Próxima temporada será crucial para Varejão

Publicado em

Tendinite patelar no joelho esquerdo e entorse no tornozelo esquerdo (2004/2005). Deslocamento do ombro direito (2005/2006). Distensão no pescoço (2006/2007). Outra entorse no joelho esquerdo (2007/2008). Dor no pulso direito e no tendão do pé esquerdo (2008/2009). Dor no quadril (2009/2010). Fratura no maxilar, dor torácica e rompimento no ligamento do pé direito (2010/2011). Fratura no pulso direito (2011/2012). Fissura no quadríceps próximo do joelho direito e embolia pulmonar (2012/2013).

A lista assusta pela diversidade de lesões em tão pouco tempo. Não bastasse o golpe de ficar afastado das quadras na melhor fase de sua carreira, após cirurgia no quadríceps, o pivô Anderson Varejão foi diagnosticado com um coágulo sanguíneo no pulmão direito e está fora do restante da temporada da NBA pelo terceiro ano seguido. Ele precisará se medicar por três meses para se recuperar da embolia pulmonar.

Varejão, que não jogava desde a lesão no joelho, tinha média de 14,1 pontos e 14,4 rebotes em 25 partidas pelo vice-lanterna Cleveland Cavaliers. É um atleta carismático, que joga com muita energia. A diretoria do Cavaliers tem dado apoio ao jogador, assim como a torcida. “Sabemos que competidor ele é. Ele tem nosso apoio total e aguardamos ansiosamente por seu retorno”, informou o diretor-geral, Chris Grant.

Em nove temporadas, Varejão desfalcou o Cavs por mais de 200 jogos por causa de lesão.

Varejão tem 31 anos. Os dois próximos anos serão cruciais para sua carreira. O Mundial de Basquete será agosto do ano que vem, na Espanha, e a Copa América, que garante quatro vagas, vai ser disputada em agosto/setembro, na Venezuela.

A expectativa é que o capixaba confirme o bom basquetebol durante a próxima temporada da NBA, de preferência nos 82 jogos, sem lesão. Jogador de grupo e experiente, ele é peça importante para o ciclo olímpico da Seleção Brasileira. Em 2016, terá 34 anos. No entanto, se não conseguir se firmar fisicamente em quadra até meados de 2014, quando estará beirando os 33, sua carreira pode ficar seriamente ameaçada.

A torcida é pela recuperação. Força, Varejão.

Foto: Christian Petersen/AFP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *