Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

É hora de conspirar a favor

Com a autoridade de ser o único clube de Minas Gerais a pontuar na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, o Galo agora espera o São Paulo, pela Copa Libertadores. Consideremos, ainda, que vencemos o campeão paulista, que veio a Belo Horizonte com apenas dois desfalques, e atuamos com 11 reservas. Time todo de suplentes, mas que serviu para Aguirre reavaliar conceitos.

Cazares, com todo respeito à preferência do treinador pelo Patric, tem de virar titular. Lucas Cândido e Eduardo colocam Carioca e Urso em alerta. Os três estão aptos a serem escalados para o compromisso pelo torneio intercontinental. Além deles, outros mereceram destaque e servem de opção para qualquer eventualidade. Podemos contar, tranquilamente, com Gabriel, Edcarlos, Carlos César, Carlos Eduardo e Clayton. Apenas o goleiro Uilson, Tiago e Hyuri precisam passar por reciclagem.

galo 1060516 BA

Se passamos pelo Santos, que acabou de comemorar seu título regional, e utilizamos apenas jogadores que não vinham atuando, o mesmo não se aplica aos outros dois mineiros. Enquanto o campeão estadual foi derrotado pelo Fluminense – no estádio Independência (lá só vira Catedral do Horto em jogos do Galo) –, que sequer chegou à final do fraquíssimo Campeonato Carioca, o outro deu vexame muito maior.

Derrotado em Curitiba, pelo Coritiba, acabou sendo o destaque negativo da rodada. Não por ter perdido a partida para um time desqualificado e que acabou de perder o Campeonato Paranaense em duas derrotas consecutivas para o Atlético-PR, mas pelo comportamento de seus jogadores. Duas expulsões bisonhas, sendo que a segunda delas justifica uma exemplar punição ao jogador pela covarde agressão ao adversário.

galo 160516 BB
Fotos: UAI/Superesportes

Nossos objetivos são diferentes dos demais clubes de Minas Gerais. Enquanto o Galo é favorito ao título, o treinador lusitano (só pode ser piada de português) chegou falando em recuperar a equipe e tentar vaga na Copa Libertadores. Já pelo lado da “gangorra” – time que sobe e desce anos após ano –, o discurso é de permanência na série A.

Encerrando a resenha da tarde desta segunda-feira, quero daqui deste espaço incitar o Atleticano para acreditar e energizar por uma grande vitória na quarta-feira, assegurando nossa classificação para as semifinais da Copa Libertadores das Américas. Foi assim que passamos pelo Racing e fizemos aquelas duas campanhas épicas – Libertadores/2013 e Copa Brasil/2014 –, enviando bons pensamentos e conspirando pelo nosso Galo. O universo sempre devolve aquilo em que acreditamos.

9 thoughts to “É hora de conspirar a favor”

  1. Grande Eduardo, eu não poderia deixar de observar o noticiário do lado da enseada das garças, e vejo a alegria das smurfetes ao receberem o português Paulo Bento ou é o Doriva? Não sei, mas a alegria é nítida, pois agora vão receber do técnico a camisa, quer dizer ……… o sonho será realizado . . .

  2. É verdade, aquela conquista épica veio porque todos os atleticanos acreditaram que era a hora da virada e realmente ocorreu em 2013 a grande virada!! Embora seja um jogo complicado principalmente pela vantagem já construída e a questão do gol na casa do adversário pode mudar tudo. Acredito na classificação e no trabalho do Aguirre seja qual for o resultado final, falta pouca para acertar do meio pra frente para tornar o GALO um time quase imbatível, o que tem prejudicado são as constantes lesões. Bica Bicudo!!!

  3. Amigo Dudu, como todos Atleticano apaixonado, estou torcendo para que o Galo dê uma cepuada de lascar no São Paulo. Vamos pra cima deles, com sangue nos olhos e muita raça. Bica Eles Bicudo. FORA AGUIRRE, VOLTA KALIL. Aqui é Galo Porra!!!!!

    1. Galo está instável esse ano! Será eliminado por 1×2 e provavelmente seguirá rumo ao titulo nacional. Abraços.

  4. Apoiado, ‘bora, xará! Vamos passar,sim! O sofrimento está garantido, não sabemos ainda fazer de outro jeito, mas passaremos! A imprensa paulista já começa a recriar o mico de 2013, trazendo o SPFW como favorito. Nós vamu de mineirin, comeqéto, dexeles falá pra lá…

    1. Here the come to snuff the rooster
      Here come the rooster.
      You know he ain’t gonna die.
      No.no,no ,ya know he ain’t gonna die .
      ———————————————–
      Aqui eles vêm para extinguir o GALO
      Aqui vem o GALO. Você sabe que ele não vai morrer.
      Não.não, não, você sabe que ele não vai morrer.
      É por aí mesmo Dudu .Quarta é guerra, apoiar , sangrar a garganta e mostrar quem é o verdadeiro dono do Terreiro . SAN

  5. Caro rabino Ávila. Os atleticanos do Bar do Piru parabenizam você por assumir a mais importante obra, que é erigir uma trincheira invulnerável do Galão da Massa, nesse minifúndio diário contra todos os detratores do Primeiro Campeão Mundial. É bom que você compre essa briga: o Galo foi o primeiro time da América do Sul a excursionar e ganhar um torneio no Velho Continente. Portanto, aquele torneio foi o embrião do atual Mundial de Clubes.

    O português que o time perrela contratou é especialista em preparar sardinhas à moda portuguesa. Uma delícia, não é? Mas ao chegar à Toca, constatou que lá só tem cabeças de bagre . “Aí não vai dar nem caldo”, disse!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.