Skip to main content
 -
Eduardo de Ávila
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

A falta que a Massa faz

É hoje, pelas semifinais do Mineiro e tendo pela frente a mesma Tombense – vice-campeã do ano passado – o novo teste para nossas expectativas da temporada 2021. A ausência de Torcida nas arquibancadas, desde o início da pandemia, tem sido muito prejudicial aos clubes e, notadamente, ao nosso Galo.

O time Atleticano, ao longo de 113 anos, sempre foi empurrado pela Massa. Foi assim que construímos nossa história, o que deixa uma minoria cabulosa com inveja pelo caminho. O Atleticano já levou o time a grandes conquistas e muitas viradas dentro de campo. O estádio vazio é muito depressivo.

Tenho ido aos jogos, na condição de jornalista credenciado, e confesso que é muito triste. Fico observando as cadeiras vazias e imaginando como seria diferente com a presença do Atleticano e o nosso grito empurrando os jogadores dentro do gramado. Vai passar! Já está passando!

Vamos aguardar o que o treinador Cuca nos reserva para a partida e, em função das escolhas, qual a expectativa para o difícil compromisso de terça-feira pela Libertadores. O mês de maio, que começa hoje, será importante, pois tem a decisão do título Mineiro, o fechamento da fase de grupos da Libertadores e o início do Brasileiro.

Para os dois primeiros, nenhuma nova inscrição é permitida. Já para as fases seguintes da copa continental e do nacional, aí sim, ainda sonhamos com alguns reforços. Especialmente para o setor defensivo. Para tanto o presidente, diretoria de futebol e treinador, devem, imediatamente, resolver essa questão.

O calendário é apertado, até desumano, pois se hoje tem Tombense e no meio da semana o Cerro Portenho, já na outra semana será a vez de novamente pegar o time de Tombos. Caso o Galo se classifique para a final do Mineiro, o que é esperado e desejado pela Massa, segue a maratona com jogos nos finais de semana pelo estadual e no meio de semana pela Copa Libertadores. Nesse caso, dois jogos seguidos fora de Belo Horizonte, América de Cali (13 de maio) e de novo o Cerro (19 de maio).

Elenco temos para conquistar o título regional e chegar à primeira colocação do grupo H da Copa organizada pela Conmebol. Espero que não falte o fundamental para isso: comprometimento e profissionalismo.

Reitero que hoje, no Independência frente a Tombense, será uma grande oportunidade de a equipe demonstrar vontade e tesão por conquistas. É só isso que ouço a Massa pedindo por onde passo e converso. Se os jogadores entrarem em campo, sentindo como se o Torcedor estivesse na arquibancada os motivando, seguramente vamos alcançar nossos objetivos.

Nada melhor que o 1º de maio, dia do trabalho, para mostrar seu valor.

*fotos: Pedro Souza/Atlético

Em tempo: estarei com nosso amiGalo Breno Galante numa live pré-jogo, hoje de 11h30 até 12h30. Te aguardo!

Para assistir a live, clique aqui.

27 thoughts to “A falta que a Massa faz”

  1. Fora Cuca! Fora Hulk! Fora o amanhã! Viva o ontem! Renato Gaúcho de bobeira no mercado, ele é a “cara do Galo”. Eh ídolo dos nossos dois maiores rivais, por acaso. E daí, se ele sempre escUlhambou e desrespeitou o Galo, o importante é ganhar (mas fora Cuca, que ganhou!). Uma pena a Massa nao estar no campo! Massa? Massa? SAN PS: Krig ha bandolo (cuidado com o monstro sist).

    1. Ps 2: maior barata ver uns panguás discursando que o importante eh o futebol praticado no campo , mas os mesmos “sábios” elegendo o discurso dum reserva como o gol do título da Libertadores! Eu desconfio! Vcs nao? SAN PS: da falácia, claro, pois o título eh fato! SAN2

  2. Boa Noite,

    Futebol é realmente um esporte medido em números.
    Uns somam os Gols
    Outros as assistências
    outros os cartões
    E agora temos o que soma expulsões dos companheiros por sua culpa.
    AFF
    O que realmente não muda é treinador teimoso….

  3. Hulk, uma assistência, um pênalti sofrido e um golaço. Como é bom queimar a língua em se tratando de Galo!

  4. Finalmente temos um goleiro milagreiro. Mateus Mendes!

    E o Tchê Tchê, hein? Até quando essa bosta vai continuar entregando sob a complacência desse bosta desse treinador?

  5. Prezados Ávila, atleticanas e atleticanos!
    Sigo o relator!
    “O atleticano já levou o time a grandes conquistas e muitas vitórias dentro do campo”
    A presença do atleticano pode não configurar a certeza da vitória, mas configura, com certeza,a necessidade do empenho dos jogadores nos 90 minutos.

  6. boa tarde Eduardo e massa. aqui os jornais portugueses esportivo levou o bunda grande no patamar depois dos 2 gols feitos no meio da semana pela libertadores. espero eu que que o bunda grande continua a fazer os gols. hoje vencer e vencer e que cuca pardal põe os melhores e por favor o keno bichado está na hora de ir para o banco de reservas. ótima semana a todos amigalos. vá galooo.

  7. Boa tarde! De vez em quando dou uma “folheada” aqui no blog pra relembrar as vezes que participava; mas quando vejo posicionamentos como a “viuvez” de grande parte da torcida por Tardelli,. Rever; ciclano culpando zagueiro que nem está jogando como o Gabriel, fulano exigindo milagres do goleiro que sequer cometeu falhas até hoje vestindo a camisa do CAM, beltrano que recomendou Pato e Ganso como opções de contratações, perdão ao CUca por causa do problema de saúde mãe (assumiu por que então?), aureliano pedindo volante cão de guarda, Nacho virou mago por jogo contra amadores do interior de MG,……melhor ficar ausente mesmo viu!

    1. Que isso Otávio, não exagere!

      Realmente tem uns doidos que “não” acompanham os bastidores do Galo, nem o dia-a-dia (como eu; nas não sou doido!)… que dizem o que lhes vêm à mente.
      Mas no geral as resenhas são bem interessantes e às vezes até engraçadas. Como a tua, por exemplo.
      O importante é não perder o bom humor e a gente lembrar que o futebol existe para alegrar, divertir e interagir esporadicamente.
      Obs. suas observações são sim, bem sensatas! Valeu!!!

  8. Se torcida ganhasse nos tinha títulos. Torcida é bom pra encher os bolsos jogador. Hulk passando pandemia vai querer outro aviãozinho.

  9. A obrigação da vitoria está toda com o favorito ao título do Mineiro, portanto, Cuca e seus comandados devem fazer valer da superioridade do nosso CAM e vencer a Tombense…

    A torcida Atleticana espera ver um time pilhado e um futebol que nos anime a sonhar com conquistas ainda em 2021…

    Deixa o tal Caetano com suas teorias pro ano que vêm, porque pra nós, o ano que está valendo é esse de hoje e temos muito o que disputar até Dezembro!!!!!

  10. Bom dia!
    Acabei de ver uma reportagem dizendo que Jair nem foi relacionado, mas Tchê Tchê tá lá firme e forte. É o novo Richarlyson.
    Eu detesto treinador burro e teimoso!

  11. Quando é dia de jogo do galo , tudo fica diferente, bom demais. Os outros acontecimentos do dia se tornam banais, irrelevantes. A cereja do bolo do dia é a hora que a bola rola , jogo do galo. A corneta cessa, a puteza fica pra trás, hora de sentar na frente da tv e torcer , hora de mandar bons fluidos , hora de professarmos nossa profissao de fé, devotos abnegados e verdadeiros torcedores, que somos, do Clube Atletico Mineiro , galo forte e vingador. Tomara que hulk arrebente, agora é pessoal , vi infiltrados junto com atleticanos fazendo uma verdadeira perseguição a ele, no deboche , já do quero quero mão falam nada. Arrebenta, hulk

  12. Bom dia, prezados atleticanos

    Em 04.03.2021, na cidade de Tombos, o Galo ganhou de 2×1 com gols de Marrony e Gabriel.

    O Interino Lucas Gonçalves escalou o time assim: Rafael, Mariano, Gabriel, Igor Rabello e Dodô; Dylan Borrero (Neto), Zaracho e Calebe; Sávio (Echaporã), Marrony e Felipe Felício.

