[GUIA DA NBA] Oeste – Entre astros, mas em outra companhia

Publicado em

O superpivô Dwight Howard começa mais uma temporada no centro das atenções. Depois da novela sobre sua saída do Orlando Magic no ano passado, o líder de rebotes da liga protagonizou um dos maiores vexames da história da NBA ao formar um time de estrelas que quase deixou o Los Angeles Lakers fora dos playoffs. Sem cerimônias, Howard deu adeus a Kobe Bryant, Paul Gasol e Steve Nash e se juntou a outro grupo de astros no Houston Rockets, que no ano passado já havia contratado o armador Jeremy Lin e o ala James Harden.

O Rockets disputa a Conferência Oeste, que tem como favoritos o Oklahoma City Thunder e o San Antonio Spurs. Já que em time que está ganhando não se mexe, os dois grupos permaneceram praticamente os mesmos. O Thunder, finalista em 2012, aposta na velocidade do ala Kevin Durant e do armador Russell Westbrook e na força do espanhol Serge Ibaka no garrafão. Já o Spurs, com elenco cada vez mais velho, continua entre os mais perigosos, liderado por Tim Duncan (37 anos), Manu Ginóbili (36), Matt Bonner (33), Tony Parker (31) e Boris Diaw (31). Tiago Splitter deve continuar entre os titulares. Mas são dois jovens, que brilharam na final do ano passado contra o Miami Heat (derrota por 4 a 3), que podem fazer a diferença: Kawhi Leonard e Cory Joseph, ambos de 22 anos.

NA TRAVE, NÃO Depois de bater na trave nas últimas temporadas, o Los Angeles Clippers quer provar que não é um time que apenas dá espetáculos em quadra, mas também competitivo. Chris Paul arma o jogo para os “voadores” DeAndre Jordan e Blake Griffin, líderes em enterradas da NBA. Assim como na última disputa, o Clippers deve ofuscar o vizinho Lakers, segundo maior vencedor e um dos times mais populares da liga, que deve ser apenas figurante na Conferência – depois de quase ficar de fora dos playoffs, ele se reforçou apenas com o ala Nick Young (ex-Sixers) e depende de milagres de Kobe Bryant e Pau Gasol.

Os outros três favoritos aos playoffs do lado do Pacífico têm características parecidas: armadores velozes e garrafão forte. O Golden State Warriors, da jovem estrela Stephen Curry, se reforçou com os experientes Andre Iguodala (ex-Nuggets) e Jermaine O’Neal (ex-Suns). O Memphis Grizzlies manteve os fortes pivôs Marc Gasol e Zach Randolph e os armadores pontuadores Tony Allen e Mike Conley. Já o Denver Nuggets, do jovem armador Kenneth Faried, recebeu o reforço do baixinho Nate Robinson (ex-Bulls), de 1,75m.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *