Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Atleticanos pelo mundo – 10

Crédito: Arquivo TrileGALO

TrileGALO: ainda é só o começo

“Honramos o nome de Minas no cenário esportivo mundial!”

Descreveremos uma história espetacular que é significativa na vida de todos os Atleticanos que moram no Rio Grande do Sul. Um texto feito com colaboração de muitos, sobretudo do nosso porta-voz Felipe Galant Bica Galo, presidente emérito e incansável descobridor da Casa do Galo em Porto Alegre. Consideremos, antes de mais nada, que mineiro se multiplica, como também torce e comove o mundo pela demonstração de seu amor ao Clube Atlético Mineiro.

Aqui, no Rio Grande do Sul, não seria diferente. Neste espírito de identificação, um amigo me passou o contato de uma galera Atleticana que residia nos Pampas e demonstrava semelhante amor ao nosso clube. Conheci Marcela, depois Flávia, Priscila e Gustavo. Eles se reuniam, de modo oportuno, para assistir aos jogos. Formavam o Galo POA. Com o passar dos jogos, mais AmiGalos foram aparecendo, a exemplo de Marlon e Publius.

Como essas reuniões eram esporádicas, saí em uma épica caçada em busca de bares em Porto Alegre que pudessem receber a Massa e acolher os visitantes, verdadeiros torcedores do Atlético Mineiro. Criei, também, um grupo no WhatsApp, chamado “Galo RS”. O intuito era ampliar o alcance e convidar todos os Atleticanos que se encontravam pelas ruas da cidade. Andei muito pelos bares perguntando se poderiam transmitir jogos do Galo, mesmo nas partidas da dupla Gre-Nal.

Muitos falaram sim, mas como sou cético apliquei o método científico nas experiências e notei os resultados que, ao fim, não se mostravam nada agradáveis. Na condição de Atleticanos, não desistimos. Nunca. Um ano após, achei o Bola 8 & Snooker Bar, onde fui atendido pelo gerente Alexandre. Fiz a clássica pergunta: “Poderia passar o jogo do Galo, mesmo quando a dupla Gre-Nal estiver em campo?”. O local passou no teste de atendimento e receptividade. Assim, achei a casa do Atleticano em Porto Alegre, ou melhor, o “Bar do Salomão” em terras gaúchas.

Crédito: Arquivo TrileGALO

Depois da boa experiência, comecei a me mobilizar pelas redes sociais, a fim de identificar mais apaixonados. Chamei a atenção de tanto incomodar. O primeiro jogo do “Galo RS”, no Bola 8, nosso time enfrentou o Uberlândia e ganhou por 1×0. Era a primeira partida do Campeonato Mineiro de 2016. O horário oficial de abertura do estabelecimento era às 18h, mas por nossa causa às 16h tudo estava pronto. Por isso, também, o local se consolidou como nosso.

Naquele ano, o primeiro jogo da Libertadores (Melgar 1 x 2 Galo) foi decisivo: reunimos mais de 20 Atleticanos outrora perdidos pelo Rio Grande do Sul. A ocasião foi marcante para criarmos uma identidade coletiva. De forma democrática, bolamos uma eleição e escolhemos o nome de nossa união. Momento acirrado, teve até segundo turno. Tudo via WhatsApp.

“TrileGALO” foi vencedor. Ele se inspira numa mistura da cultura gaúcha com nosso Galo Doido. Reflete a fusão da gíria “tri legal”, muito utilizada para expressar algo que é muito mais que bacana. Significava, entre outras coisas, nossa vida e torcida longes de casa.

“Somos um grupo relativamente heterogêneo, que talvez não se tornasse um grupo sobre outras circunstâncias, mas a distância de casa e o amor pelo Galo foi suficiente pra que nos tornássemos praticamente – e rapidamente – uma família. De maneira geral, estávamos interessados em conhecer uns aos outros e dispostos a ignorar certas diferenças que pudessem existir.”

Pessoas se transformaram em família, fundaram mais um Consulado do Galo, visando representar nosso clube pelo Brasil e pelo mundo. Tradicionalmente, quando recebemos novos integrantes ocorre o “batismo”. Trata-se das boas-vindas, com muita festa ao som do hino mais belo do mundo.

Crédito: Arquivo TrileGALO

Aconteceram memoráveis churrascos e eventos, em vários outros cantos de Porto Alegre. Épicos e “determinantes para fortalecimento do grupo e da constituição de amizades que excedem o contexto do futebol”.

Vivemos significativas aventuras , lutando, sempre, contra o frio e o vento. Fomos, no Brasileirão 2016, até Florianópolis. Assistimos ao jogo contra o Figueirense, na companhia dos Consulados do Galo de Curitiba (Galotiba) e Joinville (Galoville). Viajamos, com a mesma empolgação, para Caxias do Sul, na Serra Gaúcha. Vibramos contra o Juventude. Pelas mãos abençoadas “São Victor del Horto” garantimo-nos nas semifinais da Copa do Brasil. Neste jogo, mostramos nossa bandeira em cadeia nacional.

Tivemos a grande sorte de pegar o Internacional, na fase seguinte. Mais uma vez estávamos com o Galo. O embate no Beira-Rio foi épico, pois ganhamos o jogo de ida e todos os Atleticanos presentes cantaram, mesmo depois das luzes apagadas, nosso hino e o mantra “Eu acredito”.

Nosso auge e maior missão foi receber a Massa para a final da Copa do Brasil com o Grêmio, em Porto Alegre. Como ninguém faz nada sozinho e juntos sempre somos fortes, unimos toda a TrileGALO e planejamos a melhor forma de recepção. Era nossa briga pelo título. Infelizmente, ele não veio, mas a festa no Bola 8 foi sensacional, com dois ônibus lotados escoltados até o estádio. Novos amigos surgiram, intensificando ainda mais o amor pelo Clube Atlético Mineiro.

25 de março de 2017. Comemoramos um ano de consulado e 109 anos de existência do Galo. Muita paixão e loucura. “Se não é novidade que o futebol se constitui como um fenômeno que mede muitos modos de sociabilidade e em contextos bastante diversos, é interessante perceber as nuances que se dão em contextos como os da TrileGALO, sobretudo a partir da sobreposição entre o pertencimento clubístico e regional. E para além de qualquer reflexão acadêmica que essa experiência nos traga, é muito bom ter um lugar em que possamos nos sentir em casa e torcer pelo nosso Galo”.

E aqui seguimos reunidos para ver e apoiar o Galo forte e vingador, inspirando cada vez mais a Atleticanidade pelo Rio Grande do Sul. Agradecemos ao nosso integrante Luiz Augusto Ferreira Araújo pelo martelinho de ouro aplicado no texto.

Referências
Anjos, L.A.D. Sobre viver e torcer longe de casa, 2016. Disponível em: http://www.ludopedio.com.br/arquibancada/sobre-viver-e-torcer-longe-de-casa. Acesso em: 05 de abril. 2017.

 

54 thoughts to “Atleticanos pelo mundo – 10”

  1. Fala, massa! Estou morando há cerca de 1 ano em Canoas/RS e cheguei até vcs através de uma rápida pesquisa na internet. Estou me programando para ir assistir ao jogo Gremio x Galo nesta noite. Alguém poderia me incluir no grupo de whatssApp do Galo? (51) 980177952
    Saudações alvinegras!!!

  2. O galo não vai ganhar nada com esse técnico Sr Roger Machado, time apático em campo, não dá um chute a gol ou melhor não consegui atacar, e a defesa toma gol TODOS os jogos, Danilo é lateral se destacou no América por isso já colocou o cara na frente enquanto f Santos não tá jogando nada, coloca o Danilo na lateral porraaaa e deixe os laterais ataquerem, melhor deixa o galo, tô assistindo ak contra libertar perdendo de 1×0 e não deu um chute a gol, FORA roger

  3. O Cruzeiro registrou prejuízo de R$ 29,3 milhões em 2016. O valor consta no balanço financeiro do clube, cujas contas foram aprovadas nessa segunda-feira pelo Conselho Deliberativo. A divulgação oficial dos valores ocorrerá em breve. O Superesportes obteve antecipadamente os documentos discutidos na reunião.

    O balanço mostra que, em 2016, o clube arrecadou R$ 238.359.658,38 em receitas operacionais, valor muito inferior aos R$ 343.896.144,07 de 2015.

    As despesas na temporada passada também aumentaram: de R$ 228.963.175,46, em 2015, para R$ 267.677.401,34, em 2016.”
    Ps: e aí meus amigos críticos do Nepomuceno, que tal trocá-lo na “oreia” com o Gilvan?….

    1. …nada está tão ruim que não possa piorar:”Do atual elenco, o Cruzeiro detém 100% dos direitos econômicos dos goleiros Fábio e Rafael, do volante Ariel Cabral, do meia Rafinha e do atacante Rafael Sobis. Por outro lado, tem “apenas” 40% de Alisson e 30% de Elber e Arrascaeta, sendo que no caso do uruguaio o clube chegou a divulgar a posse de metade do “passe”.

      Há também diferença na situação de Kunty Caicedo. No ano passado, o Cruzeiro comunicou a compra de 50% dos direitos econômicos do defensor equatoriano. O balanço, por sua vez, informa que a agremiação é detentora de 60% – fatia divulgada à época do negócio pela reportagem do Superesportes.

      “Oficialmente”, os zagueiros Leo e Dedé não têm os direitos ligados ao Cruzeiro, mas há acordo com investidores para que o clube fature em uma eventual transferência. Isso foi feito na venda do volante Lucas Silva ao Real Madrid, em janeiro de 2015 – a Raposa detinha 10%, mas recebeu metade dos 14 milhões de euros.”
      Ps: kkk…..jogadores tudo fatiado…e uma mentira em cima da outra….fica GILVAN….esse time do benecy é uma piada….time da FARSA……kkkkkk…e ainda tem gente que enxerga os erros na diretoria do Galo……

      1. Alex quem crítica essa diretoria não conheceu a dos anos 90 . Por isso o anão senador nadou de braçada nessa época, chegou ao cúmulo do Cury delegar poderes ao senador biônico de representar o GALO numa reunião a CONMEBOL dá pra imaginar tamanha incompetência? Pois é criticam o Nepomuceno, eu bato palmas, tai por que. Saudações Alvinegras.

    2. Isso aí Alex! O Galo apresenta lucro em 2016, sendo vice na Copa do Brasil e quarto no Brasileiro. As Marias tem prejuízo brigando pra não cair! Mas tem torcedor que queria ver o Gilvan como presidente do Galo. Ou querem de volta Ziza Valadares, Paulo Curi e vários outros que afundaram o Galo em dívidas sem ser nem vice!

  4. Hermano Galo, meu hermano, só dá nós hoje… Que beleza!
    Antes confundi você com o Denilson Galo, agora é com você mesmo: muito bonita sua atitude em defesa do respeito à Vida… Ocê é o cara! Parabéns, um abraço, tamo junto, fique com Deus, Aqui é Galo!
    Saudações Atleticanas

  5. Para aqueles que criticam o Nepomuceno, depois de 24 anos lucro. Ontem tinha um até querendo o lugar dele pondo a culpa de tudo nas costas dele, prefiro nem citar o nome do dito cujo. Volto a repetir quem critica o Nepomuceno é porque não conheceu, Cury, Paulino, Ziza. Se ha uma coisa certa no GALO é essa Diretoria, pode até errar mas acerta mais que erra. Agora o Roger tá de brincadeira, não mudar o Time tornando-o mais compacto é chamar a derrota, torço muito para que o GALO se acerte e jogue um futebol envolvente, mas tá díficil.Depois se perder é só não reclamar que ninguém apoia, ninguém entende de futebol. Já disse, a Torcida não é boba todo mundo hoje assiste futebol de todo o mundo e no momento o GALO não tá jogando pra brigar por nenhum titulo. Plantel na minha opinião tem um dos melhores, basta o técnico extrair o potencial máximo de cada um e jogar quem estiver melhor. Giovanni, C.césar, Léo, Erazzo(Filipe Santana),Danilo,Adilson,Carioca,Elias,Otero,Fred,Robinho. Fora disso é pedir pra sofrer. Tomara esteja errado.Saudações Alvinegras.

    1. …..engraçado Lugalo, achei que a CONTA IRIA CHEGAR para o Galo e que a diretoria fosse fraca….SQN….chegou sim, e como são bem-vindas……desde o ano passado que eu escuto a LOROTA de que conta vai chegar…..e muito atleticano acaba embarcando nisso….infelizmente LUGALO, alguns só enxergam as notícias ruins…..o balanço do crucru saiu e anunciaram prejuízo de 30 milhões…..quer apostar que amanhã vão requentar alguma dívida do galo e alguns atleticanos irão embarcar nisso?

  6. Fala Jorge meu bom!! respeito seu comentário, não sou a favor de troca de treinador no meio da temporada, mas sou a favor que o Roger mude o que não está dando certo antes que seja tarde demais, em mata mata qualquer erro é fatal e daqui a pouco tem final do Mineiro, oitavas da Liberadores e Copa do Brasil temos que chegar lá fortes para encarar qualquer time, mas para isso o Roger tem que reconhecer seus erros ter humildade e mudar o time e alguns jogadores que não estão rendendo.
    Primeira coisa a ser mudada sair do esquema 4-1-4-1 que não está dando certo, partir para o tradicional e eficiente 4-4-2 com variação para o 4-3-3 se precisar.
    O Gabriel não pode ser nosso zagueiro titular em uma Libertadores, além de não ter experiência é fraco na bola aérea resultado tem falhado muito e o Roger tem que tira-lo até para preserva-lo, o Felipe Santana ainda não foi testado ao lado do professor Leo Silva quem sabe ele não volte a apresentar o futebol do Borussia, a verdade é que não temos muitas opções a zaga é a maior carência de nosso elenco mas independente disso o Gabriel tem que sair não dá mais.
    O Danilo está jogando melhor que o Fábio Santos merece ganhar a posição.
    O Carioca como cabeça de área não tá dando certo, é melhor de volante pelo meio.
    Nosso meio campo não tem pegada está frouxo o Adilson tem que entrar nesse meio formando a linha de 4 com Elias, Carioca e Otero um meio bem mais encorpado.
    Na frente Robinho e Fred como Guilherme e Marques se lembra?
    Isso é o mínimo que o Roger tem que fazer para corrigir a rota, fica assim 4-4-2
    Victor
    Rocha – Leo Silva – Felipe Santana – Danilo (4)
    Adilson – Elias – Carioca – Otero (4)
    Robinho – Fred (2)
    E ainda ficamos como uma carta na manga se precisar, nosso melhor momento em 2017 foi os 30 minutos finais contra o Sport Boys onde massacramos o time deles fizemos 4 gols e não sofremos nenhum em um 4-3-3 bem avançado.
    É só tirar o Adilson e colocar o Rafael Moura e tirar o Otero e colocar o Cazares fica assim 4-3-3
    Rocha – Leo Silva – Felipe Santana – Danilo (4)
    Elias – Carioca – Cazares (3)
    Rafael Moura – Fred – Robinho (3)
    Os resultados até agora foram bons, mas acabou a gordura qualquer erro agora é fatal e temos que melhorar muito para conquistar os títulos que tanto queremos.
    Essa melhora só vai vir se o Roger mudar o esquema e as mudanças necessárias no time, se não fizer vai morrer abraçado nesse esquema e vamos nadar nadar e morrer na praia, ainda da tempo Roger Machado.
    Saudações!!

  7. Impossibilitado de escrever ontem, tive a oportunidade de ler com calma tudo o que foi escrito e refletir serenamente sobre todos os argumentos apresentados.

    A crônica do Eduardo ontem foi o exemplo acabado dos tempos que temos vivido atualmente. Ele está certíssimo ao dizer que o técnico precisa se explicar. Na vida cotidiana, todos precisam se explicar quando os resultados estão aquém do esperado. Então, por que não um técnico de futebol? E apesar de esse ser nosso “bode expiatório” desde sempre, estenderia também o questionamento a todos os demais. Por que não “jogadores, vocês precisam se explicar?”; ou “dirigentes, vocês precisam se explicar?”

    Os que buscam um mínimo de racionalidade na análise em meio a um turbilhão de críticas, muitas vezes absurdas, são chamados de “otimistas” e parecem ser alienados do que os demais chamam de “realidade”. Ora, o “otimista” também sabe quando as coisas não estão boas e quando elas precisam de alterações. Ele também quer cobrar explicações, ele também critica o que precisa melhorar.

    O problema todo é que o chamado “corneta” ao distorcer o foco e a intensidade do problema com sua crítica exagerada, despropositada e irracional acaba também por mudar o foco da discussão e leva a quem busca compreender a questão de forma menos passional a discutir o excesso da “corneta” e não a necessária cobrança, muitas vezes justa se feita na medida certa.

    Continuemos com a fala do Eduardo para melhor compreender o que tento dizer: “Se ele (Roger) não conquistar o Mineiro COM EXPRESSIVIDADE e não atingir OS 16 PONTOS POSSÍVEIS na Copa Libertadores, o Atleticano vai terminar de assar sua batata”. (Coloquei em maiúscula o que me chamou mais a atenção).

    Ou seja, dentro dessa nossa conhecida bipolaridade, a nossa irritação nos leva a EXIGIR não mais apenas que se conquiste o campeonato, ainda que com alguma dificuldade, com sofrimento e talvez com alguma sorte. Isso apenas não basta! Precisa conquistar o campeonato com EXPRESSIVIDADE!

    Ok. Mas aí lembramos que o último campeonato mineiro vencido por nós foi contra a Caldense, passando sufoco e sem nenhuma “expressividade”. Foi ruim? Não! E também que o penúltimo foi contra as marias, perdendo o último jogo. Faltou a tal “expressividade” também. Mas perdeu valor por isso? Não!

    Assim, e dado o teor da cobrança, a única conclusão que chego é que, ou o Roger faz do Galo um misto do que tem de melhor de um Barcelona, de um Real Madrid e um Bayern (e digo o melhor desses porque não nos basta ser “apenas” um Barcelona qualquer, visto que esse às vezes perde para um Málaga da vida, versão URT da Espanha) ou então, meu caro Roger, o “Atleticano vai terminar de assar sua batata”, nas palavras do Eduardo.

    E mais, prezado Roger, não adianta “apenas” vencer com expressividade o campeonato mineiro. Queremos mais! Saiba que qualquer escorregão nessa fase da libertadores e pronto, teremos “batata assada”! Empatar fora de casa na Libertadores agora deixou de ser bom resultado e está fora de cogitação. Queremos sempre e cada vez mais a vitória! Se possível de forma “expressiva”. Perder então, o que é isso? Esquece! Afinal o Galo é um time imbatível!

    É como no ano passado que o Galo tinha a obrigação de vencer o desconhecido e “fraquíssimo” time “suco” Del Valle, como dito pejorativamente por uma torcida que está se especializando em virar “modinha” e arrogante. Aí esse time “fraquíssimo” fez a final da Libertadores… Mas o Galo tinha obrigação de vencê-los. Ou a batata iria assar, como de fato assou. Foi bom? Não. Conseguimos derrubar o técnico. Até hoje muita gente achou que fez a coisa certa, mas no que isso ajudou ao time a conquistar alguma coisa o ano passado? Em nada!

    Então Roger, entenda o recado dessa Massa que sempre “apoia” seu time: ganhe o “fraquíssimo” campeonato mineiro COM EXPRESSIVIDADE e faça 100% dos pontos ainda possíveis nessa fase da Libertadores (aí talvez até esqueçamos o imperdoável empate fora de casa no primeiro jogo…) porque, afinal, nosso time tem de ser imbatível e como já sabemos, a nossa chave é “fraquíssima”.

    Do contrário já sabe né? É a questão da batata. Que vai sair esturricada enquanto nós vamos atrás de uma nova “batata” para assarmos no campeonato brasileiro. E assim, essa torcida, a “mais apaixonada do mundo” vai jogando contra o time ano após ano. Impedindo qualquer planejamento minimamente racional.

    Mas tá explicado. Somos bipolares. Se o time estiver voando, pode contar com a gente; se passar por dificuldades, vamos assar a batata de alguém. O técnico é sempre o preferido. Mas é só passar os olhos pelos comentários que vai sobrar para técnico, jogador, departamento médico, dirigente e até para o porteiro da cidade do Galo.

    1. ” no ano passado que o Galo tinha a obrigação de vencer o desconhecido e “fraquíssimo” time “suco” Del Valle, como dito pejorativamente por uma torcida que está se especializando em virar “modinha” e arrogante. Aí esse time “fraquíssimo” fez a final da Libertadores… Mas o Galo tinha obrigação de vencê-los. Ou a batata iria assar, como de fato assou. Foi bom? Não. Conseguimos derrubar o técnico. Até hoje muita gente achou que fez a coisa certa, mas no que isso ajudou ao time a conquistar alguma coisa o ano passado? Em nada!” Concordo plenamente.

      Se houvesse a receita pronta de um time imbatível, o campeão sempre seria o poder econômico. Um sheik árabe formaria um esquadrão, e a melhor opção para os outros times seria perder por WO. Isto nunca ocorrerá. Futebol, como muitas coisas é imprevisível; e se não fosse, não teria esta fascinação no mundo inteiro.

      Para formar o time campeão, o clube tem que ter bons jogadores e comissão técnica. Mais o imponderável; seja sorte, seja a boa fase dos seus, e/ou má fase dos rivais, etc.. Porque os rivais tentam fazer o mesmo, e convenhamos, nenhum presidente de clube é tão mais inteligente que os outros, com a provável exceção do Kalil…

      Finalizando, uma história do cantor Sammy Davis Jr., do Rat Pack. Um reporter perguntou a ele qual o segredo do sucesso. Respondeu que o segredo do sucesso ele não sabia, mas a receita para um fracasso seria tentar agradar a todos.

    2. Boa Jorge 19 , sinceramente espero que nossa torcida acorde enquanto é cedo e deixem o nosso treinador fazer o trabalho dele como eu disse torcida e time juntos somos muito fortes .

    3. Jorge 19, sempre preciso. Apenas complemento que não deve estar fácil torcer para o Barcelona: virou o time do EU ACREDITO.

  8. Parabéns, TrileGalo! Que esse começo frutifique e que em breve sejam milhares a espalhar o amor pelo Galo pelas terras gaúchas.

  9. Acabo de ler um comentário legal demais, o do Alex, me mostrando, nos mostrando facetas que ao mais das vezes passam despercebidas pelo torcedor passional, principalmente quando este torcedor passional/bipolar que somos a maioria de nós, eu me incluindo, fica com raiva…
    O Alex chama a atenção para o resultado do Balanço de 2016, que aliás todos nós devíamos saber de cor e salteado…
    Excelente trabalho da Diretoria do Clube Atlético Mineiro, obtendo lucro de mais de dois milhões, tendo pago mais de trinta milhões em parcelamentos de dívidas e contando mais de 76.000 sócios…
    DANIEL NEPOMUCENO. Eu pessoalmente já o ataquei. Não retiro o que disse porque o que disse não disse ao léu. Mas acrescento meu reconhecimento, meu aplauso, reconheço este trabalho de equipe, comprovado por números…
    O Clube Atlético Mineiro em boas mãos. Os tempos mudaram. Definitivamente, assim queira Deus.
    Obrigado, Alex, por nos chamar a atenção para detalhes que em tempo nenhum deviam ter passado despercebidos… Daniel Nepomuceno, parabéns pela comprovação de trabalho correto e completo à frente de uma equipe que trabalha com paixão em prol da paixão de todos nós…
    Saudações Atleticanas… e Aqui é Galo. Sempre

    1. …por nada Rubens….nós somos muito imediatista e as vezes deixamos de perceber o aldo bom da coisa….claro que muitas coisas podem e devem melhorar mas quem em questão finaceira o time tá melhorando, não há duvidas…uma das coisas que mais me deixava chateado no passado, era a zoeira dos simpatias com esse negócio das nossas dívidas….hoje , qdo vejo simpatia falando disso, já penso logo em fazer uma vaquinha pra ajudá-los a pagar o Abilão pé de chuteira trocado…kkkk…..um abraço amigo!!!

  10. Pessoal, a solução seria simples, contrato o CUCA. Não podendo ou querendo fazer, lembrem da final do mundial, briga do Marcos Rocha, pedido para sair antes etc. Isso inviabiliza a vinda dessa solução. Aliás a não contratação do Cuca no ano passado e o não retorno do Rever, fez nós perdermos o Brasileiro. Fato é que o time não corresponde, é primeiro sim no mineiro, vai classificar na libertadores, mais não tem cancha para passar disso. Talvez ainda dê tempo, tem que mexer na zaga, seja colocando Adilson, seja testando o Felipe Santana, que já mostrou ser péssimo, seja indo com Rodrigao que fez boa pré-temporada, enfim…Não pode é termos um zagueiro que não consegue se posicionar bem nas bolas alçadas, um time que não tem jogadas ensaiadas e as peças não funcionam individualmente (vide fase do Robinho). Não e porque o cara é profissional que não pode treinar fundamentos, veja o caso do Gabriel, passou por toda a base, que aliás é péssima, chegou ao profissional cabeceando de olho fechado. É só ver as imagens. Jogadas de triangulações devem e podem ser ensaiadas, se não temos o drible, fazemos a movimentação por ensaio. Assiste ao jogo do adversário, verifica como os zagueiros se movimentam, mostra isso para o nosso pivô, ensaia com os meias como será a passagem e aonde a bola vai ser lançada no ponto vazio para a infiltração, e talvez, se tiverem um mínimo de inteligência, conseguiremos chegar na cara do gol. me desculpem, vou continuar assistindo todos os jogos, mais se não formos criativos, não sairemos da mesmice e vamos continuar na chacota.

  11. Parabéns TrileGALO, inclusive, muito criativo o nome.

    A seguir, gostaria de analisar uma fala do Roger… “Com o tripé de volantes no meio, você fica com o time bastante pesado, e os lados vão precisar ser preenchidos de qualquer forma. Não pode ficar sete marcando e três livres. Não existe mais esse tipo de jogo. Hoje todos têm de marcar. Se os volantes marcam os lados, o meio fica aberto. O futebol pede que todos marquem e todos joguem”.

    Ora sr. Roger, se esta é a filosofia, porque o Robinho ainda é titular então? Ele e o Fred são 2 a menos na marcação da intermediária pra trás. Ou seja, para que todos marquem, de duas uma: ou o time faz uso da marcação alta, sob pressão, ou então segundo a sua lógica, Fred e Robinho devem ir pro banco e vc entra com Maicossuel e R. Moura que se movimentam muito mais. E essa questão de que 3 volantes deixam o meio pesado… E não é disso que precisamos no momento? O meio está totalmente desfigurado. Até hoje não apresentou compactação nenhuma. Se com o Carioca em frente à zaga e com Elias mais solto os laterais estão passando sufoco do mesmo jeito, qual seria a solução então?! Quer que o Cazares mude da noite pro dia e comece a marcar? O Otero coitado, corre o campo todo, mas em compensação perde totalmente a objetividade ofensiva. O Danilo nesse esquema jogou bem só os primeiros jogos porque o Robinho não estava em campo. Me ajuda aí ne Roger, gosto do seu trabalho, continuo apoiando a sua continuidade, mas essa explicação não faz o menor sentido. Se for só pra sustentar o esquema 4141 (que comprovadamente não dá certo com esse grupo atual do Galo), aí vou começar a me decepcionar.

  12. …boa tarde!!! deixa eu sair um pouco do tema dessa postagem pra mostrar algo importante:
    Em campo a temporada 2016 não foi de muito sucesso para o Atlético-MG. Apesar de conquistar vaga para a disputa da Copa Libertadores pelo quinto consecutivo, com a quarta colocação no Campeonato Brasileiro, o time não conquistou não conquistou nenhum título. Foram dois vices, no Campeonato Mineiro e na Copa do Brasil. Mas fora de campo a diretoria alvinegra tem muito o que comemorar. Após 23 anos, o clube fechou um ano com lucro, como apurou o UOL Esporte… Na próxima segunda-feira (24), o conselho deliberativo do Atlético vai se reunir para votar a aprovação ou reprovação das contas referente ao ano de 2016. No documento já enviado aos conselheiros, para que possam o balanço financeiro do Atlético, é possível ver que o clube mineiro faturou R$ 316,3 milhões e teve lucro de R$ 2.132.047,00 no ano passado. Para destacar o feito que não acontecia desde 1993, o balanço enviado aos conselheiros o balanço financeiro do Atlético, é possível ver que o clube mineiro faturou R$ 316,3 milhões e teve lucro de R$ 2.132.047,00 no ano passado. Para destacar o feito que não acontecia desde 1993, o balanço enviado aos conselheiros destaca que o clube teve lucro mesmo pagando R$ 30,3 milhões em atualização das dívidas fiscais…. -”
    Ps: bom, eu avisei aqui que o galo teria lucro em 2016….e mais importante, pagou 30 milhões de dívidas das gestões…..olha eu nunca passei nem perto do nepomuceno, mas comot ods sabem, sou um defensro dele nesse blog….ta aí o por que eu faço isso…..esse cara tá ajudando a colocar o time no lugar que merece…pena que muitos só conseguem enxergar os erros dele…..e que poucos sabem é que ele pagou salários e premiações da Libertadores que estavam atrasadas e o kalil saiu sem pagar….o kalil é MITO, mas essa rapaz merece respeito…..a nossa arrecadação não para de crescer….o program de sócios bombando(quase 76000) e temos um bom time sim…..salários em dia( obrigação) e o time disputando mais uma vez a Libertadores…..tá tudo certo/…claro que não?..ele erra?…muito…. mas merece ser mais respeitado…..os que sofreram como nas década passadas sabem do que estou falando….falta gratidão as vezes…..cobranças?…isso é bom….porém que sejam bem fundadas e feitas de forma inteligente….muitos vão no embalo do que a imprensa passa….vcs acham que estou satisfeito com o time/…claro que não….mas prefiro reclamar de Robinho, carioca, Rocha do que reclamar de mexerica, catanha ,Wolkswagner e cia….

