Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

A confiança do Atleticano é inabalável

Hoje será daqueles dias especiais na vida do Atleticano, pois quando o Galo joga nenhum de nós faz mais nada. Seja no trabalho, em família ou onde quer que sejamos convocados. A única situação que não se altera é no fim de tarde, na mesa do bar (cafezinho, no meu caso, e cerveja para a maioria), pois o assunto sempre gira em torno das especulações sobre a melhor formação do time e possibilidades de classificação na tabela para a próxima fase.

Fosse outro time mineiro na Copa Libertadores, Belo Horizonte amanheceria como num dia qualquer, mas sendo o Galo já se nota as camisas listradas em preto e branco dominando o visual das ruas da capital Atleticana. Ao final do dia, anotem, as filas de ônibus, metrô e o congestionamento serão enlouquecedores, com cada um querendo chegar mais rápido ao destino de onde irá acompanhar a partida. Isso é o Galo!

Quanto ao jogo e a expectativa, creio, que, apesar de o treinador esconder a escalação, não teremos surpresas. No gol, tanto faz escalar o jovem e talentoso Uilson ou optar pelo experiente Lauro. Seja qual for a escolha do treinador, confio em ambos. Acredito em ambos, como também no treinador e nos outros jogadores.

A defesa está mais que definida e é a melhor entre os times brasileiros. Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazzo e Douglas Santos são a garantia para o goleiro – seja qual for – ter a tranquilidade necessária, bem como o Torcedor que foi ao Equador ou aqueles que irão acompanhar pela TV ou ouvir pelo rádio.

Admito que Aguirre possa ter outra dúvida. Qual seria o companheiro de Rafael Carioca? Júnior Urso ou Leandro Donizete? Em minha concepção, Donizete, mas parece que o Urso vem ganhando a preferência de quem decide. Como já disse que temos mais de 20 titulares, o preterido estará apto a – caso necessário – ser acionado durante o jogo. Daí pra frente está mais que definido.

Luan, pelo lado direito; Robinho, pelo esquerdo;  Cazares mais centralizado; e Lucas Pratto, o incansável em campo. O argentino incomoda tanto os defensores adversários, que Robinho vem se destacando nas conclusões e se transformando em artilheiro. O novo ídolo da massa, sempre foi um jogador de dar mais assistência, mas com o posicionamento do Pratto tem um início de temporada invejável.

Diante disso, com total fé, confiança e segurança no Galo – diretoria, comissão técnica e jogadores –, a partir de agora é só jogo para o mantra do “eu acredito” dominar nossos pensamentos e energia. Deixa a minoria tentar debochar da nossa crença. Enquanto isso, vamos avançando rumo ao segundo título da Copa Libertadores da América. Depois, sim, pensar no tri para 2017.

É importante lembrar, antes de me despedir, que uma vitória na partida de hoje coloca o Galo próximo de ficar entre os melhores primeiros colocados, quem sabe – como em 2013 – o líder geral.

Até a vitória!

9 comentários em “A confiança do Atleticano é inabalável

  1. Sou corinthiano e estou aguardando seu time nas fases finais da libertadores. To de saco cheio desse seu choro com arbitragem e CBF e quero ganhar de vocês dentro do Horto. Aí quem sabe vocês parem de chorar.

  2. Realmente a dúvida que mais carece são os volantes, mas como você mesmo disse estamos bem servidos demais, eu não acredito só no título da Libertadores, creio no Brasileirão também neste ano, já pecamos demais por elenco e acho que esse ano a fila anda

  3. Jogo difícil mas eu creio que a gente leva. Apesar do Urso estar fazendo boas partidas ( e gols) não abro mão do General de jeito nenhum. Ainda mais em Liberta! Força Galo!

  4. Ansiedade já está tomando conta. Bora Galão da Massa. Como é bom poder sentir essa sensação. Jogar Libertadores e com chances reais de ser CAMpeão é bom demais.

  5. Apesar de não morar mais na Capital do Galo (BH), moro no espirito Santo, mas já acordo com as minhas calopsitas assobiando o hino mais bonito deste mundo que termina com ” …Galo Forte e Vingador”. Vou trabalho ansioso para que termine logo o dia para poder entrar em campo e jogar com o Galão da Massa. “Eu Acredito” sempre Galo.

  6. Hoje é Dia de Galo. Como você bem disse. A cidade estará diferente. Pois para o Atleticano , hoje tudo entra por um ouvido e sai pelo outro, a não ser é claro , notícias do Nosso Galão Querido.
    Eu também confio plenamente no elenco, na comissão e na diretoria. Vivemos novos tempos, pois o Galo está de onde nunca deveria ter saído, entre os Grandes, entre os favoritos sempre. Um time respeitado e temido. Bica Bicudo. Orgulho de ser Alvinegro.

  7. Confiar nesses goleiros nessa altura do campeonato me parece mais um incentivo do que qualquer coisa. O Uilson jogou fora a chance que teve e mostrou contra o villa que sabe jogar contra time pequeno mesmo que tenha feito uma partida nota 6 (nada demais). Já o lauro nem jogou ainda, então acho precipitado ter alguma confiança nele, pois quem transmite isso é o próprio jogador com suas atuações. Por fim, espero muito que o Victor volte o mais rapido possivel pois neste sim eu confio demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*