Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Pré-temporada ou veranicos

florida-cup-2017

Não sou profissional da área, portanto estou me sujeitando a tomar um esculacho, mas mantenho minha postura contrária à participação do Galo em torneios que nada acrescentariam ao nosso histórico de conquistas. Refiro-me à Florida Cup e à Primeira Liga, especialmente, mas acrescentaria também o falido Campeonato Mineiro.

Ressalvo, entretanto, que se o Galo entrar nas três competições estarei acompanhando os jogos e querendo ganhar os títulos. O que me sugere abrir uma discussão é sobre a conveniência, benefícios e eventuais consequências que possam advir.

Sei que os Atleticanos dos Estados Unidos e até mesmo do Canadá estão ávidos pela presença do time na Florida Cup. Certamente, caso morasse por lá, comigo não seria diferente. Afinal, me lembro que, no intervalo de tempo em que deixei Belo Horizonte e fui morar na minha Araxá, ver de longe cada partida longe era um martírio.

Primeira Liga

Quanto à Primeira Liga, que é uma ideia aparentemente revolucionária, sobretudo pela possibilidade de dar um chute no traseiro da CBF, trata-se de uma competição desinteressante para o Galo. Na primeira edição do torneio, o clube jogou três partidas, fez uma campanha horrorosa e ainda usou time alternativo em dois dos três jogos. Total desinteresse, até mesmo da direção Atleticana.

Já o também desinteressante Campeonato Mineiro, competição que tem 12 clubes, classificando quatro para a fase final, poderia, sim, ser aproveitado para avaliar jogadores que nunca têm chance no time principal. Na reta final, para manter a hegemonia em Minas Gerais, aí sim, é importante lançar os principais jogadores, para levantar a taça.

Neste ano, o uruguaio Aguirre fez exatamente o contrário. Na contramão da racionalidade, lançou time de reservas para a partida final com o América e aconteceu o que lamentamos. O resultado foi que o Coelho, convencido por alguns dirigentes amadores, entrou no Brasileiro de salto alto e amarga a última colocação, com o rebaixamento decretado há várias rodadas.

Diante disso, minha convicção é de que o Galo deveria privilegiar as competições maiores que vamos ter durante o ano. Com a possibilidade de ser obrigado a participar daquela fase pré-Libertadores, pela nossa situação atual, os jogos organizados pela Conmebol irão coincidir com o Mineiro e a Primeira Liga.

Já a Florida Cup acontece em datas em que os jogadores deveriam ficar na Cidade do Galo, o melhor Centro de Treinamentos do Brasil, aprimorando seu condicionamento para todo o ano de 2017. Não sei quais os valores que o clube irá receber pelas participações nos dois torneios, menos ainda se são imprescindíveis ao cumprimento das obrigações financeiras, mas quero ganhar é Libertadores e título nacional.

26 thoughts to “Pré-temporada ou veranicos”

  1. Atlético disputar Flórida Cup, primeira liga e pré libertadores, tudo em janeiro , é decretar suicídio do time na temporada

  2. Eduardo, fui médico responsável pela realização de ultrassonografia diagnóstica do time do BOA por muitos anos e posso afirmar: Só jogadores novos, altos, fortes e baratos. Resultado : Campeão da série C ganhando do guarani de Campinas e ganhando do juventude em Caxias, no mesmo local onde perdemos de 1×0. A diretoria do BOA é profissional, é um clube empresa. Nossa diretoria deveria verificar o trabalho q a do BOA faz e também seus jogadores, quem sabe uma parceria? Carlos César veio do BOA e tem uma relação custo-benefício boa.

  3. So espero que o GALO venca o SP e a Chapecoense, pois o urubu deve perder o ultimo jogo para o xara paranaense, que detem a melhor campanha em seus dominios de grama sintetica. Assim, caso o santos empate ou ganhe no maraca da pra ter a vaga direta e participar desta Primeira Liga.

  4. Florida cup: rende grana e projeta o clube internacionalmente, não temos obrigação de ganhar, pode-se testar o time e os reservas. Deveríamos nos orgulhar em sermos convidados ( só times grandes), o q causa inveja em quem não é , e ficam desmerecendo o torneio, não caiam nesta!
    Primeira liga: devemos apoiar, pois é a chance de peitar a CBF.
    Mineiro: pode-se usar time alternativo em 90% do campeonato e tem a tradição. Somos o maior campeão do torneio, vamos abandona-lo ?
    Jogador profissional ganha é para isto mesmo, jogar e ganhar campeonatos, não p/ ficar de chinelas na cidade do Galo. Temos que renovar o elenco com caras mais jovens e que queiram crescer profissionalmente no Galo. Tem que ter condição física ! Chega de Dátolos e Guilhermes !
    Palpite de técnico :Rogério Micale ?
    Agora é muita fé no Giacominni e nos jogadores e YES WE CAM !!!!!

  5. Acho que devemos participar sim. Mas utilizando jogadores com pouca oportunidade e jogadores da base. Seria como um laboratorio pa identificar aqueles que realmente fariam parte do plantel.

  6. Tem ….. do outro lado falando que foi falta de respeito demiti-lo.Porque ganhar dele é muito fácil por eles se doeram.

  7. … entendo que deva participar de todas as competições. Seja pela sua grandeza, seja para tapar o buraco deixado pelo nosso departamento de marketing, lento, omisso e burocrático (a exemplo do nosso meio de campo nas partidas).
    Apenas uma condição: – Em qualquer competição, apresentar-se e jogar com dignidade, elevando e consagrando o nome do clube, SEMPRE!!!
    Merecemos ver o Galo jogar todos os campeonatos que se possa, conquistando mais apaixonados e dando oportunidade a quem não conhece, de faze-lo em grande estilo, com elenco comprometido, material esportivo de primeira linha, acessórios esportivos e toda sorte de produtos que nos cause desejo em obter.
    Vida longa e muita exposição da marca, sempre causando inveja aos contrários e orgulho aos companheiros de sina.

  8. Daniel Nepomuceno despediu Levir Culpi ano passado antes do campeonato acabar (meados de novembro – faltavam 2 rodadas). Ele achou que o vice-campeonato era pouco, mesmo sabendo que o time era limitado. Simplesmente resolveu acabar com o ótimo trabalho do Levir.

    Agora repetiu a história mandando Marcelo Oliveira embora em plena semana decisiva, faltando 10 dias pra fechar o ano, de novo sabendo que o elenco que ele mesmo montou (Marcelo pegou o barco andando) tinha enormes problemas defensivos.

    Não sei se foi apenas coincidência ou se foi uma enorme falta de respeito com os profissionais. Não discuto os motivos das demissões, mas fica a reflexão sobre estas atitudes intempestivas do nosso presidente.

    Apenas para aguçar os amigos, lembro que em 2011 Alexandre Kalil bancou Cuca mesmo após o vexame contra nosso rival em Sete Lagoas. O mundo caiu após aquela goleada, mas Kalil segurou o rojão e manteve Cuca pro ano seguinte, pois acreditava nele. O que aconteceu depois? O Galo foi vice-campeão Brasileiro em 2012 e conquistou a Libertadores em 2013, jogando um futebol que impressionou o país naqueles 2 anos.

    Pergunto aos senhores: Se o presidente fosse o atabalhoado Nepomuceno, Cuca ficaria no Galo após aquele vexame??

    1. Meu caro, as situações são completamente diferentes. Levir fazia excelente trabalho e marcelo fazia péssimo trabalho. A demissão do Levir foi injusta e a demissão do marcelo foi justíssima e tardia. SAN

  9. Penso que o galo deve participar sim de tudo, utilizando time alternativo e juniores no que for menos interessante, para manter os caras com ritmo e conhecer de fato quem são. Se um time alternativo não conseguir disputar o mineiro na fase inicial pode largar mão de tudo. E dispensar logo Eraso, este porcão pesado, preguiçoso, não corre, não antecipa bola, enfim não joga.

