Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Jogai por nós, amanhã e sempre

Certa vez, nos meus tempos de confessionário, quando ainda era jovem lá em Araxá, o sacerdote, depois de me impor uma penitência de dezenas de orações me tranquilizou sobre o mea-culpa que eu acabara de fazer. Disse ele que o que passou, passou, que dali para frente não mais cedesse às tentações que foram objeto da nossa conversa reservada. É por aí que o Torcedor Atleticano pretende absolver o time dos maus resultados até o momento.

Não podemos mais perder pontos para times fracos, ou melhor, temos de vencer e pontuar até mesmo sobre equipe que já é dita e tida pela imprensa paulista como campeã de 2016. Torna-se imprescindível passar pelo Palmeiras amanhã em busca da vaga no G4 e até mesmo sonhar com o título nacional. Lembrando que o “porco”, como é conhecido o time verde, não vence o Galo desde 2011.

Cuca então treinador do Galo

De lá para cá, em nove partidas (sete pelo Brasileiro e duas pela Copa Brasil), vencemos oito e empatamos uma única vez, registrando um aproveitamento que beirou os 100%. Marcamos 17 gols e tomamos apenas cinco. Esse empate foi no Brasileiro do ano passado, com os paulistas se safando da derrota com um gol aos 50 minutos do segundo tempo. Daquelas coisas que só acontecem com o Galo.

Apesar do comandante do adversário ser o Cuca, que entrou para a nossa história e alguns insistirem que ele conhece a fundo o Galo, a bem da verdade, entre os jogadores atuais, apenas quatro trabalharam com ele nos anos 2012 e 2013. E mais, em que pese sua importância naquele período aqui no Galo, é claro, à vista de todos, que aquela conquista foi o ápice na carreira do treinador. Vale dizer: ele não é nenhum bicho papão, como pretendem pintar os defensores de interesses contrários ao nosso sentimento de Atleticano.

Portanto, pra cima deles Galo!

Danil Nepomuceno - arquivo EM
Fotos: UAI/EM

Outro assunto bem breve. Ao ouvir e ainda ler sobre a entrevista do presidente Daniel Nepomuceno, um detalhe não me passou despercebido e me trouxe certa tranquilidade. Ao criticar a data da janela internacional no futebol brasileiro e ainda reconhecer que o elenco está com número excessivo de jogadores, o dirigente deixou escapar (intencionalmente ou não) sua preocupação com a zaga Atleticana. Conforta-me saber que o presidente também comunga com a grande preocupação da Torcida. Que sua ação seja imediata para solucionar o drama.

7 thoughts to “Jogai por nós, amanhã e sempre”

  1. – Porco ou periquito, que vire comida de Galo.
    – Horário das 11hs é excelente pra quem ganha 800 mil mensais se exercitar. Com direito a uma paradinha e aguinha gelada. Melhor ainda para o torcedor tomar umas e outras e almoçar mais tarde. Média de público nesse horário familiar tem sido muito bom.
    – Que Nepomuceno continue iluminado e enxergando as deficiências do time. Ele tem feito bom trabalho, mas por outro lado é lógico que o elenco está gordo que nem um capado e a folha salarial lá em cima. Quantos jogadores medíocres e medianos do elenco atleticano já não foram relacionados aqui nesse Blog? Amanhã, que eu queime a língua e Carlos “pé de louça” deixe sua marca antes de ser substituído no intervalo.
    – Carioca já não corre como antigamente. Será que estou enganado ou é a pura verdade? Ciúme salarial dos medalhões? Sua deficiência, talvez a única, é a lentidão. Se trabalhasse a bola com menos azeite e mais velocidade, estaria na mira de Tite

  2. Amigo Dudú,
    O time do Atlético, tem a obrigação de vencer o Palmeiras. Pois o porquinho está desfalcado e como você mesmo disse, não é um bicho papão.
    No que diz respeito ao presidente, quero dizer que de boas intenções, o inferno está cheio. Ele embora demonstre saber das deficiências do timo, demorou muito para assumir isso, e portando para agir. Demora essa que custou o fechamento da janela internacional, e sem melhora na zaga, que continua uma avenida duplicada e aberta a qualquer ataque. espero que os jobadores escalados para o jogo de amanhã, tomem vergonha na cara e realmente joguem o futebol que a massa merece.
    Um grande abraço.
    Bica Eles Bicubo!!!!! VOLTA KALIL PELO AMOR DE DEUS!!!! Aqui É Galo Porra!!!!!!

  3. O Palmeiras está com um ataque muito rápido e nossa defesa está muito lenta. A solução é atacar e fazer….

  4. O jogo de amanhã é o divisor de águas. Se perdermos, adeus título, pois 12 pontos de vantagem é muito difícil de recuperar. Quanto aos treinadores, Cuca é muito, mas muito melhor q marcelo. A maior prova disso é o trabalho que ambos fizeram / fazem no palmeiras. Eqto Com marcelo, apesar do título da copa do brasil, o porco sempre jogou mal e ele saiu de lá escurraçado pela torcida. Cuca ao contrário, com o mesmo elenco, montou um time de verdade e encaminha a conquista do título brasileiro. Temos elenco melhor e jogadores que podem resolver, mas o palmeiras tem um time, coisa que não temos e um treinador competente, o que tbm não temos. SAN

    1. Concordo contigo quando afirma que o Cuca é um grande treinador e com os argumentos para justificar que o trabalho dele no Palmeiras é bem melhor do que o do Marcelo quando esteve por lá .
      Aliás, entendo que o tanto o Cuca quanto o Levir Culpi ,além de grande capacidade , são dois treinadores que fizeram muito pelo futebol mineiro nos últimos anos. Não somente pelos títulos que ganharam ,mas pelso grandes times que montaram , sempre com as melhores marcas do futebol do nosso estadoe do Brasil. Esses dois curitibanos merecem demais o reconhecimento do povo das Alterosas !

  5. Amigo, saudações alvinegras! Deixei essa mensagem em uma postagem anterior sua, mas não tive resposta… O pessoal comentou e curtiram a ideia… Gostaria que vc lesse, pois, é um atleticano que conhece história e memória… gratidão! Segue novamente a mensagem: Sou estudante de mestrado em educação, atleticano desde criança. Minha área não é marketing, todavia, vejo que o Cruzeiro está tendo uma iniciativa de marketing que está deturpando a nossa história. Eles estão investindo pesado na campanha: “Cruzeiro, o time do povo”. Faixas no mineirão, e em diversos locais. Nossa campanha: “Atletico, o verdadeiro time do povo” não foi pra frente… Então, sugiro que devemos agir e não deixemos que essa campanha do cruzeiro e do Bruno Vicintin deturpem uma história que mostra que o galo é o time da massa, do povo. Ações de marketing, ainda mais nos dias de hoje, podem pegar e no futuro, por essa simples ação cruzeirense, podemos correr o risco de uma deturpação da história. Sugiro que lancemos: GALO, O TIME DO POVÃO (Pode ser outra frase tb… o que quero ressaltar é que temos que nos movimentar). Essa campanha, além de servir para o sócio torcedor, vai “quebrar” a campanha do cruzeiro, ja que, Povão é mais forte que povo, e assim, mostraremos a verdadeira história e memória do futebol de Minas… Por favor, reflitam sobre isso. Gratidão!

    1. Caro Otávio, desde que eu era pequeno lá em Barbacena, eu sempre ouvi dizer que o Galo é o time da Massa. Não só ouvia, como também encontrava estampado na mídia impressa por tudo que era canto. Sem querer filosofar, eu diria que povo, massa e multidão humana são sinônimos. Assim, como você fez um apelo tão explícito aqui nesse Blog, deixo então minha sugestão e que você ajude a levar adiante não só essa, mas tantas outras que surgirem: “ATLÉTICO, O TIME DA MASSA”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.