Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Construir uma Identidade Própria: A Missão

SuperEsportes
Max Pereira
@pretono46871088
@MaxGuaramax2012

Os quase 50 anos de jejum do Atlético no Brasileirão têm despertado sentimentos ambíguos nos corações e mentes dos atleticanos. Entra ano, sai ano, o torcedor sempre se vê envolvido em uma polêmica que vem se repetindo há décadas. Tal como aqueles velhos discos de vinil arranhados, que prendiam as agulhas das antigas vitrolas, a história do Galo vem se repetindo e reproduzindo o mesmo refrão.

Enquanto os times atleticanos se contorcem de instabilidade em instabilidade, os atleticanos vão aos extremos e se dividem entre sentimentos de terra arrasada e de um otimismo insuspeito, pueril e nada racional. Nesse quase meio século sem um título de campeão brasileiro, cresceu no seio da massa alvinegra a sensação de que o Galo não tem o DNA de campeão. Muito já se escreveu e falou sobre isso. Muito já se disse também sobre construir uma forma de jogar própria, uma identidade única, buscando, inclusive em “cases” europeus, a fórmula mágica.

Há sempre um trabalho recém-iniciado e que demanda tempo para dar resultados, uma troca extemporânea e temerária de treinador, contratações e dispensas equivocadas tanto de jogadores quanto de técnicos, dívidas crescentes e sufocantes, atrasos de salários e de outros compromissos, crises políticas intermináveis e inoportunas geradas intramuros ou plantadas, uma ação extracampo lesiva.

Tudo isso é produto de uma historia marcada por gestões amadoras e cartoriais. Planejamento e profissionalismo sempre foram peças de ficção no clube. O Atlético é um case clássico de má gestão. De repente, porém, o Gigante da Colina de Lourdes parece despertar de um sono de décadas e entender que não há futuro se não mudar.

Do ponto de vista racional, é mais do que lógico e inteligente dar tempo ao tempo e perceber que o clube ainda precisa avançar e solidificar novos valores, dentro e fora de campo, para que os resultados almejados sejam alcançados. Do ponto de vista do torcedor atleticano, não.

Mas, cuidado. Aqui há um grande desafio: pontuar a crítica e a cobrança de forma que, concomitantemente, se possa não naturalizar determinadas situações, apontando os erros e indicando caminhos, sem fazer aquelas detestáveis e nocivas caças às bruxas e potencializar crises.

Se de um lado o clube busca novos rumos e, entre os abalos sísmicos naturais de qualquer processo dessa natureza, tem que se transformar, de outro seus dirigentes, conselheiros, funcionários e atletas também têm que se trasmudar em relação a seus conceitos e valores. E esse é um processo quase sempre doloroso, de idas e vindas.

Da mesma forma, Sampaoli, que chegou como a mola propulsora desse processo, também tem que buscar conhecer e introjetar a essência do clube. Sem este pilar é impossível construir uma identidade e, muito menos, fazê-la traduzir-se no bico das chuteiras dos jogadores.

O que se percebe e não é informação, apenas um sentimento, é que ainda existe um hiato significativo entre o clube e o treinador, que só será eliminado com tempo e trabalho. Sem essa comunhão, o clube continuará remando contra a correnteza. Clube e treinador, por vezes, parecem adversários em lados opostos do ringue, sem identidade de ideias, objetivos e interesses.

Por fim, no futebol um fator fundamental ao sucesso permanece constante e inalterável ao longo dos anos: o respeito entre os atores. E respeito não se impõe verticalmente. Inspira-se, adquire-se. De dentro para fora, já passou da hora do Atlético inspirar e adquirir respeito. Sem respeito não há identidade.

48 thoughts to “Construir uma Identidade Própria: A Missão”

  1. Fora Sampaoli, professor pardal! Volta Vagner Mancini, volta Marcelo Oliveira! Lateral eh lateral, zagueiro eh zagueiro, volante eh volante. Sampaoli escala Arana fora de sua posição( por isso ele esta mal kkkk) escala 3 zagueiros qdo tem q atacar (minha preferida), Zaracho ate hj nao mostrou pra que veio (“ate hj!”). Falta um 9 e um 10. Emprestamos o Blanco pro Goiás, “q vacilo”! Tem tres anos q ele nao joga (Lucas Candido eh muito melhor!) eh reserva do fraco time do goias. Leo sena (pergunto, quem critica o empréstimo dele, ja viu um jogo? Conhece o jogador?) fraco. “Fora Sampaoli, professor pardal!” Enfim, cada cabeça uma sentença, tem gente q prefere o lugar comum, e o conservadorismo. Eu sou contra a caretice. Eu sou eu, nicuri eh diabo! PS: fuck toda essa elucubração corporativa.

  2. Acho um pouco estranho “torcedor” criticando o Mariano. Não eh craque, mas jogou pouquíssimo. Criticam o passe errado dele contra o Santos, que resultou na expulsão do Rafael. E o Guga?! Criticam o Réver, vacilou em 2011, imperdoável, mesmo depois de 2013! E o Pierre, e o rocha, e o Bernard, e o Cuca, e o Léo Silva (tava do lado do Réver em 2011))? Se eu pensar desse jeito, o gol do Leo contra o Olimpia nao valeu porra nenhuma!! Ele tbm tava naquele jogo em 2011. Importante lembrar, que o peladeiro, que não sabe nada de futebol, escala e banca o Hyoran, defendido pelos críticos do “peladeiro”. Estão certos! Hyoran marca, ataca e chega na área, Réver só era o capitão no maior título de nosso história. A canonização do Victor, so foi possível porque Réver empatou o jogo. Mas bom mesmo era o Silvestre!

