Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Um olho no Galo e outro na calculadora


Casual 300x250De agora até o final do campeonato ou enquanto houver esperança, não abro mão da calculadora. Afinal, são quatro pontos que nos separam do líder e apenas um do vice-líder. É bem verdade que ambos têm um jogo a menos e podem, ao encerramento desta rodada, abrir sete e quatro pontos à nossa frente. Faltando nove partidas para o Galo e dez para seus principais concorrentes, Palmeiras e Flamengo, esta reta final promete fortes emoções.

Os que nos seguem também já se enfrentaram nesta rodada toda picada ao interesse da CBF, mas Santos e Fluminense estão, respectivamente, a dois e sete pontos do Galo. Caprichosamente, e sabemos muito bem as razões, a organização do campeonato (entidade e televisão) agendou os jogos dos dois primeiros colocados convenientemente para o encerramento da rodada. Desnecessário comentar. Para facilitar a vida do Palmeiras, o América cedeu o mando de campo ao líder, fazendo a partida que seria em Belo Horizonte no interior do Paraná.

Ora, tudo bem que aquela meia dúzia de torcedores americanos impulsionou o negócio vantajoso aos cofres do Mequinha, mas, convenhamos, foi no mínimo vergonhoso. Considerando a situação do campeonato e o interesse do Galo no resultado, seguramente milhares e Atleticanos iriam ao Independência tentar empurrar o medíocre time americano para um bom resultado. Nem isso sensibilizou o praticamente rebaixado time mineiro.

image
Foto e ilustração: UAI/EM

Só nos resta agora torcer, orar, se preciso, e cada um na sua cartilha, pois os pontos jogados fora ao longo da competição – especialmente nas primeiras rodadas – estão fazendo muita falta. Aqueles empates com Vitória, Sport e Atlético-PR e as derrotas no clássico e para os gaúchos. São times que estão brigando para não cair e o Galo deixou essa pontuação escapar pelo ralo. Choro mesmo, pois só nesta listinha são 15 pontos sem qualquer explicação.

Olhando para frente, o que temos? O América, Figueirense, Flamengo, Palmeiras e São Paulo, todos em casa. Com todo respeito, especialmente aos dois primeiros, não podemos pensar em nada diferente do que cinco vitórias. Além delas, nossos jogos fora de Belo Horizonte, sugerem a mesma pretensão. Botafogo, Coritiba, Santa Cruz e Chapecoense. São 27 pontos possíveis. O leitor mais otimistas vai no meu embalo, aquele pessimista vai dizer que conseguiremos no máximo metade disso, já aqueles bisbilhoteiros de sempre enviarão comentários com os dizeres “incaível”, “dois isso”, “quatro aquilo”. Mantenho minha expectativa, até prova em contrário, de nove vitórias seguidas.

Ah! Pelo Brasileirão, pois na Copa do Brasil ainda teremos um, três ou cinco jogos na temporada. Acredito que serão cinco e que venham pela ordem, como em 2014, paulistas e cariocas. Desculpe, essa gente não está 100% na competição. Os cariocas não chegaram sequer às quartas de final. Um morreu antes dos grandes entrarem e os outros três capitularam no primeiro embate.

Pois bem, acreditando no bom desempenho Atleticano e de olho nos concorrentes no Brasileirão, segue abaixo a sequência de ambos. Palmeiras e Flamengo haverão de tomar boas escorregadas e abrir caminho para o Galo.

Os paulistas, caso os jogadores do América tenham o brio que falta à diretoria, podem começar a melar a festa programada pela CBF e televisão já no próximo domingo. Além do América, que jogará em campo “neutro” (será?), o Porco receberá em casa o outro mineiro (que luta com a turma de baixo), Sport, Internacional, Botafogo e Chapecoense. Pega o Santos, como mandante, em jogo que pode ser considerado em campo neutro, e apenas sai para jogar com o Figueirense, o próprio Galo e o Vitória. Relativamente, tem um caminho menos problemático. Daí, vale a nossa reza.

Já o outro concorrente, o Flamengo, tem um caminho mais complicado. Só que não podemos ignorar as facilidades que a CBF, ao longo dos tempos, sempre deu ao time carioca. Isso não é desprezível, embora cause náuseas e nojo. Eles recebem o Santa Cruz, Corinthians, Coritiba e Santos. Tem duas partidas domésticas, frente ao Fluminense e ao instável Botafogo. Saem para enfrentar o Internacional, o Galo, acreditem ainda o América (será para onde vai ceder o mando de campo? Brasília?) e ainda o Atlético do Paraná.

É pegar com Ele. Só Ele para nos ajudar. Este ano pecamos, embora a campanha seja muito boa, mas o tempo que o time levou para começar a vencer pode nos custar muito caro. Além disso, apesar de vender muita assinatura de televisão, a emissora beneficia o eixo, mesmo. É a mais dura realidade. Não bastassem as sacanagens conhecidas e reconhecidas, as cotas sugerem a chamada “espanholização” do futebol brasileiro. Sou favorável ao rompimento com a CBF, mas tem de ter dirigente de “saco roxo” para levar isso adiante. E Kalil agora mudou de ramo.

18 thoughts to “Um olho no Galo e outro na calculadora”

  1. Eu também espero que o América vá pra quinta divisão e sem retorno. O time que é medíocre não se importa com o seu sócio torcedor, que poderia ver o seu time jogando contra o líder no seu estádio, mas por ganância e mau planejamento dos 855 presidentes, só vai assistir pela TV. Agora falando do Atlético não tem jeito, o MO consegue ser pior que o Aguirre. Nós vamos pra libertadores, mas temos que pensar em outro técnico urgente. Abel Braga e Eduardo Batista, são os melhores disponíveis no momento.

  2. Pessoal, vamos empurrar o galo nessa reta final, precisamos ganhar, no mínimo, um título com esse elenco que temos. Já garanti meu ingresso para o jogo contra o rebaixado América, e convoco à todos para lotarmos o nosso salão de festas. Ainda acredito no título sim, apesar daqueles lances bizarros do Hyuri estarem ainda na minha memória. VAMOS GALO!!!!

  3. Medíocre, não! Sr. Eduardo. O Atlético tem que cuidar da sua incompetência e deixar os Interesses do América por conta do América. Se está achando ruim, porque seu clube não oferece R$ 800.000,00, 100.000,00 a mais, para o América jogar no seu campo. Como o América precisa é de dinheiro, e o seu time precisa da ajuda do América pra tentar ser campeão, seria um negócio justo.

        1. Caro Eduardo, não publica esses imbecis não. O time (?) do cara tá sendo desonesto, vendendo mando de campo, burlando toda e qualquer ética esportiva e o panguá ainda vem aqui defender o indefensável, não merece ser publicado não. Deixa esses comédias na mediocridade deles, ano que vem estão de volta pro lugar de onde não deveriam ter saído. SAN

  4. Nos restam 9 jogos. Pra sermos campeões, temos que vencer 8 (palmeiras e urubu impreterivelmente) e empatar 1. Faríamos 25 pontos que somados aos 53 que temos, dariam 78 pontos. Acho que com esse número dá pra conquistar o título. Difícil, mas aqui é GALO né! Lamento porque temos um grande elenco e estaremos provavelmente a 7 pontos do líder, faltando 9 rodadas. Vejo 2 grandes responsáveis por não estarmos na liderança: o elevado número de contusões e convocações, que desfalcou o time muito durante o campeonato e o grave erro estratégico de nossa Diretoria, que não renovou com o ótimo Levir Culpi e escolheu Marcelo, treinador fraco e que apesar de possuir história como jogador, nunca teve a cara do GALO. A falta de conhecimento tático, a falta de vibração (característica latente do time da enseada das garças), as péssimas escolhas feitas antes e durante as partidas pelo Marcelo comprometerem nossa campanha. O GALO do Levir ano passado, com elenco inferior, que também sofreu muito com contusões, tinha mais pontos, havia feito mais gols e sofrido menos gols que o GALO do Marcelo. Ano que vem quero Marcelo longe, mas muito longe da Cidade do GALO, e que não volte nunca mais. Sigamos contra os adversários, contra a cbf e contra o “fogo amigo” de nosso fraquíssimo treinador. SAN.

  5. Palmeiras e Flamengo vão tropeçar com certeza. O aproveitamento do Galo é muito bom e temos os confrontos diretos é tentar ganhar os próximos 4 jogos e aí decidir tudo no confronto direto. Eu acredito, quem não acredita que vá se apegar a qualquer coisa menos no Galo.

