Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Ontem foi dia de comemorar, doravante é cautela

A data em que comemoramos três anos da maior conquista da nossa história não poderia ter sido melhor. A vitória sobre o eventual líder da competição, o Palmeiras, nos deixando a seis pontos da primeira colocação, veio acompanhada de sabor especial. A imprensa paulista, nada imparcial, já estava entregando o troféu ao porco e desdenhando a nossa equipe.

Com o resultado de ontem, muito mais do que a nona vitória sobre o adversário nos últimos dez confrontos e apenas um empate, o Galo entra definitivamente na briga por vaga na Copa Libertadores do próximo ano e também pelo título brasileiro. Tendo pela frente exatamente o treinador daquela ocasião da conquista da Copa Libertadores, Cuca, o time do agora dirigido por Marcelo Oliveira fez uma grande partida e saiu com os três pontos.

Lucas Candido 24-07-16 Galo x Palmeiras

Foi a primeira vitória fora de Belo Horizonte nesta competição. O bipolar Atleticano – nem todos, é verdade (eu sou, em alguns momentos) –, agora comemora a estratégia do treinador que conseguiu conter os palmeirenses e buscar o lindo gol no momento preciso para assegurar o resultado. Ontem, ficou evidente a mão do treinador no resultado. Desde a inesperada escalação de Lucas Cândido (que alguns tentaram criticar) até as precisas – e no momento certo – substituições realizadas.

A vitória teve a cara do Marcelo Oliveira. Foi assim que o treinador conquistou títulos em outros clubes. O time foi perfeito, em que pese o sufoco da reta final da partida com os sete minutos que o árbitro contemplou os paulistas e a falta de critério a partir dos 40 minutos do segundo tempo pelo mesmo apitador. Por pouco, como no ano passado, ficariam dois pontos preciosos pelo caminho. Valeu, Galo!

Marcelo Oliveira 24-07-16 Jogo com o Palmeiras
Fotos: Bruno Cantini/Atlético

Sobre pontos deixados durante nossa caminhada rumo às primeiras colocações, se somássemos parte dos cinco empates sinistros que tivemos, estaríamos dividindo a liderança da competição ou até mesmo à frente do Palmeiras.

Vejamos: os empates com Sport, Figueirense, Vitória e Atlético do Paraná, ainda que fora de Belo Horizonte, e a igualdade no placar também com o Fluminense em casa, foram resultados condenáveis. O Galo tem muito mais time do que qualquer um desses mencionados. Sem contar algumas derrotas para times que estão na parte de baixo da tabela. Inadmissível, mas como disse aqui mesmo dias atrás, passou e não volta mais. Olhando pra frente.

Só para encerrar, sugiro aos Atleticanos – eufóricos como eu – que sigam a orientação do treinador aos seus comandados. Cautela para a sequência, pois ainda faltam 22 partidas.

14 thoughts to “Ontem foi dia de comemorar, doravante é cautela”

  1. Prezado Eduardo, nossos colegas já resumiram muito bem os principais aspectos dessa grande vitória. Queria apenas comentar sobre o meu xará Lucas Cândido, que foi outro que fez uma partidaça. Pra mim um jogador diferenciado. Tem boa técninca (dizem que era o melhor de minas quando jogava futsal), um excelente porte físico e não é lento, tem boa mobilidade, muita aplicação tática, além de um ótimo arremate de média e longa distância, potencializado pelo fato de ser praticamente ambidestro, pois joga e chuta muito bem com a direita também. Penso que ele deveria ser nosso “terceiro” volante, ou seja, substituto imediato do General ou do Carioca e primeira opção quando houver a necessidade de 3 volantes. Primeira vez que comento no Blog hoje, aproveito para parabenizá-lo pelo excelente trabalho aqui. Precisávamos de um espaço como esse pra realizar debates saudáveis sobre o nosso time. Vida longa a você e ao Blog. Aqui é Galo!! Um grande abraço!

    1. Comungo de vossa opinião acerca do Lucas Candido. Me lembro muito dele na base. Excelente jogador, deu azar com duas contusões, agora percebo que está ajustando.

  2. Eduardo, vamos ver agora se os críticos de plantão param um pouco de encher o saco (inclusive um certo comentarista aí, inimigo visceral do Atlético e do Marcelo Oliveira, que além de querer criar nova intriga, dessa vez envolvendo este último e o nosso presidente, agora chegou ao cúmulo do delírio de dizer que o nosso treinador fez mudanças no time por que ele sugeriu!!!) e passem a apoiar um pouquinho o Galo, eis que o campeonato agora está totalmente em aberto. Só quem não entende de futebol ou age de má-fé não vê que o problema do Galo não ter ainda engrenado se devia às contusões de jogadores e a falta de entrosamento, com tantas substituições às quais o treinador foi obrigado a fazer. Mas vamos que vamos porque esse ano promete coisa boa para nós! Gaaaaaaaaaaaaaalôôôôôôôôôôôôô!

  3. Eu gostei dessa formação. Porém é visível que o grande jogador do 9ALÃO DA MASSA é o General Leão Donizete. Ele é o diferencial para proteger a nossa defesa. Garra, luta, raça, etc.. Sem ele a defesa sofre, e nós mais ainda. Robinho tem comer um pouco mais de feijão. Seus passes estão fracos e as bolas ficando pelo caminho. O retorno do Luan tb foi muito gratificante. Falta muito, mas se o MO souber conduzir o time, muito em breve estaremos lutando pela vaga na libertadores, e quem sabe, sonhar não custa nada, o tão esperado título nacional. Ontem entrou Yago. Será que finalmente entenderam que não dá para o Patric? Tem de colocar na lateral direita, CC é fraco. Fábio Santos tb foi bem, mas esse é tranquilo, muito experiente. Acho que o DSantos vai sofrer para recuperar a posição. VAMOS 9AAAALLLÔOOOOOOOO…….

  4. Galão jogou demais, MO deu um nó no esquema do Cuca. Lucas Cândido muito bom, Robinho desequilibrou…Agora é não menosprezar o Santa Cruz e faturar mais 3 pontos rumo à liderança. UNIDOS PELO GALO.
    Não posso deixar de explanar minha alegria pela péssima situação do rival, ops…”M……”

  5. Dudu ontem foi a estreia do nosso treinador -taticamente falando – . Com o elenco reforçado e inúmeros talentos individuais nosso GALO venceu pelo coletivo ,quesito que vinha nos incomodando e muito . A continuar – crescimento coletivo – teremos um segundo turno promissor. Marcelo continua enervando os palmeirenses – como é bom ver os comentaristas do eixo morderem a fronha e engasgarem com as próprias falácias ,como é bom !- e o Cuca nos dando alegrias , se bem que o último ainda nos deve uma … SAN

  6. como atleticano bipolar que me considero,vou deixar minhas criticas para carlos cesar e para matar qualquer um do coraçao,não conseguo entender ja que o ptricao da massa e tao bao porque nao coloca ele na possiçaõ que e dele,ao enves de inventar com atacante etc,me ajuda marcelo assim este velho coraçao atleticano nao aguenta,ver esta avenida e de pessimo futebol

  7. Prezados, vitória maiúscula e convincente, que merece um comentário mais alongado. Primeiramente, parabéns ao treinador Marcelo Oliveira, muito criticado por mim. Escolheu a melhor estratégia para o jogo de ontem. Optou pela escalação do excelente Lucas Cãndido (em breve será titular absoluto do time) e por cadenciar a partida, tirando o ímpeto e a velocidade do palmeiras do Cuca. O GALO ontem sabidamente jogou como time cascudo, tocando a bola e esperando o melhor momento para atacar. Jogamos com Carioca centralizado, Donizete na direita e Cândido na esquerda, auxiliando Fábio Santos, ainda visivelmente sem ritmo de jogo, a marcar por ali. Sobre a estreia do lateral esquerdo, digo o seguinte, foi excelente contratação, experiente e será útil na ausência do Douglas. Mas nosso lateral titular não pode e não deve ser menosprezado, é o melhor brasileiro da posição, executa bem todos os fundamentos dum lateral, marca, apoia e cruza bem. Fábio Santos é excelente opção, mas o titular absoluto continua sendo Douglas. Robinho mais uma vez muito bem. Alguns diziam que ele estava mal, eu sempre discordei. Esse papo de “rei das pedaladas” é conversa pra boi dormir. Robinho há tempos deixou de ser um jogador de velocidade e arranque e se tornou jogador cerebral, do toque e enfiadas de bola como a de ontem. Grande reforço para a temporada. Quero também falar da estupenda partida que jogou Léo Silva ontem. Perfeito o tempo todo! Muitos dizem que ele está ficando lento com a idade, discordo outra vez. Léo sempre foi lento, porém, com a marcação “alta”, adiantada, tantas vezes usada por Levir e por Aguirre, nosso zagueiro ficava mais exposto. Havia dito e repito, é obrigação do treinador arrumar um esquema para proteger nosso excepcional e histórico zagueiro (a Diretoria tem que oferecer a ele contrato até a aposentadoria, ele JAMAIS pode jogar em outro clube, se vai ser sempre titular, o tempo dirá, mas hoje continua sendo um dos melhores do país na posição e merecedor da camisa de titular). Marcelo ontem acertou em cheio, manteve nossa zaga bem protegida e contou com a péssima estratégia usada pelo Cuca, que levantou bolas o tempo todo em nossa área, favorecendo Léo e Erazo, que tiveram atuação impecável. É isso, havia dito ontem que o jogo era divisor de águas, se fossemos derrotados, o palmeiras abriria 12 pontos, muito difícil de recuperar, com a vitória, voltamos ao páreo. Que Marcelo continuar acertando em suas escolhas, que os jogadores não se machuquem mais e vamos que vamos, que ainda tem um turno pela frente. PS: Como é bom ver o Luan de volta, o maluquinho parece que nem ficou muito tempo parado. já entrou pilhado e fez boa partida, ajudando a marcação pelo lado direito. SAN

  8. Ótima vitória do Galo ontem!! Mérito para o meio campo que marcou firme e soube dar fluidez para o jogo com qualidade. A atuação do lateral Fábio Santos também tem que ser destacada, jogou muito bem e deu um toque mais refinado no time. O time do Palmeiras marca muito em cima e morde todas as tentativas de troca de passes, o que influenciou diretamente na ligação do jogo com nosso centro-avante Fred. Acho que a ideia é essa mesmo, jogar duro e ter peças de reposição de qualidade, porque time que quer ser campeão brasileiro não pode ter apenas com 11 jogadores, tem que ser formado por uma equipe de 22 titulares!!

  9. Bom dia! Saudações Atleticanas!!! Será que o presidente vai levar o jogo de sábado para o Mineirão?? Ou o estádio já está à disposição para as Olimpíadas?

  10. Frisei isso no post sobre o Gabriel na zaga do Galo e volto a repetir, zaga sem volantes marcando e time compactado é convite a gol adversário. Ontem o time jogou muito bem na questão tática marcando muito e bem compactado, o F.santos deu outra a vida a nossa lateral esq. a zaga foi muito bem dando chutão quando deveria dar e o meio campo mordendo e marcando com determinação e no ataque o Fred foi tático prendendo os zagueiros adversários e Robinho prendendo a bola na frente com lances de pura técnica enfim uma vitória para comemorar mas mantendo o foco se continuar assim ainda no 1º turno estaremos no G4 e talvez com uma diferença mínima em relação aos lideres. E o Luan como voltou bem parecia que estava jogando desde o inicio do campeonato parece que colocaram nele um joelho biônico. E um viva ao MO que ontem mostrou que esta implantado uma filosofia de jogo ao Galo. saudações Alvinegras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.