    1. PS: internet eh uma merda, dá voz pra uma turma que não sabe do que fala. Sou da época q íamos pro Minera sem grana, esperando uma brecha p invadir. Tomei muito mijo na cabeça na geral, empurrei as bicha, briguei na Argentina contra o lanus em 97, contra o vitória no Campo do 7, em 99; juntei grana do lanche p comprar ingresso. Minha pátria eh o Galo. Sou Reinaldo e Maradona. Sou do rock. Fuck pelé, garrincha, neymar, e o futebol brasileiro. O Galo eh maior que todas essas merdas. Maior de Minas eh provincianismo. Galo eh a maior instituição do planeta. Réver deve explicações desde 2011! (Só pros idiotas que acham que 2011 foi maior que 2013) .

  3. No domingo da outra semana (daqui a 3 jogos) saberemos exatamente se o campeonato acabou pro Galo ou se ainda poderemos sonhar.

    São Paulo pega Corinthians e Fluminense. Nós pegamos Athletico e Coritiba. No meio desses jogos haverá o confronto entre a gente e o SP.
    Serão 9 pontos em jogo. A distância atual é de 7.
    O que eu penso sobre isso? Não tenho opinião. Porque Sampaoli está se mostrando mais louco do que gênio, muito instável. E até outro dia eu pensava o contrário.

    Então o que nos resta é ir pra guerra, encarar o desafio de peito aberto e ver o que acontece. O time quer for mais competente sairá no outro domingo com o caminho pavimentado para o título.
    O Atlético precisa ter coragem!!!

  4. boa tarde Eduardo e massa e max pereira. repito se nos iarmos para libertadores ja é lucro. o galo de sampaoli entregou o brasileirão para o São Paulo. está é minha opinião.espero eu que esteja enganado. uma equipe que abriu as pernas para Bahia. Fortaleza. não ganha do esporte recife. flor. inter com reservas não ganha campeonato. um pardal que continua não enxergar seus erros é demais outro burro com salários altíssimos que se não ir para libertadores vá ser a piada do ano.fico parvo a ver aqui alguns que não goste que criticam o pardal sampaoli e seus amontoados de peladeiros. amanhã é outro jogo difícil para o galo. a galo não nos decepcione mais. vá galooo.

  5. VIANA ,
    citado , permito-me :

    sobre o Réver ou qualquer outro jogador
    do plantel teremos quem deles goste e os
    que não gostam .

    Para mim a atuação do Réver em 2011 foi
    simplesmente desastrosa , a ponto de não
    querer vê-lo mais usar o MANTO .

    Para outros , a bem lembrada atuação do
    Silvestre contra o Flamengo foi desastrosa
    como foi a de João Leite no mesmo lance .

    Para uns Cerezo foi vilão em 82, para mim
    e muita gente mais foi do Junior a entrega
    final , E DUROU ANOS essa constatação .

    Assim é o futebol , meu caro e bom VIANA
    e sigamos “cada qual com seu cada qual” .

  6. PARABÉNS JORGE19.
    NOTA 10 , PERFEITO O SEU COMENTÁRIO.
    CHEGA DE COMPLEXO DE VIRA LATAS.
    TEMOS TÍTULO BRASILEIRO , BI DA CONMEBOL(SULAMERICANA) , LIBERTADORES , COPA DO BRASIL , CINCO VICE CAMPEONATOS DO BRASILEIRO (EM MUITOS SERÍAMOS CAMPEÕES E FOMOS ROUBADOS) , O MAIOR CAMPEÃO MINEIRO , O MELHOR CT DO BRASIL , A MAIOR TORCIDA DE MINAS E OUTROS TÍTULOS EM TORNEIO INTERNACIONAIS.
    SOMOS O MAIOR.

  7. SIGO OS AMIGALOS PAULO SILVA , JOSE EDUARDO BARATA E OUTROS , SAMPAOLI É O PRINCIPAL CULPADO PELAS OSCILAÇÕES NEGATIVAS DO GALO.
    TEMOS UM BOM ELENCO , BONS JOGADORES , A NÍVEL DE BRASIL , MAS O TÉCNICO SAMPAOLI COM SUAS EXPERIÊNCIAS DE PROFESSOR PARDAL DESESTABILIZA O TIME.
    CADA JOGO UMA ESCALAÇÃO , CADA JOGO UM ESQUEMA , OS JOGADORES FICAM PERDIDOS.
    ARANA É O MELHOR LATERAL DO BRASIL , MAS O TÉCNICO COLOCA ARANA DE PONTA , DE MEIA , E O JOGADOR FICA PERDIDO EM CAMPO.
    INSISTENTEMENTE ESCALA O FRAQUÍSSIMO GOLEIRO EVERSON , QUE JÁ TOMOU VÁRIOS GOLS DEFENSÁVEIS EM PREJUÍZO DO BOM GOLEIRO RAFAEL QUE É MUITO SUPERIOR.
    PORTANTO , SAMPAOLI QUE TEM UM ÓTIMO SALÁRIO , TEVE SUAS EXIGÊNCIAS ATENDIDAS , TEM TEMPO DE SOBRA PARA TREINAR , PRECISA SER COBRADO PARA APRESENTAR RESULTADOS IMEDIATOS POIS JÁ ESTÁ COMPLETAMENTE ADAPTADO AO CLUBE.
    ZARACHO ??? CADÊ VOCÊ???
    CUSTOU QUASE 40 MILHÕES , PRECISA MOSTRAR EM CAMPO PORQUE FOI CONTRATADO POR ESSA FORTUNA.
    EVERSON , NUNCA MAIS.
    RAFAEL JÁ COMO TITULAR.

  8. “Nesse quase meio século sem um título de campeão brasileiro, cresceu no seio da massa alvinegra a sensação de que o Galo não tem o DNA de campeão.”

    Credo! Sai prá lá coisa ruim!

    Pô Max! Que raio de “seio” é esse? Que conversa fiada! Não vamos ficar repetindo essa baboseira, não! Você é formador de opinião! Nunca cresceu essa bobagem no “seio da massa” que até outro dia gritava “eu acredito”. Isso é coisa de uma “expressiva minoria” de frouxos, os mesmos do “ano que vem”, que tentam vender essa ideia e que ficam nas arquibancadas resmungando sua corneta raivosa quando as dificuldades parecem intransponíveis. Porque o que se escutava mesmo ecoar nos estádios, a pleno pulmões, era a voz de uma maioria que nunca deixou de acreditar. E que, superando dificuldades intransponíveis para os frouxos, foi campeã da Libertadores e da Copa do Brasil, justamente porque tem o DNA de campeão, sim senhor!

    Dizem que uma mentira contada inúmeras vezes vira verdade. Daí surgiu a fake News. Isso é um perigo!!! Não importa que seja mentira, muitos vão acabar acreditando e o mentiroso vai colher os frutos daquela mentira. Mas afinal, quais são mesmo os frutos esperados de se fazer a torcida acreditar que “não tem o DNA de campeão”? A quem interessa isso? Seria mesmo a atleticanos? Então vamos parar de ficar repetindo essa bobagem?

    Porque se para vencer precisa ser forte, para aguentar de cabeça erguida o infortúnio também precisa. O Galo a quase cinquenta anos não ganha o brasileirão. E a quase 50 anos não deixa de lutar por ele e nunca abaixou a cabeça. Poderia ter sido campeão várias vezes se “forças ocultas” não tivessem interferido. Outras vezes, se não tivesse vacilado. Mas isso de vacilar, acontece com todos. Senão seriam vários campeões empatados todos os anos. Mas o time, na maioria das vezes brigou lá em cima e com espírito de campeão.

    Estamos enfrentando um carma difícil de ser superado. Mas o Galo sempre passou por desafios e sempre os superou com galhardia. Não concordo, não aceito, não admito essa baboseira de dizer que o Galo não tem DNA de campeão. Isso é coisa de gente frouxa que não aguenta sofrer quando é necessário. O Galo vai ser campeão porque a maioria da torcida e o próprio clube tem sim o DNA de campeão e vai lutar até o fim pelo título. Que os jogadores de toalha, esses sim, de DNA frouxo, fiquem pelo caminho. O Galo haverá de seguir lutando. Eu acredito!!!

    1. Caro Jorge,

      Nesse quase meio século sem o famoso, desejado e sonhado “bi” no Brasileirão a massa, ou parcela mais que significativa dela, alimentou um tremendo complexo de vira-lata.

      “Ah! Por que tem que ser tão sofrido assim?” “Ser atleticano e ser feliz, nada a ver”. São apenas alguns exemplos que mostram que, para o atleticano, o Galo não tem o DNA de campeão.

      Essa. Cultura do sofrimento está na raiz de uma relação mórbida que o atleticano, via de regra, tem cultivado com o clube.

      Quando defendo a necessidade de se construir uma identidade própria e, claro, renovada, estou dizendo que é fundamental romper com esse ânimos.

      O “Eu Acredito” foi pontual e subsistiu enquanto a presença e a inspiração de R10 pairou sobre o clube e a torcida.

      Muito obrigado,

      1. Max, por isso mesmo nós não podemos introjetar esse tipo de pensamento em nós. Como bem lembrou o Paulo Roberto acima, temos muita história e conquistas para nos orgulhar. E temos que ter orgulho do nosso Galo (nada a ver com o sentimento de vaidade que ataca alguns). É desse orgulho que surge a força para novas conquistas. Ficar se sentindo fraco ou predestinado ao fracasso, além de não combinar com a nossa rica história, também acaba por jogar nossas energias para baixo. Aqui é Galo! Aqui lutamos para vencer! E vencer é o nosso ideal! Não podemos abaixar a cabeça nunca!

  9. Estão todos louco hoje, com sentimentos de terra arrasada. Peraí gente, sei que todos nós, com raras exceções somos bipolar, se ganha é o melhor , se perde somos incompetentes, tá tudo errado. nem tanto o céu , nem tanto a terra, estamos formando uma boa base e já achamos que somos o melhor time do Brasil, talvez até mais pela decrescente dos outros que estão muito abaixo do que prometiam e nós tivemos bons momentos. Algo ainda pode acontecer neste mesmo campeonato e virarmos o jogo se voltarmos a apresentar aquele futebol surpreendente das primeiras rodadas, Só tenho uma coisa a dizer, eu ainda acredito. Quem for otimista e tem sangue de galo na veia vamos juntos até a vitória final e ou crescimento deste time, nem que seja para o próximo ano. Aqui é Galo

  10. Caros,

    A atual gestão é um FRACASSO! Ñ é pessimismo, nem otimismo, nem realismo, nem romantismo, né filosofia muito menos antifilosofia: É ECONOMIA de bom futebol dentro de campo tem 3 anos! REALIDADE CRUA batendo à porta e a locomotiva passando mais uma vez!

    A direção, qq q seja, TEM de assumir PUBLICAMENTE:

    O CAM é time prá ser FORTE dentro de campo, bom tecnicamente, com jogadores vestindo a camisa num padrão médio futebolístico pra cima. O sujeito qnd vier prá jogar aqui tem q ser COBRADO e instruído sobre o significa jogar no Clube e para a NOSSA TORCIDA. Tem q saber jogar FUTEBOL! Perna de pau CANSA e enche o saco! FATO! Almejar performances no limite pra ser CAMPEÃO deve ser O NORMAL. SIMPLES! Exigência alta.

    A direção q taí e se diz NOVA deve admitir isso no minimo e evitar o discurso groselha fixo no modus operandi marqueteiro burocrático VENDER/COMPRAR/DOAR, no meio disso enfia ESTÁDIO, ótima resenha aqui, bola murcha aculá prá enganar TROUXAS…Aí?:

    FORÇA RENOVO! Prá usar uma expressão do Lado de Lá: AVANTI RENOVO!

    Só prá ser sincero mais uma vez, o tal RENOVO de NOVO ñ tem NADA, tão aí desde Cabral. O fato de terem colocado a mão no Shopping e dado um campo pro clube num muda nada…E tb faz sentido nenhum utilizar um espaço tão nobre como NOSSO CAMdoGalo e o tempo inteiro reverberar a conversa FIADA da culpar do passado pelo FRACASSO q é a gestão ATUAL, do momento, e jogar bicando tudo pro futuro…Q xaropes do carai é esse?

    Se num der pra mudar de disco, limpa pelo menos, senão ele encalha na CANTOCHÃO monótono ao sabor do JABÁ fedorento!

    Pq é um FRACASSO?: ao Torcedor, VERDADEIRO (frisar), ñ se trata de dizer q o time atual ñ tenha melhorado. A campanha ñ é ruim, a limpa foi providencial. Pra limpar é pq sujou. A culpa foi de qual gestão q agora o time encalhou? Ah foi da turma do passado! PQP, se a culpa é da turma do passado, pq o CLUBE existe afinal de contas? Como ele chegou até aqui? OH! MALDITOS! E quem foi o ILUMINADO q garantiu a passagem à banca ABNEGADA do quarteirão mais valorizado da capital mineira? Foi fácil chegar ali, construir tudo? Quem construiu o patrimônio do CAM q tá mudando pro futuro na beira de uma marginal, a troco de……blá bla blá?

    Sem choro nem vela! FUTEBOL É AQUI E AGORA!

    O atleticano, NÓS, os atleticanos, devemos assumir um papel ATIVO!

    A MENTALIDADE do Atleticano deve ultrapassar a mentalidade puramente ADOLESCENTE infantilóide e VELHACAMENTE traiçoeira. Futebol é NEGÓCIO de PAIXÃO! Futebol é negócio de HOMENS, né coisa de mentalidade MARICAS racional ñ senhores!, ninguém é INOCENTE!…ñ importa o lamento no DNA, na superstição e na história distorcida, ops, TORTA. O clube é esse, Ñ tem outro!, nasceu prá VENCER! A torcida tem q insistir nisso: NO CLUBE VITORIOSO dentro de campo! E fazer ESSA história VENCEDORA! Bloquear essas construções IDEOLÓGICAS nonsense para o futuro:

    Qnd é, tem prazo? Ah! num sei ñ tão dizendo aí isso é lá com o porvir, ajudado pelos MECENAS, os novos deuses do cifrão farto, eles q sabem! De futuro assim, irmão até Deus (CRUZ CREDO!) dúvida! Acorda GALO!

    FUTEBOL é o torneio q se disputa FORMADO, A Competição do MOMENTO! O CAM qnd disputa 2, 3 competições, qtas sejam, tem q tá PREPARADO, FORMADO, pronto prá elas: OU então ñ vá lá, parte pra outro negócio mais rentável!…e, no campo, ser INTOLERANTE do berço até o tumbão com o PERNA DE PAU! Basta 3 a 4, 5, estorano 10 jgs prá identificar o PERNA DE PAU, ñ precisa de jeito nenhum de contrato de 1O anos: O Atleticano ñ é um IMBECIL, embora muito a ajam entre NÓS!

    Obs.: Ser intolerante com o PERNA DE PAU ñ quer dizer q n possamos ter divergências sobre a performance de jogadores: O nobre José Eduardo Barata, a quem admiro a ideia FORTALECIDA sobre o funcionamento do CAM dentro do campo jg, esse Sr. me questionou sobre REVER! Veja bem, REVER é um jgdr com histórico de INEGÁVEIS bons serviços ao CAM…sobre o fim de 2011, NOSSO CAM já teve ocasião pelos menos 2 ou 3 pra 4 de devolver aquele placar…O atleticano buscará reparar aquele vacilo: Ñ considero REVER culpado atualmente de nada. Vejo sobrecarregado, pela idade inclusive! A mesma coisa serve prá SILVESTRE! injustamente acusado de ser o vacilão na gol da virada em 80…Minha concepção perna de pau MOR de fica registrada: PATRICQÃO DA MASSA!, absurdos 10 anos de contrato, muita entregação de rapadura, deixando muita VIÚVA RAÇUDA!…Nesse atual plantão tem PERNA DE PAU! Só ñ vê quem ñ quer!

    AQUI É GALO? E no campo de jg logo mais, tem REAÇÃO?

    Abs!

    1. A lista ainda é grande.
      Sei que temos que ter memoria, mas, não concordo de manter eis ídolos do passado na folha de pagamento e muito menos dentro de campo.
      A idade pode sim, transformar um excelente jogador num atual perna de pau.
      E temos alguns exemplos hoje.

  11. Boa tarde.

    Sem transmissão na TV, onde assistir ao jogo do Galo ao vivo (audiovisual), amanhã, às 17h?

    Facebook, TV Galo, outro app, site na internet, canal de live de atleticanos no YouTube?

    Grato.

    1. Antônio, boa tarde.

      Se não acontecer nada de diferente, no aplicativo FUTEMAX poderemos ver o jogo.

      Saudações alvinegras,

    2. ANTONIO CG ,

      no jogo passado meu filho me enviou
      um link e eu consegui assistir .

      Vou ver com ele e amanhã cedo posto
      aqui .

  12. Bom dia amigos do Galo. Faltam 14 rodadas e o NOSSO GALO é o segundo colocado do Brasileirão, vencemos arbitragens vergonhosas, COVID19, contusões seguidas de jogadores, convocações de jogadores para seleções(mais do que todos os outros times), infelizmente as críticas exageradas continuam. Parece que tem muitos infiltrados aqui, alguns insistem em querer derrubar o Sampaoli, outros preferem centrar criticas a diretorias passadas e parecem torcer para que tudo dê errado. O fato é que nenhum outro time que está disputando a serie A do Brasileirão recebe tantas criticas da própria torcida quanto o NOSSO GALO. Deem um tempo, deixem as coisas acontecerem, ainda existe grande possibilidade do NOSSO GALO ser campeão. Aqui é hereditariamente Galo deste 1.958.

  13. Bom dia Max. Bom dia a todos. Futebol é muito dinamico: tres resultados( vitorias do Galo contra Athetico e Sao Paulo e derrota do Sao Paulo contra o Corinthians) poderao mudar todo o cenario atual. Difícil: sim! Impossível: nao.

    1. DOMNGOS SÁVIO ,

      de forma alguma o campeonato está perdido
      Desde que , e somente DESDE QUE esse tal
      de técnico das Arábias reconheça que ele não
      sabe nada de futebol e passe a escalar o time
      com um mínimo de atenção às poucas peças
      que podem nos trazer algum resultado .

      Cada qual com seu cada qual , e vamos à luta
      e em busca das vitórias

    2. Boa tarde Domingos Sávio,

      Ainda que o parâmetro natural e imediato de análise e reação de qualquer atleticano seja o fato do São Paulo ter disparado na liderança e aberto uma diferença de sete pontos em relação ao Atlético, ainda vice-líder, o mote do artigo não foi a triste perspectiva de que o título ficou distante.

      E, ainda que lute contra este sentimento de terra arrasada que nesses momentos envolve toda a massa alvinegra, ao meu ver, o Galo já está fora da disputa, porquanto o time apresenta problemas que o fazem oscilar e pecar em demasia, descredenciando-o nesse ano a conquistar qualquer título.

      Assim, entendo que, mais por demérito próprio, do que por mérito dos concorrentes e, em particular, do São Paulo, o Atlético abdicou do título.

      Por isso, este ensaio pretende abordar algumas das prováveis causas dessa “renúncia” ao título.

      Muito obrigado,

    3. Boa tarde Domingos. São Paulo x Corinthians é um clássico qualquer resultado é possível, o NOSSO GALO vai sobrar contra o Athetico, pois é muito mais time. No confronto entre São Paulo x Galo, sou Galo.

  14. Barata, Evandro e Paulo, bom dia.

    Aproveito as deixas de vcs para enfatizar que o artigo não tem a intenção de deflagrar uma caça às bruxas a Sampaoli e nem a ninguém como, aliás, destaquei no texto.

    Apenas compartilhei um sentimento fruto da observação e de alguns fatos de amplo conhecimento como o difícil relacionamento entre o treinador e a a atual cúpula do clube que, não atoa, tem desfechado ataques ao argentino nesses últimos tempos de sua gestão. Isso tudo tem prejudicado o Atlético dentro de campo.

    A base, ainda que o Sub 17 e o sub 20 oscilem, vai muito bem obrigado. A evolução é nítida e muitas são as pedras brutas que, se bem polidas e trabalhadas, podem se transformar em diamantes valiosos.

    Ao reproduzir a forma de jogar do time profissional, as equipes de base do Atlético reoroduzem pontos positivos e também os problemas e a irregularidade.

    Muito obrigado e saudações atleticanas,

    1. Caro Max Pereira, o Teobaldo acabou de comparar o nosso sofrimento ao de Prometeu, o titã grego. Mas, não é bem assim. Nosso sofrimento é regulado por nossos sentimentos e a nossa bipolaridade não permite que soframos por muito tempo. Então, não se preocupe com nossas lamentações e “caça” ao doidão. Assim que o Galo vencer umas duas partidas estaremos prontos para abraçar até a rocha onde Prometeu foi amarrado.

      1. Prezado Paulo Silva, uma coisa você não pode negar: a minha inspiração ao buscar um cara na mitologia grega para exemplificar o nosso (meu) sofrimento. Abraços!

    2. MAX PEREIRA ,

      poderíamos abrir aqui um debate respeitoso
      mas que , ao fim e ao cabo , seria infrutífero ,
      haja vista as discordâncias de pontos de vista
      já consagradas em nossas análises .

      Fico apenas com a minha convicção , fruto de
      anos de vivência dentro do futebol , inclusive
      na prática do mesmo até o juvenil em clube
      profissional e adiante em clubes amadores ,
      convicção essa que me aponta para a total e
      definitiva falta de resultados na busca por
      atletas em categorias de base .

      É UM HORROR !

      E essa história da BASE aplicar MODELO do
      time principal em suas performances é de
      uma falta de noção abissal .

      Deve ter sido tirado da cabeça de algum
      desses portentos analistas que nunca deve
      ter chutado um bagaço de laranja na vida.

      Só pode !

      1. Grande Barata,

        Exatamente porque existem ideias e pensamentos diferentes é que se pode debater de forma frutífera.

        É claro, é preciso que haja respeito e tolerância ao diferente.

        Particularmente amo ser provocado e adoro provocar.

        Viva a diferença!

      2. Barata,

        A base merece um debate a parte. Por ora, lembro apenas que é um trabalho por natureza de lapidação a longo prazo que, óbvio, não combinações a “paciência” da torcida.

        Acompanho a base do Atlético há tempos e, ultimamente, tenho-me servido da TV, de aplicativos e de streaming’s, o suficiente para gostar do que estou vendo. Hoje o Atlético tem uma captação de jovens valores que é referência.

        Mas, concordo com vc em relação aos riscos de se copiar integralmente o modelo de jogo do profissional.

        É na base que o atleta se forma, apara arestas, corrige vícios, se desenvolve técnica, tática e fisicamente, apura suas qualidades e aprende a ser campeão, a gostar de ser campeão e a querer ser campeão.

        Um grande abraço,

  15. Bom dia a todos! Perfeito o comentário do Paulo Silva,estou esperando o dia que o doidão vai obrigar o Galo jogar de camisa azul só pra fazer uma experiência e ver como fica ( depois do tiago fezes) não me admiraria se acontecesse sob a continência do tal do Sette.
    Também acho que o doidão não tem nenhuma ,digo nenhuma identificação com o CAM e sua história. Abraços!

    1. Caro AmiGalo Reinaldo Alves. Cuidado com o que esperas. Quem espera sempre alcança. E não será novidade. Tem um galo azul lá em Campina Grande. Só não sei onde fica.

  16. Bom dia Eduardo, Max e Atleticanos! Praticamente as chances de título do brasileirão foi para o espaço se depender unica e exclusivamente de bom futebol do Atlético. Não há como um time ser campeão fazendo tantas lambanças e tendo um desempenho pífio em jogos fora de Minas; mesmo com os estádios sem torcida, o que era para acabar com o tal fator jogar em casa.
    Se o time chegou aos trinta e poucos pontos em poucas rodadas, a coisa degringolou a partir do jogo com o Fortaleza, salvo raras exceções. Agora, para tentar recuperar os pontos jogados no lixo , é vitoria em cima de vitoria e torcer para o são paulo ingressar em instabilidade. quais as chances de isto acontecer? Infelizmente são as mesmas do Galo ser campeão neste campeonato. Saudações Atleticanas.

  17. 180mi para ser pior que um time sem estrelas do fernando diniz
    180mi para ser pior que o time super misto do Gremio, que esta em 3 competições
    180mi para ser pior que o time reserva do inter
    180mi para continuar perdendo para botafogo

    De quantos milhões a mais o SAMPAOLI precisa??

    Fora SAMAPAOLI, enquanto há tempo…

    Olha o que aconteceu com o Palmeiras após demitir o Luxa… FORA SAMPAOLI

    E leve o Zaracho, Bueno, Mariano JUNTO

    1. Caro Gustavo, bom dia.

      Confesso que, enquanto escrevia esse texto, querendo falar de sentimentos, porquanto nós atleticanos, como vulcões, sempre entramos em erupção a cada tropeço do time, temia em despertar essas campanhas do tipo “fora esse”, “fora aquele”, que, ao meu ver, nesse momento, seriam um desastre absoluto.

      Falei no texto que o desafio era fazer crítica sem naturalizar os erros e as escolhas erradas de forma a construir e não a destruir, o que uma caça às bruxas certamente conduziria.

      Respeito as opiniões em contrário.

      Vc falou do elenco de 180 milhões e é preciso falar sobre as escolhas feitas para a sua montagem. Esse tema é explosivo. Falar sobre ele é o mesmo que andar em terreno minado.

      Por ora, apenas repito o que já escrevi em outros ensaios aqui é em outros espaços: o elenco do Atlético é de operários táticos. O gênio criativo, aquele que fazia o diferente, foi escorraçado.

      Muito obrigado e um grande abraço,

      1. 180 mi não foram suficientes para criar um super time, mas o elenco melhorou demais, se comparado ao ano passado. A verdade é que o elenco do 7 câmara era simplesmente um lixo. Não sobrou nada para esse ano. Se não me engano fizemos 17 contratações, e mesmo assim não foi suficiente.
        O elenco do São Paulo, que você citou, também teve grandes investimentos, a diferença é que não foram todos de uma vez.
        O time do Grêmio joga junto há 5 anos, mesmo esquema de jogo, mesmas características. E tem jogadores que subiram da base, e realmente são a cima da média. Matheus Henrique, Jean Pierre, Pepe.

        No nosso elenco falta 1 lateral direito e 1 zagueiro para serem titulares. Falta também volantes no elenco.
        Na minha opinião se houve algum erro, foi ter investido em muitos jogadores jovens, que realmente têm potencial de revenda, mas oscilam muito. Precisávamos de mais jogadores como o Keno, Vargas, Alonso, Arana. Jogadores prontos, que chegam e resolvem.
        Acho também que esse ano tínhamos uma chance enorme de levar esse brasileiro. Mas durante a última janela de transferências, quando éramos líderes, era obrigatório que trouxéssemos um zagueiro pra ser titular no lugar do Rever, um lateral pra ser titular no lugar do horroroso do Guga, já que o Mariano pelo visto não está em condições para isso, e um volante para disputar posição com Jair e Allan( outro que está devendo e muito, apesar de ter qualidades. Erra demais em lances capitais).
        Como não trouxemos esses jogadores realmente fica difícil pra ganharmos esse ano.
        Ano que vem, com mais jogadores de qualidade, teremos mais chances.
        Isso não significa que eu não acredito no título desse ano. Acredito que o São Paulo ainda vai oscilar, como aconteceu com todos os times que estão lá em cima. O problema que erros individuais vêm custando muito caro pra nós. Todo jogo alguém erra algum lance capital. Os reis dos erros são: Guga, Rabello, Rever, Allan, Marquinhonho.

        Apesar do investimento o elenco ainda tem carências!

    2. GUSTAVO ALMEIDA ,

      calma , meu caro , vozes experientes nos
      dão conta que somos impacientes , que
      não sabemos dar tempo ao tempo , que
      o time “está em formação” , que o nosso
      Peladeiro nos traz novidades do além ,
      que nosso time será campeão em breve
      e seguiremos jornadas brilhantes sob o
      comando do Mago , aquele que tudo
      sabe e tudo renova

    3. O seu “doppelganger”, torcedor do SP, tbm gritou: “fora, Fernando Diniz”! A Diretoria dos paulistas foi inteligente. Espero q a nossa seja tbm! SAN

  18. Narrativas , narrativas e narrativas a nos
    mover para acreditarmos que temos um
    frutuoso trabalho nas categorias infantis
    que nos darão fenomenais jogadores .

    Ontem pude ver o decantado sub20 que
    ganha tudo .

    Ganhar todo mundo ganha .
    Dois bons times ganham um do outro .
    Dois péssimos times também o fazem .

    E o que vi ontem me deixou chocado .
    Vinte e dois atletas em campo sem a
    menor atração a oferecer-nos .

    Tanto de um quanto de outro time .
    Coisa medonha !!!

  19. Voce foi direto ao ponto : gestões lesivas ao clube, endividamento irresponsavel e criminose, infelizmente, impunes, contrataçoes milionárias cuja unica explicação logica foi colocar holofotes nestes pessimos presidentes, populistas e demagogos (honrosa excessão a ronaldinho gaucho, que chegou aqui e arrebentou, talvez pelo simples motivo que ele não tinha outra opção, a não ser jogar e muito. E o fez, com nossa gloriosa camisa) O propalado dna perdedor, oi complexo de vira lata da torcida, foi alimentado por seguidas más gestões , uma pior que outra, e como num feudo, com um continuismo sem explicação , com um conselho submisso e e cumplice. Vejo, since3ramente , outros tempos, com estes senhores no novo comando, vejo principalmente o recado dado por eles: medidas duras e impopulares virão , para sanear um clube que a décadas é mal gerido. Estou otimista, vejo agora, um esboço de projeto , um adeus ao amadorismo e improviso,

    1. Caro AmiGalo Evandro Pereira. Quanto às dívidas, nada a questionar, pois, tudo o que o CAM possui foi adquirido através de dívidas e o que o CAM possui vale muito mais que todas as suas dívidas. É o milagre do capitalismo. As gestões lesivas, essas sim são o mal do CAM e embora transitórias deixam feridas que custam a sarar. Também confio que essa mudança de diretoria e de paradigma gerencial vai transformar o CAM. Afinal, esses investidores querem não só garantias para seu investimento como também a alegria de ver o CAM acima de todos. São atleticanos tão apaixonados quanto nós. A diferença é que somos pobres torcedores e eles são torcedores podres de ricos.

  20. E aí chega um cara que nunca ganhou nada
    de significativo , que foi contestado por nada
    mais nada menos que o Messi ( que não joga
    nada ) ,aí esse cara chega para implantar sua
    decantada “filosofia de jogo” amparada por
    uma brutal assessoria marqueteira e já quer
    pra si todos os holofotes , a começar por um
    chamamento no qual disse que ” o time será
    o condutor da torcida” , afrontando a MASSA
    cuja maior característica é o entusiasmo que
    derrama por sobre a equipe .

    Então, a ser assim , estamos mais que certos
    em refletirmos a porcaria de time que esse
    peladeiro põe em campo para jogar .

    Nós somos o reflexo da mediocridade que
    ele nos oferece .

    Se e quando ele se enxergar , mudamos nós
    e voltaremos a ser o que sempre fomos .

    1. Caro AmiGalo, Eduardo Barata. Assino com você essas letras. Só faço uma ressalva. Não voltaremos a ser o que sempre fomos porque não deixamos de ser os abnegados e constantes torcedores do Galo. Apenas temos mais um motivo de dores. O doidão treineiro.

      1. PAULO SILVA ,

        sim , é claro , nunca deixamos de ser
        o que somos , mas hoje em dia vozes
        do além nos confortam e nos querem
        omissos , não questionadores, porque
        nada sabemos diante da magnificência
        do consagrado pelos marqueteiros , o
        sublime e genial Sampeladeiro

    2. Amigos, só vcs não querem ver, a posição do Atlético é além do esperado, nova formação, novo técnico, não vai ganhar o brasileiro, se ficar entre os 4 já está ótimo. O nosso time com esse investimento, se bem que alguns jogadores adquiridos não valem nem a metade do que foi pago. Esse nosso time tem 3 jogadores médios keno, arana e o Vargas, que já jogou por aqui no Grêmio e não fez nada, o resto e tudo chinês. Vamos com calma.

  21. Bom dia Eduardo, Max Pereira, atleticanas e atleticanos que como o doidão admiram a psicologia reversa ou a teoria do paradoxo.

    Dizem os cientistas que andar ou correr de costas, andar de cabeça para baixo, contar de trás prá frente, como de mil para um, escrever com a mão direita se for canhoto ou com a mão esquerda se for destro, vendar os olhos e andar pela casa utilizando o tato para desviar dos móveis e aprendendo a fazer e sentir as coisas, enfim, fazer tudo de modo contrário ao normal é ótimo para treinar e fortalecer o cérebro multiplicando neurônios e evitando doenças mentais como o mal de Alzheimer.

    Acho que o doidão andou lendo essas pesquisas e resolveu treinar o time do Galo para andar prá trás ou simplesmente ser paradoxal. O Keno é destro e ele coloca-o para jogar na ponta esquerda. O Savinho, se não estou enganado é canhoto e só entra jogando na ponta direita. O goleiro tem que trocar as mãos pelos pés mas não fica de cabeça para baixo, o Arana é lateral mas tem que jogar pelo meio, o Zaracho até hoje não sei se é canhoto ou destro e talvez por isso não jogue de jeito nenhum, o Allan é volante mas só joga a bola para trás, o Guga é lateral direito e como o Arana joga pelo meio e deixa a lateral para os atacantes adversários, os zagueiros não sobem para cabecear e só dão passes para os lados ou para trás, e os meias, bem, como são meias e ficam no meio não tem jeito de inverter e por isso ficam andando no campo procurando um jeito de jogar e o Hyoran, o horrível, acabou sendo o melhor do time. Bom, isso até renovar o contrato, depois só Deus sabe.

    Deve ser por isso que o time do Galo quanto mais treina pior fica e joga cada vez menos para alegria dos adversários. Mas, como tudo na vida tem dois lados, fazendo as coisas ao contrário o doidão vai acabar ficando normal e aí o time do Galo vai passar a treinar direitinho. É só termos paciência e esperar o milagre.

    Enquanto o milagre não vem o doidão vai usando a engenharia reversa desmontando o time para ver como ele funciona. Conhecendo a sua estrutura e funcionamento talvez consiga dar-lhe uma identidade a partir de paradoxos sensoriais.

    Que nós, atleticanos, tenhamos uma ótima sexta-feira seguida de um excelente fim de semana com jogo do Galo no sábado à tarde para aumentar nossa alegria.

    O GALO ESTÁ VIVO E ATIVO TREINANDO PARADOXOS INSPIRADOS NA PSICOLOGIA REVERSA.

    1. “… cresceu no seio da massa alvinegra a sensação de que o Galo não tem o DNA de campeão”.

      Lamento muito, e como, mas não é uma simples sensação. Como Atleticano sinto-me como “Prometeu”, condenado ao sofrimento eterno.

      Em tempo: Fora Éverson chama-gol. Rafael titular do Covidão/2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.