A um jogo da quebra de jejum histórico

Publicado em
Quebrar um jejum de 28 anos sem chegar à semifinal é o próximo objetivo da Seleção Brasileira Masculina de Basquete, que enfrenta a Sérvia amanhã, às 13h (de Brasília), em Madri, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Coincidentemente, a última vez que a Seleção chegou entre os quatro melhores foi justamente na capital espanhola, em 1986, quando a equipe de Oscar, Marcel, Maury, Israel e o mineiro Gérson terminou em quarto, perdendo para Estados Unidos e Iugoslávia nos dois últimos jogos. 
Se passar pelos sérvios, o Brasil vai em busca de uma medalha, que não vem desde o bronze na Filipinas – conquista que marcou o início da era Oscar e Marcel na Seleção então treinada por Ary Vidal. (Foto acima) 
Desde 1986, o time verde-amarelo não sabe o que é brigar pelo pódio. Em 1990, em Buenos Aires, até brigou pelas primeiras colocações, mas ficou em quinto, mesmo com Oscar alcançando a incrível média de 34,6 pontos por partida – um recorde histórico. De 1994 a 2006,  o Brasil sempre perdeu mais que venceu, culminando na campanha de quatro derrotas e apenas uma vitória no Japão’2006 – o pior retrospecto da história. No último Mundial, a equipe já treinada pelo argentino Rubén Magnano venceu três e perdeu três partidas. 
Domingo, o Brasil avançou com excelente vitória sobre a Argentina, por 85 a 65, voltando a ficar entre os oitos melhores do mundo depois de 12 anos. A Seleção já quebrou dois jejuns importantes na Espanha. Primeiro, voltou a vencer os argentinos em competições importantes. Os hermanos levaram a melhor em dois Mundiais (2002 e 2010), em dois pré-olímpicos (1997 e 2011), além da vitória nas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Londres’2012. 
Outro feito foi vencer duas seleções europeias em um mesmo Mundial, o que não ocorria desde Argentina’1990, quando superou Itália e Grécia. Na Espanha, o Brasil estreou com vitória sobre a França, por 65 a 63, na estreia, e venceu os sérvios, adversário de amanhã, por 81 a 73. 
Brasil em Mundiais
1950    4º
1954    Prata
1959    Ouro
1963    Ouro
1967    Bronze
1970    Prata
1974    6º
1978    Bronze
1982    8º
1986    4º
1990    5º
1994    11º
1998    10º
2002    8º
2006    16º
2010    9º

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *