Abdul-Jabbar lança romance policial sobre irmão de Sherlock Holmes

Publicado em

Do Divirta-se

Ele foi o jogador de basquete com maior pontuação da história da NBA, mas, atualmente, se dedica à escrita. Kareem Abdul-Jabbar, que também já foi ator, prepara-se para lançar seu nono livro. A carreira de escritor começou com uma autobiografia, lançada em 1983. Agora, termina sua primeira ficção, que terá como protagonista Mycroft Holmes, irmão mais velho de Sherlock Holmes. Na série original, Mycroft é descrito como um gênio, ainda mais inteligente que o irmão famoso.

‘Mycroft Holmes’ será o nome do romance. Nele, o autor conta a história de origem do irmão de Sherlock e relata todos os momentos de sua vida, desde que saiu da universidade até quando começou a trabalhar no governo britânico. Ele recebe uma missão, bem parecida com as do seu irmão: deve desvendar um mistério em Trinidad, na América Central. No destino, ele encontra elementos suspeitos, como a morte de crianças, desaparecimentos de pessoas e pegadas na areia viradas ao contrário, e começa uma saga em busca das respostas.

Abdul-Jabbar é um dos milhares de fãs de Arthur Conan Doyle e conta que começou a ler os romances na época da sua primeira temporada como jogador de basquete, há cerca de 40 anos. “Percebi que dava para ir além com esse personagem mais velho e mais inteligente, que tem esse status alto no governo britânico – na época em que a Grã-Bretanha era o país mais poderoso do mundo”, disse o autor, que escreveu o livro junto com a roteirista Anna Waterhouse.

GÊNIO Mas, Abdul-Jabbar e Anna mudam um pouco o enredo de como Sherlock descreve seu irmão na série de Doyle. Mycroft é retratado como um gênio pela sua capacidade de absorver conhecimento e é descrito pelo seu irmão mais novo como “o homem mais indispensável do país”, mas não teria a disposição necessária para ser um detetive: “Ele não tem ambição nem energia. Ele prefere que provem que ele está errado a se esforçar para mostrar que está certo. Várias vezes lhe mostrei um problema e ele me deu uma explicação que depois descobri ser a certa. Mesmo assim, ele é absolutamente incapaz de fazer um esforço pragmático”, disse Sherlock em ‘O intérprete grego’.

Gyles Brandreth, escritor inglês, sugeriu que essa personalidade – genial, mas preguiçosa – era uma alusão a Oscar Wilde, de quem Conan Doyle foi amigo. Adaptações da personalidade e da profissão de Mycroft são comuns em tributos à série. Em ‘Elementary’, adaptação contemporânea da história de Sherlock Holmes, Mycroft é retratado como um restauranteur londrino; nos quadrinhos, o personagem já foi um psicopata violento e um espião.

Algo que é constante em como ele é retratado, no entanto, é a sua rivalidade com Sherlock. Na série da BBC ‘Sherlock’, isso se transforma em um relacionamento quase infantil, em que Mycroft está sempre preocupado com o bem-estar de seu irmão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *