Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Dia de soltar a voz e o grito entalado desde 2017

Hoje, ao nosso desejo, será o dia de “é campeão”! A se confirmar o título, o Atleticano volta a soltar o grito que faz parte da nossa história e o primeiro da gestão Sette Câmara. Nossa última conquista foi exatamente o Mineiro de 2017, ainda sob a presidência de Nepomuceno. Mandato que, assim como Sette, caso vença hoje, só pudemos comemorar título regional.

Nosso desejo é voltar a conquistar torneios nacionais e internacionais. Reafirmo minha confiança em novos caminhos, ainda com essa diretoria. As razões eu venho elencando aqui neste nosso espaço. Agora é pensar na grande final de logo mais no Mineirão. Ah! Assim que terminar a partida, independente do resultado, estarei no canal do amigo Breno Galante para uma live em torno do nosso time. A partir de 18h20m. Espero vocês.

Sem ilusão, até porque o time da Tombense vem provando a cada temporada seu profissionalismo, mas o Galo hoje é favorito. Nada decidido; entretanto, o time precisa responder em campo a esse favoritismo. Revertemos à vantagem de um empate com aquele gol salvador ao apagar das luzes da primeira partida. Isso, ao contrário, não pode trazer acomodação e sim motivar pela reconquista da hegemonia do futebol mineiro.

Interessante. Gols nos últimos instantes têm sido rotina nos tempos recentes. Esse de quarta-feira, outro frente ao Botafogo – embora tenha sido derrotado – e ainda num dos nossos clássicos de Minas antes da paralisação do futebol. É, pois clássico aqui também já foram Galo e leão, Galo e coelho, atualmente tá em aberto.

O que me chama a atenção são os dois gols que nos deram vitórias no Mineiro nos segundos finais. Embora, sem desconsiderar, que contra a Caldense – ao contrário – tomamos o gol no fim da partida. Mas todos eles, inclusive esse contrário, foram decisivos ao quadrangular final e a caminhada em busca do título. O do time de Poços assegurou a eles a vaga na fase seguinte. E teve quem comemorasse e depois “pagou com traição”!

Já os nossos dois, além de garantirem vitória e serem decisivos às nossas pretensões, têm algo que me chama a atenção. Ambos foram com assistências do Marquinhos. Nas duas ocasiões, essa jovem revelação poderia ter arriscado o chute ou outra alternativa, pois ele teve visão de encontrar o companheiro decisivo. Foi assim que achou Otero e nessa semana serviu ao Keno. Não pode passar despercebido.

Outra coincidência. Entre os jogadores que atuaram frente à Tombense na fase de classificação naquele empate em um gol, ele – Marquinhos – foi o único que esteve em campo no primeiro jogo da decisão. E mais, foi dele o gol de empate na oportunidade. São fatos que não podemos deixar de relevar, uma vez que em muitos momentos – estou me incluindo – nossas reclamações são mais contundentes que registros de elogio. Força Marquinhos!

Quero e espero a consolidação do título, que além de somar à nossa relação de conquistas, vai contribuir para embalar o Galo no Brasileiro 20/21. E mais, também em nossa 14ª final consecutiva, com cinco times diferentes em cada decisão, vamos enfrentar uma equipe que tem tudo para se consolidar como a segunda força de Minas Gerais.

O time de Tombos subiu em 2012 como vice, já que o campeão foi o Araxá – da minha cidade – e de lá para cá veio se consolidando. Sempre fez campanhas brilhantes. Em 2014 conquistou o título nacional da série D e está na C desde aquela ocasião, batendo à porta da B. É um time de brio e que merece nossa homenagem e reconhecimento.

Por fim um desabafo. Era minha intenção ir ao jogo de hoje, como jornalista credenciado. Porém, ao ser barrado no baile, vale registro. Para a partida da volta do futebol, tive meu pedido de credenciamento APROVADO, porém isso me foi comunicado sem tempo hábil para realizar o exame exageradamente imposto pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Desta vez, ao solicitar o mesmo credenciamento, antecipei e paguei caro pela exigência, porém o pedido foi RECUSADO. Decepcionado, perguntei sobre os critérios, tendo como resposta a minha longevidade, 62 anos. Interessante, em julho eu estava com a mesma idade. Vida que segue, pelo menos sei que não contraí o vírus e não vou contaminar pessoas. Tenho aproveitado e estou curtindo almoço e cafeterias abertas. Sigamos!

*imagens: 1) pôster do UAI/EM; 2 e 3) redes sociais; 4 e 5) extraídas do e-mail

13 thoughts to “Dia de soltar a voz e o grito entalado desde 2017”

  1. Claro que estou alegre com mais um título do glorioso, ainda mais consolidando-se como o maior campeão mineiro, ou seja, com mais títulos do estadual. Porém, pés na terra: não temos time e técnico, ainda, para chegar ao bicampeonato brasileiro. Está um pouco longe. A não ser que atendam os pedidos de contratação do gringo, formando praticamente uma seleção. Aí, é como eu disse, gastem menos e me coloquem de técnico.

  2. Galão, campeão pela 45ª vez!!!
    Muito feliz com esse título, o primeiro na era Sampaoli!
    Parabéns ao argentino competentíssimo!
    Gostei muito do Rever. Absoluto, jogando de cabeça em pé, distribuindo muito bem a bola.
    Alonso é um baita zagueiro. Grande contratação.
    Arana a melhor contratação do Galo até aqui.
    Jair é um gigante. O melhor do meio campo. Foi premiado com um belo gol.
    Gostei do Alan, mas é muito esquentado.
    Alan Franco também jogou bem hoje.
    Mariano não é nenhuma brastemp mas é bem melhor que Guga.
    Keno muito mal, Marquinhos não entrou bem.
    Savarino ladeira abaixo. Cada jogo fica pior. Hoje foi péssimo. Eu o tiraria nos primeiros vinte minutos de partida.
    Sacha foi mal.
    Hyoran entrou muito bem, a meu ver.
    Marrony entrou bem, mas não pode perder gols como tem perdido.
    Parece que o maior goleiro do Galo de todos os tempos não voltará a vestir mais a camisa atleticana. Uma pena! Poderia ter entrado hoje pra ser homenageado.

  3. Qualquer título que seja, é melhor ganhá-lo que perde-lo.
    Dito isso, o título de hoje, se vier, vale pouco. Afinal, trata-se de um campeonato que tem um único clube de primeira divisão, e conta até com um defunto que finge que ainda vive.
    Vamos levantar esse troféu, e concentrar para o que interessa: ganhar o BR-20, algo cada vez mais improvável.
    Aliás, o que foi aquele arbitragem pró colorado contra o foguinho?! Aquilo me lembrou 2012, donde se conclui que, se o Galo quiser levantar algum caneco aqui no Brasil, tem que vencer os adversários, a arbitragem e a extrema imprensa.
    Mas não vai ser com mecenato short-breath que isso vai acontecer. Vendam tudo, paguem as dívidas, e livrem-se desses mecenas fraquinhos que abundam no CAM, e nada ganham.

    E, se for para ficar dando vexame no BR-20, jogando a la Roger Machado e seu tiki-taka patético… se for por falta de adeus, vai com Deus Sampaoli.
    Ou faz esse time jogar bola, e não correr do jogo, ou senão vaza, porque pra jogar pedrinha n’água como tem feito, tem gente bem mais baratinha por aí.

  4. Bom dia, Ávila!
    Bom dia, Massa!
    É hoje que vamos comemorar mais um título mineiro. Galo, sempre o Maior de Minas, a caminho do topo do mundo.
    Marquinhos tem sido nosso melhor atacante. Tem velocidade, bom drible e uma boa visão de jogo.
    Espero que possamos ver também, Sávio em campo.
    Vai pra cima Galão mais lindo do mundo!!!

  5. bom dia Eduardo e massa. enfim chegou o último jogo do campeonato Mineiro. vai ser outro jogo difícil e espero eu que o galo ganha bem,a equipe do tombense é bem treinada eo galo tem que abrir os olhos. bom domingo a todos amigalos. galo 2×1.vai galooo.

  6. ÁVILA ,

    tivesse 59 anos , 11 meses , e 29 dias
    não teria problema com a credencial .

    Parece que esse vírus tem um censor
    que consegue detectar a idade para
    agir .

    Tempos sombrios !!!

  7. Bom dia, amiGalo Eduardo.
    Gostaria de ter o seu otimismo, assim como o otimismo da maioria dos Atleticanos, mas quando olho para o passado vejo que meu otimismo foi roubado. Roubado por 112 anos de administração mal feita.
    Vamos fazer um pequeno exercício de imaginação, um devaneio, um sonhar acordado. Vamos imaginar que eu tenho 130 anos, então, quando o Galo foi criado eu tinha 18 anos. Desde aquela época (25 de março de 1908) eu comecei a falar que sem administração HONESTA, ÉTICA, TRANSPARENTE, RESPONSÁVEL, etc, etc, o Galo já mais passaria de uma força regional. Aí muitos amigos atleticanos, como eu TAMBÉM SOU, ficavam me zoando (não sei se naquela época existia essa expressão), e falavam para eu parar de cornetar (essa expressão com certeza não existia). Pois bem, várias vezes eu apareci aqui, no seu blog, e cornetei várias vezes, elenco, técnico e, principalmente DIRETORIA. E era chamado de maria. Maria são os que torcem para time falido, isso nosso querido Galo ainda não é. Contudo, ao olhar para trás, constato, nesses meus hipotéticos 130 anos, que eu estava certo.
    Espero que algum dia isso mude. Na vida tomamos decisões, depois as decisões voltam e nos tomam. E foi o que aconteceu com 112 anos anos de tomadas de decisões. Ela voltaram e tomaram o Galo.
    Mas, nem por isso vou deixar de desejar, desejar que o Galo um dia seja multicampeão de títulos nacionais e internacionais. Mesmo com 130 anos ainda sonho e desejo.
    Vamos torcer logo logo mais por mais um título do ruralito.
    Saudações Alvinegras.
    PS ALGUÉM VAI FALAR QUE SOU MARIA.

    1. Não precisa falar… Todo mundo aqui sabe que você é maria!!!!!! A pior coisa do mundo é maria querer se passar por atleticano!!! Não tem jeito!!! Essas coitadas dão muito na vista!!!! Deve estar doendo muito ver o Galo campeão e o time porcaria delas na 14º posição da SÉRIE B, depois de tomar uma nabada do Kuei!!!!!! ahahhahahahahhahahahahah Mas é bom o Eduardo deixar umas delas vir aqui pra gente ficar zoando (não se preocupe maria, hoje existe essa palavra, ahahhahahahah) a cara delas… Será que essas palhaças acham que enganam alguém aqui???? só se for outras iguais….. Vai roendo maria!!!!! ahahhahahahhahahahhahahahah

  8. BOM DIA A TODOS.
    QUE VENHA O NOSSO PRIMEIRO TÍTULO DO ANO , O IMPORTANTE CAMPEONATO MINEIRO.
    A PARTIR DE AMANHÃ , O FOCO É UM SÓ O CAMPEONATO BRASILEIRO.
    E QUE VENHA O BRASILEIRÃO TAMBÉM.
    RUMO AOS TÍTULOS .
    “”” TIME EM FORMAÇÃO PARA ANO QUE VEM NUNCA MAIS.””” CHEGA.
    AQUI É GALO.

  9. Bom dia Avila. Bom dia a todos. Na minha opinião o titulo mineiro já é ” macuco no embornal”, haja vista a seriedade com que a partida está sendo tratada, inclusive com concentração para o jogo, força máxima na convocação de jogadores para a partida, enfim con o necessário profissionalismo. Eu só espero que Diretoria e torcida nao se contentem com título mineiro, pois sabemos, todos nós, da necessidade de reforços para a continuidade da disputa do Brasileiro. O Rever e o Igor Rabelo nao tem velocidade para o esquema de jogo do Sampaoli, Nosso time no tem um batedor de faltas( ja tivemos Eder e Nelinho no mesmo time). Falta um jogador no meio para ser o diferencial do time. E se na esquerda tem Keno e Marquinhos, na direita só tem o Savarino cujo futebol esta crescendo igual ” rabo de égua”. Então que a Diretoria faça o seu papel ( dar ao técnico os reforços que o time precisa). E por favor nada de Cazares, Pato, pois ja sofremos demais com a preguiça do Elias e do Pastor. Basta de jogadores com este perfil no galo. Reforço agora tem que ser igual ao Alonso( chegar como titular absoluto).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.