitaram realizar o nosso sonho…
    Quando criança fui levado por uma vizinha para assistir a um jogo das categorias de base no Estádio Presidente Antonio Carlos, também chamado Estadinho da Colina, foi amor à primeira vista, naquele momento descobri que seria pra sempre…
    Trabalhei em eleições passadas (bota passada nisso!!!) no Instituto São Rafael no Barro Preto, onde só votavam cegos, com o irmão do saudoso Roberto Drummond e ele me contou a história da famosa frase dele que todo atleticano, e até quem não é, conhece de cor: “Se houver uma camisa branca e preta pendurada no varal durante uma tempestade, o atleticano torce contra o vento”… Segundo ele o Roberto está cobrindo ou assistindo um treino do Galo no Estadinho de Lourdes quando caiu uma tempestade e o treino foi interrompido, havia uma senhora lavando camisas do Galo e colocando-as no varal em um local próximo ao campo e ao ver a tempestade ela recolheu as camisas mas esqueceu de uma… Haviam alguns torcedores acompanhando o treino e repararam que a tempestade ficava balançando a camisa que teimava em não cair.. Eles começaram a vibrar toda vez que ela balançava e não caia… Daí a ideia de que o torcedor atleticano torce contra o vento… Tô vendendo o peixe pelo mesmo preço que comprei… Se é verdade ou não, não sei … Mas que faz sentido, faz!!!
    Fiquem em casa e cuidem de quem vocês amam… Isso é o mais importante…

    1. É verdade. Te digo isso com convicção. Roberto foi dos grandes amigos que tive. Tínhamos muito mais afinidades além do Galo. Nossas prosas eram frequentes e até hoje tenho contato com a Thiza e Aninha, viúva e filha dele.

  7. Bom dia Massa e Guru

    Seria legal se o clube homenageasse este ilustre atleticano dando seu nome a uma das dependências do futuro estádio em reconhecimento pelos serviços prestados.

    Ontem saiu a noticia que Sampaoli já fez a lista da faxina, ou seja, vai ancorar uma barca na porta do CT, e pelo jeito vai encher de novo. Com pouco tempo de clube ele já fez mais e teve mais coragem do que os outros entregadores de camisa que passaram pelo clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.