Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Pra manter a tradição

Com seis partidas simultâneas, será encerrada neste domingo (10) a primeira fase do Campeonato Mineiro. Definidos os quatro semifinalistas, e o Galo buscando pela décima vez consecutiva disputar a final, o Torcedor tem a expectativa de que nos jogos seguintes o treinador não faça mais experiências. Tampouco que escale time ou jogador alternativo. Os próximos quatro jogos, após a rodada de hoje, decidem o título e a brincadeira acabou.

O adversário de hoje luta desesperadamente para se manter na elite do futebol mineiro. O Tricordiano, da simpática Três Corações, tem o azar de pegar pela frente o time Atleticano. Um pequeno comentário: é nessa cidade do Sul de Minas que os torcedores azuis podem realizar o seu grande sonho. É comum ver no estádio local torcedor ostentando a camisa desse time de Belo Horizonte e gritando “Galo”.

No Campeonato Mineiro, o Galo já levantou a taça por 43 edições da competição. Seguem o Galo aquela gente do outro lado da lagoa, com 36 títulos, o Coelho, em 15 ocasiões, e depois, como protagonistas entre os times do interior, o Villa Nova de Nova Lima (5), Siderúrgica de Sabará (2), Caldense de Poços de Caldas e Ipatinga, com um título cada.

O primeiro título, em 1915, e o último, 2015, foram conquistados pelo Clube Atlético Mineiro. Outra curiosidade, para o atento leitor, é que a soma de conquistas chega a 102, enquanto o campeonato foi disputado em 101 temporadas. Ocorre que em 1956, depois de o Galo vencer em campo o ainda incipiente time azul, entrou na Justiça e o Tribunal proclamou ambos campeões.

Entre 1921 e 1942, nosso atual e principal concorrente (o “sparing” do Galo se altera nesse período entre Villa Nova e América) disputava com um de seus incontáveis nomes ao longo da história, Società Sportiva Palestra Itália.

Entre as maiores sequências de títulos, o América – entre seus 15 contabilizados – comemora até hoje o decacampeonato conquistado entre os anos de 1916 a 1925, restando apenas cinco de lá até os dias de hoje. Depois, o Galo com seis conquistas consecutivas, entre 1978 e 1983, é dono do único hexacampeonato mineiro. Penta aconteceu em duas oportunidades: Novamente o Galo, entre 1952 a 1956, e o extinto Palestra Itália, nessa ocasião – de 1965 até 1969 – utilizando não sei qual dos seus diversos nomes ao longo dos tempos.

Entre todos os times mineiros, incluindo os três da capital, o Galo é o único que sempre disputou e participou de todas as competições do campeonato estadual de Minas Gerais, uma vez que os outros tiveram passagem pela divisão de acesso. Punido, o ainda Palestra, depois de realizar um amistoso sem autorização com a Caçapavense – no interior de São Paulo –, disputou com clubes da segunda divisão e com uma liga pirata o campeonato de 1926.

E é com este histórico de grandes conquistas que o Galo entra na reta final da competição. É com a força inigualável da Massa, que já fez até dirigente adversário – que hoje é senador biônico – confessar sua inveja pela devoção e fé do Atleticano. A soma de tudo isso, irá levar – indubitavelmente – o Galo ao 44º título de campeão do Estado de Minas Gerais.

Sempre com o mesmo nome e  as mesmas cores!galo 00001campeonato mineiro 02

30 comentários em “Pra manter a tradição

  1. e assim nasce a tal ” massa ” do Galo.. um monte de lorotas contadas pelo Vovô para angariar alguns rabiscos de contadores de historias para a posterioridade… em 2050 Flórida Cup será mundial… e 1 Brasileiro irá valer mais do 04.. alias, isso já fazem hoje ne ?

    1. Vovô, com muita lucidez, diga-se. Tomara que saiba envelhecer, como o vovô. Via de regra, quem agride desta e de outras maneiras, são exatamente aqueles que não sabem digerir o tempo. Mas o vovô sabe. E, reitero, sou mais jovem tem mais tempo que quem pensa me atacar pela idade. ObriGalo, volte sempre ao “Canto do Galo”.

  2. Eduardo bom dia… cara primeiro o cruzeiro nao tem 36, e sim 39, segundo o campeonato começou em 1915, o poderoso cruzeiro em 1921, quando o campeonato começou a ser chamado de campeonato mineiro foi quando unificaram os 2 torneios paralelo que existia, aí nao deu para ninguem, só deu cruzeiro, que pena que vc faltou com a verdade, vc contou só o que lhe convém…mas resumindo campeonato mineiro é o de menos, é um torneio muito fraco, então comemore mineiro, e agente comemora brasileiro.

  3. Volto a ler esta coluna no dia em que o 6a1inho puder se orgulhar de ter participado de todas as edições da série A do Brasileiro…

  4. Hoje fiquei decepcionado com o Galo, no qual sou torcedor, porem nao posso admitir um jogo desses vindo de profissionais que dizem saber jogar,em contra partida ainda ajudando a rebeixar o Guarani. não vou torcer pelo Mineiro.

  5. Escalara time reserva, prá que ? Acaso vamos jogar contra o Bayern na próxima semana ? O Melgar mereceia muito mais o reserva que o Tricordiano. FORA AGUIRRE

  6. Quero uma barca com AGUIRRE no comando, e, junto, Daniel Nepomuceno, Carlos César(não é o Pinguim), Mansur, Cazares, Erazo, Lucas Candinha, que venha o Batman pro lugar do Robin, que vá junto o “disputado” Clayton, mico maior que Diego SOuza e os preparadores físicos, pois qualquer coisinha temos jogadores machucados e bota o Carlos na barca antes que ele saia do departamento Médico e o Agi Errado o escale na final da libertas. Pô, hoje no Indepa, foi a gota d´água…

  7. Que bom que o Atlético tenha participado de todos os campeonatos mineiros, assim com o Cruzeiro participou de todos os campeonatos brasileiros da serie A. isso mostra a grandeza de nossos clubes… A propósito, por que mesmo que o Atlético não participou de todos os brasileiros da série A ???? haaa , é porque os jogos eram na segunda né !!!

  8. Pergunte a qualquer jornalista que de fato estuda e conhece o futebol quem é maior: cruzeiro ou atlético MG. Meu amigo, tetracampeão brasileiro, bicampeão Libertadores, tetracampeão copa do Brasil, Supercopa.. Vc deve viver em um mundo paralelo pra ficar dizendo tanta babozeira.

  9. o CLUBE ATLÉTICO MINEIRO foi fundado em 1908 e nunca mudou de nome, enquanto o time azul do bairro das Garças, de BH, já foi Yale, Ypiranga, Palestra e o atual nome. Time sem camisa é assim, muda de nome, vergonha TIME DO roubo DESDE 1912, TIMINHO AZUL

  10. Bom Dia Eduardo, nada mais importante do que ter historia. Você simplesmente com fatos, cala todo mundo que só tem falacia. Parabéns, pela sua materia. Não sei o que Vitto e o Agostinho estão fazendo aqui. Será que é vontade de ser Atleticano ? ficam nos acompanhando. Aqui é Galo

    1. Eu sinceramente ser humano que sou pessoa consciente ter que ver esta matéria sem rir muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito é impossível , quanto valor se dá ao rural nunca vai almejar algo grande , mas vai saber as vezes é igual aquelas histórias que o mundoia acabar em 2012 só querendo fazer barulho kkkkkkkkk tem que ter muito tempo sobrando e uma falta de criatividade imensa , não possível ta aí um parasita no comando do gaylo ”Aguirre” , o cara entra mudo e sai calado pra ele ta tudo bem tudo tranquilo e vc preocupa com a história do mineiro , parabéns nossa que lindo que empolgante , muito bom , continue assim …….

  11. Este campeonatozinho e nada é a mesma coisa. Os galináceos tem 06 títulos a mais que o Cruzeiro, mas quando ganharam o primeiro título (quando a bola ainda era feita de bexiga de boi) em 1915, o Cruzeiro ainda nem existia, pois foi fundado em 1921

    1. Sim, dando continuidade ao extinto Yale, dai veio o Palestra Itália, depois Palestra Mineiro, Ypiranga (durou 28 dias até se acachapado pelo Galo) e ao nome atual. Qual será o próximo? obriGalo!!!

    1. Quem assim disse sobre o campeonato mineiro, taxando de rural, não foi nenhum Atleticano. Gulosos, gostamos de ganhar tudo, Flórida Cup, par ou impar, enfim “onde houver uma camisa preta e branca, durante uma tempestade, o Atleticano torce contra o vento” (Roberto Drumond).
      A chacota “rural” foi dita por um dirigente do time menor, que hoje é senador biônico por Minas Gerais, quando era presidente deste clube. Portanto, cada um com o seu cada um. Aquele “anão de jardim” disse isso num momento que o Galo comemorava um de seus incontáveis títulos regionais.
      De qualquer maneira, obriGalo pelo prestígio da visita ao blog “Canto do Galo”. Muito honra ao Galo e aos Atleticanos a dedicação e até preocupação dos não Atleticanos com as coisas do nosso time.

      1. Vamos comparar títulos então? Vocês são mais velhos que o grande cruzeiro e mesmo assim ainda não conseguiram chegar nem perto do mesmo. E uma mancha em suas histórias: Rebaixamento. Para vocês poderem um dia parar e falar que são grandes terão que pedalar muito para pelo menos igualar, libertadores,copa brasil, brasileiros e nunca poderão disputar uma supercopa. Então primeiro façam isso e depois torçam muito para sermos rebaixados ( tiveram a oportunidade e não fizeram), e depois vocês conversem com o maior de minas.

    2. O jogo de hoje foi um desastre!!!Mereciamos levar de 5. Mas vamos pra frente..e caro Vitto. Sugira ao seu time abdicar de disputar o “Rural” para ver o que acontece com a inscrição do “azulzinho” no Brasileirão. Veja o regulamento ignaro amigo….

    3. Hoje nosso time foi um desastre!!!Mas vamos em frente!!E caro Vitto, sugira ao seu time abdicar de disputar o Mineiro 2017!!Faça isto, se possivel faça o registro em cartório..E vc verá o que acontece com a possibilidade de seu glorioso time disputar o Brasileirão 2017. verifique o regulamentoe vc vai entender por que nenhum time abdica de disputar os ditos campeonatos rurais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*