Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Chegou a hora de mostrar quem manda em Minas

Apesar do sentimento de confiança e do favoritismo do Galo para a decisão do Campeonato Mineiro, não tem como negar a ansiedade. Afinal, confirmando o título, será nossa quarta conquista em apenas cinco anos. Seriam todas, não fosse um bandeirinha lá do Tocantins – Fábio Pereira – que errou e nos tirou o único título que não conquistamos desde o ano que mudou nossas vidas, 2012.

Naquela decisão do título, em 2014, Neto Berola lançou Jô que, na cara do goleiro, foi derrubado. Ato contínuo, o juiz Pedro Vuaden apita e aponta a marca da penalidade. Não se pode afirmar que seria gol, mas tínhamos em campo nada menos que Ronaldinho Gaúcho, cujo aproveitamento beira 100% nesse lances. Mas o tocantinense Pereira viu o que nem mesmo o mais apaixonado torcedor adversário enxergou e invalidou a jogada marcando impedimento. Um escárnio, disse o presidente Kalil na oportunidade.

VESPASIANO / MINAS GERAIS / BRASIL (30.04.2016) - Treino na Cidade do Galo - Foto: Bruno Cantini/Atlético MG

Sei que essa minha memória irrita a gente do outro lado da lagoa, que não perde uma publicação do blog, mas – feliz ou infelizmente – não esqueço. E lembro tanto das boas quanto daquelas que irritam. Não sou do tipo, “quem bate esquece, quem apanha não esquece”, lembro bem de todos os momentos Atleticanos. Desde os anos 60/70 pude ver título nacional, hexa mineiro, Libertadores, Recopa, Copa Brasil, mas também lambanças de Aragão, Wright, Simon e tantos outros.

Que o paraense Dewson Freitas não entre para a memória.  Ele e os bandeiras, um do Mato Grosso do Sul e o outro do Rio de Janeiro. Juiz tem de ser discreto, quem deve e tem que aparecer são os jogadores em campo. Sendo assim, o favoritismo e a superioridade do time Atleticano asseguram a conquista. Ao longo dos anos, invariável e coincidentemente, pude testemunhar que apitadores que prejudicaram o Galo foram promovidos na CBF e/ou viraram comentaristas em redes de televisão. No mínimo, curioso.

galo 010416
Fotos: Atlético/Bruno Cantini

Apesar disso e de eventuais desfalques, o Galo tem de entrar em campo e matar o adversário. Depois, sim, pensar no jogo de volta da Copa Libertadores, na próxima quarta-feira. Dos atletas que vinham atuando, o treinador deixou de relacionar apenas Júnior Urso e Datolo. Imediatamente, nas redes sociais, teve início a grande especulação sobre as ausências. Os poucos pessimistas já partiram para o ataque, condenando o excesso de contusões.

Ao que soube, Júnior Urso será poupado por precaução. Datolo, sim, teve um estiramento, mas, apesar disso, os demais afastamentos, tanto do argentino quanto de outros, não tem similaridade. Não devemos fazer o jogo que interessa aos adversários. Numa concorrência, de qualquer natureza, deve-se valorizar o seu produto e nunca estimar o do concorrente. Reitero que, a partir de hoje, serão três jogos que definem título e vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. O apoio e confiança da massa são fundamentais.

7 thoughts to “Chegou a hora de mostrar quem manda em Minas”

  1. É controverso nosso treinador… Subestimou o coelho? Esqueceram de avisa-lo que é final? Patric no lugar do Lucas Pratto numa final?? Quem disse que o Pratto precisa ser poupado??? Tenho medo dessa postura de criar tanta expectativa pra Libertadores…

  2. O maior adversário do nosso Galo este ano, infelizmente está no banco de reservas. O Sr. Aguirre demonstrou que não tem competência para ser nosso treinador. Seus números contra equipes mais organizadas e grandes são ridículos e seu trabalho não passa a menor confiança. O time só está indo porque tem um elenco muito qualificado, porque se dependesse só da parte tática a vaca já tinha ido pro brejo. Vamos torcer para que este sujeito não faça nenhuma burrada nos jogos decisivos que estão por vir.

  3. Acabei de ver a escalação do time, e não consigo entender como o Patric, que volta de uma cirurgia no joelho e esteve 45 dias no departamento médico, pode começar como titular, e Cazares ficar no banco. Vc pode me explicar grande Edu? E tem que acabar com essa coisa de poupar jogadores. Os melhores times da europa, jogam por quase toda a temporada, duas vezes por semana, e você não vê essa frescuracde poupar jogadores. Vamos pra cima deles, com raça e e sangue nos olhos. Bica eles Bicudo. Aqui é galo, PORRA!!!!!!!

      1. Grande Edu, acabada a peleja, volto ao seu blog para deixar meu comentário. Hoje, vimos no Independência, um jogo onde o América poderia ter sacramentado o campeonado com uma vitória muito mais elástica contra o Galo. O atlético, me desculpem os especialistas de plantão, jogou pautado nas habilidades individuais de cada jogador, no Bumba Meu Boi, e bolas alçadas na área. Assim fica difícil, já passou da hora desse time dar liga. Se o time não está encaixando, isso é culpa do técnico, e pelo andar da carruagem, ele que se cuide, pois um deslize contra o Racing, e acho que o Aguirre não vai aguentar. Bem, fico por aqui. Saudações atleticanas. Bica eles bicudo!!!! GALOOOO!!!!!!

  4. Chegou realmente a hora de mostrar quem tem café no bule. Sob o aspecto técnico, o Galo é superior ao Coelho, mas o que esse correu na última partida entre ambos não está escrito. Garra e vontade de vencer dão um tom de equilíbrio ao clássico. Mas que clássico, se estamos em 2016 e não em 1925? Hoje, nenhum jogador do Coelho seria titular no Galo. Portanto, esperamos duas vitórias nas finais. Mas no futebol sabemos que tudo é possível!

  5. Bom dia Canto do Galo ! Realmente caro Dudu ,quem tem de aparecer são os jogadores. Este sr. de amarelo já apareceu negativamente ano passado na 18ª rodada ,qdo teve uma atuação desastrosa qdo enfrentamos o time da camisa código de barras – grêmiô – no Mineirão .Foi uma lambança só ,lembra ? Penalty não dado ,inversões de faltas , cartões só para um lado – o nosso claro – etc … foi ali que começaram dar o serviço pró-gambás e perdemos a ponta da tabela onde estávamos há sete rodadas seguidas .Espero que este paraense não resolva tacaca[a mão] no GALO hoje novamente . #DeolhonoApito tem de estar de prontidão senão óh …
    VAMUUUUUUU GALOOOOOOOOOOOOO…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.