Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Mercado da bola permanece “imexível”

Bruno Cantini/ Atlético

Enquanto acompanhamos várias equipes do futebol brasileiro, inclusive equipes mineiras, se movimentando para a próxima temporada, aqui no Galo nada de concreto.

A expressão do então Ministro Magri, deu fama e forma ao termo “imexível”. Especula-se, e nesse caso com muita preocupação do Torcedor, a efetivação de Marques como diretor de futebol.

A exemplo da política e da economia lançam uma nuvem – no caso a volta do Tardelli – para desviar e amenizar a resistência que é de fácil percepção.

Marques, a exemplo do Alexandre Tadeu, não tem currículo suficiente para o cargo. Se o anterior tentou ser técnico de clube, da Seleção sub-20, depois de ter sido atleta profissional, o interino tentou ser parlamentar e depois diretor de base.

Na primeira, foi rejeitado pelo eleitorado; enquanto na seguinte, conquistou apenas o sub-17, sendo que no ano anterior o Galo ganhou todas as categorias em Minas Gerais.

Daí, vamos para uma interessante matéria publicada no Super Esportes de quinta feira, dando conta que existem 49 profissionais com contrato em vigor com o Galo, emprestados e no elenco que encerrou a temporada.

Paralelo a isso, a peça orçamentária prevê a arrecadação de 70 milhões de reais em vendas e apenas 20 milhões para a compra de jogadores. Ora, não sou contador e menos ainda entendo de mercado financeiro, mas me apavora pensar que vamos ter de dispor de jogadores para trazer outros com valor de 50 milhões a menos.

Não basta a barca deixada aqui pelo Alexandre Tadeu, que somam 19 jogadores, sendo que a maioria – sabidamente – seria um fracasso.

Tem um que nem jogou, Martin Rea; enquanto outros antes nem tivessem entrado em campo. Tomás Andrade, a exceção dos três gols e duas assistências frente ao América, foi uma nulidade. Juninho teve sua passagem marcada por entregar um gol ao time detentor de seu passe na partida do primeiro turno.

Lendo a relação dos 49 nomes, com toda sinceridade, não vejo onde achar 70 milhões de reais em eventuais vendas dos nossos jogadores. A não ser que a opção para 2019 seja ainda mais modesta que a da temporada que acabou de encerrar.

Foto: Bruno Cantini/ Atlético

Para piorar, ainda mais, o ânimo da Massa ao ler os nomes dos emprestados que estão de volta, bate desespero. O que esperar de Danilo, Carlos César, Carlos, Dodô, Mansur, Alex Silva, Hyuri (aquele que recomendou ao último a sair que apagasse a luz), Jesiel, Capixaba, Pablo, Ralph, Rodrigão e Elder Santana.

E entre os atuais sinalizaria buscar caminho a Fábio Santos, Uilson, Denílson, Terans, Ricardo Oliveira, Nathan, Leandrinho, Martin Rea (nem chance teve, já imagino), Edinho, Patric, Marcos Rocha (que pode ficar onde foi) e Matheus Mancini. Tomás Andrade e Juninho parece já terem até se despedido.

Discutíveis as situações de Leo Silva (talvez para jogos em casa e estágio para dirigente), Maidana (até hoje não ficou claro as condições de seu empréstimo), Adilson, Gabriel, Elias (se parar de sonhar com Corinthians e Flamengo), Lucas Candido, Galdezani e Leonan.

Entendo que devem ficar: Luan (apesar dos 400 mil reais ditos de salários, para jogar no segundo tempo), Victor (que merece uma sombra), Zé Welison, Chará, os goleiros Michael e Cleiton (para o futuro), Alerrandro, Emerson, Cazares (se abandonar a indolência mencionada pelo Levir), Bruninho, Hulk, Blanco, Marquinhos e Nathan (que estava na Ponte Preta).

Em tempo: registro que recebi com emoção o carinho dos amiGalos leitores com a postagem da quinta-feira à tarde. Em tudo nas nossas vidas existe um ciclo. Tenho certeza que quem assumir este espaço, será muito melhor e terá melhores qualificações para dar seguimento ao espaço que é do Torcedor Atleticano. Sigo ainda por alguns dias, até que a transição seja efetivada. Galo Sempre!

Postagens relacionadas

18 comentários em “Mercado da bola permanece “imexível”

  1. Madruga, sabado pra domingo, eu aki em casa homenageando Mojica (e Jah, claro!) bebendo uma Norteña, e elucubrando: é possível comparar um jogo do Galo no campo c uma ida a um restaurante do jamie oliver ou a um peca do tenesse williams? Não, obviamente não. A não ser que a pessoa (obtuso, ja dizia m.assis) ache que jogar bola de gude na rua e a mesma coisa q jogar bola de gude no carpete, ou ache q soltar papagaio no ventilador e a mesma coisa q soltar papagaio (nada a ver c papagaiada, caros comedias do crm) na rua. Nao frequento restaurante ruim, nao vejo filme bobo, nao consumo musica descartável e comercial. Nao sou mainstream. Mas minha relacao c o Galo nao tem nenhuma relação c esses temas. Nao quero ver “jogo bonito “, canetas, chapeu, malabarismo. Torco por vitoria e por titulos. O melhor jogador de futsal q jogou no Galo, nao foi Falcao, foi Manoel Tobias (objetivo, cirurgico, sem papagaiada). A instituição sempre tera meu apoio incondicional, por isso tenho direito de criticar as pessoas q la estao (players, diretores). E eu estava la, sempre estive la (ja dizia Raul), contra o olimpia e contra o sipesa, contra as meninas, contra o urubu carnica e contra o homonimo acreano (no Acre!). Troquei porrada na Argentina em 97 no campo do lanus (tenho mais parafusos no rosto oriundos daquele dia do q Emerson Leao!). Sigamos, galera de preto e de branco, sigamos c o Galo incondicionalmente. So os obtusos acham q apoio incondicional eh sinônimo de ser chapa branca ou de ter incapacidade de realizar análise crítica. Penso o contrario. O apoio incondicional e exatamente o que legitima minhas criticas. Eu conquistei o direito de esculhambar, apoiando. Eu sou eu nicuri eh o diabo. SAN

  2. Boa Noite, amiGALOs, eu acho que para a lateral esquerda tentaria ums dos dois laterais esquerdo, do chara Paranaense (Marcelo Azevedo ou o Lodi) e tentava trazer o goleiro do Ceará…………..Vai Galooooooooo

  3. Patric, Gabriel, Fábio Santos, Elias, Galdezani, Ricardo Oliveira, Pablo, Hyuri, Danilo, Denilson, Terans…tudo isso e muito mais só no Galo.
    Como está difícil ser atleticano!!!!

  4. Na era Kalil, pelo menos, raramente se ficava sabendo de alguma negociação. De repente, estava lá tuitado: “Fulano é do Galo”, sem que a imprensa soubesse. Agora, é vexame em cima de vexame. Tudo quanto é nome de jogador ou de treinador, nunca dá certo. Até o Tardelli que se diz atleticano (me engana que eu gosto), é objeto de se iludir a Massa com falsas promessas dessa diretoria. Tá osso!

    1. Vamos às sugestões de contratações e trocas:
      Messias (Z) do América, poderia oferecer alguns jogadores em troca definitiva, caso queiram ou verificar valor pra compra e buscar parceiros (como BMG ou MRV) para a aquisição.
      Maicon (Z) do Galatasaray, está sendo especulado. O Gil (Z) ex-Corinthians também seria um bom nome. Ou o Miranda (Z) que está insatisfeito com a reserva na Inter de Milão. O Joel Carli (Z) do Botafogo em fim de contrato.
      Para ser reserva do Victor, podendo ser utilizado em alguns jogos, indico o goleiro Mailson do Sport, de 22 anos, que é tido como “Novo Dida”, tem 1,97 metros. Podendo usar o Patric, que é adorado no Sport, e o Uilson (goleiro que vive machucado) como moedas de troca.
      Renan Lodi (LE) do Xará paranaense, poderia oferecer alguns jogadores em troca definitiva, caso queiram, inclusive o Fábio Santos e/ou Lucas Cândido na troca. Outro pra lateral esquerda, seria a tentativa de repatriar o Jorge (ex-Flamengo) ou o Douglas Santos (ex-Galo).
      Pra volante, acredito que Adilson, José Welisson, Blanco e mais um ou dois da base seriam bons. Mas ainda queria um volante de mais marcação, estilo Leandro Donizete.
      Na armação, acho que Cazares já deu o que tinha que dar, deve ser vendido. Estão especulando o Guerra do Palmeiras. Pode ser uma boa contratação. Mas ainda tentaria uma troca do Elias pelo Jadson do Corinthians. E ainda tem o Gustavo Scarpa, Rafael Veiga e o Lucas Lima do Palmeiras, que agora aumentará muito a concorrência e podem ser negociados. Podendo até mudar a forma de jogar. Jogando com dois no meio, armando jogadas.
      Pro ataque, acredito que se conseguisse trazer o Diego Tardelli, seria ideal, mas esse elo jeito não volta pro Brasil tão cedo. Mas a contratação do Pablo do Xará paranaense, também seria uma boa, podendo até usar o Ricardo Oliveira como moeda de troca.
      Caso venda o Emerson, aí seria essencial a contratação de um lateral direito, pq Patric, Carlos César e até o Alex Silva (apesar de ter jogado bem no Goiás), é complicado de aturar.
      Com isso, poderia subir alguns jogadores da base, disputar o Mineiro com uma mescla de reservas e os garotos, tendo o Leonardo Silva, na zaga, pra orientar os garotos. Podendo ser um lateral direito da base, Matheus Stockl e Léo Silva na zaga e Hulk na lateral esquerda.
      Comentem aí as sugestões.
      Galo sempre

  5. Nunca vi um presidente que faz tanta m…da que nem esse. Tudo que o cara faz, fala, etc, só atrapalha o galo.
    Agora o cara me vai à imprensa reclamar de falta de fair play do palmeiras. O que isso vai adiantar? Ele ir na imprensa comprar essa briga vai mudar alguma coisa??
    Agora, no meio de uma negociação com o palmeiras o cara me inventa uma dessas. Bicho burro!

    Sobre contratações, vejo algumas trocas que podem ser realizadas, e que acredito que não seriam muito complicadas:

    Trocar o Rocha no guerra + o Victor luiz por empréstimo COM OPÇÃO DE COMPRA. São dois jogadores do eu já não tinham muito espaço no palmeiras, e terão menos ainda no próximo ano. Mas o espertão vai pedir o Scarpa… é muito sem noção mesmo. Claro que eles vão fazer chacota da pedida dele, e ainda ridicularizar o galo. O Scarpa quase não jogou pelo palmeiras, acabou de ser comprado, foi caro, e é um dos jogadores mais promissores do Brasil. Sem contar que o Marcos Rocha sempre foi bem mediano. Se destaca como um dos melhores do Brasil na lateral direita porque a posição é muito carente no Brasil. E o Marcos Rocha já tem uns 30 anos também.

    Também tentaria uma troca com o Flamengo. Mandaríamos o morto do Fábio Santos( não defende nem ataca), e o Ricardo Olixeira, em troca de Rodolpho e Dourado. Esses dois jogadores estão sem clima no Flamengo, e os dois do galo também não tem mais jeito por aqui. Acho que seria interessante pros dois lados. Rodolpho e dourado poderiam dar a volta por cima por aqui. Também teria opção de troca de Fábio Santos por trauco, que também já não tem clima lá. Pelos jogos que vi em trauco vi que é um jogador que apoia bem, o que o Fábio Santos não faz.

    Para jogador de velocidade pelos lados eu não vejo muitas opções no Brasil. Teria que tentar alguém no exterior.
    Por aqui talvez desse pra tentar o Bruno Henrique do Santos. Nesse caso mandaria de troca o Ricardo Oliveira e o Elias, quem sabe até o Fábio Santos. Ou mais uma quantia em dinheiro .

    Outro bom centroavante seria o Teo Gutierrez. Sempre foi bom atacante, e está no Júnior barranquilla, que não tem condição financeira comparável com os times brasileiros, por isso acredito que seja perfeitamente possível trazê-lo.

    Para a zaga uma boa opção seria o Joel Carli, que está em fim de contrato e é ótimo zagueiro.

    Outra boa opção seria tentar trocas com o América. Acredito que é um momento que os poucos bons jogadores que eles tem, não estarão satisfeitos em voltar a jogar a segundona. E o que o galo mais tem são jogadores com perfil de segundona, e que poderiam ser muito úteis para o mequinha. Uilson, Gabriel( tá precisando ser emprestado ou começar a jogar de primeiro volante, de zagueiro ninguém aguenta mais), Patric, Danilo Barcelos, Carlos, Hiury, Lucas Candido, Edinho, Denilson, Jesiel, Rodrigão, Nathan, e outros que não me recordo. Eu tentaria trazer em troca o Messias comprando parte do passe, e o Matheusinho por empréstimo COM OPÇÃO DE COMPRA. acho que seria um negócio que poderia ser benéfico para os dois lados.

    Tem um outro jogador que há alguns anos foi muito bem no América, e que poderia ser útil ao galo. Marcelo Toscano. Jogava como meia atacante, centroavante ou segundo atacante. Pelo que eu me lembro foi para o Japão, não sei como anda por lá, mas acho que valeria uma avaliação.

    Com essas trocas que mencionei daria para dar uma reformulada no time, montar uma nova zaga, e começar a ter alguma esperança, e quase sem gastos. Ainda teríamos dinheiro para buscar um atacante de beirada que chegasse para ser titular, minha preferência seria pelo tardelli, mas parece que ele não quer vir, então teríamos que buscar outros nomes.

    Saudações

  6. Eduardo e Amigos, bom dia!

    Denilson, o centroavante de sorte (para contratos), não esteve bem no campo de jogo. Isto é fato!

    Nesse sentido, ridículas foram as explicações do presidente atleticano sobre a compra e a contratação por cinco anos de Denilson, o centroavante que não fez e nem vai fazer nenhum gol jogando pelo GALO.
    Não fez nem vai fazer porque não tem qualidade técnica para tanto, ou seja, ele é um centroavante que simplesmente não sabe fazer gols.
    Disso, uma pergunta: quais os critérios utilizados pela direção atleticana para chancelar uma contratação?
    Segundo o presidente, “… o atleta jogou na Europa, o que leva a crer que algum time monitorou esse jogador aqui, porque se não ele não teria ido pra Europa…”.
    “… levar a crer… algum time monitorou…”?
    Na Espanha o atleta apenas jogou pelo time “B” do Granada onde jamais atuou no time principal. Depois voltou ao Vitória de onde partiu para o Atlético assinar um contrato de cinco anos…
    Pelo visto o Atlético fez uma compra cega do atleta ou baseou-se na fala do procurador do jogador que fez um negócio da China.
    Para o Clube e para a Torcida o negócio foi um típico CARACU…
    Qual critério para uma compra e contratação por cinco anos?
    Será que o Atlético contrata por DVD ou nem isso é considerado numa contratação?
    Qual o monitoramento o Atlético fez para certificar-se da qualidade do jogador?
    Quem avaliou o atleta e quais conclusões os olheiros (antigamente) ou analistas de desempenho (modernidade) chegaram sobre o atleta?
    Quem garantiu que o atleta era tecnicamente viável para o Clube?
    Tais perguntas o presidente não respondeu na entrevista…

    O caso demonstra de como o Atlético toca o futebol…

  7. Bom dia Eduardo!
    Que bom te “ver” por aqui (agora sim…rs)!
    Mandou bem pra caramba no texto, como de praxe! Só vou discordar de “certa tolerância” expressa ao mencionar Elias. Pra mim esse é o pior, e por que é o pior? Porque demonstrou claramente, inclusive através de seu pai, que não queria vir pra o Galo. Além disso a diretoria passada fez loucura administrativa/financeira pra trazer esse indivíduo que veio com o status de craque, gerando muita expectativa na Massa. O resultado disso é que ele não fez nem um terço do que se esperava dele, o Galo ficou mais endividado, cedeu uma promessa da base pra meramente abater parte da dívida contraída pelo clube pra ter esse elemento velho, cansado e desinteressado em jogar aqui, pois todos sabem que o sonho dele é feder, seja na carniça ou no gambá.
    500 mil mensais pra ter esse traste inútil no time é ser muito burro mesmo. Agora vem o senhor Jairo Pimenta dizer que quem não gosta dessa merda de jogador é anti atleticano!? Ah vai catar coquinho!

  8. Bom dia Eduardo e massa. Ok vejo vai ser pior que 2018.este presidente é muito comodado com estes peladeiros que andam a mamar no galo. Não temos dinheiro estamos falidos e qual clube doido que vai querer fazer troca de jogadores com um montes de peladeiros e folgados que andam no galo.e para piorar não temos diretor de futebol. Ok temos é ex.jogadores acomodados que fazem ok quer para ganhar altíssimos salários. A maoiria dos clubes do Brasil se reforçando eo presidente do galo a comer moscas. 2019 vai ser difícil. Muito amadorismo no galo.vai galoooooooooo.

  9. No início do mandato do presidente, era claro que a austeridade não se resolveria apenas com 1 ano, precisaria pelo menos mais uns dois para se buscar um equilíbrio das contas. Mas isso não aconteceu como deveria, faltou visão administrativa e coerência, quebraram o time e acrescento, o que foi poupado poderia ser alcançado com investimentos no time, e tivéssemos avançado em competições que disputamos, o que renderia prêmios e facilitaria a busca por patrocínios dignos. Sabem o que nossa diretoria fará(isso explica a inércia)? Vai esperar o Palmeiras, Flamengo, Grêmio e outros irem ao mercado e só depois pegaremos o que eles descartarem, triste início.

  10. Depois de títulos importantes como Libertadores, Recopa e Copa do Brasil a turma do colarinho branco do Atlético se acomodou, principalmente na zaga.
    E coincidência ou não depois que perdemos nossos zagueiros tops como Rever, Otamendi, Jemerson e a idade pesou para nosso capitão Leo Silva não ganhamos mais nada.
    Para quem teve zagueiros desse nível não pode se contentar em Felipe Santana, Ronaldo Conceição, Erazo, Juninho, Gabriel, e tantos outros que passaram pela zaga nos últimos.
    ARRUMAR A ZAGA É PRIORIDADE!!

  11. Bom dia massa e Guru

    Parabéns Guru, pela análise sensata de avaliação de nosso elenco, sem as blindagens de jogadores. Só vou discordar de vc quanto a Elias (esse NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOO!!!!!), pois já está desgastado com a massa, e já temos o histórico de que com ele em campo tivemos nossas maiores derrotas. Engraçado é que de 49 do elenco vc só livrou a cara de 12, e dos doze somente 4 não são origem do clube. O que isso representa? É que somos muito ruins de contratação, espero que a coisa mude.

    Nota: Vc colhe o que planta, o carinho que vc recebeu meu Guru, é fruto do seu bom trabalho e de seu caráter.

  12. Bom dia Eduardo e amiGalos!!
    Infelizmente esse presidente gosta de um remendo, deveria se chamar Sergio Sette Remendo.
    Ontem saiu a folha de pagamento do Vasco que gira em 3 milhões mensais e a nossa mesmo com uma redução de 11 para 9 milhões mensais, UM ABSURDO.
    É muita INCOMPETÊNCIA onde esses jogadores do Galo valem 9 milhões mensais????
    Que austeridade é essa que contrata 18 jogadores a maioria perna de pau que só vai onerar o clube?
    Que austeridade é essa que paga 400 mil por mÊs para o Luan, 500 mil por mÊs para o Elias, 300 mil por mês para o Ricardo Oliveira, 300 mil por mês para o Fábio Santos, 200 mil por mês para o HORROROSO DO DENILSON COM CONTRATO DE 5 ANOS.
    Estão fazendo de tudo para quebrar o GALO, ASSINAM CONTRATOS NA CANETADA SEM O MENOR CRITÉRIO E A CONTA TÁ CHEGANDO.
    Tem que apostar e investir na base e fazer contratações pontuais de jogadores ACIMA DA MÉDIA EX: Renato Augusto, Elkeson, Oscar, Gil, Tardelli, Miranda, Douglas Santos, Walace, Geromel, Lucas Leiva, Aranguiz, Rodrigo Dourado, Luan do Grêmio, Jô, Varner Love, Guerreiro, Keno, Bosquilia, Pedro Rocha, Giuliano, Rodriguinho, etc.
    CHEGA DE APOSTAS E JOGADORES MEDIANOS, se quer ser campeão tem que ter jogadores acima da média.
    Outra falha gritante que diretores do Atlético vem cometendo, insistir em jogador que não está dando retorno, ex: o Elias é acima da média mas no Galo seu futebol é muito mequetreve ou seja como ele é acima da média ele tem mercado por tanto uma ótima moeda de troca.
    Essa regra tem que valer para todos os jogadores contratados insistir para quê? é perca de tempo e dinheiro.
    INFELIZMENTE ESSA GESTÃO SETTE REMENDO É UMA DECEPÇÃO!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*