Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Com a palavra nossa Lucy

Pois é, conseguimos! Muitos pediram, o blogüeiro insistiu, e ela nos brindou com um texto para nosso deleite nesta paralisação. Lancei o desafio e Lucy não teve saída. Contar a nós sua trajetória na Massa. As fotos, já que optou por preservar sua imagem, foram sugeridas por ela. Dois momentos marcantes. 1999 e 2014, até porque 2013 é unanimidade. ObriGalo! Sigam com ela.

Não tenho condições emocionais de teorizar. Sem inspiração, divago…

Nesses dias de confinamento ando muito jururu com saudades do Galo. Sinto falta até de Patric e seus cruzamentos, isso é sintoma de delirium tremens.

Percebo que me tornei o quê mais temia, comilona, preguiçosa e fã de BBB (socorro!). Tenho convivido com um saudosismo latente de tudo que vivera até aqui com e pelo CAM.

Um dos sonhos que tinha quando criança era o de acompanhar o Time fora de MG, conhecer o Maracanã, Pacaembu, Morumbi, Fonte Nova, etc. Meu irmão, já adolescente, podia fazer isso e eu não. Meu Pai, ciumento, dizia “quando tiver o seu próprio dinheiro, você poderá ir para onde quiser”.

Assim, por rebeldia e paixão pelo  Galo, ainda novinha, em busca de meu próprio dinheiro,  me inscrevi – a contragosto da família – para ser uma “Moça Bradesco”, uma espécie de estagiária.

Selecionada pelo Gerente, orgulhosa, usava parte do salário para enfeitar meu quarto com cortinas Pretas e Brancas, flâmulas, faixas, pôsteres de jogadores e outros adereços. Uma parte reservava para as viagens pra acompanhar meu Time.

Quanto mais viajava (sempre com o irmão mais velho ao  lado) mais vontade eu tinha de viajar, conhecer novos lugares.  E os gastos só aumentavam.

Conheci todos os estádios que tive vontade  no Brasil; conheci outros países e continentes. Porque desde cedo, graças ao Galo – e as oportunidades que tive e soube aproveitar – entendia que precisava ter educação financeira e crescer profissionalmente se quisesse viver minha paixão mais de perto.

Fui de aprendiz a caixa, até chegar  à gerência do Banco. Concomitante, graduei, pós-graduei, fiz mestrado e estou doutoranda.  Sai do Banco para atuar no Mercado, hoje trabalho em uma grande Instituição Financeira.

Então, abestalhada, lembro-me de Raul e seu Ouro de Tolo,  “me pergunto, e daí, eu tenho uma porção de coisas grandes pra conquistar e eu não posso ficar aqui parada”.

Diante dos profissionais de saúde, garis, policiais, caminhoneiros, atendentes de mercados e farmácias, entregadores e outros Heróis que estão colocando suas vidas em risco nesse momento; reconheço a insignificância a respeito do modo como escolhi viver.

Tenho sido bombardeada por familiares e amigos, em busca de fórmulas magicas,  com perguntas sobre o quê fazer para ganhar dinheiro em casa, e, alguns poucos que têm reservas perguntam onde investir nesse momento de crise.

Reconheço, também, minha própria ignorância, respondo com sinceridade que NÃO SEI. “É você olhar no espelho e se sentir um grandessíssimo idiota, saber que é humano, ridículo, limitado e que só usa 10% da sua cabeça animal”.

Como não vamos ficar sentados no trono, com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar, enquanto o Galo não vem, sugiro que:

–  Quem puder fique em casa, e assista vídeos do CAM no Youtube.

– Ore, reze e/ou medite.

– Cuide de sua saúde física e mental.

– Quer dar um sorriso? Feche os olhos e pense no dia em que Riascos partiu pra bola, e Victor de bico isolou.

– Poupe, planeje sua vida com o Fisco, organize-se junto ao “leão do Imposto de Renda”, para isso indico assessoria de um grande profissional – e Atleticano – Clauber Sanches.

– Desapegue,  lembre-se que “fora da caridade não há salvação”.

– E, a mais importante das coisas menos importantes: se puder, pague o Galo Na Veia.

Em abstinência, estamos todos sôfregos pela volta do nosso Time. Precisamos do CAM, e o CAM também precisa de nós.

