Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Jogar em Campinas com outro foco

Se o empate em dois gols foi entusiasticamente comemorado pelo Atleticano diante da Ponte Preta, quando garantimos avançar na Copa Brasil, agora o que interessa é exclusivamente a vitória. Naquela competição, em função do regulamento, o resultado foi interessante. Agora, considerando que são pontos corridos, a vitória e a consolidação na parte de cima são […]

Leia Mais

Vamos agora abraçar o time

Se eu confessasse qual era a abertura da postagem que comecei a fazer por volta dos 25 minutos do segundo tempo, certamente estaria demonstrada a minha admitida bipolaridade. Não conto detalhes, entretanto não dissimulo que era pesada. Dá pra imaginar, caro leitor, nada diferente do estado emocional de cada um de nós até que o Pratto teve […]

Leia Mais

Reactio quae sera tamen

Após duas rodadas e igual número de derrotas que nos jogaram, depois de cinco anos, naquele desconforto de zona do rebaixamento, finalmente o Galo reagiu e deu indícios de uma definitiva recuperação. Durante os últimos sete dias foi difícil conviver com a nossa própria bipolaridade. Lia, ouvia e sentia uma reação inadequada à nossa história […]

Leia Mais

No embalo da massa

Apesar do mau desempenho do time até a rodada anterior, o Torcedor Atleticano não abandonou o Galo. Mais de 16 mil pagantes, comprovando a máxima do “eu acredito”, incentivaram a equipe o tempo todo. A partida ainda estava no zero e o Atleticano não parava de cantar. Foi assim no melhor estilo e o conhecido […]

Leia Mais