    1. Caro, acabei de verificar – tanto no spam quanto na lixeira – não chegou comentário seu anterior.

  10. Prezados, passada toda a turbulência da semana, com a justa e tardia demissão do marcelo, é hora de organizar a casa e ver o que ainda dá pra fazer esse ano. Analisando a tabela do Brasileiro, penso que ainda podemos sonhar com o terceiro lugar. O urubu falido enfrenta santos e atlético paraguaiense, jogos difíceis, e caso eles façam apenas 1 ponto nesse jogos e nós ganhemos as duas partidas que faltam (SP em casa e chapecoense fora, mas num jogo entre as finais da sul americana, eles devem usar um time reserva), acabamos em terceiro, com a vaga direta para a fase de grupos da libertadores. Sobre a copa do brasil, considero dificílimo, mas não impossível. Com a troca de treinador nossas chances aumentaram. Diogo Giacomini é estudioso e tem a expertise que marcelo não tem (conhecimento tático). A simples troca já pode motivar o elenco que estava visivelmente descontente com o mal trabalho realizado pela antiga comissão (Nepomuceno confirmou que os profissionais da comissão técnica permanente do GALO entraram em conflito com a comissão do marcelo, por discordarem dos métodos, que acabaram resultando nas diversas contusões que os atletas tiveram durante a temporada. Conforme nosso presidente, a comissão do marcelo antecipou o retorno de atletas machucados, o que acabou causando novas contusões). A hora é de juntar forças, acreditarmos que é possível, apesar de difícil e pouco provável. Eu estarei em Porto Alegre fazendo minha parte. Quem sabe Pratto mete um golzinho no primeiro tempo, depois outro no segundo e ganhamos nos pênaltis? Alguém duvida que somos capazes? Eu não! Vamos que vamos! SAN.

  11. A posição do blogueiro prima, exatamente, pela obviedade. Só fica uma pergunta: Porque os nossos dirigentes não enxergam algo tão cristalino? F***dam-se Flórida Cup, Rural e Primeira Liga (essa uma ótima ideia que os próprios clubes fazem questão de avacalhar). Falamos tanto em extirpar o câncer chamado CBF, mas os clubes, que deveriam cuidar do próprio produto (o futebol) não conseguem fazê-lo por pura incompetência. Por isso temos que continuar engolindo a CBF, a Rede Esgoto, o STJD e todos os seus asseclas e parasitas.

  12. Caríssimos, concordo com o raciocínio do Eduardo, apesar de também não ser profissional da área. Contudo no que se refere a Florida Cup, entendo que este dá visibilidade internacional ao clube e por se tratar de poucos dias, poderia ser mantida.

  13. Os herdeiros do Kalil só pensam em cotas de tv, grana por participação em competições pequenas. Claro que as receitas são fundamentais para garantir o planejamento financeiro do Clube, porém, já ficou claro e evidente as consequências de sobrecarregar o calendário do time. Tinha que disputar somente o mineiro e com o time sub 20. Mas a TV é quem banca e não aceita, a FMF que também é comandada pelos pupilos do Kalil exige time principal e assim continuamos reféns desse sistema falido, mas que continua enchendo os bolsos da cartolagem.
    Só pra fechar, onde já se viu isso?? O presidente da FMF e diretor de ética da CBF são conselheiros do Vila Nova. A coisa tá só piorando…

  14. Caro Eduardo, concordo contigo com relação à Primeira Liga e ao Campeonato Mineiro e discordo da Florida Cup. O Galo só vai fazer dois jogos nos EUA, vai ganhar dinheiro, pode começar o ano levantando outro troféu e ainda vai dar um mimo pra sua torcida em terras norte-americanas. Já foi provado pelo DM, Presidente e tudo o mais que esses dois jogos não atrapalham em nada a pré-temporada e sequer podem ser responsáveis por lesões durante o ano. O que atgrapalhou esse ano foi a ilusão pois ganhamos a Flórida Cup e iludidos com o time, achamos que iríamos papar todas as taças, terminando com o fiasco de perder até o Mineiro para o time de Segunda Divisão que é o América. Ainda que milagrosamente consigamos reverter na quarta e ganhar a Copa do Brasil, não apaga a imensa decepção com esse time, especialmente no Brasileiro, onde mais uma vez refugamos e entregamos a rapadura no segundo turno. Com relação ao Mineiro, assino embaixo o que vc disse: por reservas e priorizar Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro e se classificar para a final, aí sim utilizar força máxima pra evitar de pagar outro micão que o Aguirre e sua trupe conseguiram. Sobre a Primeira Liga, é um caso médico, não sabia que o Nepomuceno sofria de transtorno bipolar: na mesma semana que desiste dela, o Galo é confirmado nesse torneio inútil. Eu não gastaria nem reservas nisso, põe o Sub-20 e pronto!

