QUANTA PICARDIA!

Antes houvesse simplesmente atividade de escambo no “bordel” próximo ao palácio da alvorada, mas não, o que acontece por lá é um complô visando minar o governo Bolsonaro e, como se não bastasse, proteger parlamentares criminosos de possíveis sanções penais, tal e qual sistematicamente vem acontecendo desde que a democracia foi restaurada em nosso país.

Cargos no executivo sempre foram usados para manter a estabilidade nas votações do legislativo, contemplam a base de apoio ao governo e são legítimos, mas transformar isso em chantagem é coisa de mentes doentias e criminosas.

A compra de apoio, seja com dinheiro lícito ou ilícito, envergonha e mancha qualquer procedimento que se diz democrático.       

Temos assistido nos últimos meses um lamentável debate, que mais deseduca do que contribui para o amadurecimento político dos cidadãos brasileiros.

Transformar discussões essenciais para um governo responsável e em benefício de toda a população em um deplorável espetáculo maniqueísta, reduzindo a gravidade do momento a decisões de interesses escusos e em benefício de uma minoria, desprezando a voz das ruas, é um crime contra o eleitor.

O que deve ser debatido é uma ampla reforma administrativa, que facilite a vida de todos os brasileiros, acompanhada da reforma jurídica que acabe com a sensação de impunidade e insegurança que vivemos.

O que temos assistido é o presidente buscando facilitar a vida dos cidadãos através da fiscalização rigorosa e aumento de programas sociais, conclusão de obras que se arrastam há muitos anos, eliminação da indústria de multas de trânsito, extinção do roubo chamado DPVAT,  combate efetivo à corrupção enquanto o congresso, em conluio com o judiciário, derruba portarias e decretos por interesses eleitoreiros e pessoais.

Simples, claro e direto o boicote a todas as ações do governo com a antecipação de prováveis candidaturas, três anos antes da data e que atropelam as eleições municipais do próximo ano.

Pura picardia!

Vergonhoso o balcão de negócios em que se transformou o congresso nacional. Há muito não se via tamanho desprezo ao eleitor.

E pensar que longe está uma solução pacificadora.

Valho-me do escritor e jornalista americano, Ambrose Bierce em sua obra O dicionário do diabo:

“A morte não é o fim. Sempre resta a briga pelo espólio”.

One thought to “QUANTA PICARDIA!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *