Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Não vamos entrar na pilha dessa gente

Estamos a poucas horas do início de uma partida importantíssima para o Clube Atlético Mineiro. A ansiedade, como não poderia deixar de ser, é enorme. Não encontrei um Torcedor hoje que não esteja com a cabeça distante do compromisso decisivo de logo mais na Catedral do Horto. Adrenalina e tensão são sentidas nos corpos até do mais tranquilo e leve Atleticano, contraindo nossa musculatura. Que os deuses e todos os santos – exceto São Paulo – nos acompanhem logo mais.

galo 180516 Bcapa

Apesar disso, conclamo a todos os envolvidos – Torcida, jogadores, comissão técnica e diretoria – para o necessário exercício da paciência. Temos de fazer dois gols de vantagem, tomando ou não gol, pois só assim garantiremos a vaga para a próxima fase. O jogo só termina depois do apito final, portanto devemos incentivar o time durante todo o tempo. Havendo harmonia entre campo e arquibancada, nada irá segurar o Galo nessa classificação.

Não podemos, entretanto, Atleticanos de fé e os profissionais envolvidos, entrar na pilha armada pelos paulistas. Declarações ao vento não merecem ser consideradas. Provocações baratas, de gente da imprensa, jogadores ou de quem quer que seja dos paulistas, devem servir apenas de estimulo, nunca para acirrar a disputa e os nossos nervos.

galo 180516 Acapa
Fotos: Atlético/Bruno Cantini

Se determinado jogador disse que “quarta-feira tem mais”, vamos mostrar a ele o que aconteceu com o time e o atleta que disse isso no passado. Se o locutor de uma rádio paulista disse que o gol da primeira partida foi o da classificação, mostremos a ele o que outro seu colega do Rio de Janeiro teve de fazer com o seu “classificadaço”.

Se o presidente do adversário pressionou o juiz da primeira partida, induzindo àquela série de erros em prejuízo do Galo, vamos mostrar a eles – adversários e árbitros – que jogo se ganha é na bola. Enfim, conclamo os Atleticanos a acreditar, ter fé, pois assim chegaremos lá.

 

10 thoughts to “Não vamos entrar na pilha dessa gente”

  1. Engrosso o coro de FORAAAAAAAAAAAAAAAA AGUIRREEEE ! VÁ FAZER RODÍZIO LÁ NA CONCHICHINA SEU ENTREGADOR DE COLETES DE M***A . APROVEITE E LEVE O NEPOMUCENO JUNTO COM VOCÊ. – camarada sangue de barata, que não aprendeu nada com o Alexandre Kalil no tempo em que foi seu vice, e,ainda fez a burrada de trazer este uruguaio falsificado, que transformou um time que vinha jogando o fino da bolsa nas últimas temporadas,num time sem alma,um verdadeiro amontoado de nego dando bico para tudo qto é lado . O CAM É MUITO GRANDE PARA VOCÊS . FORAAAAAAAAAAAAA .. AGUIRREEE !!! MEU GALO NÃO PRECISA DE UM TREINADOR DE VÍDEO GAME, QUE NÃO SABE LER UM JOGO , seu m***a !Desculpe a caixa alta Dudu. É a adrenalina cortando na alta, caro !

  2. Amigo Dudu,
    Primeiramente, parabéns aos jogadores, que hoje jogaram com raça e amor. Porém, ganhamos e não levamos. Resultado da incompetencia do técnico que já está no time a 5 meses e ainda não mostrou a que veio. Infelizmente a diretoria covarde não tem coragem de demitir e reorganizar essa comição técnica. Estamos quase no meio do ano, e não ganhamos nada, Entregamos a primeira liga, para concentrar no mineiro, entregamos o mineiro, para concentrar na libertadores, entregamos a libertadores, no primeiro jogo contra o são-paulinho de M…rda, por birra do técnico com o Cazares, e agora, meio ano de trabalho jogado no lixo, pois o time não está jogando a metade do que jogava com o Cuca e o Levi Culpi. Não dá mais, ou esse presidente demite o técnico, ou vamos lutar para não cair, juntamente com o cruzeirinho faminto e o coitado do despreparado América. FORA AGUIRRE, MAIS QUE NUNCA……..VOLTA KALIL.

  3. O futebol é um dos esportes mais idiotas que tem! Falta aos 50 minutos, último minuto de jogo, e ao invés do melhor em jogo bater a falta, 50% de chance de fazer o gol se fosse o Cazares batendo, e aí vem o pior em campo, o mais grosso bater a falta e faz o que ele sabe fazer, chutão! E o Leandro Donizete e o Marcos Rocha, esses caras são brutos demais e isso não ajuda a ganhar jogo, pelo contrário, entrega jogo! O time precisando de tempo para tentar sair classificado e os dois metendo a porrada, tudo que o São Paulo queria! O Galo voou porque não soube escalar os melhores, que deveria ter sido Cazares já no primeiro jogo, e botar mais a bolano pé e ser menos burro, jogando na violência, tudo que o adversário queria, tipo Leandro Donizete e o Marcos Rocha! O Galo tem muito mais time que o São Paulo, mas perdeu porque não soube escalar os melhores, tentou com Prato que é ruim de bola ao extremo e na hora decisiva, bota ele para bater a falta do jogo, e o vacilo do goleiro do Galo, na saída errada no gol do time paulista.

  4. Esse Prato é muito ruim! Não acerta um passe, pesado demais, faz falta demais, desnecessariamente! O Cazares sozinho é meio time do Galo. Não sei porque cargas d’água ele não foi escalado no primeiro jogo em São Paulo, que,empatando lá,não precisava dessa pressão do segundo jogo. E esse Eduardo, o que ele erra de bola não é brincadeira!

  5. Foste feliz demais no seu comentário, grande Eduardo de Ávila . Sem exagero algum , nada pode ser tão poderoso e especial no futebol e poucas coisas na vida quanto a comunhão entre o Galo e a sua apaixonada torcida .
    Quando esse fenômeno ocorre, nada poderá nos fragilizar . Muito menos provocações baratas e vazias . De novo, pra cima deles, Galo !

  6. Perfeito, assistindo a pouco os programas da tv a cabo fiquei impressionado com a maneira que eles estavam analisando o jogo de hoje a noite, faltaram chamar o GALO de time mediocre, estou falando do Neto e seus comentaristas bairristas que insistem em achar que tudo que vem de SP é melhor que o restante do pais.
    Ontem a noite na FOX o narrador Deva Pascovic toda hora chamava para o jogo da seguinte forma: “Amanhã tem São Paulo e Atlético”, ou seja, focando no SP e não no Galo que é mandante , existe uma regra e até mesmo por questão de ética para quem transmite futebol de que o nome do mandante deve ser pronunciado primeiro, isso na verdade ultrassa os limites do bairrismo e vai de encontro com toda podridão que acontece nos bastidores do futebol, querem diminuir o Atlético, todo o trabalho que começou com o Kallil e segue como Nepomuceno, aliás, o clube mais bem administrado do futebol brasileiro, o melhor elenco, chegando em tudo nos últimos anos enquanto o tricolor que ganhou um jogo, que estava com técnico balançando, que nem chegou na final do estadual, acreditem esse time se tornoupara a imprensa paulista o melhor time do pais e o favorito a conquistar a libertadores após apenas uma vitória.
    Bem, como jornalista que sou, espero não ter desaprendido o pouco que sei sobre futebol pois acredito que a organização desta vez esta ao lado do Galo e que a nossa equipe possa mostrar isso dentro de campo !
    Galoooooo !!!!

  7. Vamos pra cima deles com sangue nos olhos, nem que seja no Bumba-meu-boi. BICA ELES BICUDO, AQUI É GALO PORRA. FORA AGUIRRE, VOLTA KALIL!!

  8. É isso, inteligência emocional para não entrar em pilha errada. Que nossos atletas saibam que entrar pilhados (no pior sentido da palavra) como entraram no jogo passado é prejudicial ao time e pode nos causar expulsões. Que a Massa incorpore a antiga Massa, e apoie incondicionalmente durante toda a partida. Será jogo nervoso e desconfio que o vencedor terá que superar o adversário não só na bola, mas na inteligência emocional também. Nada de porrada ou desespero. Vamos ganhar jogando! SAN. PS: Sou contra o foguetório na frente do hotel do sp. Acho no mínimo falta de educação. Não é porque fazem conosco pela América do Sul afora que faremos o mesmo. Desconfio que conseguimos no máximo motivar mais os caras, porque jogador dorme mesmo é depois do almoço. Ainda terão tempo pra descansar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.