Lakers tem que vencer dois a cada três jogos para escapar da eliminação

Publicado em

O Los Angeles Lakers está muito perto de protagonizar um dos maiores vexames da história da NBA. Com três jogadores na lista dos 10 mais bem pagos da liga – Kobe Bryant, Dwight Howard e Pau Gasol recebem, juntos, nada menos que R$ 135 milhões por temporada –, a franquia está em 12º na Conferência Oeste, com 17 vitórias e 24 derrotas. E o pior: em crise interna e sem previsão de melhora a curto prazo.

Na exata metade da temporada regular, a situação dos californianos é delicada. Levando em consideração os números dos últimos anos, uma equipe precisa ter pouco mais de 50% de aproveitamento para garantir a oitava e última vaga nos playoffs. Ou seja, para se classificar, o estrelado time de Los Angeles precisa vencer 27 das 41 partidas restantes. Com isso, somaria 44 triunfos e 53% de aproveitamento.

Resumindo: o Lakers tem que vencer dois a cada três jogos para escapar da vexatória eliminação.

A folha salarial do Lakers, que conta ainda com Steve Nash, duas vezes eleito MVP, e Ron Artest, eleito melhor jogador de defesa em 2004, é de US$ 100 milhões (R$ 204 milhões). O Oklahoma City Thunder, finalista da última temporada e atual líder do Oeste, não chega a US$ 70 milhões (R$ 142 milhões). Dinheiro não garante o título no melhor basquete do mundo.

Foto:Danny Moloshok/Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *