Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

O Galo e os mineiros precisam reagir, já!

Sem a pretensão de chamar a atenção de quem quer que seja, até porque também faço parte dessa engrenagem, digo que a situação dos três clubes mineiros neste momento sugere uma boa e profunda reflexão. O meu clube, que é o da maioria dos mineiros e recentemente conquistou as Américas, a Recopa e ainda a Copa do Brasil, vem manquitolando na tabela. Outro, subiu recentemente da série B para a A. O terceiro, quando era comandado pelo Atleticano Marcelo Oliveira, conquistou dois títulos nacionais.

E agora? Olhando para a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, entre os quatro últimos – na Z4 ou zona de rebaixamento – estamos todos juntos. Morrendo abraçados para deleite dos verdadeiros inimigos do futebol mineiro, que estão no Rio de Janeiro e São Paulo. Muitos deles dentro da CBF. Não vou aqui repetir os desmandos dessa entidade em prejuízo dos mineiros. Sobre o Galo, sempre reitero aqui.

Farei uma breve consideração sobre os outros dois, para mostrar que, embora o Galo seja o mais sacaneado pela direção do futebol nacional, também contra nossos adversários essa gente conspira. Quem não se lembra da final do Campeonato Brasileiro de 1974, quando, para beneficiar ao Vasco, tiraram a partida final de Belo Horizonte? E quando o Coelho estava quase subindo para a série A “descobriram” uma irregularidade, tiraram do time pontos precisos e impedir o seu acesso? Tal qual fizeram com a Portuguesa para salvar o Fluminense.

image
Ilustrações: UAI/Superesportes

Pois bem, enquanto estivermos aqui comemorando gols que derrotem nossos adversários domésticos, o quadro será este – desolador – do momento. Os três mineiros entre os quatro últimos da classificação. Ou seja, se o Brasileirão terminasse hoje, no próximo ano Minas Gerais estaria alijada da série A.

Entendo que somos adversários, brincamos e tiramos sarro de nossos amigos que têm opção diferente da nossa, mas deveríamos colocar o interesse dos mineiros acima disso. Este blog, no domingo do clássico, fez referência a essa situação. O título era “Clássico é festa e não guerra”. Derrotados que fomos, pude perceber, por parte de alguns poucos, que, ao invés de “curtição” ou “zuação”, queriam o confronto.

Taí o resultado. Que o Galo reaja imediatamente e no vácuo, os outros dois. Nossos maiores adversários não estão aqui no confronto doméstico, mas além das divisas mineiras. Natural é que aqui queiramos sempre chegar em vantagem sobre os outros dois, mas vergonha maior seria se Minas Gerais ficasse de fora da elite do futebol brasileiro.

Que a mudança de atitude comece hoje com o Galo, pioneiro em tudo no futebol mineiro e até brasileiro. Primeiro campeão nacional e primeiro clube do Brasil a pisar em solo europeu.

9 thoughts to “O Galo e os mineiros precisam reagir, já!”

  1. Com toda certeza, o único rebaixado será o mequinha! Infelizmente esse ano o Galo não conquistará o tão sonhado título brasileiro, mas ainda temos a Copa do Brasil e sem esquecer do brasileiro por motivos óbvios, o Galo tem que concentrar esforços na Copa do Brasil. Dudu, esqueça os times menore do estado, foco no Galo, sempre!!!

  2. Escrevo um pouco antes do jogo contra o Inter. Estamos mal mesmo, e acho que com os jogadores que têm jogado no meio de campo não há defesa nem ataque que funcione. Rafael Carioca parece um excelente jogador, só que nem se aplica muito na defesa(não cobre as laterais) nem consegue fazer lançamentos.Donizete é limitado, apesar de esforçado; não tem mais pernas para acompanhar atacantes leves e velozes. Júnior Urso cisma que é atacante, também participa pouco na defesa e não é muito habilidoso. Resultado: na defesa, sobra tudo para os centrais- Leo Silva não tem arrancada, apesar de ser um grande zagueiro,e Marcos Rocha não marca ninguém ;daí acontece como no último domingo-gol na base da velocidade.Tiago não consegue marcar com precisão, falha muito. Nossa esperança é nos novos zagueiros ,, além de rezarmos para que os equatorianos voltem logo e que Dátolo se recupere. Na verdade estamos precisando de algum outro jogador razoável para a meia- acho que esse Carlos Eduardo não vai dar em nada.Que Alá nos proteja.

    1. Tá postado, caro. Infelizmente a mediação é feita, de tempo em tempo, de acordo com as entradas e disponibilidade. Não fico ligado 24h, até gostaria, mas ….

  3. Meu caro colunista, parafraseando você mesmo: Aqui é só Galo!!!! Não me interesso pela situação dos outros rivais, Mequinha e Pirangi , até porque ambos só jogam bem contra o nosso time, entregando a paçoca pros outros adversários, fora as maracutaias que jogadores e dirigentes deles fazem pra prejudicar nosso time e torcida quando nos enfrenta. Quero mais é que se explodam, eu só torço pro Galo! Antigamente, até tentei torcer pelo futebol de Minas e bastava a a primeira derrota do meu time para americanos e cruzeirenses comemorarem mais do que a vitória do time deles! A nossa situação sim é preocupante e até pelo plantel que temos é obrigação nossa estar brigando na parte de cima, briga contra rebaixamento é passado. E agora, a despeito de desfalques e desentrosamento, passou da hora do time jogar no mínimo com raça, suando e honrando a camisa como se cada jogo fosse uma final! Isso é obrigação desse elenco que ganha muito bem, como também já passou da hora de Marcelo Oliveira escalar e substituir melhor! Chega, hoje começa nossa reação! Agora, pra não dizer que sou alienado, ontem o Flamídia me deu dupla alegria, venceu Com gol de atleticano e ainda devolveu-as para o lugar certo! ObriGalo!

    1. Entendo o seu lado d etorcdor, mas o Eduardo de Ávila tem toda razão . ASrinvalidade clubística é folclórica e até necessária no que se refere ao jogo em si .
      Só que o futebol é muito mais do que o jogo em si . Tem aspectos como política eeconomia , por exemplo. E nesses não mhá como negar que uma parceria entre os clubes mineirios em nome do nosso fuetbol é imprescindível para que possamos continuar grandes de verdade. E não apenas dos delírios megalomaníacos sustentados por glórias passadas ,como o Flamengo representa magistralmente .
      Amogo, se não cosntruirmos até com clubes do outro estado uma grande alternativa política a esse esquema do eixo Rio- São Paulo , a nossa realidade gloriosa só existirá no passado .

  4. Apesar de você puxar bem a sardinha para o lado do galo, está com a completa razão. O que seria do cruzeiro sem o atletico e vice versa? Um quer ganhar do outro, mas não jogarem, não vai ter graça.

  5. Boa tarde, Eduardo.
    A tabela nos mostra uma realidade da qual nos pegou de jeito, a zona de rebaixamento depois de ao menos 5 anos brigando no topo, deparamos com esse martírio. Imaginei que sofreríamos um pouco com a troca de técnicos mas não necessariamente passaríamos por este sufoco lá em baixo, de novo. A bola tem disso mesmo, ela é ingrata com a falta de sorte e planejamento. Nosso grupo está de fato passando por uma remodulação, chegaram boas peças tais como Fred, Fábio Santos, Mina (este a confirmar) e Ronaldo (sem Conceição), ou seja até esses jogadores engrenarem no time vamos perder alguns pontos que no final farão falta para nosso tão sonhado segundo título brasileiro, quem sabe um g4? Talvez essa remontagem de elenco seja para longo prazo. Uma coisa é muito clara, queríamos muito disputar mais uma libertadores no ano 2017, porém, com o tempo perdido, nossas chances ficaram um pouco diminutas. O que nos resta ainda é torcer e muito para os times de cima oscilarem e conseguirmos um encaixe de jogo o mais rápido possível pois as rodadas não param e o jogo segue. Que diante do Inter, possamos começar uma nova saga e que o Marcelo coloque a campo o que temos de melhor.
    Saudações.

  6. Rabino Ávila, urgente!!!! A CBF acaba de baixar determinação transformando o que chamam de Z4 em praia: Praia de Guarapari, onde só dá mineiro!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.