    A decisão mais adequada é preservar a maioria dos titulares para o jogo decisivo contra o Cerro Portenho. O time paraguaio, historicamente, joga bem contra o Galo. Time cascudo. Com todo respeito ao Tombense, os “reservas” têm totais condições de ganhar o jogo. E bem.

  13. Salve massa e Guru!

    Se a massa estivesse em campo, seguramente o Quero Quero já teria ido pra reserva, o Vargas já estaria longe da cidade do Galo, o Cuca já teria sido chamado de burro, o Zaracho já seria titular deste a primeira partida e o Alan no time não iria entrar, já teríamos um novo zagueiro e um novo centro avante!
    Mas o nosso futuro no ruralito e na liberta passa muito pela melhora na espinha dorsal do time que desde o final do ano passado perderam a força. Junior Alonso, Arana, Jair e Keno formavam nossos pilares de técnica coadjuvados pelos demais. Foi só o futebol de eles desaparecer que o time foi pro buraco. Espero que voltem logo!

  14. Bom dia xará e amigalos! Conquistar ou não o campeonato mineiro não mudará e absolutamente nada na vida do GALO. Ano passado chegamos em primeiro. Mudou alguma coisa? Subimos de nível? A obrigação de vencermos o rural se dá pelos milhões investidos neste time e pelos adversários de séries B, C e D, além do Mequinha que seguramente voltará pra B em 2022. Ainda tenho os dois pés atrás com esta equipe do GALO. A defesa continua tirando o sono da torcida. Galo tem que vencer o Cerro aqui se quiser classificação. Vencer fora, com a defesa que aí está, é quase impossível. Galo 3 x Tombense 0.

  15. Prezado Eduardo e demais amigalos,

    Que a torcida é apaixonada não se discute e com certeza estaria lotando o estádio, entretanto, a recíproca não é verdadeira, ou seja, a diretoria não está nem aí para o torcedor que serve apenas para comprar produros oficiais e fazer o GNV, no mais um abraço.
    Se nos dessem ouvidos jogadores tipo Guga, Allan, Rever, Mariano, o técnico roedor de unhas não estariam aqui.

  16. Bom dia Ávila. Bom dia a todos. Respeitosamente eu discordo demais dessa lenda urbana de que a torcida empurra o time para grandes conquistas. Fosse assim, na final do Brasileiro de 77, nas semifinais de 79, 85, 87, quando fomos eliminados com o Mineirão lotado por Inter, Coritiba e Flamengo, na final da Copa do Brasil contra o Gremio, em eliminações de Copa do Brasil contra o Brasiliense, os resultados seriam diversos, vez que a torcida estava presente. Em 1950 e em 2014, a seleção brasileira perdeu Copas do Mundo no Brasil com.estadios lotados. Uma das grandes alegrias que tive foi uma Vitória do studiantes contra o rival, no Mineirão lotado. Em 2012 fizemos uma campanha pífia fora de casa e perdemos o brasileirão e aí ficamos vendo a imprensa e os jogadores dizendo que o time sente a falta da torcida, para justificar a fraca campanha fora de casa. Precisamos sair disso: times campeões jogam e se impõe , dentro e fora de casa. Creio até que se impor diante de um estádio lotado de torcedores rivais, é muito legal também. Em 1971 o Galo foi campeão no Maracanã lotado de Botafoguenses. Em 1980; Reinaldo calou o Maracanã lotado de Flamenguista. Ir ao estádio é muito legal, mas torcida , na minha opinião, não influencia tanto assim. Nosso problema não é a falta da massa. É a inexistência de uma defesa sólida e de um centrovante que faça gols. Com Mariano, Rever, Igor RABELO, Gabriel, Everson e Alan pode lotar estádios que não iremos a lugar nenhum. E com sasha e Vargas com a camisa nove não tem jeito. O Hulck com a nove é uma aposta. Agora se contratarem o Pedro do Flamengo, dois zagueiros ( Jemersson e otamendi) e um volante de marcação e um lateral direito aí sim teremos time para ganhar em qualquer estádio. Ficar confiando na força da torcida, rezando e roendo unhas vamos ficar comemorando bicampeonato mineiro e torcendo por inauguração de estádio e permanência do rival na série b. Nosso time tem limitações óbvias.

    1. Boa tarde Eduardo Guru e demais Atleticanos e Atleticanas.

      O E. Ávila é um Atleticano consciente e apaixonado incorrigível.
      É óbvio que ele, o Ávila, sabe tudo sobre o Galo mas usa estratégia de não causar desarmonias e maus entendimentos.
      Eu sou “um pouco” como ele: vejo que sem o calor da torcida a gente fica “meio que enfraquecido”. Sei lá, é o jeito de ser.

      No entanto caro Domingos Sávio, tenho que concordar que você está certo, ‘também!
      Em 1977 eu estava lá no Mineirão assistindo Galo x sp; e eu e meu irmão tínhamos certeza de que seríamos campeões. O estádio estava lotado e a torcida enlouquecida de tanto gritar e cantar. A gente sentia que era impossível perder aquele jogo; mas perdemos.
      Os pênaltis que Márcio Paulada e Cerezo perderam foram como dois socos na cara e no estômago. Fomos literalmente nocauteados!
      — Realmente… torcida ajuda pacas, mas bons jogadores e acertar o gol é muito mais importante.
      Parabéns pelo comentário!

    2. O GALO

      O GALO não existe, o GALO é…

      É alma, espírito, coração…

      É a encarnação da raça, da briga, da luta…

      É o preto e o branco a formar a Massa, maluca beleza…

      É o Escudo, tatuado coração, a pulsar a nossa atleticanidade…

      É o Manto, a vestir a alma a alvinegra, a nossa pele preta e branca…

      É o Hino, da boca da Massa, a baixar o espírito naquela gente, louca,…

      É o lutar – lutar – lutar, o nosso mantra, de guerra….

      É o vencer – vencer – vencer, o nosso ideal, de vida…

      A Massa é a nossa tribo, nosso povo, nossa nação…

      A charanga nossa voz…

      A Arena é nosso Canto do Galo, a nossa pátria de esporas do Galão da Massa…

      O GALO não existe, o GALO simplesmente é…

      É nunca desistir, é sempre acreditar…

      Nós somos o Clube Atlético Mineiro…

      Uma vez até morrer!!!

      Aqui é Galo, p@##@@@!!!

  17. Bom dia, Canto do Galo!
    Acho que hoje é importante fazer um bom resultado, para deixar a classificação encaminhada.
    Na próxima semana teremos que viajar e será importante poupar o Nacho, Arana e Júnior Alonso, nossos melhores jogadores, já que Zaracho não joga, pois está lesionado.
    Que o Cuca apresente-se mais determinado, não nos deixe receosos.
    Que os nossos pontas busquem a linha de fundo e deixem de só fazer jogadas pelo meio.
    Que o nosso goleiro se preocupe mais com os fundamentos de sua posição e deixe de jogar adiantado.
    Que o Tchê Tchê deixe de ser “Perninha” , como disse seu ex técnico, Fernando Diniz.
    Um 3×0 hoje seria um bom resultado para o planejamento da próxima semana.

  18. Bom dia, Eduardo,
    atleticanas e atleticanos.
    Hoje tem jogo do Galo.
    O dia será feliz,
    o sol estará mais brilhante,
    o coração palpitante,
    transbordando emoção.
    Pois, é jogo de decisão.
    Com o Galo em campo
    a cerveja gela mais depressa
    e desce mais gostosa,
    e qual seja a comida deste sábado,
    estará deliciosa.
    Toda conversa é boa
    e de qualquer piada
    a gente ri à toa.
    É dia de curtir amigo
    e até a sogra é benvinda
    trazendo o cunhado consigo.
    Nada atrapalha um dia de jogo do Galo,
    a não ser o próprio Galo.
    Mas hoje não tem perdão,
    será jogo de um Galo
    com pinta de campeão.

    1. Uau…muito bom, lindo…
      Um poeta entre os torcedores do Galo!
      Mas é dia de curtir sim, com certeza
      e com a esperança de que o Galo vai vencer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.