Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Atleticano não semeia intriga

Na sexta-feira fomos surpreendidos com faixas de “pseudo” Torcedores pedindo a saída do treinador. Ora, com todo respeito, ninguém – interna ou externamente – entre os Atleticanos, considerou esse movimento legítimo. A começar pela assinatura dos responsáveis, que se intitularam como “Galo Sempre”. Em primeiro lugar, não existe visível esse grupo entre nossa Torcida. A expressão é utilizada por quase a totalidade dos Atleticanos, e tem origem no carismático torcedor José Gomes Ribeiro – que atendia pela alcunha de Sempre.

Em que pese a instabilidade do time em campo, o Galo lidera o Brasileirão e tem consideráveis probabilidades de conquista do título e – caso não seja o campeão – no mínimo de vaga para a Libertadores do próximo ano. Em momentos como esse, “sempre” a Massa se aliou ao time em campo e conquistou objetivos. Pra não estender no passado, recorro a 2012, quando fomos “prejudicados” por erros inexplicáveis – como agora – e na partida final, após o apito do árbitro, seguimos na arquibancada até o encerramento de um Gre-Nal, que garantiu nossa vaga direta para a competição sul-americana.

O resultado, já no ano seguinte, foi a extraordinária campanha e a conquista inédita da Copa Libertadores das Américas. Então, caríssimas Atleticanas e caros Atleticanos, essa tentativa infrutífera de tentar tumultuar o ambiente entre nós, foi – obviamente – daquela gente não Atleticana. Somos milhões, mas temos a raiva e a inveja de uma minoria facilmente identificável.

Essa gente, aliada a outros fora dos limites do território mineiro – notadamente no eixo e com visibilidade nacional – não consegue digerir o sucesso de gestão e no campo do Clube Atlético Mineiro. Aqui, neste nosso minifúndio de espaço, onde o blogueiro tenta administrar e possibilitar voz ao Atleticano de verdade, insistentemente é invadido por fakes que a cada momento se utilizam de nicks falsos com a mesma intenção.

Suas infrutíferas ações, quando deveriam se ocupar com seus times e a situação de miséria que estão convivendo, insistem nesse besteirol sistemático contra o Galo. Covardes e sem identificação e mesmo personalidade, estão condenados não ao anonimato, mas sim a tempos de vida nas trevas do desprezo e insignificância. Aqui, seja no blog ou na gestão Atleticana, se debate temas de interesse do Galo.

A propósito, mesmo com uma campanha instável, depois de 23 jogos temos 13 vitórias e quatro empates (alguns inesperados) e sete derrotas (a maioria considerada até improvável), mas os 42 pontos asseguram a liderança, independente dos resultados deste final de semana. É isso que incomoda a esse tipo de gente desqualificada. Ao dizer isso, reafirmo meu respeito, a torcedores adversários que não fazem parte e tampouco concordam com essa prática marginal de tentativa de confronto.

Tenho muitos amigos que torcem para o América, Flamengo, Corinthians e até mesmo clubes menores destes estados e de outras unidades da Federação, mas que – diferente – agem nos assuntos relacionados à rivalidade. Entre nós, Atleticanos, sejam os otimistas ou até os menos animados com o time, não consigo identificar qualquer grupo que fosse capaz de uma ação inconsequente e covarde como essa de afixar faixas próximas à sede de Lourdes.

Pois bem, com o nocaute dados pelos Atleticanos de todas as origens aos imbecis da quinta-feira, seguimos unidos para a próxima partida. Será ainda no próximo final de semana, frente ao Internacional, uma entre as equipes que estão nas primeiras colocações. Pela situação atual, conforme registrei durante a semana, além do Galo, são candidatos ao título: Flamengo, São Paulo, Inter, Fluminense, Palmeiras e Grêmio.

Entre esses, ao que assistimos no atual momento, saí o campeão e os classificados para a Libertadores. Tanto pelo G4, vaga direta; quanto ao G6, que garante vaga na fase eliminatória do mesmo torneio. Lembrando que ainda existem duas possíveis vagas, através das Copas do Brasil e da própria Libertadores. Ambas asseguram o campeão na competição.

Em tempo: não vou utilizar imagens das fotos das faixas que esse tipo de gente afixou na região da sede de Lourdes, essas pessoas não merecem mais que o nosso repúdio.

*Foto: EM/UAI

27 thoughts to “Atleticano não semeia intriga”

  1. Para começar, um beijo carinhoso em quem entendeu meu comentário de ontem. Para quem não entendeu que ‘continue dedicando tempo e inteligência a alguns tolos’, que foi o que eu quis dizer, basta ler com boa vontade.
    Com faixa ou sem faixa, Confiança ou sem, gostem ou não, o dono do Clube já deixou claro que Sampaoli fica, ou, só sai se Ele quiser e pagar a multa. Não vou perder tempo com um tema já resolvido.
    Mudando o assunto,
    Eduardo de Ávila, nesse período de abstinência Galista sugiro que o senhor convide amigos para escrever alguns textos, que renove os ares do Blog. Nomes como o do Professor Procópio para alegria de todos – e delírio de alguns -, dos queridos Breno Galante, Paulo Silva, José Roberto e outros, principalmente Mulheres… Aqui está muito Clube do Bolinha.

    Ao Max,
    Obrigada pela gentileza da resposta. Tem blogueiro (?) que não responde pergunta direta, quiçá comentário aleatório.
    Bem, eu conheço um pouco do projeto de vocês, o Caldeira já disponibilizou e tive o cuidado de ler, gostei muito. A principio pensei ser impossível colocar em pratica, mas com o Rafael mais atuante no Clube e com as mudanças recentes começo a acreditar que dará certo.
    Quanto aos textos do Fala Galo, os únicos que tenho/tive o interesse de ler são os do excelente Professor Denílson Rocha, que faz parte do projeto de vocês.
    Há, sim, necessidade de repetir o mesmo assunto, a ação é um pensamento que se manifesta. Porém, é preciso tomarmos cuidado para não levarmos o receptor a apenas concluir “já vi isso, já li isso”, assim perder o interesse pela leitura. As únicas repetições sistemáticas que eu gosto são as da cultura védica.
    Chamou-me a atenção uma palavra sua, “desenlace”, estarei mais atenta aos seus textos.
    Um abraço.

  2. Fora Sampaoli!! Volta Vagner Mancini! O argentino Não fez nada demais! Apenas retomou nossa obsessão por vitórias e títulos. Eh medíocre, treinador comum. Se fosse bom mesmo, a gente não estava em primeiro lugar no brasileirão! Seríamos líderes do campeonato interplanetário! Fora Sampa! Prefiro o Marcelo oliveira ou o abelão! Não passa de um peladeiro que joga as camisas para o alto! Lateral tem q ser lateral, volante tem q ser volante, e falta um 9 e um 10! Bom mesmo era antigamente! Nada se cria, tudo se copia! Viva a obtusidade! SAN

  3. Oi Eduardo e Amigos, boa tarde!

    Perfeito comentário.

    Os autores dessas faixas não são de CONFIANÇA.

    Como dizia Zagallo, eles vão ter que nos engolir.

    Saudações Alvinegras,

  4. Boa tarde xará e amigalos! É isso aí Gurú! Tenho CONFIANÇA em dizer que essas faixas foram colocadas por gente da Série B! Isso não é Atleticano! Nosso momento é totalmente favorável. Tiramos proveito até da fase COVID que nos fez observar bons jogadores da base que até então não tinham chance de aparecer. Portanto deixemos as intrigas para os “SEM CONFIANÇA”….rsrsrsrs….BORA torcer pro BAHIA neste fim de semana minha gente!!!!

  5. Galo eh sempre Galo.

    Nao me surpreenderia se tal faixa tivesse sida colocado por pessoas vestidas de azul.

    Galao da massa campeonissimo na temporada mais competitiva dos pontos corridos e agravada pela COVID-19.

  6. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK… Muito bem, Galo Roberto!
    CONFIANÇA é tudo! Viva a CONFIANÇA, viva o CONFIANÇA!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK… Preciso rir, antes que acabe… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…
    GAAAAAAAAAAAAAAAAAALOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!

  7. Concordo contigo, Eduardo. O Atleticano não semeia TRIGO. Isso é coisa de gaúchos, catarinenses e paranaenses. Fora Éverson chama-gol! Rafael titular até o final do COVIDÃO/2020!!!

  8. Bom dia, Eduardo, Massa, Lucy e Sampaoli.

    É muito bom interagir com vocês nesse espaço!

    Exatamente o que você disse, Eduardo. Atleticano não semeia intriga. Uma coisa é aprovar mais ou menos um jogador, um treinador. Outra coisa é covardemente se aproveitar de um momento de instabilidade para jogar contra o patrimônio. O movimento da diretoria e mecenas em iniciar o processo de renovação do contrato do Sampaoli, ainda que tenha sido apenas simbólico, foi a resposta que essa gente precisava ter para ficar mais sossegada. Isso é coisa de gente cheia de vaidade.

    Também não acho que o Sampaoli seja revolucionário. Só está fazendo o Galo jogar bem, com vontade de vencer e de ser campeão. Depois dos últimos 5 ou 6 treinadores que passaram por aqui, acho que isso é suficiente. Não precisa revolucionar nada não. Futebol ainda é bola na casinha. E determinação para vencer sempre. Nada de se acoelhar. Nada de ficar na espreita, jogando por uma bola. É ir para cima mesmo. O esquema de jogo está certinho. Se o jogador erra gol debaixo da trave e se entrega a rapadura lá atrás isso está muito mais relacionado à qualidade dos jogadores disponíveis do que propriamente ao esquema de jogo idealizado. Treinador arma times, não faz milagres. E o nosso está muito bem armado para ser campeão. É o que penso.

  9. Bom dia,

    Não é só as redes sociais que trazem as tais Fakes , estamos vendo que inescrupulosos estão utilizando desde artificio para “tentar” desestabilizar, sem sucesso é claro.
    Ontem perdi longos minutos vendo o Confiança do Guilherme Castilho jogar, sim o termo esta correto, o Guilherme Castilho comanda aquele time, excelente jogador.
    O mais interessante foi comparar com o último jogo do Galo que ficou nítido que não existe um destaque nas bolas paradas, ele é o dono delas, só falta bater o escanteio e ir lá cabecear, como não tem jeito então meteu a bola direto no gol.
    Em 2020 temos uma equipe aguerrida e com esquema tático, partindo do princípio que no futebol tudo já foi inventado, pelo menos nosso treinador faz acontecer dentro de campo seu conceito e para isto treina seu comandados.
    Quanto a isto ele é muito diferenciado, estou com ele “sempre”, afinal já havia muitos anos que não via nosso time jogar tão bem, ser temido por todos, e nos dar tantas alegrias.
    Espero até mesmo ver uma continuidade do trabalho dele em 2021.
    Rafael até na Covid-19 foi camarada conosco, esteve titular até a volta do Everson, boa melhoras para ele.
    Ontem teve amigalo que perguntou e criticou a base, sugiro que procure assistir os melhores momentos do Guilherme Castilho no jogo do Confiança ontem.
    Bom sábado a todos!

  10. Bom dia!
    Tenho CONFIANÇA no treinador!
    Tenho CONFIANÇA na diretoria!
    Tenho CONFIANÇA, nos mecenas!
    Tenho CONFIANÇA no blogueiro que de forma magistral administra esse espaço divergente na política e na fé, mas unânime em favor do Galo!
    Tenho CONFIANÇA no jogador do Galo que fez gol pelo CONFIANÇA contra os que são contra a nossa CONFIANÇA!

  11. Bom Dia! Um verdadeiro absurdo! Embora – como mencionado – não foi coisa de Atleticanos. Se fosse Atleticanos, será que estão com saudades do Roger, Larqui, Rodrigo, Micale e muitos outros? As faixas foram expostas em via pública. Portanto, sem direito privado de proibir. Mais sera que ninguém identificou quem estavam afixado?

  12. Semana tensa em debates sobre time e treinador
    parece que vai se prolongar , haja vista a falta do
    time em campo .

    De minha parte volto a firmar posição quanto ao
    fato do Sampaolli nos ter devolvido a arte da luta
    e da vontade de jogar , tão somente .

    Essa história de endeusamento do indivíduo não
    me comove nem um pouco .

    Não trouxe nada de novo , tantos outros times
    jogam da mesma maneira, como o São Paulo , a
    praticar a saída de bola lá de trás .

    O Paranaense também jogou assim , e o que de
    alguma forma pesa a favor do Atlético vem a ser
    uma maior qualidade dos jogadores .

    Portanto , novidades em esquema de jogo pra
    mim é conversa mole , corre-se mais , e só .

    Até porque nas principais exibições do time no
    campeonato foi usado o velho e bom sistema
    de uma defesa que defende , um volante ali na
    frente da zaga , um meia armando e PONTAS a
    fazerem o jogo bem aberto .

    Muitos dizem que a conquista do título poderá
    fazer com que o Peladeiro se torne uma lenda
    do clube .
    Conquistar título tem mesmo esse poder , haja
    vista o Gabiru que , com o seu gol , fez o Inter
    campeão MUNDIAL

    Pois então , em termos de lenda , Gabiru é =
    ou > que um dia Sampaolli poderá vir a ser .

    Ah! , uma referência lendária no Atlético é o
    nosso saudoso Telê Santana , certamente .

    Pouca gente , no entanto , dá o verdadeiro
    crédito a quem MONTOU quase que todo o
    elenco que Telê recebeu : YUSTRICH l

    Pra mim , dentro do Atlético , dois nomes
    estão anos-luz à frente de todos os outros:
    YUSTRICH E BARBATANA !

    Como formadores de elenco sem fortuna
    para gastar eles são inigualáveis .

    E ajeitar uma maneira de jogar tendo em
    vista as características de seus jogadores
    faz deles duas SUMIDADES .

    1. Amigo Barata, concordo com voce. Barbatana, sim, conhecia futebol, sabia garimpar jogador na várzea , sempre esquecido por que não tinha a grife necessaria. Era do ramo

    2. Sábias palavras!
      Tem gente achando que Sampaoli é o melhor do mundo….. nem equilíbrio emocional pra ficar à beira do gramado ele tem.
      Somente um bom treinador, nada além disso!

    3. José Eduardo,

      Concordo em gênero, número e grau.
      A pouco tempo atrás mencionei aqui a falta que faz ter Barbatana no Clube.
      Evolução que vi com o Sampaoli foi apenas na vontade de ganhar. Lembrando que o Clube investiu quase R$ 200 mi em reforços para atende-lo.

  13. bom dia Eduardo e massa. grande texto Eduardo. passar o final de semana sem o jogo do é igual beber cervejas sem álcool. aff. penso eu quem colocaram a faixa do fora sampaoli deve ser uma cabulosa que está brigando para não cair para serie C e vai fazer 100 anos na série B. aja chacotas destas bibas de Minas. rsrs.concordo quando disse que. inter. grêmio. flamerda. flor e são paulo são candidatos ao brasileirão. mas cuidado com o grêmio e flamerda que melhoram muitos. o grêmio a poucas rodadas estavam no z4 e flamerda melhorou muito com o ceni. mas sou mais nosso galo. bom final de semana aos amigalos. segue o líder. a galo nos deixa sonhar. vai galooooooo.

  14. BOM DIA EDUARDO E MASSA ATLETICANA.
    DEFESA BOA GANHA CAMPEONATO , DESDE QUE O ATAQUE TAMBÉM MARQUE SEUS GOLS.
    ESTAMOS AOS POUCOS CONSEGUINDO VENCER A COVID , AGORA É HORA DE DAR UMA ARRANCADA E PARTIR DEFINITIVAMENTE RUMO AO TÍTULO.
    MANTER FOCO TOTAL E ULTRAPASSAR TODOS OS OBSTÁCULOS.
    NÃO PODEMOS MAIS COMETER VACILOS , CADA JOGO SERÁ UMA DECISÃO.
    ESSE BRASILEIRÃO 2020 É PRIORIDADE ABSOLUTA.
    VAMOS COM TUDO.
    GAAALÔÔÔÔÔ

  15. Atleticano não semeia intyriga. Pelo contrário , atleticano consola na dor. Cedinho, na padaria, na fila do pão, encontrei um cruzeirense que sempre dava um jeito de me encontrart no dia que meu time perdia. Passei a ele , CONFIANÇA no dia de hoje. Cabisbaixo, vendo a chance de acesso sumir e o fantasma da serie C tomando corpo , disse a ele que felipão devolveu pra eles, a CONFIANÇA. ele, que achava que o time ia embalar depois daquele embuste chamado chapecoense, senti muito nele, a falta de CONFIANÇA. Ontem, disse ele, patrc brey não me passou CONFIANÇA. Despedi me dele , com a frase; Confiança, dias melhores virão (ahahah)i

  16. Boa dia, Massa e Guru!
    Pois é Guru, para infelicidade desta gente sem noção e de até alguns colegas aqui de espaço, a massa está fechada com Sampaoli, e para desespero de alguns não só com ele, mas também com os Mecenas, Mattos e com o elenco.
    Estamos numa maré favorável que há tempos não víamos no clube e mesmo com alguns torcendo contra, vamos eliminando as ervas daninhas que insistem em tentar plantar crise no clube.

  17. Bom dia Eduardo, atleticanas e atleticanos que como eu ficam encantados com o futebol agressivo do nosso Galo querido. A minha faixa diz: Fica doidão. obrigado por trazer o Galo de volta.

    Vou reprisar, em parte, um comentário que fiz ontem à tarde dirigido ao AmiGalo Max Pereira. Sem discordar do título do seu artigo, digo que o doidão pode ser qualquer coisa menos doido, bobo ou burro. E também não é revolucionário. Não se discute o fato dele trazer mais graça e alegria ao futebol do Galo após, nesses últimos cinco anos treinadores diversos tentarem sufocar a essência do nosso time com esquemas feios e despidos de emoção.

    Porém, quem conhece o time alvinegro e sua história sabe que ele sempre foi aguerrido e lutador. Não é à toa que o Mangabeira escolheu o galo como símbolo desse time. E o doidão só está restabelecendo nosso DNA. Uma pesquisa simples mostrará que o Galo sempre esteve entre as melhores artilharias dos campeonatos e torneios que disputou e também com as piores defesas. Não há novidade nisso hoje. O Galo poderá ser o campeão deste brasileirão simplesmente estando atento à sua história e aperfeiçoando um pouquinho só o seu modo de defender-se, sem relaxar na agressividade que tanto nos encanta e sempre foi a sua marca.

    O doidão seria realmente revolucionário se desenvolvesse um esquema tático que aliasse essa agressividade tão saudável a um sistema defensivo eficiente. E nem precisaria inventar ou criar alguma coisa. Bastaria estar atento e copiar o que a seleção francesa fez na última copa do mundo. E resguardadas as devidas proporções temos no elenco do Galo hoje, jogadores que se assemelham aos craques franceses. Vou dar um único exemplo. Mbappé e Keno.

    Todos amamos o Galo por causa desse seu modo impositivo de ser. Não amamos por causa de títulos e sim porque ele luta de forma afirmativa em busca de títulos e mesmo quando não os vence encanta-nos. O DNA do Galo não aceita a passividade assim como nós também não a aceitamos. O Galo é vivo e ativo seja qual for a circunstância.

    Defesas ganham campeonatos. Não há dúvida quanto a isso. Mas, não ganham sem um ataque que funcione. Portanto, bola na rede lá na frente e bola pro mato lá atrás porque isso é campeonato.

    Um ótimo sábado para todos nós atleticanas e atleticanos amantes do bom futebol. Sem Galo no domingo, só a Stella prá me consolar.

    O GALO ESTÁ VIVO E ATIVO E VAI BUSCAR ESSE CANECO DOA A QUEM DOER.

    1. Prezados Ávila, atleticanas e atleticanos!
      Caro Paulo Silva!
      Não só sou partidário do seu bordão fica doidão, como acrescentaria: Vamos doidão fazer do galo um campeão!
      Um bom de semana para todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.