  15. Concordo em relação à Flórida Cup, Primeira Liga e Campeonato Mineiro. Torneios que não valem absolutamente nada.

    Aliás, para o ano que vem, toda a proridade e mobilização devem estar voltadas para a conquista do Brasileirão, que não vem desde 1971. Eu diria que, nesse momento, a conquista do Brasileiro é até mais importante que a Libertadores, para que coloquemos fim a um jejum de 46 anos.

    Quanto ao treinador, assisti há pouco à entrevista coletiva do Diogo Giacomini. Tem uma clareza muito grande ao falar e, dependendo da atuação da equipe nesses últimos 3 jogos, pode se credenciar ao cargo no ano que vem. Até porque o Roger também seria uma aposta, já que só treinou o Grêmio e ainda não ganhou nada. O Abel Braga e o Luxemburgo estão ultrapassados. O Cuca não vai sair do Palmeiras.

    Ou seja, aposta por aposta, dependendo do que o time jogar nessas últimas partidas, apostaria no técnico da Sub-20 mesmo.

  16. … considerando que alguns times menores se apegam ao passado, até mesmo buscando torneios ordinários de lá, para adicionar ao quadro de conquistas … (e até por fax, alguns títulos são aceitos pela CBF), considero oportuno que o Galo venha a disputar todos os torneios … o nosso departamento de marketing é e sempre foi horrível e, pelo menos com isso, se divulga a nossa marca além dos muros de Minas … é importante ir e defender o nome do Clube, com toda a dignidade possível.
    No futuro adicionamos essas “coisas” ao nosso patrimônio moral.
    Quanto mais visibilidade melhor … mas sempre com dignidade.

  17. Sobre sua opinião já postei aqui a minha sobre o assunto, fui um dos primeiros a discordar da participação, concordo. Sobre o campeonato Mineiro sou a favor do torneio, ele vem de muitos anos, é charmoso. Esta de acabar com os regionais é puxado com grande força pela rede Roubo, ela quer acabar com todos eles Brasil afora. Como é gostoso ganhar o Campeonato Mineiro, e somar mais na nossa vasta estatística acima sobre o lado de lá da lagoa.
    Na escolha do novo técnico nada de Luxemburgo, este já era há muito tempo, tem o Roger, o Jair (está no Botafogo) e outros por aí novos e com espírito querreiro, sabe armar o time compacto.
    É isto aí GALÃOOO.
    E precisa reformular os departamentos físico, fisiologia, médico. Limpeza geral, precisamos de profissional que entende de preparação física e outras coisas mais. Não podemos ter muitos jogadores seguidamente com contusões, não por botinada, pontapé, e sim falta de preparo.

  18. Concordo. Penso que devem ser priorizados os torneios realmente importantes, nacionais e internacionais.
    O Florida Cup não tem nenhuma relevância, o que ocorre também com a Primeira Liga. Quanto a esses dois torneios, não vejo nenhuma consequência danos à (sanções) pela não participação.
    Quanto ao mineiro, pode haver penalidades. Nesse caso, caso obrigado a participar, caso haja coincidência de datas, entendo que os torneios realmente significantes e relevante devem ser priorizados, utilizando time misto ou reserva para o Mineiro, que não tem maior relevância.

  19. Caro, Eduardo, parabéns pelos post, estou de acordo com sua posição quanto a disputar a Florida Cup e Primeira Liga, o Galo tem que sair fora desta barca, pois não nos traz beneficio nenhum e ainda esgotam nossos jogadores ao longo das competições mais importante no ano, o Sr. Daniel Nepomuceno tem que rever quanto a isto e também quero parabenizar o nosso Presidente pela demissão do Marcelo Oliveira, pois deveria ter feito desde a derrota para o horroroso time do CBFluminense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.