Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

A volta do Mineiro e promessas da base

Uma luz no fim do túnel sinaliza que a volta do campeonato Mineiro ocorrerá a partir de 26 de julho. Os jogos, com portões fechados, deverão acontecer todos numa única sede. Belo Horizonte deverá ser esse local, uma vez que além da infraestrutura para abrigar as equipes, três entre as doze estão sediadas na capital.

Não vejo nenhum outro município em Minas Gerais, com estádio (ainda que fechado) ou centro de treinamento capaz de abrigar as 18 partidas que faltam, em seis datas, num curto espaço de tempo. Mesmo aqui, em função da geração das transmissões, apenas os estádios Mineirão e Independência, além do SESC Venda Nova estariam aptos para essa eventualidade.

Ao que li, os três centros de treinamentos dos times de Belo Horizonte poderiam ser uma opção. Não creio, embora essa sequência necessite da autorização do teimoso prefeito Kalil. Sendo assim os únicos CTs fora da capital seriam o do Galo e o do coelho. Vespasiano e Contagem, respectivamente.

Ao que foi anunciado, essa conclusão do Mineiro ocorrerá independentemente da evolução da covid-19, o que – a meu entendimento – vale, caso não se agrave a situação reinante. Evidente que, se ocorrer uma segunda onda de contaminação, como já vem acontecendo na China e Alemanha, novas e duras medidas deverão ser adotadas no mundo todo. Por isso, o isolamento é fundamental, se tivesse sido assim desde o início – creio – a flexibilização estaria mais avançada.

Isso é discussão que não cabe ao nosso espaço, que quer tão somente a volta do Galo aos gramados. Confesso que fiquei um tanto desapontado, tinha convicção que na primeira quinzena de julho já estaríamos vibrando com o novo time do Galo. Mas, dizem, será o pico do coronavírus por aqui.

Nesse novo Galo, ao que estamos acompanhando, podemos depositar boas expectativas. Keno, que mencionamos aqui no sábado pela informação do bom amigo e Fonte Boa – Antônio Melane – parece já estar a caminho da Cidade do Galo. Ele e os demais reforços anunciados e a confirmar – entre eles Junior Alonso – formarão o nosso elenco para o restante da temporada.

Vejo com boa expectativa, até porque os garotos da base que deverão ser aproveitados ainda ao longo deste 2020, criam uma grande esperança de novos tempos na revelação de profissionais. Ao contrário de momentos recentes, que Fred e Tabata só foram brilhar depois de escaparem pelos nossos dedos, uma safra interessante está em transição.

Para a zaga são três promissores jogadores: Vitor Mendes, Leonardo Gríggio e Gustavo Henrique. Os meio campistas: Neto (que encantou na única oportunidade que teve no profissional) e Alessandro Vinicius, Lá na frente, eu, pessoalmente, coloco muita fé no Felipe. Mencionei alguns, mas existem outros sob a orientação do Leandro Zago e o acompanhamento do Carlos Desio – indicação de Sampaoli – como o elemento de ligação entre esses jovens promissores a serem aproveitados.

Propositalmente, deixei para a última menção outro nome entre esses jovens. Seguramente o mais novo, com apenas 16 anos, Savinho vem encantando a todos. Essa joia, pelo que li, ouvi e vi, tem tudo para ser um grande destaque no Galo, no futebol brasileiro e mundial. Ontem, com alguns que conversei, mencionei que ele é uma mistura de Reinaldo (que estreou nessa idade no time principal) e Ronaldinho Gaúcho.

Esses dois jogadores, ao que vi de Galo em toda minha vida, foram os maiores gênios que vestiram a camisa Atleticana. Ambos com reconhecimento mundial. O Rei, noutra época e caçado por zagueiros assassinos, encerrou prematuramente sua carreira. O R10 ainda emociona ao Torcedor contemporâneo com sua passagem entre os anos de 2012 a 2014 aqui em Belo Horizonte.

Savinho, se for bem orientado, poderá explodir ainda este ano para o futebol. Curioso a seu respeito, recebi de pessoas amigas muitas imagens dele no Galo e na Seleção Brasileira de base. Preparem o coração. Quem viu o Rei ser lançado e vibrou com Ronaldinho, aguarde que o melhor está por vir. Só saber com quem andar. Por exemplo, longe de jogadores que privilegiam uma farra à carreira. Recado dado!

*fotos: EM/EM

8 thoughts to “A volta do Mineiro e promessas da base”

  1. Vamos deixar de sermos viuvas do Tabata. Vejam os números após sair do Galo para jogar pelo Portimonense único clube que defendeu na Europa por 4 anos: 82 jogos e 7 goals 15 cartões amarelos e 1 cartão vermelho. Jogador mais do que comum e que saiu pelas portas dos fundos. Por que valorizar um jogador com um cartel desse sem brilho ?

  2. Calma, Eduardo. Comparar o menino com Reinaldo e Ronaldinho é cedo. Devagar com o andor. Pode vir a ser um craque internacional, mas por enquanto está tomando mamadeira no mundo do futebol.

    Sobre as contratações, estou satisfeito. O time está encorpando e sendo montado pra brigar por títulos. Se vai ganhar ou não depende de outros fatores, inclusive a sorte, mas a disputa entre os grandes está garantida. Confio demais no Jorge Sampaoli.

    Sobre os mecenas, tudo indica que resolveram investir pesado no Galo. Não tenho noção de quanto irão cobrar lá na frente e não sei por qual motivo estão tão agressivos no mercado. Mas o fato é que Ricardo Guimarães (BMG) e a família Menin (MRV) recolocaram o Atlético em evidência e já tem muita gente tremendo de medo.

  3. Pois é meu amigo.
    Os que reclamam têm complexo de Hard a hiena. Oh dor! Oh vida!
    Mas quem sabe depois de lerem a linha abaixo, poderão refletir melhor?

    Rafael, Guga, Gabriel Igor Rabelo e Arana, Alan, Jair e Alan Franco, Kenon, Tardelli ,Savarino e se o inconsequente quisesse levar o futebol a sério, ele seria a peça faltante neste time.

  4. Boa tarde a todos!
    Lendo, ouvindo e assistindo reportagens a respeito do Galão da Massa, percebo que grande parte da mídia está torcendo para tudo dar errado no nosso time. Será que é medo pelo elenco que está sendo montado, ou respeito? Fato é, abram o olho, pois agora temos técnico e estamos montando um ótimo elenco.
    De momento podemos ter a seguinte escalação, Rafael; Guga; Rabello; Gabriel; Arana; Allan, Léo Sena; Allan Franco; Savarino, Keno e Tardelli.

  5. Até que enfim existe um técnico de verdade no Galo. Algo que pedíamos desde 2015. E um Diretor de Futebol que entende do assunto. Ainda bem! Parece que aprenderam com os sucessivos erros. A lista de dispensa refletiu exatamente o que o torcedor pedia, desde o fim do ano passado, dando mostra que agora as coisas são diferentes no Galo. Quem não produzir, tá fora. Acabou o chinelinho, a enganação, o spa, a indiferença frente as derrotas. Depois de criticar muito o presidente, AGORA ele acerta e merece elogios. Adotou a mentalidade vencedora e mesmo diante das dificuldades está montando um time capaz de brigar pelo título no BR. Dívidas antigas vem sendo equacionadas, notícia hoje do pagamento do Rafael carioca. Só espero que os salários sejam pagos com pontualidade, atrasos atrapalham o ambiente e este ano pensamos grande. Vamos Galo!

  6. Boa Tarde,

    Quanto ao retorno, julgo dia 26/07 muito tarde, dia 15/07 estaria de melhor tamanho, com o Brasileiro começando em 01/08.
    Estamos falando de vidas então fiquei ontem pensando e até entristecido ao ver as moças trabalhando no caixa do supermercado, passando pessoas e mercadorias a todo tempo, e sem efetuar teste em ninguém, daí, futebol fica esse mi…mi…mi… Aff.
    Quanto ao aproveitamento dos jogadores da base, concordo com o “ANGELOML” as contratações em todas as posições podem tirar a oportunidade de jogadores da base, só completando, em 2019 não foi o Marquinhos, tivemos o Clayton e o Michael também.
    Concordo quando contratam jogadores com a idade de 21 anos, porém questiono o quanto estes jogadores possuem de experiência a mais do que os da nossa base.
    Torço tremendamente pelo sucesso do Galo e em especial dos jogadores da nossa base, gostaria de ver vários tendo oportunidade, realidade mesmo para este ano julgo que será apenas o Marquinhos e o Bruno Silva, com a ressalva que o Bruno veio da Chapecoense e ainda não é do Galo, mas, possui preço fixado.
    Mais jogadores chegando, Keno é do Galo, excelente contratação.

    Boa quinta a todos!

  7. Prezados Ávila, atleticanas e atleticanos.
    Espero que se concretize o aproveitamento dos jogadores da base do atlético. Existem jogadores promissores que só podem dar resultados se forem testados. Mas, pelo andar da carruagem, com tantas contratações, a exemplo do ano anterior, não antevejo essa certeza. No ano passado, apenas Marquinho teve uma sequência no time principal. Espero que este ano seja diferente e que possamos ver alguns promissores jogadores virarem realidade. Futebol, quem tem, tem! Todos os bons jogadores começam cedo, não precisam temer queimar jogador. Exemplos temos ao monte, no próprio galo! Sempre fui partidário de se utilizar a base como ponto de partida, com inserção de alguns jogadores experientes, desde naturalmente, que tenham bola para tanto e ao que parece, alguns tem. Vamos colocar no banco para ganhar experiência dizem alguns! Experiência só se adquire, jogando. Não existe ganho de experiência apenas observando. Vamos dar crédito ao Sampaoli, mas gostaria de ver os jogadores da base tendo oportunidades e não privilegiar medalhões que foram comprados. Breve, muito em breve, mais precisamente dia 26 de julho, começaremos a ter certeza da evolução do time do galo, com a obrigação de ganhar o mineiro para ser o ponto de partida rumo à glória do campeonato brasileiro.
    Hoje e sempre, galo.

  8. Saudações ALVINEGRAS.
    Saudades deste espaço e saudades demais do Galo.
    Meu tempo está curto pois estou Ma linha de frente aqui na minha cidade.
    Mas meu coração aperta de saudade do Galo.
    Vou falar isso aqui sempre.
    Será que os perfeccionistas de plantão aqui do blog e torcedores que só reclamam agora entendem que para nós,Amantes do Galo o simples fato dele existir já nos preenche a alma.
    Claro que querendo vitórias e títulos, mas o amor pelo Galo e muito maior que tudo isso.
    Que saudade do Meu Galo mais lindo do mundo .
    Vem coisa boa por aí. Tenho certeza. Estamos montando um bom elenco e temos treinador de verdade.
    Grande abraço ilustre escriba e continue se cuidando .
    Saudações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.