Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

O Atleticano invade São Paulo

É difícil definir onde a ansiedade incomoda mais ou menos. Se o jogo é em Belo Horizonte, a espera do momento de ir para o estádio – seja na Catedral do Horto ou no salão de festas – faz com que o tempo não passe. Se é fora, e acompanhando em casa ou no bar, ouvindo pelo rádio e vendo a TV, o momento da partida também nunca chega. Agora, sair de Belo Horizonte, para  ir ao local do jogo, tem suas particularidades.

confins1
Atleticanos no Aeroporto de Confins e na chegada a São Paulo (foto da capa)

A noite anterior é mal dormida. Afinal de contas, de carro, ônibus ou avião, chegar até São Paulo requer alguns sacrifícios, desde enforcar trabalho até a própria tensão da viagem. Mas vale a pena. Bem cedinho, no aeroporto de Confins, muitas camisas Atleticanas já decoravam o ambiente. Nos aeroportos de São Paulo – Congonhas e Guarulhos – a presença Atleticana não passa despercebida.

Será assim até quase a hora da partida. E a volta, com nossa expectativa de uma grande vitória, espero que seja de festa e comemoração.  Essa alegria contagiante do Atleticano é que garante e confirma ser o Galo o time brasileiro que mais cresceu em número de torcedores nos últimos anos.

A massa Atleticana, estimada hoje em 8 milhões de brasileiros, ainda ultrapassa fronteiras e continentes, tanto pela presença de Atleticanos morando lá fora quanto de estrangeiros que aprenderam a amar o Clube Atlético Mineiro.

É com essa força e energia que o Galo entra em campo logo mais aqui em São Paulo. Gaaalooo!!!

3 thoughts to “O Atleticano invade São Paulo”

  1. Dudu,
    O Pr. Pardau, mais uma vez nos fud….eu……, bem, gostaria de saber on foi parar o Cazares. Caso ele esteja com problemas ou o técnico meia boca esteja boicotanddo o cara, temos que saber. O Galo gastou uma puta grana para trazer o jogador, depois de uma briga na justiça, e ele simplesmente não joga por uma razão inesplicada……muito louco, se bem que loucura, é com o Prof. Pardau do Aguirre.
    A credito que a torcida mereça uma explicação do presidente do clube, que a propósito, está sumido a mais de uma semana. Estamos em uma situação de barco à deriva, pois Bumba-meu-boi, é café pequeno perto da desorganização e alucinógenas explicações e escalações desse time. Fica aqui a minha pergunta, e acredito que aí em BH com os seus contatos, será mais fácil descovrir a resposta. Qual a verdade sobre o Cazares? O qaue está realmente se passando com ele? Um grande abraço, e novamente: FORA AGUIRRE, VOLTA KALIL. Aqui é Galo Porra!!!!! PS. estareu usando Texano e não Jose do Texas como meu nome, assim fica mais comecial, kkkkkkkkkkkk. Abração

  2. Galo é Galo ! desde que me entendo por gente o coração dispara com essa nossa torcida e com esse time,não há o que explicar,só quem é Galo para sentir esta paixão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.