Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

O gramado do vizinho

Foto extraída da Web: https://twitter.com/MarcosBaby13/status/1209223240402587648
Foto extraída da Web: https://twitter.com/MarcosBaby13/status/1209223240402587648
Roberto Caldeira

O gramado verde do vizinho que, até outro dia, parecia bem cuidado, hoje está destruído, na lama.

Para o Atleticano, é impossível não vibrar de alegria com a gravidade da situação do rival, que a cada dia se revela pior.

Parece ser questão de dias para decretarem estado de calamidade, falência e derrocada total.

Em carta aberta, o ex-Provisório CEO já jogou a toalha, sugerindo que deveriam recomeçar do zero.

Para a maioria de nós soou como música, para o crüzëirënsë uma tortura sem fim…

“Vou festejar! Vou festejar! O teu sofrer! O teu penar!”

Entretanto, para alguns poucos, parte do que foi dito pelo ex-Provisório CEO, soou como um grande alerta:

“O estatuto do clube é um conjunto Frankenstein de regras que atendem interesses miúdos, mesquinhos e de dominação de grupos. Não atendem a grandeza e solidez de suas finalidades. Privilegia mais o incompetente que se preste a atender interesses inconfessáveis de um estreito grupo.”

Em outras palavras, o que aconteceu no rival só foi possível por causa da forma como o Clube é constituído. Alguns poucos Clubes já acordaram para esse problema.

Porém a maioria, assim como o rival, possuem Estatutos que servem apenas para manter o Clube fechado, sem transparência, sem fiscalização, nas mãos de pessoas poderosas, muitas vezes má intencionadas e que sequer são responsabilizadas em caso de problemas na gestão.

Um ambiente propício para acontecer o que aconteceu!

Olhando para nosso gramado, que está numa situação muito menos pior (difícil dizer que esteja melhor), não podemos nos cegar pela paixão da rivalidade e menosprezar que o Galo possui um Estatuto tão ruim quanto.

Seria irresponsabilidade apontar o dedo sem fatos concretos. Não se pode suspeitar e fazer ilações de que tenhamos problemas semelhantes no Galo.

Mas, considerando a constituição vigente no Clube, tampouco nos é possível afirmar que está tudo bem no Galo.

Mesmo que estejamos numa situação delicada (dívidas enormes, time ruim, poucas perspectivas), existindo, ou não, problemas, que desconhecemos, essa atual estrutura nefasta, constituída por um Estatuto ultrapassado e amador nos coloca em situação de grande risco.

É melhor prevenir do que remediar!

Imagem: Renova Galo
Imagem: Renova Galo

O Renova Galo propõe, justamente, debater novas ideias para modernizar o Clube.

Por meio da mudança do Estatuto, poderíamos ter um Galo mais democrático e transparente.

Um Conselho mais representativo, participativo e governante. Uma Diretoria Executiva, comprovadamente, experiente, profissional e plenamente dedicada ao Clube.

O Renova Galo propõe mudanças que sejam capazes de resgatar a identidade e grandeza do Galo Forte, Vingador e VENCEDOR!

Não trazemos propostas infalíveis. Mas podemos dizer, com bastante convicção, que o modelo vigente, comprovadamente, fracassou e representa um enorme risco para o futuro do Clube.

Ainda mais se começarmos agora a olhar para o gramado dos vizinhos de outros estados.

Por isso, devemos todos debater e repensar o Galo…

Conselho + Diretoria + Torcida -> Todos juntos pela modernização do Galo!

@renovagalo

41 thoughts to “O gramado do vizinho”

  1. Galo Doido Sampa, boa noite.
    A primeira ferramenta disponível hoje seria a conscientização do torcedor.
    O caminho será longo e árduo. A semente já foi plantada. Se tivermos persistência podemos ter bons frutos.
    Existem Outras formas também, como por exemplo, termos um grupo grande de pessoas se associando ao Clube, montar uma Chapa para concorrer ao Conselho daqui há alguns anos.
    Mas entendemos que qualquer caminho para de implantar isso, vai depender da força e apelo da ideia junto à torcida. Por isso essa é a principal ferramenta. Informar e conscientizar o torcedor.

  2. Era pro Galo ter feito jogo de despedida e homenagem a Marques. Fiquei P da vida quando o Luxa chegou e acordado com Kalil, mandou Marques embora. Parece que por vingança ele voltou e assaltou os cofres do Galo, contratando Bolt por esse absurdo de salário.
    Impressionante como esse muleque ainda está mamando nas dependências do Galo!
    Fora Marques! Some, seu verme!!!

  3. boa noite Eduardo e massa e Roberto Caldeira. o gramado do vizinho está na lama,mas se esta diretoria amadora continuar com suas lambanças quem vai para lama em 2021 éo galo.uma péssima diretoria que demora contratar um treinador. não fez reformulações ainda esta no SPA do galo.os destruidores de treinadores.Fábio Santos. patrick. pastor pipoqueiro. bolt. Victor frangueiro. Otero. therans. cachazares. eo os reforços até agora nada.alias os reforços. Gabriel. Edinho. Danilo Barcelos. kkk grandes reforços estamos ferrados. que diretoria amadora.sobre o renova galo apoio mas o problema é que está pessima diretoria aceita o renova galo. acorda diretoria. vá galooo.

  4. Só existe uma pessoa que entende menos de futebol que o 7C, trata-se do Sr. Rui Costa; esse sujeito é horrivel!! Tenho até uma curiosidade de ver os dois conversando sobre futebol, deve ser uma asneira só.
    SAN

  5. O zero a esquerda do Elias tomou um ope na bunda e até agora nenhum time quis contratar esse inútil.
    Como fizeram a bizarrice de colocar o encerramento do contrato dele no dia 31/01 onde a temporada se encerra dia 31/12 ele ainda tem contrato.
    E como ninguém quer, seu pai está forçando para ele se apresentar e tentar cavar uma vaga no time.
    Espero que a diretoria não caia nas artimanhas desse paneleiro.

  6. Max, qual a ferramenta vcs acreditam que temos à mão para forçar esta mudança? Queria entender como posso ajudar nesta mudança. Seria parando e contribuir? Seria fazendo protestos? Como fazer com que os donos do bolo resolvam dividir o bolo? Sinceramente, acho muito bacana a proposta e tenho certeza de que é a coisa certa a fazer, mas como fazemos para implementar esta mudança?

    1. Prezado amigo, sua pergunta é recorrente e encerra a questão central do Renova Galo e, ao mesmo tempo, o seu calcanhar de Aquiles.
      Construir ferramentas e como romper as barreiras e as naturais e esperadas resistências daqueles a quem vc chama de “donos” do clube é um grande desafio e é algo que, nós do Renova Galo, temos buscado desenvolver e debater com quantos nos procuram e interagem em nossas redes sociais.
      No Bahia existiram condições objetivas que permitiram que a torcida do tricolor de Aço se motivasse, se juntasse, saísse às ruas, de modo que imprensa local, autoridade e artistas se somassem aos torcedores e a pressão consequente fosse irresistivelmente sentida por quem estava no poder no clube.
      Aqui inexistem essas condições políticas e objetivas. Mas, é sabido e ressabido que a situação financeira do clube é extremamente delicada e que o clube precisa adotar um leque de ações emergenciais, única maneira de se viabilizar no curto prazo e se planejar no médio e longo prazos.
      Conhecer tudo isso em profundidade, estreita vigilância e cobrança responsável, equilibrada em cima de fatos concretos e, não de fakes, é o primeiro passo.
      Em nosso artigo anterior nesse Blog e em minha coluna PRETO NO BRANCO no Fala Galo enumerei algumas questões latentes, imediatas e. Muito importantes que devem ser monitoradas por todo atleticano que estiver imbuído com esse propósito de construir um Atlético vencedor e campeão.
      Venha conosco e nos ajude a inflar o nosso movimento. Muito obrigado e um grande abraço.

  7. ELIAS , O BUNDA DE TANAJURA , O CHEFE
    DA PANELINHA , AQUELE QUE SÓ DEU PREJUÍZOS AO GALO DISSE QUE VAI BOTAR O ATLÉTICO NA JUSTIÇA.
    É O FIM DA PICADA . O QUE ESSE PEREBA QUER.???

    1. Ele quer receber o que o Clube combinou de pagar a ele. Uma coisa é o fraco desempenho do atleta, outra coisa é o direito do profissional receber, simples assim. Feio, pra mim, nessa história, é o GALO, que promete e não cumpre. Imagine se seu patrão não te pagar o salário previamente acordado. Em qual lugar vc vai buscar o que é seu por direito? Vai sentar e chorar ou vai à justiça?

    2. Paulo pedindo venias, a Panelinha está ainda articulada: Pastor, Patrick, Fabio Santos, Vitor e Rever. Apenas foi enfraquecida com a saida do Luan, Elias e Leo Silva. Mas para desarticular esse panela precisamow de colcar na barca pelo menoe os tres primeiros e com o Marques de timoneiro. Veja a atitude do técnico do Corinthians de imediato colocou para correr Jadson ( 36 anos) Ralp (35 anos) pois esses dois nao tem idade para praticar um futebol com a intensidade que hoje se requer. E ainda deu linha no Junior Urso. Na minha opinião se Didamel entrar no discurso do Pastor, Patrick e Fabio Santos ai lascou….

    1. Como esse Ruim Costa é Ruim!!! pior q Gallo e Marques, se é que é possível!!! Todas contratações atravessam ele! hahahaha nós tamos lascadossss

    2. Meu caro, se perder o Victor Luiz e o Hyoran, levanta as mãos pro céu e agradece!! São fracos, meia bomba, do nível dos que já temos por aqui. Allan seria bom reforço, volante canhoto, que marca e sai pro jogo, bom jogador. SAN

  8. Bom dia Amigalos.
    ótimo texto. lucido e com todos os requisitos anunciados de catástrofe no nosso gramado, se não houver mudanças…. As Marias nos deram o sinal.
    O grande problema do CAM é grana,, assim como da maioria dos Clubes do Brasil. O que os comandantes (sic) não entendem é que o Torcedor do Galo quer ajudar o clube, quer contribuir para transforma-lo FORTE, VINGADOR E VENCEDOR. O torcedor do Galo quer investir no Galo, mas para isso, precisa saber onde o dinheiro está sendo aplicado. Do mais humilde ate o mais endinheirado torcedor quer “dar” dinheiro pro galo, ser sócio, parceiro, investidor, mas quer um retorno…. e o retorno é um TIME VENCEDOR… Mas sem a transparência e gestão profissional e comprometida, só há desconfiança, desesperança e irritação….
    As Torcidas organizadas, que poderiam ter um papel importante de agente de mudança, são compradas pela direção e se acham também donas do GALO. E não são e nunca serão… A verdade é que essas “torcidas” são massa de manobra, os famosos BOBOS DA CORTE, e ainda não perceberam isso.. Fazem um papel ridículo diante de tanta incompetência e promessas não cumpridas. MAS RECEBEM O SEU DINHEIRINHO E NÃO QUEREM PERDER A TETA….Já vamos pra 50 anos sem o Brasileiro… ACORDA MASSA. Precisamos mudar o GALO, porque o GALO É NOSSO!!!
    Abraços a todos

  9. Bom dia amigos do Galo. “Reviravolta: Fluminense avança em negociação e fica perto de fechar com Allan, alvo do AtléticoLiverpool já enviou documentos da transação para o clube carioca”.
    FORA RUIM BOSTA, FORA RUIM BOSTA, FORAM RUIM BOSTA!!!!!

  10. Que a verdade seja dita… os que mandam dentro do nosso CAM jamais irão aceitar imposições da torcida dentro do clube… seja em qualquer setor então pra nós, na visão dos “””donos””” do nosso GALO, cabe apenas o papel de sempre… comprar produtos… sócio torcedor… pay per view… torcer e incentivar o time… esse sistema feudal jamais será mudado se depender da maioria lá dentro… o estatuto atleticano, arcaico e ultrapassado vai continuar, triste realidade!!!!!

    Obs.: o RENOVA GALO com suas ótimas ideias, com certeza já foi comentado dentro do clube, então cabe a pergunta… porque alguém do Conselho, Diretoria ou até mesmo o Prefeito, qualquer um que seja, não convidou o grupo para pelo menos um bate papo na Sede de Lourdes?????

    A resposta na minha humilde opinião, foi o que eu disse no pequeno texto… os “””donos””” do clube não querem mudar nada, fato!!!!!

    1. Hendel, a exemplo de outros movimentos como o do Bahia, inspiração melhor não há, as ideias do Renova Galo só frutificarão se a torcida vier junto. Como já dissemos “n” vezes o Renova Galo não tem dono e nem carreia objetivo pessoal de ninguém. É um movimento que apenas tem a pretensão de mostrar ao atleticano que ele pode e deve se mobilizar de forma proficiente para, mais que ajudar o clube, construir um Atlético vencedor e campeão.
      Só teremos um Atlético moderno, inclusivo, democrático, transparente, bem gerido e forte, se e, somente se, o atleticano buscar e lutar por essa realidade.
      Muito brigado. O Renova Galo está de portas abertas. Um grande abraço.

  11. Prezado Roberto Caldeira, bom dia! Claro que pensando em nosso time do coração, queremos sempre o melhor, mas tenho uma dúvida quanto a uma sugestão do movimento renova galo. O sócio torcedor possa votar para o conselho deliberativo e outros, eis que, por exemplo: Torcedores do rival façam adesão ao nosso programa de sócio torcedor e, para atrapalhar, também terá direito a voto. Qualquer pessoa que vá lá e queira ser GNV consegue, pois como provar que time torce? Acho que ser GNV e, comprar cotas dos clubes sociais qualquer ser humano consegue e pode. O clube precisa é ser empresa e, sendo empresa deverá ser bem gerida como qualquer outra. Abraços,

    1. Prezado Vander, não é bem assim. Profissionalizar uma gestão de uma entidade civil sem fins lucrativos como o Atlético não significa transformar o clube em empresa. Aliás, sem uma boa gestão, e se não houver a inclusão participativa de sua torcida, qualquer clube, associação ou empresa, estará fadado à insolvência.
      Muitos são os exemplos, mundo afora, de clubes transformados em empresas que faliram, desapareceram ou estão insolventes até hoje. E, muitos são os exemplos de clubes que permaneceram na modalidade associativa e são cases de sucesso, como o Barcelona e o Real Madrid.
      O modelo de gestão vigente hoje no Atlético é presidencialista. Nós do Renova Galo, desde sempre, defendemos a ideia da profissionalização do clube, ou seja, da investidura de profissionais competentes em posições chave da estrutura da agremiação e, por isso, entendemos que a cobrança do que deveria ser sempre o foco principal é uma revolução no modelo de gestão.
      A partir da definição e implementação de um estatuto moderno, democrático e ágil, estaria dado o primeiro passo para o surgimento do clube dos nossos sonhos.
      Muito obrigado pelos comentários e um grande abraço. Venha conosco. O Renova Galo está de portas abertas.

    2. Prezado Vander, boa noite.
      Entendo sua preocupação e esse risco hoje já existe. Pois com certeza existem torcedores do rival que são sócios dos clubes sociais e podem votar e ser votados como Conselheiros.
      No caso do Sócio Torcedor o risco existe mas é menor, pois é uma contribuição que não tem retorno a não ser para o futebol.
      Ser sócio do Clube você pode utilizar como lazer e levar sua família. Ser sócio torcedor não tem esse benefício. Já imaginou um rival indo aos jogos do Galo.
      Mas há o risco.
      E sugerimos ainda diminuir o risco propondo por exemplo regras de período mínimo de adimplência e, para quem quiser ser Conselheiro, assuidade aos jogos do Galo.
      Mas são propostas.
      Precisam ser avaliadas.
      Debatidas.
      Refinadas.
      Quanto ao modelo de Clube empresa, o risco também existe. O Clube pode ser comprado por rivais. Rivais podem ter ações. Podem querer participar do Conselho. E boicotar da mesma forma.
      Em qualquer modelo, sempre haverá um risco de haver rivais infiltrados.

      1. Roberto, brlhante. Assino embaixo. Todas estas questões que vc levantou já foram e continuam sendo mote de muitas de nossas discussões no Fala Galo.
        Riscos sempre existem. Criar filtros e regras os minimizam, mas nunca os eliminarão 100%.
        Ocorre que o Renova Galo preconiza regras de governança e Compliance que irão permitir aso fóruns atleticanos. (Conselhos, assembleia geral e diretoria executiva) interferirem de acordo com seus níveis de poder e decisão, podendo, inclusive, afastar definitivamente o profissional contratado para ser o CEO do clube.
        Enfim, um Atlético novo, integrado com sua massa, participativo, democrático, transparente e moderno.
        Um processo de construção permanente.
        Muito obrigado, um grande abraço e venha conosco.

  12. Bom dia !

    E continuamos nossa saga de perder disputa por jogadores até para o QUEBRADOREMI ! Do Florminense !!!! O Diretor de bost…… que arrumamos meu Deus ! O cara é muito ruim só faz merda ! Não consegue ganhar uma disputa no papo 3 milhões euros a vista o bosta não consegue ainda !!! O problema não é dinheiro é competência ! Os investidores ajudando o Galo e o merda do Rui Bosta. Não ganha uma !!!

  13. Bom dia xará e amigalos decepcionados e sem esperança…
    É xará…parece que o gramado do CBFLU é melhor do que o nosso. O tal do Alan(que parece ser bom jogador) vai fechar com o FluminenC mesmo. Outra pixotada de Sette Câmara e sua trupe de incompetentes….e o ano só está começando heim…..(Os adversários se reforçando e o GALO assistindo…)

  14. Exato!
    Quando li a coluna do Medioli pensei exatamente a mesma coisa! Poucas vezes uma carapuça serviu tão bem…

    A reforma do Estatuo se faz necessária e urgente, mas quem tem o poder para isso também estão a mando do “estreito grupo e seus interesses”. Como o acovardado e frouxo RODOLFO GROPEN explica sua relutância em mudar o Estatuto?

    Querem o dinheiro do torcedor, mas não querem nos dar satisfação. É a ditadura perfeita.

    FORA SETTE CAMARA, FRACASSADO COVARDE QUE FEDE A BOSTA

  15. Domingos Sávio e Ângelo, exatamente pelas razões expostas por vcs mesmos e já decantadas varias vezes por nós do Renova Galo, vcs acham mesmo fácil e simples que as pessoas que há muito detém poder e influência no clube, à guisa do modelo atual de gestão, seriam simpáticas a uma proposta como a do nosso movimento que propõe uma revolução de conceitos e métodos de gestão?
    Claro que não.
    Desde sempre, nós do Renova Galo tivemos consciência de que este movimento é de médio para longo prazo, tipo água mole bate em pedracdura até que fure.
    Se lograrmos êxito em trazer, dia apis dia, mais atleticanos para esta luta, a possibilidade de sermos ouvidos e provocarmos mudanças efetivas crescerá.
    Muito obrigado. Venham conosco.

    1. Prezado Max,
      Em que pese a sua convicção de que o projeto RENOVA GALO é um movimento de médio para longo prazo, para mim, se não acontecer em curto prazo, com certeza será mais uma brilhante ideia que não vai se vingar. Como bem disse Roberto Caldeira:” Diretoria+Conselho+Torcedores, todos juntos pela modernização do Galo”. Se não buscarmos, com a urgência requerida, forma de viabilizar o RENOVA GALO, e para isto precisa-se, sim, de apoio dos atuais Conselheiros e de todos os atleticanos que estão apreensivos com a forma de administrar atual, nada vai acontecer nem no médio e nem no curto prazos. A hora é agora! Precisamos, isto sim, buscar quem sabe, viabilizar um abaixo-assinado a ser entregue ao Conselho provocando a necessidade de mudanças conforme propostas do Renova Galo. Como diz a música de Geraldo Vandré: ” Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.
      Hoje e sempre Galo.

      1. Ângelo, entendo a sua ansiedade. E sei também que o Atlético precisa de um leque de ações emergenciais para se viabilizar em curto prazo e, por óbvio, ter condições de se planejar a médio longo prazos.
        Exatamente por isso e, por saber que transformações radicais a curto prazo são praticamente impossíveis de serem efetivadas por inexistirem condições objetivas e políticas que as viabilizassem, o Renova Galo também vem propondo e sugerindo ao Atlético e ao seu comando a adoção de várias medidas que possibilitem ao clube fazer uma engenharia financeira e, em consequência, gerir responsavelmente o seu imenso passivo e se planejar com proficiência.
        A pressa é inimiga da perfeição.
        Muito obrigado e espero que venha conosco. Um grande abraço.

    2. Max, concordo contigo. Li seu texto no Fala Galo e estou de acordo com suas colocações. O caminho é esse, sem dúvida! A Massa tem que ser atuante em todos os aspectos, não é só ficar atrás de um teclado escrevendo fora esse, fora aquele, nem com protestos grotescos e obtusos, como o ridículo “público zero”. Cobrança e apoio na mesma medida. Torcedor (?) que compara o campo (o sagrado campo) com um restaurante ou com uma peça de teatro, não sabe do que está falando, com certeza jamais frequentou os jogos do GALO e não merece ser ouvido. A austeridade criticada por muitos, é o único caminho a ser seguido. Só assim não repetiremos a trajetória das smurfetes. Porém, o planejamento do Clube deve ser conduzido com menos erros e de forma mais transparente. Finalizando, com algo que me incomoda, e julgo no mínimo, falta de educação, alguns bobos colocarem Victor, Léo Silva, Réver e Luan no mesmo barco que outros jogadores. Léo Silva precisava se aposentar, Luan precisava respirar novos ares e Victor hoje é reserva do Cleiton, mas colocar esses caras, extremamente relevantes em conquistas importantes de nossa história, na mesma frase que Patric, Fábio Santos, Otero e outros perebas, é passível de castigo físico! Uma falta de educação sem precedentes. Cosia de moleque! Abço e sigamos. SAN

      1. Barros, muito obrigado pelas palavras e pela sua audiência na minha coluna PRETO NO BRANCO no Fala Galo.
        O Renova Galo busca exatamente discutir as coisas do Atlético e gerar, a partir da conscientização do torcedor atleticano, uma revolução de métodos e de concepções de governança e gestão do futebol que, por óbvio, não passa pela prática da agressão raivosa e intolerante contra jogadores, treinadores e dirigentes e, nem tampouco, por ações estridentes, meramente panfletárias.
        O Renova Galo, como vc, entende p, por exemplo, que todos os jogadores citados por vc em seu comentário e, SEM EXCEÇÃO, são merecedores de respeito, independentemente do potencial técnico e da fase que atravessam.
        Nós do Renova Galo fazemos nossas as suas palavras: é preciso cobrança e apoio na mesma medida. É preciso ação com planejamento, debate à exaustão e, que todos nós atleticanos. Saiamos de nossas zonas de conforto, nos. Mobilizando de forma pro-ativa, racional, estratégica, respeitosa e inteligente.
        Muito obrigado e venha conosco. Um grande abraço.

  16. Oi Caldeira e Amigos, bom dia!
    Perfeito o comentário.
    Acontece que o nosso telhado também é de vidro.
    A tal AUSTERIDADE financeira pregada pelo nosso Presidente ainda não aconteceu. Falta a tal TRANSPARÊNCIA.
    Fomos salvos pelas vendas recentes de Alerrandro, Luan e principalmente Chara.
    No Galo, também deve ter muita sujeira debaixo do tapete.
    Que a grama do vizinho sirva de lição e de muita reflexão para que não sejamos também surpreendidos no futuro.
    Quanto ao drama do rival, eu quero mais é que se ph@@@m, com PH mesmo.
    Saudações Alvinegras,

  17. DOMINGOS SÁVIO ,
    os mandatários do Atlético são dois , os
    donos do dinheiro .
    O outro citado é apenas um fantoche , o
    que come sardinha e arrota caviar .

    PAULO ROBERTO ,
    propinas e comissões levaram à falência
    o rival , e precisamos abrir o olho para o
    fato pra não entrarmos nessa
    Então você acha mesmo que a prática é
    exclusividade dos azuis ?

    ROBERTO CALDEIRA
    Como já postei por aqui , tenho contacto
    regular com alguns Conselheiros e posso
    afirmar que , a depender deles , nada vai
    mudar no Atlético

    Ninguém , lá dentro do Conselho , tem a
    devida força para sequer questionar os
    verdadeiros DONOS do clube

    A conversa tem que ser com eles e estou
    a tentar um contacto para ver se consigo
    uma agenda que nos aproxime do Poder

  18. Eduardo, concordo plenamente! Até pela falta de transparência, não há razões para crer que a situação do Galo seria tão diferente da do rival, cuja queda acabou gerando um excelente cenário para rever e melhorar a administração atleticana. De fato, não tem mais cabimento o clube ser gerido sob um modelo tão pouco participativo e que só favorece as eliminações precoces nas competições e ajuda a afastar torcedores. Chega de contratações inexpressivas (jogadores e treinadores) sob circunstâncias tão desvantajosas! Chega de ações que só enxergam o curto prazo! Mudanças, já!

  19. Prezados Atleticanos,

    Futebol profissional começa não no gramado, mas sim na gestão de alta performance. O que aconteceu com o rival e algo semelhante que pode acontecer com o CAM. Ou vocês tem dúvidas?
    Lógico que existe alegria em ver o rival na série B, muito pela arrogância natural que eles tem, entretanto, tenho muito receio do que pode acontecer, quando vejo o nível de nossa diretoria.

  20. Excelente observação Savio. Vimos que no Cruzeiro existiam 700 empregados e estão querendo baixar para 500. Será que estamos no mesmo patamar? Precisamos ter esses dados em mãos, otimizar custos, assim podera sobrar grana para comprarmos os jogadores necessários e vendê-los sem ter que deixar o lucro na mão dos poderosos que nós gerem. A dúvida é: eles vão querer isso?

  21. TODO TIPO DE CORRUPÇÃO , PROPINAS E COMISSÕES A EMPRESÁRIOS E DIRETORES DE FUTEBOL , NEGÓCIOS MAL FEITOS DE PROPÓSITO , TUDO ISSO LEVOU O CAOS E FALÊNCIA DO CRUZEIRO.
    OS OUTROS TIMES PRECISAM ABRIR O OLHO , PARA NÃO IR PELO MESMO CAMINHO.
    DUDAMEL CHEGOU , QUE SEJA BEM VINDO E QUE TENHA PULSO PARA BOTAR ORDEM NESSA BADERNA ATLETICANA.
    JOGADORES INDISCIPLINADOS , QUE FAZEM O QUE BEM ENTENDEM E NÃO SÃO PUNIDOS.
    O PÉSSIMO PREPARO FÍSICO
    DOS JOGADORES , QUE CANSAM NO SEGUNDO TEMPO E VIVEM MACHUCANDO PRECISA MELHORAR MUITO .
    OBEDIÊNCIA TÁTICA , RAÇA E ESFORÇO EM CAMPO SÃO COISAS QUE ANDAM EM FALTA NO GALO.
    TEMOS QUE RECUPERAR O NOSSO DNA , QUE É MUITO PREPARO FÍSICO , MUITA RAÇA E PEGADA EM CAMPO.
    VAMOS VOLTAR A SER O
    “GALO FORTE E VINGADOR ”
    VAMOS AO TRABALHO DUDAMEL E CONTE COM O NOSSO APOIO.

  22. Bom dia Caldeira. Bom dia a todos. Fatos concretos: divida superior a 700 milhões e que só aumenta. Inexistência de transparência em relação as valores de vendas e aquisições de jogadores, principalmente quanto a percentuais pagos a empresários. Ninguém sabe quanto ganha Marques, Eder Aleixo, a sogra do Nepomuceno, o primo e o filho do Kalil que trabalham no Clube. Por fim, quem manda no Conselho todos sabemos: Kalil, Ricardo Guimarães e Rubens Menim. Nada acontece no galo sem as bencaos deles. Assim eu te pergunto: o Renova Galo já procurou os precitados para buscar apoio para as mudanças propostas no Estatuto ? Pois é o tal de Alan parece que vai ficar no Fluminense mesmo

    1. Prezado Domingos Savio,
      Seguindo o relator, onde assino? Perfeito os seus comentários, os quais endosso integralmente! Se não convencer os papas, não se chega a lugar nenhum, .Uma ótima ideia o RENOVA GALO, mas de implementação difícil se não houver apoio dos que comandam o conselho do CAM..

      1. Pelo que já li, “os papas” são, na verdade, “os ratos que vigiam o queijo”. Logo, o que os motivaria a apoiar a modernização do estatuto que busca, pelo meu entender, democratizar as formas de acesso à direção do clube? Acreditar nisso seria, por parte do RENOVA GALO, uma prova incontestável de ingenuidade. Algo do tipo “acreditar no papai noel “. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.