Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

RESSACA, SAMBA, ROCK AND ROLL E… COISAS DO ATLÉTICO

Max Pereira
@pretono46871088
@MaxGuaramax2012

Parece que os céus, ao se aperceberem do tamanho, da dimensão e do significado desse título para o Atlético e, claro, para a sua apaixonada torcida, se emocionaram e, nesses últimos de dias de muita ressaca, samba e rock and roll para o universo atleticano, se derramaram em lágrimas que chegam até nós em forma de uma chuva benfazeja que parece lavar e deixar o mundo mais belo e renovado.

Assim, como cada galista lavou a alma e se vingou das várias vezes que o titulo escapou por razões que ainda o machucam, ao, finalmente, poder soltar aquele grito que estava preso em sua garganta, a cidade e os campos, banhados pela água que continua caindo desses céus lacrimejantes, parecem se despir de vez do feio e a acreditar que a justiça, muitas vezes cega e tardia, sempre chega, restaura a dignidade dos vilipendiados e resgata a história.

E mais que isso: acende, mais que a esperança, a certeza de que vale esperançar por um mundo melhor. A mensagem dirigida ao Atlético pela Sociedade Esportiva Palmeiras, transcrita abaixo, parabenizando o Galo pela conquista, traz em seu bojo o significado maior da conquista alvinegra:

“O futebol respira! O futebol venceu a arrogância e o clubismo. Esse título significa uma nova verdade no futebol brasileiro! Que não reste nem o cheirinho da velha e desleal prática esportiva nascida na década de 80! Parabéns ao @Atletico, vocês são merecedores, comemorem!!!”

Vinda de um dos principais concorrentes ao titulo que, por sinal, se mostrou leal e ético durante toda a competição, esta mensagem guarda um recado direto e contundente aos representantes do anteontem futebol clube e desvela o porquê, não só esta conquista, mas e, principalmente, a revolução que vem reconfigurando o Atlético, tornando-o de vez, uma potência no futebol brasileiro, indesejada por gregos e troianos, tem suscitado tanto ódio, tanta preocupação, tanta reação negativa e virulenta e incomodando muita gente “boa”. 

E, por falar em recado, se o atleticano chorou, riu, gargalhou e ainda festeja a conquista do campeonato brasileiro ele também não deixou de escutar abobrinhas ditas também por gente de dentro de casa que, em meio às comemorações, deitou falação, talvez sincera demais, talvez buscando advertir outro alguém ou sabe-se lá o por quê. E, claro, não faltou quem, dentro e fora das “fronteiras” de Minas explorasse esses ditos, com intenções quase sempre hostis aos interesses do clube. Coisas do Atlético.

Uma entrevista infeliz de Diego Costa, feita em um momento de comemoração e de pouca ou nenhuma reflexão, já produziu inúmeras conjecturas e alimentou outras tantas teorias da conspiração. E foi o suficiente para que muitos atleticanos já o injuriassem e repudiassem. Houve até quem não estava na festa de comemoração dos jogadores que jurou que não viu o artilheiro sergipano, de nacionalidade espanhola, festejar o titulo. E, não obstante um sem número de fotos e de vídeos que mostram exatamente o contrário, perguntou cheio de veneno: “Por que DC está arredio aos festejos, se mantém isolado e não comemora o titulo com os companheiros?” Coisas de atleticano? 

Especulações sobre chegadas e saídas de jogadores em final de temporada são normais e inevitáveis. “Recados” de empresários e dos próprios jogadores fazendo apostas sobre o futuro e se colocando em evidência no mercado também são estratégias já rançosas e nada surpreendentes. “Noticias” de que este ou aquele jogador vinculado ao clube A estaria sendo ou foi oferecido ao clube “B” também ganham espaço e repercussão. A verdade é que a verdade não importa. O que interessa é a repercussão da “informação” já que também mantém em evidencia quem “informa” e quem a especula e a explora.

Em meio a tantos “furos” e “bombas”, a tanta especulação e outras tantas interpretações quase sempre enviesadas em relação ao que é dito e até mesmo ao que imagens claras e incontestáveis mostram, é natural que, cada um, ao rigor de sua régua pessoal, meça tudo isso de forma particular e variada e, muitas vezes, também passional.

Se saídas são especuladas, a chegada de uma estrela do futebol mundial, aquela contratação que pararia o Brasil, também pulula por aí e parece ganhar corpo. E, para açular ainda mais os sonhos do atleticano ele não estaria chegando sozinho. Aliás, inebriados pela felicidade que o título provocou, alguns mecenas ao contrario do diretor Rodrigo Caetano, sempre contid e modesto nas expectativas, mandaram um recado alvissareiro para a Massa: os investimentos em 2022 serão maiores que os de 2021 e o Atlético, ainda que perca um ou outro jogador nesse final de temporada, mais certo do que dois mais dois é igual a quatro, terá um time ainda melhor na próxima temporada. Tudo o que o atleticano queria e gostaria de ouvir.

Mas, a roda da vida não para e virar a chave é preciso. Ainda em clima de muita ressaca, samba, rock and roll e, como sempre, se sacudindo com as suas próprias idiossincrasias, aquelas coisas de Atlético, como diria a velha Zulmira que nunca entendeu de futebol, mas que conhecia o Galo mais que a si mesma, o Glorioso começa a se preparar para uma nova final.

Agora é isso que verdadeiramente importa. A conquista do título de campeão brasileiro só foi possível porque o Atlético fez uma campanha absolutamente competente e determinada. Sempre com os pés no chão e focado o time atleticano mostrou uma capacidade de resiliência e de superação absurdas. E esse time atleticano vem dando mostras efusivas de que também quer ganhar este titulo e, assim, fechar 2021 com chave. 

Jogamos juntos até agora, juntos derrotamos o vento, juntos vamos virar esta chave e juntos arrostaremos mais esse Furacão. E depois? Depois virão mais ressaca, mais samba, mais rock and roll e, claro, mais coisas desse Atlético muito doido e muito amado.

16 thoughts to “RESSACA, SAMBA, ROCK AND ROLL E… COISAS DO ATLÉTICO”

  1. Boa tarde para todos!
    Sei não, mas estou achando que tá todo mundo muito desfocado da CB, e é um torneio muito importante também.
    Espero estar redondamente enganado.

  2. Pedindo venias ao GB: eu até hoje nao consigo compreender o que levou o Galo, com o tamanho da torcida que possui e com um estádio do Mineirao disponível a ir jogar no horto… será que tinha gato no telhado?

  3. bom dia Eduardo e massa e max Pereira. foi um espetáculo o galo ter vencido o brasileirão. mas agora é foco total na copa do Brasil. está copa do Brasil é muito importante para nos para os cofres do clube. sobre Diego Costa se não estar satisfeito no galo vaza, não queremos jogador insastifeito no clube galo é maior que qualquer jogador. a galo vamos ganhar a copa do Brasil. vai galooooooooo.

  4. Bom dia, Massa, Paulo e Guru,

    Nada vamos entrar na pilha das especulações, temos um caneco a ali pertinho pra buscar.

  5. Max não seria quele que escreveu na coluna uma vez, falando que o time estava triste e deprimido, que nem o treinador (Cuca)? Escreve muito bem, mas cheguei a comentar na época o absurdo desse texto. Totalmente ‘viajado’ e fora de hora, pra pegar leve.
    Esse texto de hoje já não foi ‘viajado’ como esse que lembrei, mas é fora de hora. Temos uma decisão de campeonato se aproximando…foco total nela e só então nos preocupemos com o ano que vem

  6. O único assunto que interessa e deveria ser tratado aqui até a semana que vem é: vencer a Copa do Brasil!

  7. Bom dia,

    Foco total na Copa do Brasil.
    Para amanhã escalo o time assim: Rafael, Guga, Nathan Silva, Micael, Dodô, Tchê Tchê, Alan Franco, Vargas, Dilan Borrero, Sasha e Savarino.
    Suplentes: Mateus Mendes, Rever, Neto, Calebre, Hyorran, Echaporã, Sávio e Felipe Felício.
    Nas laterais não precisa, o Tchê Tchê faz a esquerda se precisar e o Neto a direita.
    Zagueiro Rever está sem condições de jogo, Nathan Silva não joga a Copa do Brasil e se precisar temos o Neto (já jogou de zagueiro no time principal).
    Bora que dá para buscar os 3 pontos.
    Para domingo todos sabem a escalação de cor e salteado, a dúvida é sempre se joga com ou sem o Nacho.
    Boa quarta feira a todos!

  8. Juninho, Tesser, Welton Felipe, Kanapis e Emerson Conceição, Ataliba, Walker e Fabro , Renteria, Di Santo e Bolth. Técnico: Rogério Micale. Diretor Futebol: Alexandre Gallo. Presidente: Ziza Valadares. Pois é pessoal, sobrevivemos a essa turma aí…… sem falar nas joias da base: Renanzinho, Bruninho, marquinhos, tcho, Dodo e Savinho. Então a torcida do Galo tem de comemorar muito os tempos atuais.

  9. BOM DIA EDUARDO E MASSA.
    COMEMORAR SIM , MAS DOMINGO JÁ TEMOS MAIS UMA IMPORTANTÍSSIMA DECISÃO NO MINEIRÃO.
    A COPA DO BRASIL É UM TÍTULO MUITO IMPORTANTE , ALÉM DE ENCHER OS COFRES DO TIME.
    QUEREMOS MUITO ESSE TÍTULO.
    QUE VENHA O BI DA COPA DO BRASIL.
    QUEREMOS O BI DA COPA DO BRASIL.
    GRITAR DE NOVO :::
    BI CAMPEÃO.

  10. Bom dia, Eduardo, atleticanas e atleticanos.

    Ei MAX, belo texto, mas seja mais comedido. Falou tudo e não deixou nada pra gente comentar. E agora, o que vou dizer?

    O GALO ESTÁ VIVO E ATIVO. ENCHENDO OS CORAÇÕES ATLETICANOS DE INSPIRAÇÃO E ALEGRIA PELA SORTE DE SER UM.

    1. Caro Paulo, bom dia.

      Sempre generoso. A sua frase em caixa alta mostra que vc sempre tem muito a dizer.

      Saudações atleticanas e muito obrigado.

  11. Essa mensagem do Palmeiras, for verdadeira, é apenas “a constatação do óbvio”. Diego Costa quer sair antes do vencimento do contrato? Traga a proposta ou pague a multa contratual, obrigado por nada e tchau! Sem polêmicas e sem leilão! E essa deve ser a regra pra qualquer um!

    1. Seria lindo se não fosse fake…
      E o Max divulgando fake news…
      Mas apesar da mentira da autoria, na essência, o autor só falou verdades…
      Vida que segue.
      Vamos lembrar que ainda temos uma Copa do Brasil para disputar e para ganhar. Ou ao menos lutar, lutar, lutar, “com toda nossa raça pra vencer”.

  12. Bom dia a todos. Comemorar sim e muito este título, mas precisamos focar no que resta e o que resta representa muito. Muito dinheiro e maior projeção no cenário do futebol. Títulos, não p vangloriar envaidecido, como a torcida da série B, mas p gravar no ano de 2021, como um ano de vitórias, acima de qualquer outro ano.
    Em 2014 comemoramos muito esse título, a copa do Brasil e temos que valorizar cada um deles. Se temos time, temos que ter objetivos claros de vitória, com muita luta e amor a essa camisa. Nossa torcida está em festa e que permaneça assim.
    O time está unido. Deixe que os invejosos tentem minar esse clima, mas a determinação de vencer parece estar acima de tudo isso.
    Vamos gaaloooo, ganhar a copa do brasil!!!!!

  13. Prezados Ávila, atleticanas e atleticanos!
    Não é hora de conjecturas, é hora de vivermos intensamente este momento único na vida dos atleticanos.
    Vamos unir esforços na busca da Copa do Brasil. Passada esta fase, aí sim, vamos alimentar os nossos desejos e aspirações.
    Hoje e sempre, Galo!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.