Cármem Lúcia liberou geral! Já que é para avacalhar, embora o carnaval esteja longe, a ala do STF espera que tudo termine em samba. Apostam na passividade do brasileiro

Se cuide, tem muito marginal nas ruas e é melhor agir com cuidado. Desarmados, sem apoio da justiça, polícia sem poder agir, o filho do Brasil querendo incendiar o país e os isentões como arautos da pacificação, não espere nada de bom.

Felizmente ainda resta a uma grande maioria de patriotas um sentimento de justiça, que não poderá ser apagado com a exaustão desse discurso, viciado e combalido, de acusar os adversários daquilo que você faz e propaga.

Com o advento das redes sociais a premissa de Goebbels de que uma mentira repetida exaustivamente se torna verdade foi sepultada de vez.

A verdade começa a prevalecer e a contagiar as antigas “massas de manobras”, que não recebiam informações corretas e sim  doutrinação carregada de viés ideológico, por docentes infiltrados na educação, desde o ensino fundamental até a pós graduação universitária.

Excessos existem em todos os lados, mas o bom senso é razão direta da informação correta e da isenção do informante. Despidos do radicalismo e da desinformação, sempre prevalecerá a vontade da maioria, que nunca poderá ser vencida, a não ser pela força.

As maiores batalhas da vida não são lutas com metralhadoras nem bombas. Todos estamos dentro de uma guerra espiritual. Essa guerra não pode ser vencida por força humana. Precisamos do poder de Deus.

Finalmente um país de esmagadora maioria cristã acordou e decidiu assumir compromisso com a verdade escancarada diante da enxurrada de mazelas escondidas há mais de duas décadas.

Para ilustrar este texto sugiro que assistam os vídeos a seguir. Apenas dois minutos capazes de corroborar o que aqui foi dito. 👇

7 comentários em “Cármem Lúcia liberou geral! Já que é para avacalhar, embora o carnaval esteja longe, a ala do STF espera que tudo termine em samba. Apostam na passividade do brasileiro

  1. Como pode alguém, como o fraco missivista, – dizendo o que não sabe – escrever tamanha asneira!

    Aqui nessas terras gerais, onde há montanhas, ainda que belas! – o horizonte de nossa gente, com raras exceções, se põe limitado….
    O que dizer, então, de um aventureiro…como o é o fraco escriba.

  2. Neimar; gostaria de sugerir a você que frequentasse. Algumas aulas de direito ,pois assim você não escreveria tanta bobagem. Depois de publicado o acórdão da decisão que mantém a constitucionalidade do artigo 5 em que define o transito e julgado,o mesmo têm que ser cumprido sem delongas

    1. A mesma sugestão faço a você para aprender interpretação de texto. A matéria não tem nada a ver com conhecimento jurídico e sim insegurança jurídica.

    2. Passa sim .A insegurança juridica passa pelo cumprimento das leis. Imagina se cada instância da justiça começar a descumprir uma decisão do STF , aí sim não haverá segurança jurídica..Será um verdadeiro cada um por si. Em relação a não saber interpretar um texto ,acho que minha interpretação do correta ,você é que não teve a humildade de aceitar a crítica ,, mantenho a sugestão para que você escreva sobre o que domina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *