Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Atleticanos pelo mundo – 17

Crédito: Galondrina

Londrina está distante 400 km de Curitiba e mais que o dobro da Cidade do Galo, também chamada de Belo Horizonte. Com mais de 500 mil habitantes, sendo a segunda cidade mais populosa do Paraná, é um importante polo de desenvolvimento da região, no eixo que liga as regiões Sul a Sudeste do Brasil.

Foi fundada em 1930 e muito bem planejada. É ainda conhecida como a capital do café, já tendo sido responsável, numa determinada ocasião, por mais da metade da produção cafeeira nacional. Formada basicamente por imigrantes italianos, portugueses, japoneses, alemães, espanhóis, chineses, argentinos, entre outros, Londrina recebe, com carinho, a influência Atleticana. Nasceu a comunidade Galondrina. O povo dali passou a contar com um grupo animado e barulhento que muda a rotina das ruas quando tem jogo do Galo.

Crédito: Galondrina

Galondrina

Por Alberto Castelli Muniz

Londrina, no interior do Paraná, é conhecida por ser uma cidade acolhedora. E foi assim também com os Atleticanos que aqui vivem.

São muitas as histórias que cada um tem para contar, tem gente que aqui está desde muito cedo, tem gente que veio para estudar e acabou criando raízes na cidade. Outros nasceram aqui e herdaram o Galo de seus pais, tantos outros vieram a trabalho. Tem até londrinense de família tradicional da cidade que escolheu torcer pelo Galo. Ou melhor: o Galo os escolheu, como eles mesmos dizem.

A união de todas essas histórias, a mistura de Atleticanos vindos de várias partes do país e a paixão pelo Galo fizeram surgir o segundo Consulado do Galo no Paraná.

A araucária, o pinheiro do Paraná, é típica da região Sul e enfrentou sérios problemas por causa do desmatamento. Essa árvore brasileira viveu mudanças climáticas drásticas.

O café, símbolo da cidade de Londrina, já fez com que fossemos conhecidos como ouro verde.

Agora, Londrina ganha uma mistura invencível: unimos a força da araucária, o valor do café e a garra de uma nação que aprendeu a torcer contra o vento.

Galo!

 

40 thoughts to “Atleticanos pelo mundo – 17”

  1. Oi José Eustaquio, boa noite!
    Temos que admitir que a Diretoria pecou no Planejamento e na montagem do elenco para 2017. Agora é torcer e apoiar nosso Time. Abraços

  2. Boa tarde a todos.
    O que acham para esse jogo que temos com tantos desfalques o Roger entrar com o Erazo e Felipe Santana na zaga e avançar o Gabriel para volante??
    Gostaria de ver o time com Vitor, Alex, Erazo, Felipe Santana, Leonan ( Fabio merece descanso ), Gabriel, Rafael Carioca, Valdivia, Marlone, Robinho e Fred. ( 4-4-2 )
    GALOOOOOOOOO

    1. Eu também gostaria de ver um teste do Gabriel como volante. Mas acho que se o Roger cogitou em algum momento essa ideia (o que não parece ser o caso), pode ser que além dele, a diretoria também tenha feito vista grossa. Creio que como zagueiro ele seria vendido mais caro do que como volante… então seria um motivo a mais pra segurar o garoto na zaga. Até porque ele não tá comprometendo como antes… Mas taticamente, vejo com bons olhos a tentativa de ver como ele se sai atuando como volante ou líbero.
      Saudações!

  3. Ao Amigalo Geraldo Pereira, desculpe minha arrogância e desrespeito, publico esse pedido de desculpas hoje, porque ontem não li suas postagens, por causa do trabalho, e peço licença ao Eduardo pra me referir ao acontecido nos comentários de ontem. Já coloquei minha retratação no seu comentário anterior, Geraldo, e repito aqui. Peço que não deixe de comentar por minha causa, o blog não tem nada a ver com o que te respondi. Reconheço que fui arrogante e desrespeitoso com você (por achar que você era “maria infiltrada”). Prometo ter mais cuidado e não me precipitar nos próximos comentários. É que eu fico meio idiota quando se trata do Galo e me coloco como defensor sempre (eu era zagueiro quando jogava minhas peladas rsrsrs, deve ser por isso). Mais uma vez, desculpe-me, e bola pra frente, tamos juntos pelo mesmo ideal: Clube Atlético Mineiro. Reconheço em você um atleticano até mais vivido do que eu (só tenho 51 anos, enquanto você tem 71). Então, vamo que vamo, meu velho. E sem qualquer arrogância, deixa eu reafirmar o que quis dizer ontem, pois sei que você entenderá minha divergência, agora melhor colocada: o Galo nesse ano não deu vexame, estamos indo bem (dentro do possível) na Copa BR e Libertadores e fomos campeões mineiros. É continuar torcendo, criticando o que precisar, e acreditando, que ainda temos muita luta pela frente que, se Deus quiser, serão coroadas com títulos de CAMpeão. Abraço e prossigamos…

  4. Olá “Amigalos” da linda cidade de Londrina, um grande abraço! Outro dia comentei aqui nesse espaço que um dos dias mais felizes da minha vida foi em Aracajú quando o nosso glorioso time conquistou a Libertadores. Da maravilhosa região de Londrina infelizmente a minha recordação “futibolística” não é das melhores. Justamente no dia da derrota do Galo para o Raja estava nas cercanias da cidade. Naqueles dias estive a trabalho no norte do Paraná e decidi sair de Jacarezinho com destino a Arapongas justamente na hora do jogo para não assisti a partida (estava pressentindo), e quando estava passando por Londrina o primeiro aviso de mensagem que recebi no meu celular (já que o sinal não pegava na estrada), foi de um primo cruzeirense que fiz questão de nem ler…Enfim, já sabia o resultado. Coisas do futebol…felicidades a todos, e Galo Sempre!!!

  5. Preocupa o discurso do excesso de jogos para justificar derrotas. Todos sabiam que era assim . Entre março e abril foram 5 semanas cheias contra times fracos. Era pra estar em outro nível . O trabalho evolui lentamente , já é Junho, o time ainda gera desconfiança . O Roger precisa mostrar a que veio . Eliminações não serão perdoadas com desculpas prontas . A torcida não aguenta ouvir o mesmo disco há vários anos. Recado dado. Mais trabalho e menos retórica .

  6. Meu amigo Ávila, um montesclarense, de Salvador-Bahia, manda um fraterno abraço preto e branco para a comunidade Galondrina e que a união desta nação de atleticanas mantenha a convivência harmoniosa em busca do direito de vencer…vencer…vencer para honrar o nosso ideal, seja em Belo Horizonte, Montes Claros, Londres, São Paulo, Japão, China, Iraque, Moscou, Irlanda, Coreias, Vietnam, Nova Deli e toda Galo pelo mundo, uai! 🙂 ! 🙂 🙂

    Em Salvador, o Galo precisa de uma representação que abrace toda a nação alvinegra na boa terra, indistintamente, pois, foi com a união de cores, raças e diferenças políticas que o Galo venceu o vento, as tempestades e os ataques que o fascismo do outro lado da lagoa atentou contra o nosso direito de vencer…vencer…… para honrar o nome de Minas e, paradoxalmente ao histórico de nosso Galo, a vaidade, a intolerância e o fascismo em Salvador, impôs expulsões e divisões no mesmo grito de GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOlllll entre nós ! 🙂

    Carlos Brito.

  7. Parabéns Galondrina , voces , irmãos atleticanos nos enchem de orgulho, comungam o nosso ideal , parabéns.

  8. Paulo Silva , voce é um excelente escrevinhador das coisas do Galo , seus comentários estão se tornando leitura obrigatória para nós, aficcionados pelo Galão da massa. A sua postura em relação a roger , é identica á minha , sem cornetar para não tumultuar o ambiente , porém soltando eventuais farpas em direção a ele e torcendo fervorosamente apara ele deixar a teimosia de lado e pensar no esquema do time , parar de se preocupar com entrevistas longas e enxertadas de palavras dificeis , frases e palavras que podem ser reduzidas que dão a impressão do mesmo almejar uma vaga na academia brasileira de letras. Amigo treinador, nos interessa objetividade , futebol simples e bem jogado, lembre-se que tudo que é afetado é ruim , não leva a nada. Concentre-se em arrumar o time , estamos num hiato ideal para este fim, julho é daqui a vinte dias e o time continua capengando , ora intenso, ora broxante. Junho chegou, meio do ano, porém a temporada que realmente conta é a que bate ás nossas portas , com dois titulos em jogo , um importantíssimo (libertadores) que alavanca o campeão para o mundo , outro, a copa do brasil , importante também. Nosso time não vai bem no brasileirão e esta posição , além de incômoda , precisa urgente de uma mudança de postura, sua e do time. . Vamos parar de falar em poupar jogadores, vamos falar de priorizar este ou aquele campeonato e principalmente vamos parar de falar no cruel calendário , ele não irá mudar e não se esqueça, é para todos , inclusive uma grande parcela de clubes que não possuem o que voce possue , estrutura , material humano e retaguarda.
    Voce, treinador roger, nos deu uma esperança quando ouviu o clamor da torcida e abandonou aquele nefasto esquema que voce insistia. Melhoramos , mas voltamos a patinar, aliás, regularidade é o que não temos tido na temporada, e para fechar eu digo que a responsabilidade não é somente sua , alguns importantes jogadores não estão rendendo nada , começar deste que está indo para os bambis , maicossuel. Uma decepção , já vai tarde, muito tarde, além de não fazer nada, erra gols feitos, vá com Deus, afundar outro time.
    Paulo Silva , o que nos resta é acreditar e torcer , coisa que fazemos a vida toda , esperemos que o time entre nos trilhos. Um abraço fraternal a voce , ao bom blogueiro, aos amigos atleticanos. E se me excedi nas críticas ao roger, peço desculpas, pois sei que na nossa torcida tem também muitos doloridos , que não gostam de críticas. Abraços a todos.

    1. Boa tarde, Wagner Gomes. Obrigado pelas boas palavras a meu respeito. Quando o Roger mudou o esquema para jogar as finais do mineiro eu vi muita gente animada e elogiando, porém, eu disse que aquilo seria circunstancial, pois, o Roger continuava dizendo que três volantes deixa o time “pesado”. Ou seja, mesmo vendo o resultado positivo ele não se convenceu. Quando eu digo que ele é cabeçudo, não é nem por estar criticando-o. É uma constatação fática. Depois daqueles jogos ele já mudou o esquema várias vezes não se sabe por que. Só pode ser para provar que sabe mais que todo mundo, num arroubo próprio de adolescente. Aqui no blog e na imprensa vários amigos e profissionais já viram a necessidade de poupar jogadores, pois, a média de idade no Galo é muito alta. Não se trata de problema técnico é visão de preservação da saúde física desses atletas. O Roger parece não aceitar isso. Se pelo menos ele tivesse um planejamento visando uma intercalação de jogadores jogo a jogo já ajudaria muito, mas, não se vê isso. Formar um time reserva com formação própria para ser treinado sistematicamente para substituir o principal também seria ótimo, mas, não se vê essa vontade também. Então, resta-nos rezar, apoiar e esperar com confiança que as coisas darão certo do jeito dele. Não se preocupe com o dodói de alguns amiblogs que não gostam das críticas. Eles, como os críticos, só querem o bem do Galo.

      1. Sábias palavras Paulo, e digo mais hoje não temos um time titular explico: tá desfalcado por causa das lesões Marcos Rocha, Leo Silva, Luan e Adilson, não temos um time reserva pois como foi bem colocado pelo Paulo Silva temos jogadores reservas mas um time reserva não temos, porquê o Roger não quis.
        Sobrou um junta junta danado de jogadores desgastados que não conseguem jogar em alto nível pois precisam recarregar a bateria mas não tem tempo de descanso de treinamento; é jogo quarta, domingo e viagens.
        Planejamento horrível só nos restar torcer e que pelo menos uma semana antes da Copa do Brasil ele separe o time titular para treinar e focar no jogo e dane-se o resto.
        Se entrar despreparado contra o Botafogo vai tomar taca, tem que ter um planejamento para esse jogo pelo menos isso.
        Tomara que até lá agente ainda tenha jogadores disponíveis e não tenha que jogar com o sub23 tá osso.

        1. Pablo, tenho visto e ouvido elogios ao time do Grêmio. Ocorre que lá o Renato Gaúcho conta com a supervisão do Valdir Espinoza, ou seja, são duas cabeças planejando e executando. No Galo tudo é por conta do Roger que nem experiência tem. Então fica mais difícil acertar. Junte-se isso ao fato dele ser pouco dado a buscar conselhos e as coisas ficam na base do empirismo. Se der certo continua se não der experimenta outra coisa. O futebol não é ciência e tudo tem que ser feito basicamente. Veja os times do Botafogo, Chapecoense e Ponte Preta. Na Ponte não tem um único jogador mais que mediano. No Botafogo o “craque” do time é o Camilo e na Chape o Wellington Paulista. Dá para acreditar? No entanto, os técnicos não inventam. Usam o que têm, de modo simples e prático e com muito incentivo e motivação. São times de operários da bola. Os elencos são limitadíssimos em qualidade e número o que leva a crer que não vão muito longe. Mas, enquanto aguentarem vão dar trabalho. No Galo talvez, por que não dá para fazer afirmações, o elenco de jogadores consagrados e considerados craques pode estar trazendo dificuldade para o Roger que nunca teve tais potencialidades em suas mãos. A falta de experiência e a solidão de comando faz com que ele utilize esses jogadores em doses elevadas sem perceber que pode utilizar todo o elenco. Ora, ele não quer arriscar a usar um figurinha se ele tem um figurão nas mãos. O elenco, mesmo com os figurinhas é bem melhor que os desses três times que mencionei. Se ele se der conta de que pode usá-los e assim o fizer ele terá isso que nós ficamos daqui falando um para o outro, ou seja, equilíbrio. Time equilibrado técnica, física e emocionalmente. Um abraço preto e branco para você.

  9. 1) Uma coisa tem me preocupado nos jogos do galo. O time não tem saída de jogo da defesa e sempre os jogadores de trás inclusive Victor, estão dando chutões pra frente sem que a bola chegue aos nossos pés. Ao contrário do tempo de Jô, tardelli e cia, hoje o nosso centroavante (Fred) não sabe e não consegue fazer a jogada de casquinhar a bola, para aproveitamento de outro atacante. Aliado a isto também nossos outros atacantes não sabem aproveitar esta bola., então a bola bate e volta rapidamente, sobrecarregando nossa defesa. Engraçado é que o Jô continua fazendo esta jogado no Corinthians, e vem dando certo.
    2) Eu entendo a diretoria no caso Maicosuel. O Jogador ao contrário do passado vinha jogando um futebol muito ruim, tem 31 anos e talvez seja a última oportunidade do clube em fazer um bom negócio. Porém fica a preocupação com o elenco para os três próximos desafios do ano, sendo dois no estilo mata-mata. Infelizmente os regulamentos estão cada dia mais impedindo a inscrição de novos jogadores, e o pior ainda estar por vir, que será a abertura da janela internacional. Não sei se seria possível, mas a diretoria deveria ter deixado umas duas vagas da liberta em aberto, para inscrição de novos jogadores, porque hoje pode acontecer de termos investido em jogadores, que somente poderão jogar o brasileirão, e aí o custo benefício será muito pequeno.
    3) Pessoal vamos dar força pro Galinho, sabendo que o importante será a descoberta de valores que poderão jogar no time principal. Mas se esta descoberta vir com o título, melhor ainda!!!

  10. GOSTARIA QUE FOSSE DIFERENTE , MAS O TIME NÃO CONQUISTOU A MINHA CONFIANÇA , MENOS ANIDA A ATUAL DIRETORIA ….MAS MEU , DNA ,NÃO NEGA ENTÃO….VAMO GALO …PRA CIMA DELES E DELAS GALOOOO….VENCER , VENCER ,VENCER . ESSE É NOSSO IDEAL…..HONRAMOS O NOME DE MINAS…….

  11. Onde a torcida do GALONDRINA costuma se reunir? Estou em vias de ser transferido para esta cidade e gostaria de ter a honra de fazer parte desta turma de torcedores

  12. Seria bom divulgar onde a Galondrina se reuni para assistir aos jogos e aumentar a torcida pelo Galo na cidade

  13. Oi Eduardo e Amigos, bom dia!
    Bem vindos GALONDRINA. É a força do Galo bem representada por esse mundo afora.
    Já estamos vivendo o clima do jogo de amanhã. A postura do Avaí deve ser a mesma que todas as equipes adotam quando jogam no Horto: retranca e saídas rápidas em contra ataques. Espero que o Roger tenha aprendido com as últimas lições e que a sua estratégia já esteja montada para furar esse bloqueio e que conquistemos a primeira vitória no Brasileirão.
    Sei que sairemos dessa zona de rebaixamento em breve, mas foi o mau início do ano passado que nos tirou o título. Mesmo com os desfalques, a qualidade do elenco é boa. Vamos torcer.
    A minha expectativa é com o Valdívia. Tomara que ele reencontre a sua boa fase e contribua para o crescimento do Time nas competições que temos pela frente.
    E Marlone? Há mais de um mês sem atuar e foi indicação do nosso Técnico.
    Será que foi um tiro no pé? Com os desfalques, o mesmo poderia ter uma oportunidade no jogo de amanhã para mostrar serviço e justificar a sua contratação.
    AmiGalo Paulo Silva, oportunas as suas reflexões acho que são corretas; mas infelizmente esse seu otimismo ainda não me contagiou devido ao futebol até aqui apresentado. Não deu ainda para empolgar-me; mas continuo confiante que dias melhores virão. A Massa merece! Um abraço.

  14. Vamos decidir as quartas no Rio de Janeiro. Já fizemos isso uma veze calamos a torcida de lá.

  15. EduGalo, o Maicosuel não pode ser vendido, o Valdívia e Roger Bernardo não podem jogar a Copa do Brasil, já vai a diretoria começar a enfraquecer o plantel, que já não anda lá essa coisa, ainda mais por 1 milhão de euros como estou ouvindo falar. Galo!

  16. Show de bola GaLondrina! Já estive algumas vezes em Curitiba, mas sempre tive vontade de conhecer Londrina. Quando eu for, tomara que tenha um jogo do Galo pra que eu possa procurar a turma ai e assistir junto! Abraço!

  17. É o Galo conquistando cada vez mais….. Valeu diretoria por ter transferido a final da copa do Brasil sub-20 para o Indepa….. Agora é esgotar a carga de ingressos, R$ 5,00 para o galo na veia prata e empurrar a garotada pra cima do time da Globo….

  18. Parabéns Galondrina! Mais uma embaixada da torcida mais apaixonada do Mundo!
    Acabo de ler que o Maicosuel está saindo por 1 milhão de euros, se for só isso mesmo não deveria ser vendido. A diretoria não informa valores, isso tem que mudar urgente!

    1. Bom dia, parabéns Galondrina!!
      Hermano também achei pouco, ano passado o Maicosuel nos rendeu 1.5 milhão de euros por um “empréstimo” e agora vende 100% dos direitos por 1 milhão não entendi nada.
      Se pelo menos tivesse colocado o lateral direito Buffarini no negócio dava para entender.
      Se for verdade mesmo vamos precisar de reposição sugiro a diretoria ir correndo buscar o Maicon Bolt ex Fluminense se lembram dele?
      É um jogador velocista tem 27 anos, fez uma ótima dupla com O Fred mo Fluminense, está em fim de contrato com Lokomotiv Moscou quer voltar ao Brasil e viria de graça.
      Vejam uma matéria recente sobre ele:
      http://www.lance.com.br/futebol-internacional/fluminense-maicon-bolt-destaca-comemora-mais-titulo-copa-russia.html
      Aí sim seria uma jogada de mestre da Diretoria.
      Saudações!!

      1. Bom dia Pablo! Eu li essa reportagem e me lembro desse Maicon Bolt na final do Carioca que ele arrebentou. Se realmente vier sem custos é uma boa pro lugar do Cata Guimba que está sendo doado aos Bambis.

        1. Pois é Hermano, ele já pode assinar um pré contrato tem vários times de olho se o presidente for lá ele fecha o negocio e vale muito apena tanto técnica quanto financeiramente.

    2. Se for este valor mesmo vai ser uma tremenda “manta”. Não quero acreditar nisso, pois 1 milhão de euros não paga nem a metade da folha salarial de um mísero mês do Galo.
      Outra coisa: será que não existe uma cláusula na negociação do Pratto para que fosse vendido caso chegasse uma proposta de fora? Será que apenas o SP decide sobre isso, mesmo o Atlético tendo 45% do passe?
      Coma a palavra, a diretoria…

  19. Alguém sabe se na negociação do Maicosuel tem a vinda de uma lateral junto com o pagamento de 1 milhão de euros?

  20. Bom dia, Eduardo, atleticanas e atleticanos prontos para uma pausa para reflexão. Estamos em junho, e já dá para fazer um balanço do que foi essa metade de ano para o Galo e para nós. Copa da Flórida com time misto juntado em cima da hora, por que no Galo para nossa tristeza não se fala em time reserva para disputas menores e nem para o caso de poupar o time principal que tem média de idade muito alta. Mesmo assim, derrota apertada para um dos principais times da Alemanha e uma vitória sobre time norte americano. Foi bom principalmente pelo cachê. Primeira liga: O Galo deveria ter um time reserva para esse tipo de torneio ainda incipiente. Não tem e nem terá. Mas, jogou com time misto e está indo. Campeonato Mineiro: Foi campeão. Título de valor relativo nacionalmente, mas, importante para o futebol regional. Valeu mais pela decisão vitoriosa sobre o mega rival. Que time de Minas não gostaria de ser campeão mineiro? O rival está desesperado por que já tem três anos que ele não levanta essa taça e nesse período fizemos isso duas vezes. Libertadores: A melhor campanha entre os clubes da primeira fase, classificação com vantagem para o restante da copa. Não tem jeito de ser melhor. Se tivesse teríamos feito. Copa do Brasil: Fase de oitavas de finais ultrapassada com méritos. Aguardando locais e datas para os jogos das quartas de finais contra Botafogo. Sem motivos para preocupações. O time está motivado para essa disputa e deverá ultrapassar esse indigesto adversário, um dos carrascos do Galo na sua história. O importante é que agora vivemos uma nova realidade e não precisamos temer nem juiz de embaixada. Pelos adversários restantes dá para ter a expectativa de que disputaremos o título de preferência contra o Grêmio. Vingança é bom e eu gosto. Tô com gosto de sangue na boca. Campeonato brasileiro: Estamos na zona de rebaixamento. Não é a primeira e nem será a última vez que vamos lá flertar um pouquinho. Sem problema. Logo, logo estaremos na melhor zona, mesmo que isso não faça diferença por que vamos vencer a Copa do Brasil e estaremos na Libertadores pelo sexto ano consecutivo. Coisa que só um clube já conseguiu. Aliás estaremos liberando mais uma vaga para times brasileiros no ano que vem porque tudo indica que neste seremos campeões da américa pobre de novo. Pô, gente. Bem meditado e medindo a água com o fubá faremos o melhor angu dos últimos tempos e vamos terminar o ano rindo do Real Madrid. Quem quer mais do que isso? Só por que perdemos e empatamos uns joguinhos sem importância que não nos diminui em nada não é motivo para desesperança. Vamos sorrir e comemorar. Há quantos anos não temos resultados tão bons? Há quantos anos não temos motivos para ter tanta esperança? Nosso técnico é meio cabeçudo e parece que não enxerga direito. Pelo menos não enxerga como nós aqui do blog. Porém, se ele resolver dar ouvidos para a gente o que vai acontecer? Ele vai ficar doido e não vai fazer mais nada porque nem nós nos entendemos. Vamos continuar a cornetar aqui porque isso nos faz bem e ajuda a aprimorar os nossos conhecimentos e ampliará as nossas amizades. Mas, vamos deixar o moço trabalhar em paz. Quantos técnicos o Galo já teve iguais a ele sem obter os mesmos resultados? Tudo no Galo está no seu devido lugar. Graças a Deus. Nosso Galo é tudo de bom na vida e está vivo. Vida sem Galo não é vida.

    1. Realmente em números, não se discute, problema é o futebol do time, consistência defensiva, jogadas ensaiadas, entrosamento…Hoje se pegarmos o Grêmio é dois cocos que tomamos…

    2. Caramba, Mestre. Tiro meu chápeu pra você, Paulo. Cada sílaba que você escreveu hoje é verdade e tem meu apoio (não que você precise disso). Esse é o sentimento que tenho até aqui, mais satisfação e alegria que decepção ou tristeza. Alguns não entendem e só querem críticar, fazer o que, é bola pra frente, certos que Aqui é Galoooooo!!!!

      1. Prezados Jorge Chagas e Denilson Galo. Tudo o que nós atleticanos precisamos é ter consciência de que o que está sendo feito no nosso amado clube é embrionário. Com a experiência de mais de sessenta anos acompanhando o Galo e tendo passado por dirigentes e técnicos de todo tipo eu posso dizer, mesmo depois de eu mesmo ter criticado os atuais, que sinto que as coisas caminham para um bom desfecho. Eu sou otimista com relação a tudo que ocorre com o Galo. Caso contrário, depois de tantos anos eu já teria desistido. Eu aprendi que derrotas ensinam mais que vitórias. Derrotas apontam erros. Vitórias encobrem falhas. É claro que mesmo assim eu prefiro as vitórias. Porém, o que acontece hoje no Atlético é diferente, pois, estamos obtendo bons resultados finais mesmo que tenhamos muito a questionar do caminho percorrido. O Roger poderia estar fazendo um trabalho melhor, não tenho dúvidas disso. Mas, o que ele está fazendo passa longe de um mau trabalho. É isso que minha reflexão me mostrou. Não estamos no melhor caminho, mas, o caminho em que estamos é bom. Entendem? Tenhamos paciência. Ter paciência depois de ficar quarenta e seis anos esperando é surreal, mas, é do que precisamos. O próprio Galo é surreal e por isso inexplicável. O Roger vai chegar onde queremos por que ele não vai errar a vida inteira, por mais cabeçudo que ele seja ele vai acabar enxergando um caminho mais fácil para nós e compatível com o nosso modo de ver o Galo.. Um abraço preto e branco para vocês.

  21. Bom dia, Londrina. Bom dia, GALONDRINA. Londrina é uma cidade linda realmente que eu conheci de passagem, mas, ainda bem que o Galo chegou aí e ficou colhendo colhendo corações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.