Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Cem dias sem Galo

Final de semana sem Galo sempre foi um martírio, mas sem qualquer notícia (afinal, a última confirmação de contratação já beira uma semana) fica trágico. Agravado, claro, pelos exatos 100 dias sem jogos do nosso time. Isso mesmo, desde aquela vitória por três a um sobre o Vila Nova, o futebol entrou em abstinência. Que falta isso me faz.

Impressionante, tenho 26 anos que não fumo, aliados a outros 19 sem tomar uma gota de álcool. E, confesso, era um grande consumidor das duas drogas – lícitas, é bom que se diga – e não sinto tanta falta como sinto de ficar sem jogos do Clube Atlético Mineiro. Discutíamos muito sobre jogar no Mineirão ou Independência, daqui a um tempo, quando voltar, já será no Estádio do Galo.

Essa paralisação, evidente que necessária, poderá até nos ser benéfica. Só o tempo dirá a respeito, mas vínhamos de um baixo astral sem precedentes. As eliminações das Copas do Brasil e Sul Americana – na conta do trio Sette/Rui/Dudamel – afetaram nossa disposição e garra Atleticanas. Durante esse período sem futebol, aparentemente, estamos vivendo uma fase de profundas mudanças.

Não me refiro apenas ao trio financeiro – ao que sei, formado pelos Atleticanos Menin, Guimarães e Salvador – mas também a uma aparente mudança de mentalidade e consequentemente de rumos da atual diretoria. Entre os novos que chegaram, aliados a Tardelli e Rafael – que atuaram uma vez cada -, aguardamos com ansiedade Bueno, Leo Sena, Alan Franco, Marrony e Keno. Ainda os possíveis Junior Alonso e Carlos Sanches. Será? E os garotos da base. Ontem, novamente, exaltei o Savinho. Não me decepcione, garoto!

Entre as saídas, embora ainda não tenham encontrado alternativas para seguir a carreira, ainda estão na folha aqueles mesmos nomes que, sistematicamente, debatíamos aqui como disponíveis. Entre os quais as decepções paraguaia e uruguaia, que consumiram mais de 20 milhões de reais, e ainda o equatoriano que depois de quatro anos defendendo e confiando que ia tomar juízo, assumo que desanimei com o indolente, irresponsável e descompromissado. Queremos quem tenha brio e raça para defender o Galo.

O sonho Roger Guedes, percebe-se, está muito distante. Além do altíssimo salário, valor que nenhum clube brasileiro teria condições de bancar, existe a tal multa que o Palmeiras colocou no contrato em caso de cessão do atleta a qualquer clube do Brasil. São cerca de 17 milhões de reais, valor fora da nossa realidade (nem contando com o suporte financeiro dos empresários Atleticanos), o que não justificaria tal loucura.

A única alternativa viável para essa contratação de Guedes seria o Palmeiras abrir mão desse valor ou levar Cazares como compensação dessa multa contratual. Será? Eu traria até o “Coalhada” para me livrar do equatoriano. Roger Guedes então! Correndo o risco desse jogador, ao ser liberado pelo Galo, estourar em algum lugar. Qualidade ele tem, mas a irresponsabilidade supera o que poderia render. Longe de ser um atleta cobiçado por times da primeira linha da Europa. Prateleiras de baixo.

Para fechar nossa prosa de hoje, li no final de semana sobre uma declaração de um coleguinha da Fox. O incauto, que até então nem conhecia, atende por Mano. Nome melhor não poderia existir. Teria demonstrado indignação com a força Atleticana no mercado. O que lhe mereceu uma bela resposta do Domenico Bhering, numa live, ao jornalistazinha. Assim como eu, insignificante.

Mas, o que me difere dele, esse maninho, é que não sou dissimulado. Defendo o Galo e não me passo por imparcial, como ele sugere ser. Pois, ontem, domingo, recebi uma série de posts desse rapazinho, que datam desde 2012, com críticas ferrenhas ao Galo. Alivia e até enaltece o terceiro de Minas, não escondendo sua paixão clubista. Quem quiser ver, basta entrar no face deste blog, postei ontem.

*fotos: Bruno Cantini/Atlético

12 thoughts to “Cem dias sem Galo”

  1. O que percebo são cronistas esportivos que continuam batendo na tecla de que o futebol ainda deve aguardar uma melhoria dessa pandemia. Como? Se as filas de Bancos, de Lotéricas, dentro dos Supermercados, dentro dos ônibus e metrôs???? Um jogo de futebol são 22 jogadores (ao ar livre), tendo nos Clubes uma estrutura médica incomparável, sem torcida (sem aglomeração), com possibilidade de fazer testes semanais para saber quem poderia estar apto ao jogo. Sou totalmente favorável a volta dos jogos imediatamente. Esse isolamento foi processado no momento errado (verão) e já era esperado que agora no inverno o número de casos seria muito maior. Futebol sem torcida, já! Antes que os Clubes vão totalmente a falência!

  2. Bom dia Massa e Guru

    Este sem noção e abestalhado, é apenas mais um idiota da imprensa do eixo RJ x SP que insiste em desmerecer as coisas dos outros estados em proteção aos times das cidades onde trabalham. O que temos que entender é que o sucesso incomoda, e o fato de estarmos contratando jogadores, com um dos melhores técnicos da atualidade, o melhor diretor de futebol do país, construindo estádio, vendendo 100 mil camisas em uma semana e tendo investidores com dinheiro no clube, certamente deve estar dando dor de cotovelo nos caras, que já veem o Galo como concorrente forte para ganhar o título do Brasileirão deste na, mas não querem admitir.
    Mas temos um antídoto para isto: não assistir aos programas destes canais. Por mim, já tenho evitado inclusive alguns comentarista daqui mesmo que também entram na onde e plantam crise para ter o que noticiar. Então quando quero saber notícias do glorioso, recorro aos canais dos you tubers, que são atleticanos e fazem lives legais.

  3. Não por acaso nenhuma outra empresa ofereceu mais que a MRV pelos naming rights da Arena. Um dos fatores mais relevantes para tal interesse é saber se a Torcida vai chamar o estádio pelo nome desejado. Alguns, como o Blogueiro, não vão. Paciência.
    Aplausos, Rafael Menin, graças a você -Atleticano apaixonado – a Casa do Galo é a Arena MRV!

    P.S.: Alô, Rubão da Massa, tranca a boca de 7tinho e joga a chave fora, por favor. Essa obsessão por falar de times da série B já encheu o saco.
    Alô 7tinho, não tente imitar as bocarrotices do Kalil, o senhor NÃO tem carisma!!!

  4. ” sou presidente do clube e nao vou aceitar que nenhum funcionário sair falando da gente”. O Presidente nao precisava ficar dizendo isso em entrevista ao Portal Uai, em comentário sobre Sampaoli. Presidente respeito se adquire com conduta e nao com retorica nas midias. Acredito que se nao cumprir o combinado com o Sampaoli ele nao fará cobrancas pela midia. Agora, todos que acompanham futebol sabem que o Sampaoli concede entrevistas somente após os jogos e faz as cobranças a diretoria publicamente, se necessário. Então Presidente nao dê motivos para cobranças cumprindo o combinado( salarios em dia e os reforcos ao time) e se possível seja também econômico nas palavras.

  5. Bom dia,

    Essa mídia não tem jeito, como havia dito em post anterior, é uma vergonha um profissional do ramo não tomar conhecimento do que esta falando, deveria perder o emprego, é falta de comprometimento com o seu trabalho.
    Se quer ser partidário, que faça parte de programa informativo cômico como aquele da bancada da bola, porque pode falar a abobrinha que quiser, faz parte do espetáculo.
    Carlos Sanches eu ainda não ouvi nenhum comentário sobre o interesse do Galo, mas, será a melhor contratação se concretizar, este jogador é perfeito em todos os fundamentos e tem uma raça tremenda, conhece o trabalho do Sampaoli e traria mais experiência para o meio campo.
    Seria o nosso camisa 10.
    Bate falta e pênalti com perfeição, conclui de fora da área também.
    Não conheço os termos dos contratos dos técnicos, mas, acho que deveria ter uma cláusula que os motivasse a lançar jogadores de base, tipo participação em vendas durante o tempo que estiverem na equipe, metas para lançar um número de jogadores por temporada e até premiações para os treinadores que derem este tipo de retorno ao clube.
    O Brasileirão está ficando muito comprometido com algumas praças que não retorna o futebol, o Corinthians na quarentena conseguiu ter 23 jogadores contaminados, sendo que 8 ainda estão, imagine quem vai querer jogar contra eles, tem que testar e garantir que não contamine ninguém.
    A continuar assim, nossa abstinência pode se prolongar… AFF

    Boa semana a todos!

  6. Quando um jornalista de fora aqui de Minas fala uma verdade, e que incomoda por que toda verdade incomoda mesmo , vocês caem de pau nele , impressionante como o Atléticano é bobo e tem memória curta , é por isto q estamos nesta situação, uma torcida q apoia está diretoria péssima , q este endividando o clube , q a poucos meses atrás foi eliminado da copa do Brasil pelo Afogados, um time com todo respeito mais ñ é time para ganhar do Atlético nunca fora a eliminação na Sul americana também por um time fraquíssimo da Argentina , e o pior uma diretora q não paga ninguém, não paga jogadores nem funcionários , q demitiu 250 funcionários e também não paga os acertos, q não pagou Wagner Mancini , Dudamel , Até o Levir teve q entrar na justiça por que não recebeu , impressionante isso e vocês ainda apoiam esta diretoria e este presidente, o pior da história disparado .

    1. Rio. E começar a semana rindo ajuda nos dias seguintes. Tanto o moço lá quanto o moço cá são ruins de prognósticos.
      Eu e o moço mano, temos em comum, algo que difere de alguns.
      R10, Jô, Tijuana, Pedro, e segue o Galo.

    2. Maria vir aqui no nosso espaço falar que em falta de pagamento é piada pronta, a inveja tá matando essa gente !!!!!!!! ahahhahahahhahahhahahahhahahaahahhahahahah.. E isso aí Eduardo, de vez em quando você libera “um” comentário dele pra gente rir um pouco… Enquanto isso eles estão ansiosos pra encarar o OPERÁRIO de PONTA GROSSA na SEGUNDA!!!!!!!

    3. 6 jogadores contratados, dos melhores técnicos da atualidade, o melhor diretor de futebol do país, construindo estádio para 46 mil pessoas, vendendo 100 mil camisas em uma semana e investidores aplicando no clube.

      Oh dor! Oh vida!

  7. Prezados Ávila, atleticanas e atleticanos.
    Quanto ao Roger, pelos valores envolvidos, carta fora do baralho. Quanto a sua afirmativa, considerando-se insignificante, foi muita modéstia de sua parte, porque você, além de ser autêntico, anda sempre em boas companhias, diferentemente do repórter Mano, por você referenciado, uma figura além de antipática, busca espaço para aparecer, muito diferente de você, profissional respeitadíssimo no meio esportivo.
    Quanto aos 100 dias sem a nossa paixão é angustiante. Mas de qualquer forma, é um tempo considerável para o treinador conhecer o plantel, suas deficiências e implantar sua filosofia de jogo.
    Hoje e sempre galo.

  8. Bom dia Eduardo, Lucy, atleticanos e atleticanas,
    torço demais para que o Sávio, ou Savinho, vingue e nos dê muita alegria dentro de campo e retorno financeiro fora dele…. Ao que parece, a nossa categoria de base mudou de postura e assumiu uma condição mais profissional…. Que os bons ventos continuem soprando para os lados do Galo… Parece que estamos no rumo certo… Pena que o nosso presidente demorou dois anos pra enxergar que esse é o caminho…
    Quanto àquele pseudo “jornalista” e pseudo “comentarista” nada a comentar, um torcedor confesso do time da Globo de SP só mostra que está se roendo de inveja do Galo vendo seu time caminhar a passos largos para se tornar a “maria” de São Paulo, isso deve estar assustando muito aquela gente….
    Uma ótima semana a todos e continuem se cuidando….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.