*fotos: UAI/EM

18 thoughts to “Com a palavra nossa Lucy”

  1. Angustiada, quando fiz esse texto eu pensava “eu devia estar contente…”
    Não, não devia. O momento é de reflexão e mudança. Sairemos dessa situação bem melhores que entramos.
    Hoje eu fiquei, estou – um pouco mais – contente. Recebi um vídeo com Willy narrando gols de Guilherme Alves.
    Como se diz no interior, peguei ranço do Guilherme depois daquele episódio nas marias. Eu sei que foi depois de ouvir “assassino, cachaceiro e mercenário”. Só que quando se trata do CAM sou rancorosa. Mas com nossa camisa o fdp representou bem a Massa, não posso negar.
    E que delícia ouvir Willy “É gol!” depois a vinheta “ é gooolllll, que felicidade. É gol, o meu Time é alegria da cidade”.
    AÍ lembrei dos gols de Negrini na final da Conmebol de 92 (era a narração favorita dele) fui correndo procurar no Youtube. “Booooola no barrrrbante de Goycochea”.
    Te amo eternamente,Willy. O gremista mais Atleticano que existiu.
    E,
    Meu querido Eduardo, muito obrigada pelo convite. Por me permitir expressar um pouco daquilo que sinto. Sua generosidade fez meu dia mais feliz.
    Agradeço as palavras dos queridos AmiGalos do Blog, com alguns já convivo também fora daqui, espero conhecer outros. E agradeço todo o carinho que recebi via WhatsApp.
    Um abraço a todos. Aqui é Galo!

  2. Lucy, qual o contato do Clauber? Preciso fazer meu IR… O pagto é feito com ele mesmo e vc recebe uma comissão, é isso?
    Agradeço sua atenção.
    SAN

  3. Boa tarde povo alvinegro.

    Excelente depoimento Lucy, parabéns pela atleticanidade a nós apresentada, mas saudade do Patric é osso hein??!! kkkk

    Obrigado pela dica da necessidade do planejamento tributário junto ao fisco, que quando bem executado pode gerar uma boa economia no orçamento da família. Sobrando assim um cadim de grana pra investir no CAM por meio do programa Galo na Veia (pergunte me como http://www.clsanches.com.br)

    Seguindo seu conselho Lucy , revi no youtube os gols do jogo de volta contra o “curintians” válido pela Copa do Brasil de 2014, e tenho que compartilhar uma dúvida que tenho até hoje, aquele gol do Edcarlos que definiu nossa classificação, foi de joelho, orelha, cabeça, barriga, até o hoje, seis anos depois, eu não sei do que foi, alguém pode me elucidar esse mistério? kkkk

    Parabéns pelo blog Eduardo, e pela felicidade em conseguir outros atleticanos que nos escrevem grandes textos, todos focados no crescimento do Galão da Massa.

    1. Acho que aquele gol foi de orelha, sempre pensei assim. E deliro, pois já marcamos em goleiro de costas, um de orelha cai bem na nossa história.

  4. Bom dia,

    Em tempos de baixo astral, ficamos até meios sem assunto, isto tudo juntado a os meus postes de 25 e 26/03 que não foram publicados, me deu um desânimo até mesmo escrever.
    Só YouTube e Netflix, aff.
    Mas hoje não poderia de passar sem dar meus parabéns a ambos, Eduardo e Lucy, pela oportunidade bem dado e pelo belo texto escrito
    Sempre aprecio muito seus post e agora muito mais.
    Espero que após a passagem deste vírus estejamos todos aqui neste espaço, firme e forte, com bastante saúde vivendo a diversidade e a nossa Atleticanidade.

    1. Nenhum comentário que chegou ao blogueiro foi rejeitado, até porque nossos adversários – mesmo de quarentena – deram uma trégua. Tivemos dois dias com problemas no provedor, quarta e quinta-feira. Tomara que tenha sido solucionado.

  5. Bom dia lucy, atleticanos e atleticanas,
    obrigado por quebrar a resistência e nos brincar com um texto seu, “garota dos olhos de caleidoscópio”…
    Mas estou preocupado com você!!!!! Em tão pouco tempo de “prisão domiciliar” sem tornozeleira sentiu falta do Patric???? Fã de BBB??? Cruz credo!!!! Com mais alguns dias você estará com saudades do Mixirica, Catanha, e tenho até medo de falar, SAUDADE DO DI SANTO?????
    Gandhi disse que “não existe um caminho pra felicidade, a felicidade é o caminho” e, ao que parece você trilhou o seu com sabedoria….
    Ótimos conselhos…
    Gostaria de dizer ao Paulo Silva que não tive a honra e o prazer de conhecer a Lucy, mas isso não me impede de dizer que ela é bela..
    Recorro ao grande Capita e seu belo frevo:

    https://www.youtube.com/watch?v=5hkHp1916hs

    Oh Bela!
    Capiba

    Você diz que ela é bela
    Ela é bela, sim senhor
    Porém poderia ser mais bela
    Se ela tivesse o meu amor
    Bela é toda natureza, oh! Bela
    Bela é tudo que é belo
    O sorriso da criança
    O perfume de uma rosa
    O que fica na lembrança
    Bela é ver o passarinho, oh! Bela
    Indo em busca do seu ninho, oh! Bela
    Todo mundo se amando
    Com amor e com carinho
    Uns sorrindo, outros chorando de amor

    um ótimo fim de semana a todos e que a Lucy não pare nesse e quando puder ou quiser e quanto o Eduardo permitir nos brinde com mais textos, afinal mulheres são sempre bem vindas na vida do atleticano

    1. Sugeri a ela, assim como o Roberto nos brinda toda terça-feira, que ela nos presenteie com suas interessantes colocações. Pressiona a moça daí, eu também nunca estive com ela, nosso contato é virtual. Mundo moderno.

  6. Bom dia, Eduardo, Lucy e Massa atleticana! A maior de Minas e mais fanática do Brasil!!!

    Sempre me delicio em suas palavras, cara Lucy, e hoje não foi diferente. Sinto orgulho de fazer parte de seu grupo de amGalos! A propósito, que o Galo volte logo pra que seu brilhante cérebro não se deteriore com o BBB…rs

  7. “Eu perdi o meu medo, o meu medo, o meu medo da chuva, vendo a pedra chorando sozinha no mesmo lugar”
    “Eu nasci a dez mil anos atrás… e quem disser que estou mentindo, eu tiro o meu chapéu.”

    Eu sabia que esta Lucy, tinha histórias e estórias pra contar.
    Atleticana, roqueira, consciente politicamente, temente a Deus, só falta falar que sabe tocar algum instrumento e pilota motocicleta, de “cara pro vento”…

    Bem vinda ao mundo machista, que aceita com respeito as feministas e mulheres convictas em suas opiniões…

    Parabéns e continue demostrando seus dons…

    Cordial abraço.

  8. O CAM está “monitorando” a pedido do Sampa, um tal de Ângelo Araos, chileno de 23 anos, meia que está encostado no Corinthians e que não deu certo nem na Ponte Preta. Preparemos os nossos corações, vem aí uma nova barca de afogados.

  9. Raaaalaaaa raaaalaaaa busão,lá vamos nós atrás do GALÃO! Era cada cata jeca q só de pensar qse se contrai um tétano. Vamu impurrá vamu impurrá…. era a parte mais legal, geralmente o bichim abria o bico no caminho… mas na raça ele dava conta e qse sempre chegava. rsrs
    Brincadeira à parte; futebol é uma das coisas menos importantes das mais importantes q se tem notícia, porém, arquibancada forma caráter e o principal,deixa amizades,amizades fortes e duradouras q as vezes a gente não encontra dentro da própria família. CAM é assim,uma grande família forjada e construída com histórias escritas a partir do cimento gélido das arquibancadas, todos temos uma_várias_ e a vossa prezada Lucy, é uma delas. Um abraço !

  10. Bom dia Eduardo, atleticanas e atleticanos que sofrem com a ausência do nosso GALO.

    Bom dia LUCY 10 que por pura timidez nos priva da sua beleza.

    Mas, o José Antonio, já nos disse o quanto você é bela. E o seu texto nos mostra que sua virtude não está só num belo rosto. O seu interior resplandece um caráter ímpar adornado pelo ser atleticana.

    Nesses tempos de recolhimento é sempre bom termos boas leituras para nos ajudar a esperar a hora do Galo.

    Não se contenha, brinde-nos com novos textos e boas revelações.

    Um abraço atleticano e bom fim de semana.

  11. bom dia Eduardo e massa e Lucy.parabéns pelo sua história e texto. mas uma semana sem jogos e principalmente o do galo. este vírus veio parar tudo. triste realidade. meus amigalos cuida-se. se Deus quiser vamos voltar a assistir e ver o nosso galo de volta. vai galoooooo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.