    1. Aparentemente ele faz uma boa gestão administrativa. Apesar das notícias de cobrança de dívidas, etc, acho que as coisas caminham bem na estrutura do clube, visando manter o Galo na prateleira de cima, estão lucrando, tem projeto de estádio próprio, sócio torcedor crescendo, etc… Mas ao meu ver essa gestão está deixando a desejar no departamento de futebol… algumas falhas de planejamento estão refletindo no time atual, isso é nítido.

    2. Concordo contigo plenamente. As finanças são muito importantes para termos um time vencedor. Outra ingrediente importante é paciência por parte da torcida, como diz o blog “paixao preto e branco” (desculpe colocar essa informação, não sei se é permitido, mas está no site da ESPN): “O imediatismo é que nos mata. Quero resultados já. Não me importa se o processo para conquistá-los seja duradouro. Não acredito em trabalho a longo prazo, nem em planejamento feito por quem já demonstrou qualidade e competência em outros lugares que não fosse aqui. Paciência? Para quê? Título nada mais é do que obrigação. Olha a grana que estamos investindo. Olha o preço que pagamos pelos ingressos. E os jogadores renomados? Com certeza, não ganham pouco. Se recebem muito, tem que jogar muito. E em todos os jogos, independente do campeonato. Priorizar competição importante? Balela. Eu quero é sangue no olho em Campeonato Mineiro.”

    3. Infelizmente Alex, muitos atleticanos preferem ler notícias mentirosas e tendenciosas contra o Galo do que ler o balanço financeiro. Com todas as dificuldades a diretoria vem mantendo um time competitivo (vice no Brasileiro 2015 e na Copa do Brasil 2016), com salários em dia e ainda apresenta lucro depois de 23 anos seguidos de prejuízo. Parabéns por ter tocado no assunto, espero que a visibilidade do blog ajude a divulgara sua informação para que alguns entendam!
      Abraço!

  13. Bom dia Eduardo! Parabéns ao pessoal da TrileGalo, mais um grande consulado representando nosso Galo!
    Quero deixar um link aqui de um vídeo mostrando atuações do Robinho no ano passado. Parte da imprensa mineira tem rotulado nosso atacante como “gigante contra os pequenos”. Na cabeça de algumas pessoas uma mentira dita várias vezes se torna verdade. Além disso o atleticano é muito passional e isso costuma afetar a memória. Na minha opinião o esquema atual atrapalha o jogo do Pedalada, mas assistam o vídeo e tirem suas próprias conclusões.
    https://m.youtube.com/watch?v=ckNcYGxG3Uc
    Caso não consiga acessar pelo link o vídeo é do canal Eu Curto Atlético MG (apenas assisti e estou compartilhando, não tenho vínculo algum com o canal) do YouTube.

    1. Boa Hermano! Mas eu acho que alguns torcedores só vão apoiar o Robinho quando ele der carrinho ( e tomar amarelo a toa ), quando ele correr igual o Luan e quando ele resolver tudo sozinho, aí sim vão aplaudir. Só que não é bem assim, cada jogador tem uma característica e quem tem que explorar o melhor futebol dele é o Roger. Ano passado, a movimentação do Pratto e a cobertura defensiva do J. Urso (as vezes Donizete) facilitava bastante o jogo do Robinho. Ao lado do Fred, que fica mais isolado lá na frente, o futebol dele vai oscilar muito enquanto insistirem no 4141. Querer que ele volte pra marcar e ainda atue na frente com qualidade é praticamente impossível. Ou ele vai pro banco, ou então o Roger arruma o meio de campo com um volante a mais pra poder dar mais segurança sem a bola, e com a bola ter Elias e um lateral no apoio ofensivo. E no meio, Cazares ou Otero fica responsável por buscar essa bola dos volantes e alimentar o ataque. Ah e insisto, tem que tirar o Gabriel e F. Santos. Ambos estão muito mal. Ainda não entendi o que o Roger está esperando pra fazer essas alterações…

      Saudações!

    2. Hermano,
      Nesse esquema do Roger 4-1-4-1 com Gabriel e Carioca na contenção e a meiuca com Otero – Elias – Cazares – Robinho é pedir para tomar gol todo jogo, se entrar com esse esquema no Paraguai vai tomar taca.
      O Robinho é atacante tem que jogar junto do Fred e não fechar uma linha de meio correndo atrás de lateral, tá ERRADO, só o Roger não enxerga.

      1. Boa noite Pablo e Daniel! Concordo com ambos. Como tenho comentado há algum tempo acho bom o trabalho do Roger. Ele busca o futebol de resultado, com um esquema que não enche os olhos. Copiou esse esquema do seu mentor Tite, campeão brasileiro em 2015. O que o Roger não percebeu é que o elenco do Galo não tem as características daquele elenco do Corinthians. Cabe ao treinador mudar. O esquema atual está fragilizando o ataque do Galo e expondo a defesa. Infelizmente li outra entrevista do Roger dizendo que não vai mudar o esquema amanhã no Paraguai. Mesmo discordando de tal teimosia, vou torcer pra ele calar nossas bocas com outra goleada!

        1. Tomara!! só lembrando que só goleamos o Sport Boys justamente porquê mudou o esquema, saiu do 4-1-4-1 e passou a jogar em um 4-3-3 bem avançado com a entrada do Rafael Moura.
          O que reforça nossa tese que o esquema tá errado e está comprometendo o rendimento do time principalmente o Carioca (que nunca vai ser primeiro volante) e do Robinho (que nunca vai conseguir fazer recomposição).
          Parece que ele não vai mudar nada para o jogo de hoje, se ganhar com esse esquema mostra que sua convicção está correta e a nossa errada, se perder não vou ficar criticando ou pedindo a cabeça dele, só quero que ele aprenda com os erros seja humilde mude o esquema e o time, pois sou Galo e vou apoiar sempre!!!

  14. Acabei de ler aqui no uol: “Fiel ao esquema, Roger descarta mudança no Atlético, após tropeços”. Sabe o que isto quer dizer? Quer as mudanças que a grande maioria, senão a totalidade da torcida queria, não vai acontecer tão cedo. Espero que na hora que ele acordar, já não seja tarde demais!

  15. Bom dia Eduardo e amigos ATLETICANOS. Parabéns Trile GALO, que essa bela torcida possa aumentar a cada dia e que vcs tenha muitos churrasco comemorando vitórias e títulos para o maior de Minas. Abraços e AQUI É SÓ GALO

  16. Desculpe, Denilson Galo! Como reza aquele ditado: mata o home mas não muda o nome… Mas, matar mesmo nós vamos é a URT… Eh Galo!

    1. kkkk… tem problema não, amigo. Hermano Galo também ficou TrileGalo (homenagem a essa turma que alegrou nosso dia hoje). Aqui é Galooooooooo!!!

  17. Parabéns pela iniciativa de mostrar os Atleticanos fora de BH. Vamos ao GALO, acabei de ler materia intitulada Fiel ao esquema, Roger descarta mudança no Atlético-MG após tropeços2… – Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2017/04/18/fiel-ao-esquema-apos-tropecos-roger-descarta-mudar esquema. Vai cair igual mamão maduro por burrice e falta de humildade em admitir que este esquema não é o ideal para o elenco que ele tem nas mãos, volto a falar, acho o elenco do Galo bom e competitivo, falta um esquema que valorize o que os jogadores tem de melhor, esse esquema está engessando robinho , matando a zaga com RC de primeiro volante e os laterais mais perdidos que cego em tiroteiro, além de faltar compactação e aproximação rápida no ataque. Vamos Galo! Volta CUCA!

  18. Bom dia, Eduardo e Atleticanos!
    Parabéns TrileGALO, obrigado por manter viva a tradição atleticana aí no Sul do País.
    Gostaria de ver o time para quarta feira com Felipe Santana, Adilson e Maicosuel. Enfim, torcemos para que Deus ilumine o nosso técnico e que ele faça as melhores escolhas para montar o time ideal.
    Vamos GALO, sacode a poeira e dá a volta por cima.

  19. Bom dia, trileGalo. Um abraço tri legal para vocês. Bom dia, Eduardo e atleticanas e atleticanos todos tri legais. Eduardo, ontem o bicho pegou aqui no blog. Quanta reclamação e quanta discussão a meu ver infrutíferas. Já fiz referência àquele ditado que ensina: “Em casa que falta pão todo mundo manda e ninguém tem razão”. Como o Galo é o pão do atleticano e atualmente não está sendo suficiente para mitigar a nossa fome, dá no que tem dado. Muita conversa, muita contrariedade declarada e alguns estoicos tentado manter a felicidade em meio ao caos, ignorando, inclusive, a paixão dos demais. Ontem tivemos novatos se apresentando como novos comentaristas, tivemos um estatístico demonstrando que apenas 2% dos atleticanos comentaristas do blog estão conformados com a situação do Galo. Estoicismo puro ou conformismo com o próprio Karma. Estoicos atleticanos que rejeitam tudo que vem de fora e se prendem à única razão que conhecem, a sua própria. Eu até tentei fazer um comentário ontem, mas, como disse um dos comentaristas seria “chover no molhado”. O que eu poderia dizer que já não teria sido dito diversas vezes? Hoje eu digo: O que queremos mais? O Galo é o melhor time do campeonato mineiro e só não será campeão se perder para si mesmo, pois, aqui ele não tem adversários. O Galo é o líder de sua chave na Libertadores e só não será o primeiro colocado se perder para si mesmo, pois, na chave não tem adversário à sua altura. O que nos falta? Um time? Não. O Galo pode ter um time titular melhor que qualquer outro no Brasil e com uns cinco ou seis reservas à altura dos titulares. Do resto dos jogadores nem vale a pena falar. Falta técnico? Acho que falta. Desde o dia oito de dezembro venho falando isto. Falta presidente? Acho que falta. O atual mandatário pode ser tudo de bom na vida menos presidente do Galo. Falta-lhe escopo para tal tarefa. Falta diretor de futebol? Acho que falta. O Maluf se não morreu ainda está perto disso. Afinal, cadê ele? Alguém dá notícia? Temos comentaristas atinados com o futebol moderno e que já escalaram diversos times do Galo melhores que o que sido colocado em campo pelo estudioso professor. Se o cara é um estudioso a lógica diz que ele ainda não aprendeu, logo, não tem o que ensinar. cansei. Ficar falando aqui também não vai adiantar nada. O que vale é o que o Galo é líder em tudo o que está disputando e continua vivo. VIVA O GALO PORQUE SEM ELE NÃO TEM VIDA.

    1. Bom dia Paulo Silva! Sempre respeito seus comentários e opiniões e fica claro que você é de uma inteligência acima da média! Exatamente por saber o quanto é inteligente, vou tomar a liberdade de pedir para não escrever coisas como esta: “O Maluf se não morreu está perto disso”. Não sou mimimi e nem sensor de nada, mas acho que pegou pesado. Todos sabem a batalha que o Maluf está travando e quem já teve casos de câncer na família sabe o quanto é difícil. Até a parte em que você diz que falta um diretor de futebol eu concordo, porque acho que o Maluf não está conseguindo exercer sua função. Mas acho honorável a atitude do Presidente de não afasta-lo. Maluf fez parte da montagem do elenco campeão da Libertadores, caso você mesmo assim não goste dele profissionalmente, não se esqueça de respeitar o cidadão e pai de família.

      1. Obrigado Hermano. Aceito a repreensão muito pertinente e peço desculpas não só ao Maluf, mas a todos os seus familiares e demais atleticanos. Ser inteligente não implica ter sabedoria.

        1. Não tem que agradecer Paulo Silva. O atleticano é extremista mesmo. Não quis te repreender e sim mostrar um exagero que não condiz com seus comentários aqui no blog. Abraço!

    2. Vc devia era respeitar a opinião alheia, isso sim. Ninguém é obrigado a concordar com ninguém.

    3. “O Maluf se não morreu está perto disso”?????? Que horror!!! Cara como você tem coragem de falar um absurdo desses? Cagou pela boca. Espero que você nunca tenha um familiar passando por isso. Pense menos em futebol e mais em como ser humano. Força Maluf!!!

      1. O Paulo exagerou, mas não é comum. Quem le os comentários dele percebe que não é do seu feitio. Reconhecer o erro é de uma grandeza enorme!

  20. Explica-me Eduardo,

    Pratto e Fred juntos Não – Fred e Robinho Sim – Fred e He Man Sim

    Logo quando chegou ao Galo Roger demonstrou ter pouco conhecimento do elenco, muito menos do que é Lucas Pratto. Na derrota do São Paulo para o Corinthians no domingo passado o comentarista ficou impressionado com a movimentação de Pratto e o apontou como melhor em campo, com os seguintes dizeres “ele está onde a bola está”. Pratto e Fred não, Fred e Robinho sim, não dá para entender se Robinho pouco movimenta em campo (ex. jogador em atividade). Esta interpretação equivocada de Roger colaborou para a saída de Prato, quem deveria ter saído era Robinho que tinha proposta do Santos, a grana era menor, mas Pratto ganhava R$ 400.000 para jogar e lutar e Robinho ganha R$ 800.000 para marketear. Com devido respeito ao Maluf, sei que está passando por problemas de saúde, mas, não poderia permitir este equívoco, já o presidente que nada entende de futebol, não poderia esperar coisa diferente. Agora a solução de Roger é Fred e Rafael Moura juntos, nos explica Roger, Pratto e Fred não, Fred e RM sim.

  21. Tá tudo dominado!
    Precisamos portanto ratificar este domínio ganhando o Mineiro. Mandar na Nossa Casa, na Nossa Terra é fundamental, absolutamente indispensável. Aos que chamam o Mineiro de rural, uma sugestão: isto não é expressão a ser usada por Atleticano que traz Minas no nome. É modo de menosprezo, típico de raposa que não pode comer a uva, cunhado por senador biônico proprietário de helicóptero…
    Vamos jogar no domingo, como não podia deixar de ser.
    Sinto que nosso Jurídico vai colocar o Fred nas duas partidas da Final.
    Erazo está sendo preparado para voltar nas finais. Deve ser isto.
    Maicosuel de volta, no DM apenas os Maluquinho e o LC. Com as Bênçãos de Deus mais ninguém nos próximos seis meses!!!
    Vamos com menos neura para a partida no Paraguai e o segundo jogo da semi. Afinal, somos líderes na Libertas, estamos na segunda fase da Primeira Liga, a um passo da Final… E o mais importante: há quatrocentos anos sem jogar bem… Nunca estivemos tão perto de começar a jogar de verdade… Acontecendo isto…
    Hermano Galo, César, obrigado pelas palavras. Tamo junto!
    Saudações Atleticanas
    Eh Galo!

    1. Saudações Rubens! Atleticanos sempre tem que estar juntos! Na vitória ou na derrota!
      Abraço!

  22. Parabéns TrileGalo, show a história de vocês.
    Discordo dessa de deslocar o Gabriel como volante. Muitas vezes criticamos aqui o Patric por jogar fora de posição. Agora o Roger está formando um novo Patric, o Danilo, joga em todos o lugares menos na posição dele que é a lateral esquerda. O que o treinador e comissão têcnica é preparar, instruir o garoto para uma melhor performance dentro de campo. Sou da opinião, me desculpe aqui a expressão, que cada macaco no seu galho. E procurar ser o melhor naquilo que escolheu
    Aqui é Galooooo p****

  23. TrileGALO ! Bica bicudo! Parabéns pelo grupo e pela iniciativa. O Galão está muito bem representado aí no sul!

  24. TrileGALO o que a união e a amizade de vocês fazem pelo GALO!!!! Parabéns!!!! Quanto ao futebol, Eduardo, não acha que está na hora do Gabriel, até mesmo para preservá-lo, dar lugar ao Felipe Santana???? Receio que com mais uma falha dele o queimará e perderemos, na minha opinião, um ótimo volante com o estilo do “General” que, mais na frente, pode ser a solução na marcação de nosso meio de campo!!!! O que acha???? SAUDAÇÕES ATLETICANAS!!!!

    1. Mário, tenho a mesma opinião, assim como gostaria de ver o Fabio Santos esquentar um banco para ver se volta a jogar bola. Claro que reclamamos muito do esquema tático do Roger mais todo esquema pra acontecer pelo menos 7 dos 11 jogadores tem que viver um bom momento e com esses suprir fase ruim dos demais. Acontece que no Galo tem muito mais de 4 jogadores enfrentanto uma fase ruim, quando um num erra outra erra e o esquema tático vai por água abaixo. Hoje pra mim Geovane, Fabio Santos, Robinho ( não acerta nem passe ), Gabriel, Leonardo Silva, Marcos Rocha . Praticamente todo sistema defensivo com exceção dos volantes. Não acredito que seja culpa do Roger ou do sistema, alias e culpa dele porque não tem peito de fazer as mudanças necessários. Se temos 6 jogadreos em mau momento, pelo menos 3 deles tem que ser substituído e urgente. Gabriel não da mais…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.