Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

SAMPAOLI: AME-O OU DEIXE-O

Max Pereira
@pretono46871088
@MaxGuaramax2012

Se é verdade que o Atlético não está voando e que Sampaoli ainda não ajustou o time como todo atleticano queria, também é fato que esse mi mim mi contra o treinador na mídia convencional e nas redes sociais, apoiado por vários galistas irreflexivos, visa apenas tirá-lo do clube. Uma coisa é a crítica construtiva e pontual, outra bem diferente é alimentar uma campanha despudorada para vê-lo fora do clube. Muitos não perdoam o fato de Sampaoli ter recusado o Palmeiras e acertado com o Galo. Outros sabem do interesse do Flamengo no treinador e aí…

Lamentável também é ver o ex-dirigente, claramente magoado por ter sido preterido nas recentes eleições, atacar mais uma vez o treinador e contribuir para potencializar esse disse-me-disse que não constrói nada. Tecer críticas é saudável e é um direito inalienável de qualquer ser humano. Cobrar e protestar também. Mas o que está acontecendo é outra coisa. Isso mostra que o bombardeio ao Sampaoli não acontece apenas de fora para dentro do clube. Aliás, conforme atestam aquelas declarações infelizes dos dirigentes anteriores que encerraram o mandato atirando no treinador, já há algum tempo o frenético técnico argentino vem sendo alvo de uma espécie de “fogo amigo”.

Nessa era das fake news, temperada pelo ódio e pela intolerância, é natural que o atleticano, bipolar e irracional por natureza, vendo o time oscilar e, por vezes, perder pontos que considerava já ganhos, passe a atirar pedras no treinador sem medir as consequências desse ataque virulento. Piadas e comparações de seu trabalho com os de outros treinadores, aparentemente mais exitosos, e em particular o que faz Cuca no Santos, têm sido a munição mais utilizada contra Sampaoli.

Se queremos o melhor para o clube não podemos repetir os erros que sempre marcaram a história do Atlético. Claro que Sampaoli nem sempre acerta, mas entre seus méritos e deméritos, o clube deve buscar extrair dele, e do grupo formado, o melhor. Sem fazer uma análise acurada de todas as variáveis envolvidas, exigir simplesmente a saída de qualquer treinador é um formidável tiro no pé. 

Para muitos, segmentos importantes da imprensa brasileira não gostam de Sampaoli. E muitos atleticanos têm denunciado o que chamam de movimento orquestrado para desconstruir o trabalho dele. Como o polêmico treinador não é daqueles que afaga jornalistas, privilegia informações e concede generosas entrevistas, não é de se estranhar a má vontade que muitos setores da mídia destilam contra ele.

@leandrozago, o estudioso e extremamente lúcido treinador da equipe de transição do Atlético, compartilhou em seu Twitter um fio de leitura obrigatória que, embora não cite Sampaoli, resume de forma brilhante os altos e baixos do trabalho do argentino, ao nos ensinar que existem ocasiões em que “os treinadores (os bons, de fato) são ‘vítimas’ de sua própria competência”. É que, continua Zago, ao elevar o desempenho de uma equipe e de determinados jogadores a um patamar além daquele esperado e até “possível” em determinado cenário, passam, a partir daí, a serem cobrados para que essa performance se torne padrão. 

Porém, nos alerta Zago, entra no jogo uma lei (da qual nenhum sistema escapa, assim como a gravidade, e as exceções só a reforçam estatisticamente) que é a “Regressão à Média”. Cartões, lesões, gols improváveis e tantos outros pequenos detalhes são caminhos que o sistema usa para sobreviver da forma como ele é e dentro daquilo que ele está habituado a produzir. O resultado final, no futebol, é produto de um todo. A estrutura física, pessoas, ambiente e… eventualidades.

E Leandro Zago conclui dizendo que qualquer sistema tem como resultado o produto de todas as variáveis que nele interferem. Sampaoli precisa de tempo e de comando inteligente para que o time chegue no ponto que todo atleticano deseja. E entre amá-lo ou deixá-lo ir, prefiro a primeira opção.

55 thoughts to “SAMPAOLI: AME-O OU DEIXE-O”

  1. Caro Max, o Zago, embora pareça competente e estudioso do assunto futebol, tem oferecido análises muito duvidosas sobre o nosso amado esporte. Primeiro, em uma entrevista muito elogiada pelo Falagalo, relacionou genética com jogo posicional dos times que jogam na Espanha. Ideia muito confusa e heterodoxa que, a menos que seja um estudioso em genética ou tenha lido isso numa importante publicação da área, acredito ser pouco confiável. Agora me aparece com essa tal de “regressão a média”. Diz que o TREINADOR eleva o patamar do time e depois, quando o time volta à normalidade (à média), a cobrança se dá pelo ponto fora da curva. Daí a afirmação de que o Treinador vira refém da sua competência. Há, a meu sentir, uma falha nesse raciocínio: quando o time eleva o padrão (saí da média para cima) o responsável é o técnico. Quando o time volta à média são as outras variáveis atuando, mas o técnico não tem qq participação nisso. A não ser que as variáveis técnico e as ditas outras sejam estanques – não se comuniquem – fica muito difícil defender essa tese, até pq as demais variáveis impactantes (lesões, gols improváveis, juiz, e etc) estão presentes durante todo o campeonato e para todos. Dito isso, penso que o técnico é refém do trabalho seu e dos demais treinadores, bem como do plantel adequadamente remunerado seu e dos demais times. Outras variáveis existem, mas com peso menor e de difícil mensuração, especialmente em campeonatos longos e de pontos corridos, onde a regressão à média é mais atuante.

  2. Boa noite amigos do Galo. Ninguém está imune a críticas, Sampaoli fez o NOSSO GALO jogar algumas partidas memoráveis, encantou toda mídia esportiva, deixou o torcedor eufórico, mas de repente começou a escalar o time contrariando todas previsões e sem qualquer lógica. O time sentiu as mudanças, perdeu o conjunto, caiu na tabela e perdeu o futebol que encantou a todos nós. Qual a causa desta queda de produção do time Sampaoli? Porque mudou a forma de jogar Sampaoli? Porque a nossa defesa, antes tão elogia, hoje está entre as mais vazadas Sampaoli?

  3. Boa noite a todos!
    Lendo alguns comentários realmente dá vontade de rir..
    Achei que o Blog fosse para troca de idéias sobre o GALO, mas a fiscalização tá pesada.
    Acho que temos uma confraria por aqui e quem discorda de opinião é melhor nem comentar. Comentar não Cornetar..kkkk
    Ou é Mimizento..ou é Frustrado.. ou está em crise de abstinência.. e por aí vai..
    Acho que vou procurar um lote pra capinar pra poder ocupar minha cabeça…
    Não me surpreenderia se daqui a pouco lançarem um “Manual de como torcer pro GALO”.
    Ou então “cercearem” a comemoração, em caso de título do GALO, dos Comentaristas. Opss.. Corneteiros..
    Só rindo… só rindo..
    Saudações..

  4. Boa tarde,

    Excelente a abordagem do texto.
    A grande pergunta foi feita, mas não com o devido destaque, por isto volto a fazê-la.
    A quem possa interessar este bombardeio contra o nosso treinador?
    Já foi dito, mas generalizarei: aos adversários.
    Aqueles mesmos que não contavam com o Galo disputando o G4 e sim o Z4, aqueles que ficariam felizes em fazer clássico com o Galo na série B, ou aqueles Atléticano fracassados que não aguentam a pressão pela disputa de um título brasileiro, e também não podemos esquecer dos que gostam de viver do passado, quando a glória foi ser o melhor vice do Brasil.
    Neste momento sem o Sampaoli estariamos mesmo é Afogados, eliminados e sem chances, daí, os Atleticanos fodões deste espaço e de outros também, estariam satisfeitos por ter o que xingar, em não tendo, inventam.
    Estou com relator, não sou de virar a casaca, estou com o treinador no mínimo até o final do contrato dele.
    Bom final de semana, que venha os 3 pontos.

    1. Boa noite. Licença pra discordar. Não interessa aos adversários, mas aos interessados. Quem desdenha, quer comprar!

  5. Boa tarde, Eduardo, Max e Atleticanos! É certo que Sampaoli está devendo e muito, mas também é verdade que não se vê alguém capacitado para fazer o time atual melhorar. Então o melhor é aguardar o final desse campeonato, pois título já era – possibilidades matemáticas não andam de mãos dadas com o futebol. Portanto, para mim, o Galo já deu adeus ao título, em pese as colaborações adversárias de são paulo e do time da CBFLA.
    O time do Atlético não faz uma partida decente desde o jogo contra o CBFLA, e a cada lapso de tempo que poderiam ser utilizados para treinamentos e preparação física parecem se perderem , uma vez que o time sempre demonstra falta de pernas no segundo tempo e uma qualidade sempre pior nos jogos após esses espaços de tempo.
    A meta agora é pegar uma vaga na libertadores, mas as ameaças de que isso não se concretize estão crescendo – vejamos a aproximação de grêmio, palmeiras, santos e por incrível que parece do Corinthians.
    Caso o Atlético fique de fora da libertadores, ai não adianta argumentos: Sampaoli deve cair fora sim, pois ficará mais do que comprovado sua incapacidade em mudar os defeitos e a queda de qualidade do futebol do time, que foi montado segundo suas preferências e indicações. Saudações Atléticanas.

  6. A turma que se esbaldou nos últimos anos cornetando furiosamente até conseguir derrubar o treinador de plantão do Galo está passando agora por uma espécie de “síndrome de abstinência” que só faz aumentar o som das trombetas. É chato, é incômodo, é inconveniente, sobretudo quando há um título em disputa que o clube não ganha há muito tempo. Mas é o DNA desse povo. Que já vem de longe.

    Fazendo um corte da gestão do Kalil para frente, foram vários treinadores que não sobreviveram até o Cuca assumir, perder seis jogos, mas, em seguida, nos fazer escapar do rebaixamento. Como a meta foi cumprida um jogo antes do fim do campeonato, entramos relaxados na rodada derradeira e tomamos uma cacetada de um time que veio muito mais desesperado e com medo de cair do que se supunha e que jogou a vida contra quem apenas cumpria tabela (desde aquela época eles morriam de medo de cair, talvez por intuir que nunca mais subiriam, e ficaram enganando a si mesmos, dizendo que “time grande não cai”, enquanto no íntimo temiam, porque pressentiam que “time pequeno não sobe”).

    Aquela derrota foi a senha para que a corneta soasse forte mais uma vez. Quem acompanha as redes sociais identifica alguns daqueles corneteiros que pediam a cabeça do Cuca escrevendo nesse blog… pedindo a cabeça do Sampaoli. Nunca vão aprender nada mesmo…

    Porém, o Kalil deu uma banana para os corneteiros da época e bancou o Cuca. O resultado todos nós conhecemos. Quando o Levir chegou, pegou o time já pronto, foi campeão da Copa do Brasil e Recopa em 2014, e em 2015, terminou o brasileiro em segundo lugar. O prêmio pelos resultados? Demissão. É que a corneta exigia…

    Entrou o Diego Aguirre. Embora ele tenha se atrapalhado nas finais do mineiro e feito uma campanha apenas razoável na Libertadores, deveria ter continuado para dar sequência ao trabalho. Mas saiu para a vinda do Marcelo de Oliveira! Isso mesmo. Marcelo de Oliveira!

    Porque, para o corneta que “acha que entende”, treinador bom, tem de ter títulos no currículo e o Marcelo tinha (como também o Celso Roth, o Oswaldo de Oliveira e o Paulo Autuori…). Quem não servia era aquele Cuca azarão que “nunca tinha ganhado nada” antes ou o Sampaoli agora, “que só ganhou uma Copa América com o Chile”.

    Até dá para entender a lógica primária do corneta (sim, foram muitos os que pediram o Marcelão da massa). Mas, definitivamente não dá para entender a cabeça de um dirigente que faz uma coisa dessas! Bom, apesar dos destreinamentos do Marcelo, aos trancos e barrancos, chegamos ao final da Copa do Brasil que todo mundo já sabia de antemão que iria perder, tomou um chocolate no primeiro jogo para o Grêmio em BH e… foi demitido em plena final de Copa da Brasil! Coisas do Galo!

    Depois vieram Diogo Giacomini, Roger Machado (que saiu para a entrada do Rogério Micale, aquele que botou o Robinho na reserva para colocar o Pablo de titular! E a crítica não é pelo Robinho, que estava devendo mesmo, mas pela opção do Pablo!). Oswaldo de Oliveira, Thiago Larghi, Levir Culpi de novo, Rodrigo Santana, Mancini, Dudamel e finalmente Sampaoli. Tirando o último da lista, ora navegando em mares revoltos e cujo barquinho balança estupidamente, todos os demais foram dispensados pela diretoria. Mas todos foram antes ‘dispensados’ pela parcela corneteira da torcida.

    A questão não é defender todos aqueles nomes. Alguns são realmente horríveis. Mas questionar a falta de critério de quem contrata aqueles caras e depois dá ouvidos à corneta para manda-los embora. É preciso análise prévia e convicção para contratar um treinador. Mas parece que o método usado pelas diretorias de Nepomuceno e Sette foram mesmo a da ‘tentativa e erro’. Não é de se admirar que um time ganhador de Libertadores, Copa do Brasil, Recopa e duas vezes vice campeão brasileiro chegue ao ponto de ser desclassificado pelo Afogados de Ingazeira na Copa do Brasil… Viva os dirigentes torcedores e amadores! Viva a corneta furiosa!

    Embora os corneteiros de treinador tenham uma responsabilidade enorme nesse processo, a culpa principal é dos dirigentes. A torcida fala o que quiser, torce como quiser, corneta o quanto quiser. Dirigente é que não pode agir como um simples torcedor e menos ainda ficar fazendo todas as vontades de quem raciocina com o fígado.

    Portanto, se há um mérito na atual diretoria (que já está sendo cornetada pelos seus méritos) é deixar os corneteiros gritando sozinhos. A gritaria vai piorar. Só o cala-a-boca de um título para mudar isso. Por algum tempo…

    Interessante que aqueles que não querem confessar a corneta para a demissão do treinador, dizem que exigem apenas que haja cobrança dele por parte da diretoria. Hummmm, sei….

    Ora, vamos falar sério! O cara ganha uma fábula (isso incomoda e revolta muita gente…, mais um motivo para corneta, mas isso já é caso para psicólogo…) e quem paga a maior parte disso são os mecenas. Alguém acha mesmo que não haja metas, avaliações e cobranças por parte deles? Ninguém acumula a grana que esses caras acumularam usando o processo de “tentativa e erro” ou de “deixa como está para ver como fica”. É claro que em tudo que eles fazem há o processo de planejamento, metas, avaliação constante e cobranças. E aqui não é diferente.

    Ocorre que os cornetas light (aqueles que não querem a cabeça do treinador, apenas uma corda apertando o seu pescoço para que ele não respire) não compreendem que a ‘cobrança’ do torcedor é completamente diferente da cobrança do gestor. Para o torcedor, ganhou, está tudo ótimo; perdeu, nada presta. Está na ascendente na tabela, ok. Começou oscilar para baixo, culpa do pardal… É o direito dele, pensar assim. Só não dá para administrar um clube com esse pensamento.

    Quando o Galo, na primeira rodada do atual brasileiro, ganhou do “time a ser batido” a torcida entrou em êxtase. Se houvesse público nos estádios, no próximo jogo no mineirão, já entoaria o grito de “é campeão”, faltando 37 rodadas para o final… No entanto, o treinador em nenhum momento capitalizou para si o sucesso, mas alertou que o time estava em formação, iria oscilar muito ainda, precisava de reforços, sobretudo de jogadores mais experientes, para dar equilíbrio à equipe. Veja bem, o que o treinador falou naquele momento não foi uma desculpa após derrota. Foi análise racional após uma vitória improvável. Portanto o treinador já sabia e a diretoria foi informada, de que o time não tinha caixa para ser campeão. E é em cima dessas premissas que foram estabelecidas as metas e estão sendo feitas as cobranças. Talvez para a diretoria e para os investidores, diante do que havia disponível, estejamos até acima das expectativas iniciais e das metas definidas para esse momento. Esse é o parâmetro para a cobrança. E acima das expectativas iniciais por ‘culpa’ do treinador. Esse mesmo que a torcida quer derrubar. E, a partir dessa avaliação e cobrança, é que a diretoria quer prorrogar o contrato do treinador até 2022. Aí a corneta entra em desespero… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E eu choro de rir do ‘jus esperneandi’ do corneteiro. Para ele, deixo a Beth Carvalho: “Chora, não vou ligar…” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Outra coisa que a corneta furiosa argumenta é que “a diretoria deu os reforços que foram pedidos pelo treinador”. Isso não é verdade. O primeiro pedido, Soltedo, é um exemplo. Veio? E ele não pediu Savarino. Foi o Dudamel. Talvez em seu lugar pedisse o Marinho. Também avisou que não contava com o Rever e pediu o zagueiro Lucas Veríssimo. Qual deles vieram? Então o Santos “que não investiu 200 milhões” mas que tem o Soltedo que é melhor que o Keno, o Marinho que é melhor que o Savarino e o Lucas Veríssimo que é melhor que o Réver está na final da Libertadores. Ah, mas foi o Cuca com um time repleto de meninos… Sei…

    E também foi pedido o Nahuel Bustos da Argentina. Veio? Não. Era caro. Veio o Zaracho, mais barato, que tem potencial de venda futura com lucro, perfil dos investidores procuram, mas é novo, nunca jogou em outro clube e visivelmente está tendo dificuldades para se adaptar. E, é claro, a corneta já começou a pegar no pé do cara. A propósito, após o primeiro jogo do brasileiro, o próprio Sette afirmou que o Sampaoli disse que precisaria de cinco reforços para o campeonato brasileiro. Vieram? Chegaram Vargas e Zaracho, sim. Quem mais?

    É claro que o clube tem suas limitações financeiras, que o perfil de jogadores que interessam aos mecenas nem sempre é o que o treinador está precisando no momento, que é preciso muitas vezes trabalhar “com o que tem”. Só não se deve é ficar dizendo que o treinador “recebeu todos os jogadores que pediu” porque isso não é verdadeiro.

    E o time, como aliás era esperado e já avisado, oscilou. Contribuiu o surto de covid, mas é claro também que os adversários passaram a estudar mais o Galo para tentar anular suas virtudes. Além disso, o estilo de jogo do Sampaoli exige uma eficácia grande. Porque você pressionar o jogo todo e não fazer os gols necessários, uma hora cansa e o próprio estilo de jogo entra em xeque. Mas para funcionar, às vezes precisa de uma qualidade que foi pedida, mas que não chegou… Tudo isso contribui para a que o rendimento caia. Agora o Sampaoli não pode ser o culpado porque a defesa entrega a rapadura de vez em quando; porque o Hyoran e o Nathan não dão conta de ter a criatividade que falta ao meio de campo do time; porque o ataque perde uma tonelada de gols. Talvez com Lucas Veríssimo na zaga, com Nahuel Bustos no meio, com Soltedo e Marinho no ataque a coisa fosse melhor…

    Mas com o que temos, estamos indo longe e podemos ainda ser campeões. Basta a torcida parar de jogar contra e apoiar aqueles que entram em campo. Criticar jogador e treinador faltando 10 rodadas para acabar o campeonato, podendo estar a três pontos do líder, não é coisa de quem ama o clube que diz torcer. Ninguém é obrigado a acreditar; só não deveria continuar a balançar o barquinho para ver se ele vira, destruindo o que está sendo construído a duras penas. Aquele que não acredita e que prefere desertar, jogar a toalha, abandonar o barco, aquele que não quer empurrar para frente, que vá jogar vôlei então. Só para de ficar puxando para trás. Porque, além de tudo, isso enche o saco! Só chororô, só mimimi. Porra, para com isso! Aqui é Galo!

  7. Sampaoli é um bom técnico. O que eu acho que ele deveria fazer é mudar o esquema tático do time. O Guga tem de jogar aberto na lateral, ele está embolando o meio de campo. A defesa está muito vulnerável com este esquema. E falar pro nossos zagueiros saírem do chão na bola aérea.

  8. Vivemos tempos bicudos, tempos dificeis , tempos em que o maldito e famigerado politicamente correto se sobrepõe à lógica dos fatos, da sensatez . Idiotices que são um insulto à nossa inteligencia, se transformam em dogmas, em verdades absolutas . Patrulhando e tentando diminuir quem pensa diferente , quem tem o sagrado direito de contestar , opinar, sugerir, cobrar e é atirado na vala do politicamente incorreto. O seu texto, senhor Max , que acredito piamente na sua atleticanidade , serviu pra mostrar a fogueira de vaidades (isto é coisa de maria) que infesta nosso clube , servindo de trampolim para interesses pessoais, quando relata que a ultima e triste gestão saiu atirando em sampaoli. Pelo fato dele ser avesso a demagogia com diretores , a fazer uma especie de marketing para estes individuos colocados na direção. Ponto pra Sampaoli. A perversa midia do eixo o persegue a tempos sonhando com sua saida do galo e não precisa ser perspicaz pra saber que o flamerda tá de olho nele a tempos. Tudo muito bom , tudo muito bonito. Mas, no mundo do futebol , onde rola a bola, permita nos discordar de suas escalações, invencionices, que nos custaram muitos pontos , permita nos ser torcedores , permita nos a corneta saudável, faz parte da nossa profissão de fé. Galo ´muito, muitissimo maior que sampaoli , não quero sua saida, quero resultados, quero futebol , não esta droga previsivel e mal treinada que estamos vendo

  9. Caros,

    O pessoal do FUTURO ATRASADO vai ficando sem pretexto, só o q escutamos e PAPO furado de OSTENTAÇÃO, ui qnta vaidade na cidade: Ah! Agora somo ricos, tá tudo certo na BASE, temos professor estudioso PHD, num fala bem portugueis, temos Mecenas y mui dinero, hein maluquito?, tacamos fogo no cacau pq gostamos é de rapadura, etc..e ainda tem o estádio…CRUZES!!!

    FUTEBOL tal como a maioria dos jgs de tabuleiro, Gamão, Xadrez, etc., o futebol entre eles O mais NOBRE, mesmo jgs de CARTEADO, a maioria imita, REPRESENTA, a GUERRA…até mesmo o PAPAI MAMÃE (respeitando, prá num sair do Aqui é Só Galo) pode ser considerado…são jgs de INTELIGÊNCIA, astucia e FORÇA e poder, tem como OBJETIVO ocupando POSIÇÃO, VENCER o adversário…Eis a lógica MAIOR!

    Coloco PAPAI MAMÃE nesse meio para AVISAR 2:

    *1 ñ tenho nada contra OS CABRÕES e os atleticanos de sangue AZUL! NOSSO GALO é uma DEMOCRACIA! Cabe todo mundo, simpatizantes e ñ simpatizantes! Pode ser registrado ou ñ ter RG, etc. Rico ou feio, etc de NOVO e de RENOVA, q de NOVO num tem porra nenhuma! Todo mundo cabe! É igual mãe!

    e no *2, VIVA o futebol FEMININO, esse, com toda a sinceridade, deu mais mostras de HONRAR o Clube do q os NOSSOS “Meninis” de 200 e tanto milhões…Nossa Sra!!!…

    Para NOSSO GALO ñ ASPIRAR o Br, tal UM jogador obstinado e VICIADO , A PATOTA molenga toda mao inventa umA TRAPAÇA em forma de LENGA LENGA:

    …estão a dizr q se NOSSO GALO ganhar, VENCER, foi pq SAMPAOLI fez um excelente trabalho e os CORNETAS altaneiros e SONOROS tavam errado e a CORNETA CABEÇA BAIXA, SEM VERGONHA de desafinada e muito DELICADA cantochão, tava certa…ORA, pq ñ?…Vamos torcer, só nos resta TORCER, ñ?! Para NOSSO GALO VENCER!…mas ñ qnd e SIM, AGORA, no momento q disputa uma COMPETIÇÃO!

    FUTEBOL É COMPETIÇÃO dentro e fora das linhas! GUERRA É GUERRA! Eis o negócio! Qnt ao SAMPAOLI quem tá interessado em saber se EL Saltitante tá trabalhando ou ñ? Tem algum torcedor aí FISCAL DO TRABALHO?

    E confundir as DIVERGÊNCIAS, às vezes sem solução, né, pq ñ? Um acredita o outro ñ! Ñ é só questão de ponto de vista, é o NOSSO GALO visto dentro de campo. O PT é esse! Nosso GALO é real e ñ tá ganhando PORRA nenhuma tem 5, 6 anos, tá NORMAL??…

    SERÁ? Fico pensado o q pensam os VELHINHOS q Aqui no NOSSO CAMto do Galo comentam..os VELHACOS já sabemos, DEVOTOs da Vovó Dinah!!! É SURREAL?!: …

    VENDE-SE SURREALISMO! Pelo valor de um SONHO voando e um taco de RAPADURA delivery!

    Será, Velhinho?: Quer dizer que, “como atestam aquelas declarações infelizes dos dirigentes anteriores que encerraram o mandato atirando no treinador”, …uai? nem mesmo os dirigentes das INTERNAS podem criticar o ELETROSALTITANTE? Olha o ABSURDO dessa observação FALCATRUA? São atleticanos ou pensam q são? Quer dizer q o Eletro pode Saltitar, rodar a tamanca à vontade e a NÓS só NOS resta bater palma pro maluco? E ainda PEDIR permissão? A quem? Ao NOVO, aos Meninins, ao Registro Geral, RG de segunda?

    Obs e Conselho aos RENOVAMIGOS: vcs tão é com falta de procurar o q fazer? Ô JOSÉ BARATA, tá fácil prá ninguém, meu velho, tem uns lote prOs COMEDIANTES do NOVO capinar aí ñ? Ô Sr Zé, nada de firulas, viu, arranja LUVAS e sobrinhas aí, né? Os Meninins tão de calo na mãos só de olhar prá sol quente na beira do piscina no SPA de Vespasiano! Ui, q inveja desses LUTADORES!

    OBSERVAÇÃO sem qual: Um Clube de FUTEBOL q NÃO tem como o ALVO NOBRE vencer seus adversários e ser o melhor DENTRO DAS QUATRO linhas ñ é digno de SER considerado GRANDE! FATO! NOSSO GALO ñ tem direito de esperar mais! Sao 50 anos, Kafunga ainda nem tinha inventado no CAM “o Errado é q tá Certo” e o tempo dado foi suficiente! Quem tiver promessa prá pagar q o faça…Tá na HORA de voltar a VENCER o Br! Clube q ñ VENCE o Br ñ é GRANDE!…

    NOSSO GALO tem ou ñ tem DONO?

    AME-O ou DEIXE-O! Todo mundo sabe o essa MERDA significa! Respeito, CANALHA!

    PAULO SILVA, na mosca ñ, melhor seria dizer, na bunda do SERELEPE! Se me permite, posso invocar NOSSA SENHORA?! E q a NOS Ela perdoe! Q porra é essa q ta acontecendo?…O PASSARIM, q num é o Jarbas, num pediu pra num ter conotação POLÍTICA nas resenhas?, parece q esqueceu de avisar pro seu EMPREENDEDOR de FALSA ilusão! AME-O ou DEIXE-O! Qnta IMBECILIDADE!”…E os nego se vendendo de NOVO! Quem acredita nessas FALCATRUAS?

    Né Ano que Vem ñ é AMANHÃ!

    Abs!

    1. Viana, boa tarde.

      Na contramão do respeito com que sempre tratei os meus leitores nesse e em outros espaços recebo de você não críticas ao meu texto mas uma série de agressões verborrágicas.

      Entendo que o título trás, de fato, remissão aos tempos do regime militar. Mas não é jamais uma demonstração de apreço àquele período e, muito menos, apologia a ele. Não vou mais explicar isso. Acredite no que quiser.

      A intenção do título era simplesmente fazer uma crítica à polarização com que quaisquer temas são tratados nos dias de hoje. No futebol não é diferente. Sobre isso, inclusive, lembrei no artigo que atravessamos tempos de fakenews temperados pelo ódio e pela intolerância.

      Lamento ler mais uma agressão ao grupo Renova Galo, um coletivo de atleticanos que não pretende renovar nada, não deseja cargos, não almeja o poder no clube. Apenas propõe reflexão e debate sobre o nosso Atlético. E olha que o artigo não trata do Renova e nem das propostas do grupo que, por sinal, não é dono da verdade, precisa sempre se atualizar e acompanhar a evolução do mundo e do futebol em especial.

      Sem jamais tirar-lhe o direito de se manifestar livremente, criticar, concordando ou discordando, informo que, se qualquer outro comentário, seja seu, seja de outro leitor, contiver palavras chulas, agressões e termos como CANALHA, não mais será respondido por mim.

      Não procuro concordâncias em relação a tudo que escrevo, adoro provocar e ser provocado, pois cada crítica me faz refletir, me deixa alerta e me faz melhorar.

      Se for para se manifestar, criticar e debater em um nível respeitoso fique sempre à vontade, pois terá sempre em mim um fervoroso leitor, ouvinte e debatedor.

      Respeito não se compra. Inspira-se.

  10. TEMOS DOIS PONTOS FRAQUÍSSIMOS NA DEFESA :
    O LATERAL DIREITO , POIS GUGA NÃO DÁ , SEMPRE FALHA , DO SEU LADO É UMA AVENIDA ONDE JÁ SOFREMOS VÁRIOS GOLS.
    E O GOLEIRO , POIS EVERSON , ALÉM DE MUITO FRACO É AZARADO.
    PERDI O NÚMERO DE DERROTAS COM ESSE GOLEIRO EM CAMPO , QUE CERTAMENTE É PIOR DA HISTÓRIA DO GALO.

  11. Bom dia amigos atleticanos. Infeliz escolha de título, que nos remete a um período sombrio de nossa história. Ame-o ou deixe -o é uma frase autoritária, que não deixa margem pra escolhas ou contestações. E Sampaoli pode ser contestado por seus erros sim. Pior que erros, teimosia. Ele e sua equipe ganham uma fortuna e suas demandas foram atendidas à revelia, logo a cobrança é natural que exista. O líder de uma equipe deve ser alguém centrado e que passa confiança aos jogadores. Quando temos um líder que dá xilique a beira do campo e toma mais cartões que os jogadores, não deve ser criticado? Qual a estabilidade emocional que esse líder está repassando a seus comandados?
    Dito isso, concordo que não é hora de trocar de treinador. Mas que ele saiba que nosso Galo é infinitamente superior a ele e tenha humildade para reconhecer e aprender com seus próprios erros. Abraço a todos

    1. Grande Thiago, boa noite.

      Sobre o título já me externei em outras respostas. De qualquer maneira, infeliz ou incompreendido, este título alcançou o objetivo de provocar a reflexão. E, pelo que depreendo pelos comentários até agora postados e por outros feitos em minhas redes sociais, as opiniões mostram que o tema é polêmico e que muitos atleticanos compartilham com a minha preocupação, que também é sua, de que não é hora de se trocar o treinador, ainda mais seguindo o que determina o ódio e a intolerância.

      Muito obrigado

  12. Não posso amá-lo, porque nunca gostei dele; não posso deixá-lo, porque fui contra a contratação, ou seja, quem não traz não deixa. Assim, nem uma coisa, nem outra. Só posso ignorar e lamentar que ainda insistem com o campeoníssimo de cartões amarelos…

  13. PAULO SILVA ,

    agradeço a referência ( se sou presunçoso diria
    reverência ) mas quero dizer que não estou, de
    forma alguma , “deixando o campo” .

    É que , às vezes , a gente cansa de lutar contra
    essa geração de “especialistas e analistas” que
    adoram uma “narrativa” para chamar de sua .

    Ah! , que saudade dos festivais da várzea , com
    o “segundo quadro” na preliminar , bandeiras
    e foguetes fazendo a festa para os craques do
    time principal ao entrarem em campo para
    ganhar o tão disputado troféu comprado com
    dinheiro da vaquinha lá na Casa Ranieri …..

  14. Bom dia, Max Pereira,Eduardo e Amigalos.
    Excelente texto,perfeito! Vejo que a torcida depois das redes sociais,virou uma espécie de tribunal,ou você é absolvido ou condenado pela suas opiniões.Hoje está parecendo que o Galo está preste a cair pra segunda divisão, muita malhação pra cima do Time e do Sampaoli,claro,que as criticas são totalmente pertinente,mas daí guere-lo fora,é outra coisa. Já estou na casa dos 70 ,e eu particularmente não me acho,nem mais,nem menos Atleticano,porém,reconheço que tem muitos Atleticanos que contribuem mais que outros,no caso dos Mecenas.Quantos Atleticanos fariam isso que eles estão fazendo? Eu fico um pouco incomodado com tantas criticas,umas muito justas outras nem tanto. Nos meus tempos que frequentavam os Estádios do Independência e Mineirão,
    gostava de sentar-me perto da charanga do Vitor Bastos,depois, veio o mais amigo,Julio( será que tem alguma placa em homenagem à ele?) lá ficava perto de quem vibrava mais,torcia mais e até os que xingava,lembro do meu saudoso amigo Haroldo,que xingava tanto,com sua potente voz,principalmente o Miranda,que ele apelidava de bunda de tanajura,mas aquele que vaiava jogador, saia de perto para não brigar.Em falando em vaiar,quantos jogadores foram vaiados pela torcida.Canindé,Ziza(filho do Pinga) Sérgio Araujo,Vander Xerife,Ronildo,Ronaldo Drumond(falecido ressentimento), Hélio goleiro,Mancine,Humberto Monteiro,Tião cavadinha,Paulo Roberto Prestes.Aliás,as laterais foram sempre o que a torcida mais pegavam no pé,sabendo que a posição,na minha opinião, a mais difícil,o cara tem que marcar,correr de uma extrema a outra do campo,chegar na linha de fundo,driblar e cruzar com perfeição e voltar rápido,ufa! Vejo parte da torcida querendo a cabeça do Sampaoli,respeito,mas é hora disso? Sabemos que é só um começo de trabalho,por que essa pressa? estamos na fila há muito tempo,temos que ter calma,isto que está acontecendo com o Galo,nunca foi feito, o Galo foi sempre time de temporada,a exceção,foi o time de garotos,Reinaldo,Marcelo,Paulo Isidoro e Cerezo, acabava uma temporada, desfazia tudo e montava outro time e vamos que vamos.Temos projetos grandiosos que tá matando muita gente de inveja,principalmente das vaidosas. Essa pressa toda é realmente alimentar o nosso fervor ao Galo ou alimentar nosso ego?Eu acredito,o Galo vai nos dar muitas alegrias.”Há tempo de plantar e tempo de colher” . Um grande abraço aos Galistas da velha guarda, da nova e dos que vierem.

  15. Sampaoli têm suas qualidades como Treinador mas entrega pouco pela fortuna que recebe…

    Além da teimosia com certas convicções, têm ainda a famosa arrogância argentina que o cega em determinados momentos…

    Vai ter o tempo necessário pra mostrar serviço e se o resultado não vier, será despedido, simples assim….

    Agora, uma coisa ele não pode reclamar pois tudo que pediu e dentro das possibilidades do clube, ele foi atendido…

    A torcida no direito dela cobrar, só espera por resultados favoráveis e a conquista de títulos pra comemorar!!!!!!

  16. Bom dia, Max Pereira,Eduardo e Amigalos.
    Excelente texto,perfeito! Vejo que a torcida depois das redes sociais,virou uma espécie de tribunal,ou você é absolvido ou condenado pela suas opiniões.Hoje está parecendo que o Galo está preste a cair pra segunda divisão, muita malhação pra cima do Time e do Sampaoli,claro,que as criticas são totalmente pertinente,mas daí guere-lo fora,é outra coisa. Já estou na casa dos 70 ,e eu particularmente não me acho,nem mais,nem menos Atleticano,porém,reconheço que tem muitos Atleticanos que contribuem mais que outros,no caso dos Mecenas.Quantos Atleticanos fariam isso que eles estão fazendo? Eu fico um pouco incomodado com tantas criticas,umas muito justas outras nem tanto. Nos meus tempos que frequentavam os Estádios do Independência e Mineirão,
    gostava de sentar-me perto da charanga do Vitor Bastos,depois, veio,o mais amigo,Julio( será que tem alguma placa em homenagem à ele?) lá ficava perto de quem vibrava mais,torcia mais e até os que xingava,lembro do meu saudoso amigo Haroldo,que xingava tanto,com sua potente voz,principalmente o Miranda,que ele apelidava de bunda de tanajura,mas aquele que vaiava jogador, saia de perto para não brigar.Em falando em vaiar,quantos jogadores foram vaiados pela torcida.Canindé,Ziza(filho do Pinga) Sérgio Araujo,Vander Xerife,Ronildo,Ronaldo Drumond(falecido ressentimento), Hélio goleiro,Mancine,Humberto Monteiro,Tião cavadinha,Paulo Roberto Prestes.Aliás,as laterais foram sempre o que a torcida mais pegavam no pé,sabendo que a posição,na minha opinião, a mais difícil,o cara tem que marcar,correr de uma extrema a outra do campo,chegar na linha de fundo,driblar e cruzar com perfeição e voltar rápido,ufa! Vejo parte da torcida querendo a cabeça do Sampaoli,respeito,mas é hora disso? Sabemos que é só um começo de trabalho,por que essa pressa? estamos na fila há muito tempo,temos que ter calma,isto que está acontecendo com o Galo,nunca foi feito, o Galo foi sempre time de temporada,a exceção,foi o time de garotos,Reinaldo,Marcelo,Paulo Isidoro e Cerezo, acabava uma temporada, desfazia tudo e montava outro time e vamos que vamos.Temos projetos grandiosos que tá matando muita gente de inveja,principalmente das vaidosas.Hoje não funciona mais assim. Essa pressa toda é realmente alimentar o nosso fervor ao Galo ou alimentar nosso ego?Eu acredito,o Galo vai nos dar muitas alegrias.”Há tempo de plantar e tempo de colher” . Um grande abraço aos Galistas da velha guarda, da nova e dos que vierem.

  17. Aos que , sistematicamente , se referem ao
    Sampeladeiro como um ÓTIMO técnico de
    futebol , peço que me alertem para que eu
    possa enxergar o que vocês vêem o que eu
    não consigo ;

    – a formação da defesa é boa , é aquilo lá
    que a gente vê todo jogo, com mais buraco
    que “táubua de tiro ao álvaro” ?

    – o meio campo MARCA precisamente , tem
    por ali um “cabeça de área” respeitável ?
    – um meia armador , temos ?

    – nosso ataque evolui , vai à linha de fundo
    com precisão , é articulado ?
    – temos um NOVE , ou um FALSO NOVE , ou
    qualquer coisa semelhante a isso ?

    – estou aqui como o Pedro Pedreira,famoso
    personagem da Escolinha, respondendo ao
    Professor Raimundo : “me convença” .

    Isto posto e . quem sabe ? , tendo alguém
    que me possa orientar, fico com minha
    própria convicção :

    o time chegou até aqui com os pontos que
    conseguiu jogando PELADAS de domingos
    pela manhã tendo a sorte de alguns bons
    jogadores estarem por ali no vestiário no
    momento em que o Peladeiro jogou todas
    as camisas para o alto e eles conseguiram
    pegar as dos titulares .

  18. Na verdade, a critica esta sendo feita pelo trabalho do treinador, que não vem surtindo efeito há um bom tempo. Com tempo pra treinar e acertar o time, a cada jogo o time regredi. Então, porque continuar com o seu trabalho, com a sua arrogância, teimosia e soberba. Sampaoli não é intocável, porém diretoria entregou o clube em suas mãos e os mecenas apoiam e querem a renovação, o que pra mim seria mais um erro e burrice da nova diretoria e dos mecenas. Sampaoli no CT não conversa com ninguém a não ser sua comissão técnica e o tal do Andreata, não tem um bom ambiente com diretoria, funcionários e não é unanimidade mais entre jogadores, pelas informações de Breno Galante. Exige jogadores, não é cobrado, manda e desmanda no clube e ninguém dá um basta. O treinador é super valorizado e pra mim se revelou uma grande decepção, um enganador, que ganha muito bem e não entrega o que se espera. Por tudo isso, pra mim #forasampaoli.

  19. Cara,

    Só esta me dando um sentimento muito ruim, por estarmos perdendo a chance da vida de ser campeão, em um campeonato fraquíssimo de concorrentes. E tendo investido no time, como nunca….

    Att.

  20. Bom dia a todos!
    Ame-o ou deixe-o?
    É 8 ou 80? Como assim?!?!
    Não se pode “criticar” o trabalho do treineiro?
    Prezados, deram tudo que esse Sr. que atende pelo nome de Jorge Sampaoli, pediu:
    – Contratações por ele indicadas;
    – Polpudo salário;
    – Tranquilidade quanto aos salários dos atletas.
    – Excelentes condições de trabalho.
    Tem que ser cobrado sim!!
    Se sou dono de uma empresa, não posso ou não devo cobrar do meu empregado??
    Ah.. mas estamos nas cabeças desde o início do Campeonato.. E daí?
    Poderíamos estar numa situação infinitamente melhor. A Culpa de não estarmos é exclusivamente dele:
    – Quem treina o time? JS;
    – Quem escala o time? JS;
    – Quem monta a estratégia do time? JS;
    – Quem faz as substituições nos jogos? JS.
    – Quem mais toma cartões nos jogos? JS!!
    Tem que ser criticado sim!!
    Temos chances? Sim, temos. Mas o Sr. JS sabe disso? ou será que foi infectado pelo vírus do “Ano que vem”?
    Não sou a favor da demissão desse cara, mas daí a engolir as suas sandices sem me manifestar, já é demais.
    Tem que ser cobrado sim. Tem que ser criticado sim.
    No mais, que venha o xará Goianiense. Que venham os 3 pontos.
    O BR é esse!
    É Vencer, Vencer, Vencer!
    Saudações!

  21. Bom dia.
    Que papo ruim hein!? “Ou ame-o ou deixei-o”, isso é falta de assunto?
    Como torcedor, me reservo o direito de elogiar e criticar, quando a situação merecer.
    O treinador precisar ser cobrado sim, o Atlético paga muito caro pelo futebol apresentado até agora.
    A cada rodada a equipe tem piorado vertiginosamente, só não enxerga quem não quer.
    E as explicações do técnico durante as entrevistas são totalmente equivocadas, parece até que viu outra partida.
    E o que o clube irá fazer com essa barca de jogadores contratados que não são aproveitados?
    Saudações

  22. Torcida é um bicho chato, que só vê resultado. Ganhou, o treinador é o melhor. Perdeu ou empatou, não presta, não mostra resultado. O Galo tem elenco inferior a pelo menos 2 equipes do Brasil (Fla e Porco), e está no mesmo nível de outras 4 (inter, grêmio, SP, Santos), portanto, nossa classificação no campeonato é condizente com os investimentos, dentro da normalidade, com o treinador fazendo bom trabalho, tanto pelos resultados mas principalmente pelo estilo de jogo desenvolvido.

    A oscilação ocorrerá, nao temos grandes craques no elenco. Duas semanas atrás Diniz era o melhor treinador do Brasil, Abelão ultrapassado, Ceni o melhor prodígio, Mancini meia boca. Hj Diniz não presta, Abelão é bom, Ceni só pra time pequeno, Mancini é o gênio, e por ai vai. Torcida é trem de momento.

    A história do Galo nos mostra que devemos manter o trabalho (justamente por ter interrompido diversas vezes q não devia). Kalil segurou Cuca depois das 7 derrotas seguidas e do 6×1; Daniel mandou embora Levir em 2015 qnd deveria ter feito o oposto. A história fala por si.

    Vejo torcedores falando do Cazares (que é o melhor 10 do Brasil, q abrimos mão, etc) e criticando a escalação do Caleb. Ai está a diferença. O primeiro jogou aqui 4 anos e foi gênio em apenas meia duzia de jogos, nunca foi decisivo em jogos grandes, nao queria jogar, aprontava, etc. Ja deu, chega. O segundo entrou pq está no profissional, o treinador viu potencial. No Santos, Palmeiras, Grêmio e SP a meninada entra em jogos decisivos, e dá certo e errado, é a vida. O Porco entrou com 3 meninos contra o River na Argentina, ai pq venceu lá o treinador foi tido como gênio (mas a torcida antes do jogo meteu pau – como assim?! Libertadores, contra o River, e colocando a garotada de 19 anos pra jogar? Maluco, etc). Jean Pierri entregou o jogo contra o Santos em 15 segundos de jogo, e matou o Grêmio. Paciência. O jogador é bom, tem q entrar. A torcida cobra espaço para a base, mas qnd o treinador aplica, criticam logo em seguida querendo os medalhões. Deveriam refletir.

    E pra terminar, o valor pago a Sampa realmente é muito alto (fosse 1.2 milhão acharia um valor justo, melhor q pagar 600 pra Luxa, Abelão, e cia.), mas acima disso é loucura realmente, mas ai quem decide é quem paga. Se o clube suporta, q mantenha. Caso não suporte, faça como o palmeiras e inter (Abel Ferreira, Coudet, e agora Ramirez), sejam inteligentes e encontre alguém tão bom qnt o careca para fazer esse time jogar. Dinheiro não é tudo, vide o BI rebaixado, com maior folha salarial da B e nem perto do G4 ficou. Saibamos fazer futebol. Gaaalo!!

  23. Oi Eduardo, Max e Amigos, bom dia!

    Temos pressa sim. Esse jejum de 50 anos nos obriga agir assim.

    Sampaoli é uma propaganda enganosa, alicerçada pelo marketing pessoal, ao dar chiliques a beira do gramado.

    Por tudo que foi investido, esperava mais. Time sempre previsível, sem criatividade, vontade e comprometimento.

    Quanto às contratações, exceção de Alonso, Arana e Keno, todas as demais foram um tiro no pé.

    Chega de “passar o pano”.

    Saudações Alvinegras,

  24. O fato está aí e o raciocínio a respeito dele é simples, o que o Sampaoli ganhou até hoje, à não ser uma copa américa ?
    Qual padrão de jogo ele deu ao time do atlético?
    Pediu algumas contratações e dispensou para outros clubes ( jogou uma fortuna pelo ralo)
    Ele não passa tranquilidade durante os jogos, pois briga com tudo e todos em todos os jogos.
    Continuará da mesma forma até quando ?
    Contra fatos não há argumentos

  25. Queremos o título e temos condições de obter. Só que brasileiro não é Campeonato Mineiro, será sofrido. O torcedor tem que entender isto e entender que o trabalho de Sampaoli precisa de continuidade. Quanto à saudade de Cuca, seu retorno deveria ser questionado desde que ele voltou ao Brasil.

  26. Bom dia ao Max, ao Eduardo e a todos os atleticanos, ávidos pelo título brasileiro.
    Muito oportuno o post descrito, uma vez que o mesmo expõe a complexidade da situação atual do nosso CAM.
    Na minha opinião, adversa a muitas outras e semelhante a tantas outras também, vejo que a nossa comissão técnica, encabeçada pelo Sampaoli, está fazendo o seu trabalho, da maneira à qual, muito provavelmente, ficou acordada entre estes e a diretoria, à época, quando assumiram e assinaram o contrato.
    Ao que parece a comissão técnica tem poder de decisão, tanto nas contratações, quanto na utilização de atletas, por conveniências ou por insistência equivocada, para tentar pôr em prática, um esquema de jogo que NÃO está dando certo.
    Insistir demasiadamente e exageradamente, nesse esquema onde o goleiro ( Éverson ) TEM que sair jogando com os pés, passando pelo zagueiro ( Réver ), este repassa ao lateral ( Guga ), que avança alguns passos, mas no primeiro combate recebido, já toca de lado ou para trás, e o companheiro que recebe o passe ( Allan ), já volta mais atrás ainda, de novo para o Réver, que retorna DE NOVO para o goleiro.
    Vale ressaltar que nesse espaço de tempo, a marcação adversária já está adiantada, pressionando a nossa defesa já na intermediária da grande área. Daí pra acontecer algo de desastroso no placar é questão de segundos.
    Em tese, descrevi tal situação, apenas para expor a opinião de que, bom ou ruim, certo ou errado, o Sampaoli, deve ser questionado, pela diretoria atual, juntamente aos INVESTIDORES, que hoje injetam cifras astronômicas no clube e explicar as suas preferências, esquema de jogo a ser alterado dependendo do adversário, escalações etc .
    Por que, pode ser que estejamos todos enganados ou iludidos, mas a impressão que se tem é que mais uma vez, está acontecendo algo de grave nos bastidores, entre atletas x comissão técnica, atletas x atletas, diretoria x diretoria, conselheiros x diretoria…..
    QUE ESTEJAMOS ENGANADOS…..

  27. Bom dia a todos!
    Não ouço e mem vejo programas esportivos de rádio e tv,porém leio muitas notícias relacionadas ao Galo e portanto dou a minha opinião a partir daquilo que todos estão vendo nos jogos,o argumento que estamos entre os três primeiros é válido,mas temos que avaliar que desde o início do campeonato o Atlético foi praticamente o único time que só disputou uma competição.
    Só queria que o perdulálario argentino fosse coerente e parasse de gastar dinheiro à toa,pra quê contratar um goleiro inferior ao titular que ele tinha? Pra quê gastar milhões e milhões com esse tal Zaracho que é um jogador comum?
    Pra quê esse paquito horrível filho da Xuxa? Pra quê o tal Marrone foi contratado? Não estou pedindo a saída dele, só que para mim ele não passa de um marqueteiro ,super valorizado que ganhou muito pouco em sua carreira. Só queria que ele fosse coerente em suas escalações ,arrumasse a defesa do time que é uma verdadeira peneira .
    Se ele for ficar que pare de maluquices.
    Ontem li que ele anda fazendo EXIGÊNCIAS se acha a última coca-cola do deserto!!!

  28. Parece que Tardelli não se encaixa no perfil desejado por Sampaoli. O problema é que os atacantes escolhidos pelo argentino, com excessão à Keno e talvez Savarino, os outros não se encaixam no gosto da maior parte dos torcedores, considerados por alguns aqui como maioria burra. Confesso que tenho dificuldade de assimilar essa “inteligência”. Só sei que o curintia vem aí subindo na tabela, com Jemerson e Cazares, e pra completar, no final ainda vai devolver Otero…pelamor…

  29. Como são as coisas , para você, quem questiona o trabalho do Sampaoli é mimizento e faz ataques virulentos ao trabalho do mesmo. Isto que é falta de tolerância com o contraditório. Já começa o texto carimbando quem questiona o Sampaoli. Ele tem que ser cobrado mesmo, pois nenhum técnico nos últimos anos teve as condições que lhe estão sendo oferecidas. Veio como uma diva , cheio de exigências, sempre apontando o dedo para os erros do clube e dos jogadores. Desde o primeiro jogo dizendo que temos que evoluir, mas na verdade, o time estagnou e até piorou. Não faz uma partida boa já faz algumas boas rodadas.
    Foi inconsequente em contratações como o volante Leo Sena, Zaracho- pelo valor pago-, Mariano.
    Com ele, será que é só vem a nós o vosso reino, não se pode criticar.
    O time não tem mais a pegada do início do campeonato e qual será o motivo. Pegada forte lá na frente que fazia a diferença.
    Será que o trabalho no Santos foi por suas virtudes ou pelo elenco do time da Vila, pois mantém um padrão e nível de jogo e está numa final de libertadores.
    Será que ele tem o equilíbrio para tocar o trabalho, porque por suas atitudes, a beira do campo , parece demonstrar que não.

    1. Caro Paulo, bom dia.

      No próprio texto defendi que o direito à crítica ê inalienável. E, claro, também é legítima a crítica de críticas. Existem críticas e críticas. E existe algo mais que uma simples crítica.

      Também defendi o direito de cobrar e de protestar. Da mesma forma, não classifiquei quem questiona o trabalho de Sampaoli de mimizento. Não fiz generalizações. E até destaquei que Sampaoli nem sempre acerta e falei tanto de seus méritos quanto de seus deméritos. Mas, condenei sim algumas “críticas” que carregam segundas, terceiras e até quintas intenções.

      Vc pergunta porque qual será o motivo das oscilações ecda queda de rendimento do time. Tentei responder isto no final do texto a partir das lições de Leandro Zago. E você tem o direito de discordar delas e apresentar outras razões.

      Um grande abraço e muito obrigado.

      1. Boa noite, Max !
        O Zago pode até ter razão com sua bela análise, mas, sem ironia, me lembra o Renê Simões, o Ricardo Drubisk que são ótimos em análises, porém sempre foram promessas de bons técnicos.
        O Galo tem 5 vices de Brasileiro e acho que já chegou em terceiro e quarto lugar umas 5 vezes em cada uma dessas posições. Em 2016 mesmo foi quarto lugar. Muitas vezes essas boas campanhas em Brasileiro foram com técnicos sem grande moral na mídia e com elencos muito mais baratos.
        Acho que o ideal não é ficar trocando de técnico. Fiquei esperançoso quando o Sampaoli chegou, achei que daria certo, só que parou de dar e acho que com todas as ponderações do Zago, a maior culpa é do Sampaoli , veja o último jogo ,duas semanas treinando e apresenta um futebol com baixo rendimento- aquele time treinou ?. Não estamos no início de trabalho e era para esse time ter evoluído. Sampaoli vem errando demais. Espero que ele tenha capacidade e , principalmente, equilíbrio a beira do campo para ter êxito em seu trabalho. É pagar para ver o trabalho do Argentino- e muito bem pago. Essa coisa de 2, 3 e 4 lugar já deu.

    2. Bom dia Max, “nem tanto ao mar, nem tanto à terra”… Vamos lá, qualquer profissional deve ser ‘medido’ pelo parâmetro da relação custo / benefício. Pois bem, Sampaoli chegou e pegou “terra arrasada”, é fato! Porém, na minha humilde opinião, vem cometendo erros incompatíveis com a remuneração recebida, senão vejamos:
      – Claramente, falta – lhe repertório, na essência, sua filosofia é: marcar o adversário desde sua área, para roubar a bola mais perto do gol e aumentar a chance de fazer os gols. OK, uma beleza de filosofia sim, mas nenhum time consegue fazer isso durante os 100′ de uma partida, fisicamente impossível, logo, deveria revezar essa marcação com meia pressão e até a pressão em seu próprio campo para roubar a bola e contra golpear em velocidade;
      – Ele não abre mão da saída com a bola no chão, ok, mas nem sempre é possível, infelizmente o Atlético erra passes em demasia e, consequentemente, tem maior desgaste físico correndo atrás do adversário e, não raro, o adversário rouba a bola em nossa intermediária e sai na cara do gol. Isso aconteceu muitas vezes e algumas resultaram em gol do adversário;
      – A obsessão pela posse de bola passa obrigatoriamente por um meio campo povoado e ele sistematicamente entra com 3 zagueiros e mais recentemente definiu o time com 3 atacantes. A conta não fecha, com 3 zagueiros você tira um do meio e com 3 atacantes também, resultado, time desequilibrado considerando a filosofia dele;
      – O time leva gols demais, como bem disse o Muricy, “Sampaoli faltou às aulas de sistema defensivo” .Concordo plenamente com ele.
      – Não raro, escala mal, demora demais para substituir. Na filosofia dele, de grande intensidade, é obrigatório o uso de 3, 4 ou 5 substituições para por sangue novo e ele não o faz, além de começar a substituir tarde, da metade do segundo tempo para frente;
      – Alguém precisa falar com ele que o Tardelli, quando veste nosso manto, se transforma porque certamente ele não sabe ao dizer reiteradas vezes que o Tardelli precisava de todo o mês de janeiro para ter condições de jogo. Isso me cheirou muito mal…
      Contudo, sou totalmente a favor de sua permanência, mas ele carece de humildade para reconhecer que comete erros com gravidade incompatível com o salário que recebe.

  30. Bom dia Max . Bom dia a todos. Respeito sua opinião, mas discordo, veementemente, tanto pelo dualismo simplista da argumentação, quanto pela infelicidade da analogia do mantra utilizado pela ditadura militar. Na minha opinião, qualquer treinador deve ser avaliado e cobrado. Vai me dizer Max que a escalação do Calebe no jogo contra o São Paulo não deve ser criticada? E as indicações de Bueno, Mariano, Thiago Neves para contratação? E a ausência de alternativas diante das retrancas do adversário ( linhas baixas segundo o modismo atual)? E a mudança de comportamento dos jogadores nas comemorações de gols, a visível diminuição de empenho de vários atletas e algumas ” falhas” estranhas como as do Rever no último jogo? Já que o foco é a utilização de mantra eu fico com esta analogia: não tenho treinador de estimação . Na minha opinião, considerando que o Galo só disputou o Brasileirão; que todos os jogadores indicados pelo Sampaoli foram contratados; que os demais times concorrentes ao título patinaram demais na competição; que existem plenas condições para ganhar este campeonato nesta reta final, temos sim, o direito e o dever de cobrar pelo menos correção de erros recorrentes nas escalações, substituições e principalmente empenho nas partidas. O que o Galo fez no jogo contra o São Paulo foi broxante viu. Podia ter perdido, mas competindo com Gana, sangue nos olhos, tipo o River contra o Palmeiras. Eu fico recordando do Cuca e o time de guerreiros que evitou o rebaixamento do Fluminense. Se esse grupo de jogadores, técnico e direção se unissem de verdade eles podem conquistar esse brasileiro nos últimos dez jogos. O cavalo tá passando arriado….A hora do Sampaoli mostrar liderança desse time que ele montou é agora.

    1. Prezado Domingos Sávio, bom dia.

      Primeiro, gostaria muito que você me esclarecesse sobre qual analogia fiz sobre um determinado mantra utilizado pela ditadura militar. Afinal, que mantra é esse.

      A resposta que dei acima ao amigo Paulo Soares servem como luva para reforçar a você que respeito não só o seu ponto de vista, como também o seu direito de criticar o meu texto e o trabalho de Sampaoli.

      E, para ficar mais claro, acho também que Sampaoli tem que ser cobrado, o seu trabalho ser criticado. Coincidentemente, no meu artigo publicado ontem no Fala Galo e no One Football “ENTRE A RAZÃO E A EMOÇÃO” – Coluna Preto no Branco – (https://www.falagalo.com.br/posts/entre-a-razao-e-a-emocao/) escrevi que, “se é óbvio que o elenco e o time têm claras limitações e problemas, também é evidente que existem outras razões que o estão levando a praticar este futebol sem espírito de competitividade”.

      E , dentre outras coisas, emendei: “Tão importante quanto o que acontece dentro de campo é o que ocorre fora dele, seja nos intestinos do clube, seja nos bastidores do futebol, no extracampo. E, uma vez que tudo o que ocorre dentre das quatro linhas é reflexo e consequência do que acontece fora delas, não é difícil concluir que o Atlético precisa de correções de rota e de ajustes de gestão e do trato do futebol”.

      Assim, insisto que existem críticas e críticas. Algumas construtivas, outras carregadas de interesses heterodoxos.

      Um grande abraço e saudações atleticanas.

    2. Domingos Sávio,

      Entendi agora a sua observação sobre a analogia ao mantra utilizado pelo regime militar. Espero que não tome está analogia como apologia e apreço àquele regime.

      Mas, a intenção foi mostrar a insanidade das criticais radicais muito mais calcadas na emoção e na raiva do que na razão e que, misturadas a outras carregadas de interesses inconfessáveis, sempre impulsionam o comando alvinegro a tomar decisões açodadas e infelizes, pois o clima criado torna insustentável a permanecia deste ou daquele profissional e a descontinuidade e os prejuízos tornam-se inevitáveis.

      Como as trocas de treinadores que ocorrem nestes momentos delicados, nunca obedecem a análises acuradas e nem decorrem de um planejamento estruturado, a descontinuidade do que é bom e positivo acontece e o desastre torna-se inevitável.

      Mais uma vez, muito obrigado.

      1. Boa noite Max. Tranquilo. Eu torço pelo sucesso do Sampaoli pois será o sucesso do Galo. Não tenho a pretensão de ser dono da verdade. Li atentamente o que postou o Jorge 19 e até mudei minha opinião em alguns aspectos. Os argumentos dele são consistentes. Espero que ele tenha razão. Mas ainda tenho esperança que nosso Galo comece no domingo uma arrancada rumo ao título para a alegria de todos nós. Forte abraço e um bom final de semana.

  31. bom dia Eduardo e massa e max pereira. vou sempre criticar e elogiar sampaoli quando merecer. por enquanto vou criticar o trabalho dele é admissível os erros graves dele no comando do galo. mas mandar embora agora é prejuízos ao galo mas diretoria não cai nesta armadilha de renovar o contrato do pardal sampaoli no Brasil esta cheio de treinador meia boca. repito espero eu que o caetano tenha tomates e cobra resultados do sampaoli e jogadores chega de passar a mão na cabeça. dar mais tempo para sampaoli acertar o time olha o português e cuca com poucos tempos acertaram as equipes. aliás o português no Palmeiras não tem 3 meses no clube. daqui a pouco o pardal sampaoli esta no final do ano e ainda não acertou o time. acorda sampaoli. vai galoooooo.

  32. BOM DIA A TODOS.
    SAMPAOLI :
    NEM AME-O , NEM DEIXE-O.
    COBRE-O.
    EXIGA-SE.
    SAMPAOLI E SUA COMISSÃO TÉCNICA CUSTAM AOS COFRES DO GALO MAIS DE 3 (TRÊS)
    MILHÕES POR MÊS.
    TODAS AS SUAS EXIGÊNCIAS FORAM ATENDIDAS PELO GALO , FORAM GASTOS 200 MILHÕES DE REAIS PARA ATENDÊ-LO .
    SAMPAOLI JÁ TEM TEMPO SUFICIENTE PARA MOSTRAR TRABALHO .
    MAS , É PRECISO MOSTAR RESULTADOS , VITÓRIAS E TÍTULOS.
    MAX , NÃO EXISTE NENHUMA CAMPANHA CONTRA SAMPAOLI , O QUE EXISTE SÃO CRÍTICAS CONSTRUTIVAS E MUITA COBRANÇA PARA QUE ELE CUMPRA COM A SUA OBRIGAÇÃO , QUE É ENTREGAR RESULTADOS , NA FORMA DE VITÓRIAS E TÍTULOS.
    SAMPAOLI E SUA CARÍSSIMA EQUIPE JÁ TIVERAM TEMPO SUFICIENTE PARA GANHAR ESSE BRASILEIRÃO.
    É ISSO QUE A TORCIDA DO GALO QUER E EXIGE.

    1. Paulo Roberto, bom dia.

      Como é bom provocar e ser provocado e, como é melhor ainda poder discordar.

      Existe campanha sim. E é sobre isso que quis chamar a atenção. Por outro lado, não dá para comparar as realidades de Palmeiras e Atlético. Sampaoli pegou o Atlético dando curso a uma reformulação de elenco e de conceitos.

      O português Abel Pereira pegou uma base já incrementada por Luxemburgo e deu continuidade. A se favor, ainda, um elenco muito mais encorpado, com muito mais opções, sem os desequilíbrios que existem no Atlético e sem os impactos da COVID que, no Galo, foram muito significativos.

      Um grande abraço e muito obrigado.

  33. Ou seja, Sampaoli ou Deep Blue, tanto faz. O sistema regredirá à média mesmo, então não faz diferença um ou outro. O maior problema é Sampaoli não custa na média, custa acima da média. E Cuca vive fazendo trabalhos acima da média. E Sampaoli vive fazendo trabalhos apenas na média.

    Técnico nota 6. Aborrecimento nota 9.

    Apenas FORA SAMPAOLI, mesmo. É fraco. E ganha uma fortuna.
    Ou seria: é fraco, mas ganha uma fortuna?!

  34. Bom dia !
    Sampaoli é ótimo treinador, porém, teimoso e isso está custando caro ao galo. Um pouco de humildade em alguns jogos nos garantiria pontos preciosos. Vejam o que o Cazares está jogando no Corinthians e foi dispensado do galo por teimosia do técnico que, depois, fez a mesma m… Que nosso camisa 10 havia feito. Tínhamos o melhor meia do Brasil aqui no nosso quintal e abrimos mão e até hoje ele não conseguiu fazer com q alguém arme esse time.
    Saudações !!

  35. Bom dia Eduardo, Max Pereira, atleticanas e atleticanos. Eu adoro malhar o doidão. Quem gosta dele que demonstre que ele presta em vez de ficar abstraindo sobre suas invisíveis qualidades, mas seja original pelo menos no título do texto ou será que teremos que engoli-lo como na ditadura?

    Eu critico o doidão porque não gosto dele e até que seus tietes provem o contrário, acho que não está fazendo um bom trabalho. Não penso que o trabalho dele poderia ser melhor. É diferente. O trabalho dele é ruim, segundo meu entendimento, porque ele não é capaz de fazer nada melhor que isso. Qualquer outro treinador que tivesse recebido todo o apoio que ele recebeu estaria entregando um serviço bem mais produtivo. No entanto, não pleiteio a sua demissão, pura e simplesmente, porque eu entendo que essa atitude é negativa.

    O Kalil, por exemplo, demitiu seis ou sete treinadores, contratando para substituí-los nomes badalados no nosso futebol. Nenhum deu certo até se firmar com o Cuca. Foram quase dois anos de trabalho para formar uma equipe que nos encantou. Mas, o Kalil e o Maluf trabalharam juntos com o Cuca. Não deixaram o barco por conta dele e deram as costas. Nos últimos cinco anos o Galo teve mais de dez treinadores e nada adiantou. Então, trocar por trocar, não é a solução.

    Se o Renato Salvador, pegar a rédea, fiscalizar e cobrar, exigindo do doidão e do Caetano resultados positivos, condizente com o investimento e apoio recebido, tem chance desse trabalho ruim melhorar. Do contrário, nada feito. Não vai melhorar muito porque o doidão é fraco, ruim mesmo. Vamos vencer uma ou outra partida e perder todas importantes e decisivas. O Galo com o doidão, até hoje não teve uma sequência de quatro vitórias. Até o Wagner Mancini está invicto a quase dez jogos com quatro vitórias seguidas usando jogadores dispensados do Galo. O Abelão em três meses no Inter já venceu cinco seguidas sem ter feito nenhuma nova contratação. E outros treinadores têm mostrado trabalhos bem melhores com muito pouco investimento. Abel Pereira e Fernando Diniz são só dois desses exemplos. Não estou dizendo que esses treinadores são melhores que o doidão, não é o caso. Estou apenas mostrando que seus trabalhos atuais são melhores que o dele.

    O doidão é ruim e a sua carreira mostra isso. Só badalação e marketing pessoal. Poucos títulos e só um expressivo em mais de trinta anos. Fez um trabalho regular no Santos, mas nem de longe comparável ao que o Cuca está fazendo lá, sem nenhum investimento, usando mais de um time de jovens com menos de vinte anos. O doidão tem muito marketing o apoiando e até historinhas da sua “vida profissional” com fotos pendurado na árvore e tudo mais os marqueteiros apresentam para iludir e enganar uns desavisados. E tem tietes aqui no blog engolindo tudo e até escrevendo artigo falando de “maravilhas” do doidão. Mas o doidão nunca mostrou nada além de trabalhos medíocres em poucos clubes de alguma expressão. E não vai mostrar nada no Galo além disso que estamos vendo. É como o VIANA gosta de dizer: É um jabazeiro entregador de paçoca e rapadura.

    1. Caro Paulo,

      Não, não temos que engolir ninguém e, muito menos, temos a obrigação descermos originais.

      E, por favor, não tome o rótulo como apologia e apreço pelo regime militar. Na resposta que dei acima ao amigo Domingos Sávio falei mais sobre isso não é necessário repetir aqui.

      Da mesma forma, entendo que Sampaoli e nenhum outro profissional deva ser dispensado porque eu, você e qualquer outro torcedor não goste dele. E é reflexão, cuidado, planejamento, análise profunda de todas as variáveis envolvidas no entorno do trabalho que devem nortear as decisões e medidas de qualquer diretoria minimante responsável.

      Um grande abraço.

    2. Concordo totalmente.
      Apenas acrescento que, com investimentos menores, salários infinitamente menores, elenco super desequilibrado, Levir Culpi foi demitido após um vice campeonato do Brasileirão e Marcelo Oliveira foi demitido em no meio da final da Copa do Brasil.
      Ambos porque o time estava entregando muito menos do que poderia, assim como agora.

    3. Para mim fico com a opção Deixe-o.
      O Sr. Paulo Silva já descreveu muito bem sobre o doidão.
      Orçamento 200 milhões;
      Time quanto mais treina pior fica;
      Não conseguiu ajustar a defesa;
      O meio campo não produz nada;
      O ataque perde caminhões de gols.
      Em resumo é um time perdido em campo.
      A diretoria aparentemente não cobra nada deste treineiro e barca vai.

  36. Nossa chance de título nesta temporada, passa pela manutenção do treinador. O Galo vem, ao longo dos anos, repetidamente, trocando de treinador. Todas as vezes, a troca não deu resultado. Em 2011, Kalil, o maior de todos, bancou e manteve Cuca, mesmo com a maioria pedindo a cabeça do treinador (serão os mesmos que pedem a saída do Sampaoli?) e o resultado todos conhecem. Volto a dizer, nossa campanha é ótima, estamos entre os 3 primeiros desde o início, apesar do surto de covid no elenco, de termos remontado nosso grupo de jogadores no meio da temporada e de outros fatores intervenientes. Existem coisas para melhorar? Obviamente sim, mas isso não quer dizer quer devemos jogar o bom trabalho no lixo e começar do zero mais uma vez. Atitudes como essa, de demissões de treinadores, fazem com que o ano que vem nunca chegue! Para mim, isso é claro! Quero o título agora! Estamos na briga, temos os segundo melhor aproveitamento, 3 pontos atrás do líder (contando o jogo a menos), e faltam 10 rodadas! Não abaixo a cabeça e não desisto antes da hora. Sou Galo! Nada de derrotismo, sigamos na briga, de preferência, com menos emoção e mais razão. SAN

  37. ALGUMAS RESPOSTAS A VÁRIOS AMIGALOS

    GENIVAL VIEIRA, saudações. Não precisa assinar. Sua participação é uma verdadeira autenticação eletrônica. ObriGalo e apareça mais vezes para reforçar o nosso coro. Abraço.

    JOSÉ EDUARDO BARATA, saudações. Deixe de modéstia. Você já nos brindou inúmeras vezes com o seu talento e muito nos ensinou em vários momentos, não pode deixar o campo antes da hora. Somos do time do aqui e agora e não podemos permitir que os futuristas conformados fiquem enchendo linguiça aqui no blog. Por coincidência, também capino lote e tenho uma hortinha para relaxar. Fico cuidando das minhas couves e xingando o doidão o tempo todo. Melhor que qualquer remédio. Abraço.

    GALO ROBERTO DE OLIVEIRA, saudações. Na nossa simplicidade atleticana, não podemos admitir o embuste do milongueiro argentino. Desde o início do trabalho dele venho apontando as suas idiosincrasias tanto profissionais quanto pessoais. Fico triste de perceber que alguns amigalos o veem como o salvador do Galo, tendo como parâmetro apenas os maus momentos do nosso time, sem percepção do que poderíamos estar desfrutando se nosso treinador não fosse ele. Exemplos não faltam. Falta visão. Abraço.

    PAULO F., saudações. ObriGalo pelo seu comentário. Os pontos de discordância são aceitáveis e prometo considerá-los. Porém, não posso deixar de alertá-lo que os jogadores são “nossos” sim. O dinheiro que os trouxe é que pertence aos mecenas e tem que ser devolvido. Eles são contratados pelo CAM que assume sobre eles todas as obrigações legais e trabalhistas, não podendo remete-las a terceiros. Vide o que ocorre do outro lado da lagoa. Você sabe o que é responsabilidade objetiva? Abraço.

    JORGE 19, saudações. Você e eu somos participantes deste blog desde o seu início. Gosto muito dos seus textos e já me inspirei neles. Respeitosamente, não concordo com a sua posição atual de defensor desse treinador e desse time sem alma que ele criou, baseado apenas em fatos pretéritos envolvendo o nosso Galo. Você concordou com o Domingos Sávio quando ele questionava isso e pedia outra postura. Portanto, você também tem ressalvas ao doidão e temos pontos comuns em relação ao nosso Galo. Quando divergimos, não é por inimizade ou ignorância. É pelo espírito de atleticanidade que nos une em vez de dividir.

    Quanto à frase contendo as polianas, um bom pescador diria que você mordeu a isca. Não sei se você conhece as estratégias de Sun Tzu o general chinês. Vale a pena conhecer. Coloquei a frase ali no finalzinho só para que quem quisesse me contestar tivesse um “escape”. Um abraço.

    1. Paulo Silva, apesar de não concordar com o seu ‘pessimismo realista’ não posso deixar de dizer que é bom ler seus textos. Em quase todos eu faria um contraponto se isso não fosse inconveniente, mas ainda assim é preferível ler algo inteligente, às vezes irônico, às vezes espirituoso, algumas vezes com pitadas de um bom sofisma, mas enfim, inteligíveis e dos quais se é possível argumentar contra ou a favor.

      Discordo do seu ‘pessimismo realista’ porque não vejo vantagem nenhuma nele. No máximo serve para contabilizar as frustrações antes que elas aconteçam, o que talvez mereça um deságio, ou ainda para poder, ao final, brandir um “eu não disse?’, situação muito mais provável do que o contrário, considerando que após mais de 70% do campeonato transcorridos, ainda há seis clubes com chances de ser campeão. Portanto, cinco “iludidos” que ficarão no caminho. Se fosse bolsa de valores, também apostaria nos 90% de dar errado, já que a chance de dar certo é só de 10%. Mas torcedor não deve querer estar certo. Deve querer ver seu time ser campeão.

      E eu acho que não só os adeptos dos “projetos futuros”, mas principalmente os “jogadores de toalha” compõem a turma do “ano que vem”. Pois quem joga a toalha é porque não espera mais nada nessa temporada, mas não deixará de ser atleticano. Então a esperança dele passa a ser o “ano que vem” ou a “temporada que vem”. Eu, ao contrário, prefiro ser realista otimista. Realista porque não desprezo as limitações e dificuldades existentes, mas meu tempo e minha luta é aqui e agora. Deixo o ano que vem para o ano que vem. Enquanto há chances, não há porque desistir de lutar.

      Quanto à concordância com o Domingos Sávio, acho que ele foi muito feliz, é isso mesmo que todo atleticano deveria cobrar dos envolvidos: engajamento, luta, determinação. Não é exatamente ressalvas ao trabalho do treinador. Entendo as dificuldades apresentadas pelo time e suas limitações de plantel, sobretudo considerando o surto de covid ocorrido, mas eu vi mais disposição no time que empatou com o Bragantino do que no time que venceu o Coritiba. Se essa disposição estiver numa crescente e continuar, e a sorte também ajudar um pouquinho, a gente pode chegar junto. Eu prefiro acreditar e empurrar para frente, correndo o risco de pagar o preço da decepção do que desistir antes da hora e depois descobrir que o time conseguiu o objetivo e eu não fiz a única parte que cabe ao torcedor: apoiar e empurrar para a vitória.

      Espero tomar de você o “eu não disse” no final do campeonato.
      Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.