Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Missão dada é missão cumprida

A frase deste texto de hoje já foi utilizada em diversas situações, cabendo então – perfeitamente – ao proposto neste espaço Atleticano. Como título de livro, também foi marcante no personagem “Capitão Nascimento” – interpretado por Wagner Moura – no impactante filme “Tropa de Elite”. Agora podemos afirmar que o time alternativo do Galo assegurou a pontuação desejada na tabela do Mineiro.

O que nos interessava, em Poços de Caldas, era exclusivamente a vitória e os três pontos. Em que pese, com razão muitos Torcedores, reclamarem da inoperância do time no gramado, passando um tempo todo sem chutar a gol. Vencemos e pontuamos. Se não lideramos a competição, dois fatores contribuíram.

Na derrota para a Tombense a infeliz escolha do time C para aquela partida. Entre eles, alguns atuaram em Poços, comprovando não serem merecedores de vestir a camisa do nosso time. O outro fator, considerando o clássico que terminou empatado, pela fraca e conhecida incapacidade dos juízes. Neste dia foram dois apitadores a prejudicar ao Galo, já em Poços – mesmo com a vitória – o soprador deixou inquietos os Atleticanos. Arbitragem mineira é uma vergonha e cede à pressão de dirigente de time adversário.

Pois bem, vencemos e um mísero ponto nos afasta da liderança da competição. Lembrando que o América ainda faz dois clássicos, sendo um deles com o nosso Galo, portanto seguimos em busca da primeira colocação.

Vamos ao que nos importa no momento. Copa Libertadores das Américas. Sendo o último time mineiro a vencer a competição e o único de Minas Gerais a conquistar o torneio neste milênio, seguimos em busca da vaga na fase de grupos. O empate, tanto reclamado frente ao mesmo Danubio no Uruguai, nos dá a vantagem de empatar em até um gol para levar a vaga.

Entretanto, com todo o respeito que merece o time adversário, o Galo tem tudo para sair do Horto com uma grande vitória. Nosso time é muito superior aos uruguaios, que atuaram na semana passada como se fosse o jogo final de suas vidas. O apoio e incentivo daqueles que forem ao Horto, aliado às boas energias dos que acompanharem por outro meio, será fundamental à nossa classificação.

Confio piamente na vaga. Ainda hoje, logo após a partida em Belo Horizonte, se enfrentam o Barcelona do Equador e Defensor do Uruguai, de onde sairá o próximo adversário na competição. O Galo, superando o Danubio, terá de ir na próxima semana pegar um deles para decidir a vaga na fase de grupos. Dia 19 na casa do adversário e dia 26 de fevereiro em Belo Horizonte. Os equatorianos que  venceram fora de casa por 2 a 1, tiveram uma dura derrota ontem à noite no tapetão da Conmebol.

Coisa de time desorganizado, pois perder os pontos de uma vitória maiúscula na casa do adversário e ainda ter o placar invertido a 3 a 0 para os uruguaios, é algo inadmissível a um time profissional. Se reverterem e vencer por difíceis quatros gols de diferença, vamos à Guayaquil, no Equador. Ou retornamos ao tímido estádio Luis Franzini no entorno de Montevideo.

Levir terá à sua disposição todos seus principais jogadores. Será a oitava partida do ano, sendo a quinta com o time titular. Nas vezes anteriores, em três ocasiões com time alternativo, vencemos Guarani (2/0) e Caldense (1/0), perdendo para a Tombense (0/1). Com o time principal, em quatro jogos, são duas vitórias sobre o Boa (5/0) e URT (4/0) e dois empates, um no clássico regional (1/1) e frente ao mesmo time uruguaio de hoje (2/2). Lembrando que com o time principal, marcamos 12 gols, sendo sete deles do Ricardo Oliveira.

Que o artilheiro continue marcando gols e o time vencendo seus adversários. É o que pede e espera a Massa Atleticana!

Em tempo: Li os regulamentos dos estaduais de Minas, Rio, São Paulo e Rio Grande do Sul. Esse regional é vergonhoso. No nosso caso, de 12, oito se classificam. Passadas seis rodadas, o Vila – que era lanterna até a última – entrou no G8 com 28% de aproveitamento e um ponto a mais que o Tupi que está na zona de rebaixamento.

* fotos: Bruno Cantini, Atlético

8 comentários em “Missão dada é missão cumprida

  1. Time horroroso!!! Senão contratar, vai fazer uma péssima temporada. Os já citados e que a torcida não aguenta mais: Elias, Adilson, Patrick, Fábio Santos não tem condições de vestirem a camisa do Galo. E esse Chará? Isso sim é investir mal. Atabalhoado, erra quase tudo… Inacreditável o que gastaram com esse jogador! Super comum… Não concordo em pagar uma fortuna ao Tardelli, mas se for pra pagar esses jogadores que não produzem nada, antes então traze-lo. Será que o CBFLU tem mais grana que o Galo? Não vai disputar nada e contratou o Ganso. Não é o jogador que mais me agrada, mas poderia dar certo aqui. Temos história em alavancar a carreira de jogadores em baixa. E antes tentar com alguém de qualidade que já demonstrou recursos, que com esses outros que estão aí. Haja paciência pra ver esse time levar sufoco de um time ruim como esse do Danúbio! Galo, sempre!!!

  2. Time horroroso!!! Senão contratar, vai fazer uma péssima temporada. Os já citados que a torcida não aguenta mais: Elias, Adilson, Patrick, Fábio Santos não tem condições de vestirem a camisa do Galo. E esse Chará? Isso sim é investir mal. Atabalhoado, erra quase tudo… Inacreditável o que gastaram com esse jogador! Super comum… Não concordo em pagar uma fortuna ao Tardelli, mas se for pra pagar esses jogadores que não produzem nada, antes então traze-lo. Será que o CBFLU tem mais grana que o Galo? Não vai disputar nada e contratou o Ganso. Não é o jogador que mais me agrada, mas poderia dar certo aqui. Temos história em alavancar a carreira de jogadores em baixa. E antes tentar com alguém de qualidade que já demonstrou recursos, que com esses outros que estão aí. Haja paciência pra ver esse time levar sufoco de um time ruim como esse do Danúbio! Galo, sempre!!!

  3. Boa tarde xará e amigalos! Espero para logo mais um time MARCADOR. Não consigo assistir jogo de time passivo na defesa e que espera o adversário entrar na sua área para começar a marcar. Basta corrigir este defeito crônico que o time embala. Vamos torcer para que Patric faça alguma mágica em seu futebol, Elias e Luan não cochilem durante a partida, Fábio Santos não invente nada e Chará jogue mais do que Neto Berola. Assim poderemos ganhar de goleada…

  4. A dúvida é entre ADÍLSON e J.WELLISON , diz a imprensa.
    LEVIR CULPI PRECISA TER MUITO CUIDADO. DEIXAR O INÚTIL E IMPRODUTIVO ELIAS ,E TIRAR ADÍLSON OU J. WELLISON BEIRA A IRRESPONSABILIDADE.
    ALÔ LEVIR – ELIAS É PÉSSIMO E ATRAPALHA O TIME. OUVIU……..

  5. Bom dia Eduardo e massa. Grande texto Eduardo. Jogo contra o caldence foi de dar calos nos olhos. Ok salvou foi Cleiton. Ídolo Léo Silva. Jair e Guga. Estamos lixados sem reserva para o Ricardo Oliveira. O alerrando simplismente é muito fraco. Alias está base do galo é uma das piores do Brasil. Hoje que o galo entra com sangue nos olhos. Raça e pegada.o meu medo é que o teimoso do Levir vá entrar com 3 peladeiros no time titular. Patrick. Elias e Fábio Santos,Ninguém aguenta mais estes jogadores no galo. Alias só burro sem sorte que ainda não enxerga. Aquela derrota do galo contra a tombense vai sair cara para o galo quando Levir pos o 3 time. Meu placar hoje. Galo 2×0.vai galooooooooo.

  6. Bom Dia,

    Apesar dos bons resultados, nossa equipe titular ainda não venceu jogando com mando do adversário.
    Porém, também não perdeu, o que pode ser favorável em mata mata.
    O adversário de hoje se mostrou uma equipe frágil, seria do mesmo nível das equipes do interior de minas, daí, esperamos que nosso artilheiro faça mais alguns gols para manter sua média que está excelente em 2019.
    Vejo o time do Galo com muita oportunidade de melhoria haja visto a quantidade de jogadores descartáveis que hoje são titulares, ao se substituir essas peças a equipe deve chegar num nível de competitividade igual aos principais elencos do país.
    Estamos torcendo e aguardando por uma bela vitória hoje.

  7. Bom dia, Eduardo!
    Vergonhosa a atuação do senhor apitador em Poços de Caldas, assim como é vergonhosa essa arbitragem mineira!
    Quanto ao time, sonho com as saídas de Patric, Elias e Fábio Santos! Esses 3 indivíduos tem prejudicado e muito o bom andamento dos titulares.
    Será que Papagaio estará liberado pra enfrentar o Tupi? Tomara, porque Alerrandro pode tentar outra coisa na vida. Muito fraco!
    Espero nunca mais ver Nathan e Leandrinho vestindo a camisa do Galo! Terans é um reserva que não inspira nenhuma boa expectativa pra uma mudança no jogo. Esses caras me fazem ter saudades de Neto Berola.

  8. Campeonato regional deveria ser padronizado no país inteiro: máximo 10 clubes . 9 jogos fase um, semifinal e final em jogo único . Durar no maximo 2 meses. Não entenderam que é torneio de preparação . Ai chega em setembro o elenco está no limite físico. BR com início na primeira semana de Abril até dezembro com jogos só fds. Meio de semana as copas. Dito isso, olho na preparação Levir. O time é envelhecido , jogo com titulares uma vez por semana apenas. Hoje 4×0 Galo para enfrentar o Defensor, os deuses estão ajudando …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*