  6. ~e~e Quando li a notícia da venda do mando de campo de América x Palmeiras, a minha indignação foi muito grande, principalmente pelo fato da vergonhosa omissão de toda mídia, não vi e nem ouvi nada condenando esta prática imoral, nojenta, anti desportiva, repulsiva. Ouvi comentarista paulista elogiando a medida, segundo ele, um golpe de mestre do Palmeiras, vibrando como se fôsse um golaço. Do presidente do Galo, também não ouvi nada. De onde teria que vir a resposta, ou me simples veto, aí sim, o silêncio foi ensurdecedor. O outro time, o segundo colocado, estranhamente ou espertamente também não soltou um pio. Este América, último colocado, não é páreo para o Palmeiras, porém ganhou de Santos, Inter ( grande, mas tá uma draga), e no futebol tudo pode acontecer dentro das quatro linhas. Eu sempre tive uma discreta simpatia pelo América, por ser mineiro, hoje desejo a este time um feliz retorno à série B, C, D e fique por lá sempre. Sobre o galo, eu acredito ainda, contra o curica era prá ganhar, ficaria MUITO bem na fita, apesar de Marcelo, Hiuri, Patric, ainda dá, eu acredito.

  7. Não é pessimismo, é REALIDADE. ADEUS TÍTULO! E digo isso por inúmeras razões já bem conhecidas do torcedor. Falar de CBF, emissora de Tv ou arbitragem, com todo o respeito, é subterfúgio para o principal problema: O GALO ESTÁ JOGANDO MAL! Está mal treinado. Diga o blogueiro e os amigos da resenha diária quando foi o último jogo convincente. Confesso que não me lembro. O Galo perde para ele próprio, pela incompetência do seu técnico, pelo trabalho abaixo da crítica do DM e preparação física, pela omissão do vereador, etc… A verdade é que este jogo contra o Corinthians foi a pá de cal em nossas pretensões, que voltarão somente com milagre… Acreditar sempre, criticar quando preciso, OMISSÃO NUNCA!

  8. Olhando a tabela do galo penso que da pra vencer os 9 jogos mas sabemos q futebol nao funciona assim né, mas de qualquer maneira temos q acreditar em nada menos do q no título pq AQUI É GALO e EU ACREDITO.
    Parabens Eduardo, acompanho diariamente seus posts e Obrigalo

  9. Eduardo com o Marcelo lá é só libertadores e já estará de bom tamanho e quiçá se for vaga direta, o time dá muitas brechas, a marcação fica só olhando aí toda hora chuveiro ou arremate perigosos na área do Galo, aí não tem jeito, pior mesmo é comentarista da rede bobo, falando que se o juiz tivesse validado o gol do Corinthians, não iríamos reclamar, simplesmente um absurdo

  10. O atlético perde sozinho pra ele mesmo! Não precisamos nem olhar os demais clubes, o GALO se ferra sozinho!

  11. Saudações Atleticanas Dudu e amiGALOS . Futebol não é uma ciência exata ,muito pelo contrário , é cheio de surpresas ! GALO tá vivíssimo,palmeiras e flamerda irão perder pontos ,inclusive para nós, fato! CAMisa pendurada , bandeiras desfraldadas , que venha o vento ! SAN #TODOSPORUMIDEAL

  12. É isso ai : ” Libertas quae sera tamen” e #EUACREDITO !!!!!
    Vamos dar mais apoio a primeira liga, temos que nos livrar da CBF.

  13. Com o M.O distribuindo camisas, só mesmo muito cálculo, muita torcida, sorte e tropeço dos adversários. Dá tédio ver o cara à beira do campo… Gente, esse time treina mesmo? Alguém já viu?
    O 2º gol perdido pelo Yuri é erro básico, de base mesmo. O cara passa o corpo pra direita da bola, aproxima dela em demasia, perde distância e é claro, pela posição do corpo e pés, como poderia finalizar da direita pra esquerda? Só poderia sair um canuto em linha reta. (coisa de jogo de churrasco casados x solteiros) E o M.O o escalou dizendo que é porque ele treina muito bem. Ah tá…

  14. Caro Eduardo. este clima de fim de campeonato me epolga muito, mesmo que a gente não esteja na liderança. olha como torcer para o galo é bom: o novo casal de vizinhos do apartamento ao lado é galo também, aficionados. Isso logo ajudou a criar a amizade e eu, minha esposa e o outro casal já combinamos de torcer juntos o proximo jogo, com vinho e tudo. Galo é isso, amizade e cumplicidade dos atleticanos. Vamos fazer as contas e torcer muito porque eu tô achando que o América do Toledo vai dar um tropeço no Palmeiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.