Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Com a cabeça no Mineiro

Apesar de todo o entusiasmo gerado, legitimamente, pela vitória sobre o Racing, o Galo tem que se concentrar e priorizar, de agora até domingo, em conquistar o Campeonato Mineiro. Em que pese o desequilíbrio de importância e significado entre as duas competições, o título estadual está a uma vitória apenas. E o histórico geral é amplamente favorável ao Galo, embora o recente nem tanto.

São 394 partidas entre o Galo e o Coelho, com 194 vitórias nossas, 97 empates e 103 derrotas. Marcamos 688 gols e tomamos 496, num saldo altamente positivo de 192 tentos a nosso favor (só Reinaldo marcou 19 vezes, seguido de Guará com 18 tentos). Mas a última vitória foi em 23 de março de 2014, pelas semifinais do Mineiro. Depois disso, em cinco partidas, perdemos duas vezes por 2 a 1 e em três ocasiões houve empate, sempre por um gol.

galo 060516 - AA

Time grande não fica mais de cinco jogos sem vencer time menor. Portanto, acredito que o título está assegurado, pois nos basta uma vitória simples. Ainda sobre a história do confronto, vale registrar que a maior série de invencibilidade é do Galo. Entre os anos de 1966 e 1971 foram 18 jogos com 17 vitórias do Galo e apenas um empate, sendo que durante esse período o time chegou a vencer 14 partidas seguidas sobre o adversário da final. Hegemonia tem décadas.

Faço tais considerações com a intenção de aplaudir e comemorar a reação do Atleticano, apesar do revés da primeira partida da decisão. Depois daquela idiotice da diretoria adversária em limitar a presença da massa, agora a resposta será dada com os mais de 40 mil Torcedores que já adquiram ingresso para o jogo que vale o título.

Nem adianta limitar a presença dos americanos, pois esses nunca passam dos 3 mil pagantes, isso em jogos de tamanha importância como o de domingo próximo. Em outras partidas, com a presença de toda sua diretoria e familiares, somam algo em torno de mil torcedores. Diferente do Atleticano, que, na alegria e na tristeza, com chuva ou sol, seja como for, sempre estará presente.

galo 050616 - AB
Fotos: Atlético/Bruno Cantini

Não li nem ouvi nada sobre como o treinador pretende escalar o time para domingo. Entretanto, com todo respeito aos que pensam diferente, relevaria se Aguirre optasse por dar um descanso a até quatro jogadores. Marcos Rocha, Léo Silva, Rafael Carioca e Robinho poderiam ceder vaga a Patric (na lateral), Tiago, Eduardo e Hyuri. O resto do time, sem brincadeira, deve estar em campo e brigar pelo título.

A vitória nos dará o quarto título nas cinco últimas temporadas, sendo o sexto nos dez últimos anos, com presença em todas as finais. Além disso, será o 44º título estadual, sendo que o segundo colocado tem apenas 36. Pra cima deles, Gaaalooo!

11 thoughts to “Com a cabeça no Mineiro”

  1. Parabéns pelo blog Eduardo, muita criatividade nos comentários e mais motivação para todos nós, do Galão da massa. Obrigalo.

  2. Victor pega a bola e a primeira coisa que passa pela sua cabeça é dar um chutão pra frente. Acionar o ataque. Assim foi feito, e a bola disputada de cabeça caiu exatamente nos pés do adversário. Esse foi um dos lances da partida do Galo contra o Racing. Simplesmente entregamos a posse de bola, de graça, por falha do arqueiro. Ele faz isso desde que chegou ao Galo e tanto Cuca, quanto Levir e agora Aguirre, não enxergam esse grave vício. Será que o próprio atleta não assiste os jogos da Champions League e busca por conta própria aprimoramento? Chutão pra frente está super ultrapassado, é falta de orientação e treinamento. A defesa TEM que sair jogando. É o futebol moderno. FAÇAM-NOS O FAVOR, Srs. VICTOR E AGUIRRE!

  3. Quero também deixar os parabéns ao Eduardo. O blog já tornou leitura obrigatória para a massa, tem informação, interatividade, opinião balizadas, post dos redutos atleticanos na cidade e aquela energia q só os atleticanos tem e uma criatividade ímpar para zoar a enseada das garças. Saudações atleticanas e cada vez mais sucesso!!!

  4. Concordo. Também daria um descanso a alguns jogadores. Sei que grande parte da torcida não concorda, mas temos que pensar no jogo contra o São Paulo quarta-feira. O time deles evoluiu muito, principalmente quando joga em casa. Temos que ajustar a marcação pelo lado do Rocha e ter atenção com o Kelvin.

  5. Aguirre x Cazares não faz bem ao Galo. É péssimo, é ruim, é inexplicável, é simplesmente inaceitável, dado o naipe do atleta. Ele é o camisa 10 que o Galo precisa e passa por essas picuinhas internas. Cadê você, presidente Nepomuceno pra acabar de vez com esse imbróglio? Cadê você, Sr. Maluf, que foi lá contratar o atleta? Pela Libertadores, enquanto tivermos a partida de volta aqui, as chances de avançar são razoáveis. Se tivermos que decidir fora teremos que ter um time muito mais certinho, mais muito mais mesmo. Contra América e Racing ficou bastante evidente a falta de ligação entre defesa e ataque. Passes esticados, de longo alcance, não funcionam contra adversários qualificados. Domingo seremos bicampeões, mas para a Libertadores a preocupação é de um tamanho imenso. Donizete (34 anos) cobre Leo Silva (37 anos), quando Rosário e Boca jogam em velocidade? Avenida Marcos Rocha e saída de Douglas Santos são problemas seríssimos. Cazares e Erazo convocados? Haja coração a partir de quarta!

  6. Boa tarde Nação Alvinegra. Para não fugir a regra, o título virá, mas não será fácil. Vitória simples para o Galo significa sofrimento. Portanto vamos preparar o coração e firmar o corpo. E importante também o fato de irmos com moral elevada para São Paulo.. Que será outra pedreira..Bica Bicudo. Vamos faturar o primeiro título do ano.

  7. OOOhh Eduardo gostaria de parabenizá-lo pelo sucesso do Blog . e tô aqui aflito para fazer um comentário sobre este assunto , mas com medo de gerar mal entendido .
    É que fico pensando sobre a razão de tanto sucesso . Particularmente cheguei à conclusão de que além dos comentários inteligentes que você faz , de ser um espaço aberto para nós atleticanos nos manifestarmos , creio que o grande diferencial é essa barba sua aí que cria um misto de impacto e de “não tô entendendo nada ” com a imagem da criatividade e raça do torcedor puro sangue atleticano. “AQUI É GALO DOIDO! “

  8. Pela primeira vez li seu Blog e gostei. Sincero, sintonisado, claro, e com o espírito a atleticano.

  9. Xará, na essência, penso + ou – como vc, talvez sugeriria um ou outro nome diferente nas mudanças, mas é por aí.

  10. Vamos com força máxima. O que mais está valendo no domingo é o fator psicológico, vamos com a crista afiada para São Paulo.

    Aos cornetas do Aguirre eu só lamento. Já estamos nas quarta de final e iremos decidir o ÚNICO brasileiro que avança para as semi. Já vencemos a copa flórida com direito a goleada contra um dos principais times da Alemanha e vamos conquistar o quadragésimo quarto campeonato estadual… Continuem falando do Aguirre cambada…

    Ao invés de sempre procurar algum culpado para determinadas situações pensem que apoiar o galo é muito maior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.