O grande encontro

Publicado em

De São Paulo

TRINTA E NOVE títulos de Grand Slams em uma só foto. Hoje à tarde, no Ibirapuera, em São Paulo, Roger Federer se encontrou com Gustavo Kuerten e Maria Esther Bueno. Maior vencedor em torneio de simples de Slam da história, com 17 títulos, Federer aproveitou para elogiar a brasileira, que colecionou 19 taças – entre simples (sete), duplas (11) e duplas mistas (1) – nas décadas de 1950 e 1960. “Prestes a jogar tênis com Maria Esther Bueno. Ela ganhou 19 títulos de Grand Slam. Ela ainda joga incrivelmente bem!”, escreveu o suíço em seu Facebook.

Federer, que joga pela primeira vez no Brasil em uma turnê de exibição, também não poupou elogios a Guga, que o derrotou nas oitavas de final de Roland Garros’2003, por 3 a 0 – um dos últimos resultados expressivos do catarinense. “Tão bom ver o incrível Guga”, escreveu sobre o brasileiro, tricampeão no saibro francês (1997, 2000 e 2001). Em entrevista, questionado sobre ídolos brasileiros do esporte, Federer citou Guga e Ayrton Senna. 

YOUTUBE O Sportv e o Bandsports estão transmitindo todas as partidas da Federer Tour. A Band mostrará o confronto entre Federer e Jo-Wilfried Tsonga, amanhã, às 21h30. Para quem quiser acompanhar pela internet, o novo canal do suíço no Youtube vai mostrar todas as partidas dele durante a turnê sul-americana.

PÊNALTI De folga das quadras nesta sexta-feira, Federer visitou a comunidade da Penha, em São Paulo, para assistir uma partida de futsal entre crianças do local. Ao final, tentou duas cobranças, acertou um e errou outra.

CAMBISTAS Do lado de fora do Ginásio do Ibirapuera, os cambistas estão ávidos à procura de clientes. Ingressos da quinta-feira e sexta-feira, que custam R$ 500 (cadeira superior), chegaram a ser comercializados até por R$ 300 por causa da baixa procura. Os de sábado, dia de gala da exibição, estão em falta, segundo alguns cambistas. Mais cedo, o Superesportes, publicou matéria em que a organização defende o valor dos ingressos.

ELOGIOS “Eu fico impressionado cada vez que o enfrento. Só neste ano foi a terceira vez. Ele é bastante dedicado e isso dá resultado no longo prazo. Bellucci é um grande jogador, tem potencial para ser Top 20. Sei que ele está trabalhando duro e, se continuar assim, pode chegar lá. E quem é Top 20 pode a qualquer dia ser um número 10 ou 9 do mundo.”  Roger Federer, que venceu o brasileiro, por 2 a 1, no Masters 1.000 de Indian Wells e no ATP 500 da Basileia, e perdeu pelo mesmo placar no jogo-exibição, quinta-feira.

Fotos: twitter/GugaKuerten e facebook/rogerfederer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *