Dois reis juntos

Publicado em

Roger Federer teve agenda cheia em sua passagem de cinco dias pelo Brasil. Além das três partidas e dos compromissos com o patrocinador, ele aproveitou para conhecer ídolos do esporte brasileiro. Depois de bater bola com Maria Esther Bueno e Guga, o suíço encontrou Pelé neste sábado, em São Paulo. Federer disse que ficou impressionado com a excelente forma do Rei do Futebol, de 71 anos, e sobre seu conhecimento e interesse por tênis.  O encontro motivou o suíço a fazer um belo espetáculo e a vencer o francês Jo-Wilfried Tsonga por 2 a 0 – 7/6 (3) e 6/3. Foi um duelo de encher os olhos e levantar o público. Neste domingo, Federer enfrenta o veterano alemão Tommy Haas e parte para o restante da turnê na América do Sul, passando por Argentina e Colômbia.

MARATONA Federer contou que, apesar do cansaço, gosta de andar, experimentar frutas e conhecer pessoas por onde passa. Porém, quer dormir um pouco mais no restante da turnê sul-americana.

COADJUVANTE DE LUXO Tsonga foi o coadjuvante perfeito para Federer mostrar todos seus golpes. Por se conhecerem bem – já se enfrentaram 11 vezes no circuito, com 8-3 para o suíço –, o jogo se encaixou. Mas se engana quem pensa que Tsonga passou despercebido. Ele cativou o público, entregou flores para uma torcedora, dançou e ameaçou sair de quadra quando Federer acertou uma belíssima paralela no segundo set.

VAI DEMORAR Apesar da interação, Tsonga não deve voltar tão cedo. Ele praticamente descartou participar dos torneios em saibro da América do Sul no início das temporadas. Ele prefere se preparar para Roland Garros na gira europeia, para ficar perto de casa. Também acha cedo para o Brasil pleitear um torneio grande – como ATP Finals, como cogitado. Segundo ele, com a Copa e Olimpíada, o país terá seus testes e poderá, então, ambicionar um torneio de expressão.

ESTRELA OFUSCADA A simpatia de Carol Wozniacki, Serena Williams e Victoria Azarenka ofuscou a passagem de Maria Sharapova, que deixou o país logo depois da partida sem conceder entrevista. Em partida que teve lampejos de jogo sério, mas que acabou esfriando, Azarenka (1ª do ranking) venceu Serena (3ª) por 6/3 e 7/5.SOLTEIRA Azarenka entrou em quadra dançando, arriscou várias embaixadinhas e, questionada sobre os homens brasileiros, elogiou-os e deixou escapar que está solteira. Candidatos?BIQUÍNIS O desejo de comprar biquínis no Brasil, revelado em sua chegada, marcou a passagem de Serena por São Paulo. Ela, que bateu bola com Federer no vão livre do Masp, disse que comprou vários biquínis e, sempre que escolhia um para a irmã, Venus, acabava ficando com a peça para ela. A piada foi a válvula de escape para Serena quando perguntada sobre o fato de vencer Slams, mas não ficar muito tempo no topo do ranking. “O que mais que preciso fazer para agradar? Cuidado, posso te visitar de biquíni hoje à noite.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *